Subscribe: Antigamente...
http://antigamente1900.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
agosto  avô  colecção postais  colecção  comentários  mais  meu avô  meu  não  parte  postais meu  postais  primeira 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Antigamente...

Antigamente...



Postais e fotos de tempos que já lá vão.



Updated: 2018-03-29T17:58:57.651+01:00

 



9 Comentários

2010-09-22T21:05:25.673+01:00

Monção

"Monção e vários 1930" escreveu o meu avô num envelope onde guardou vários postais. Eram postais de várias localidades; mas ignoro se 1930 seria a data em que comprou os postais ou a data em que os arrumou neste envelope. O postal com a imagem do hospital civil tinha mesmo de constar desta colecção. Afinal ele era médico.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



6 Comentários

2007-04-03T09:19:23.611+01:00

BatalhaDo espólio do meu avô, mais um pequeno livrinho com várias ilustrações, desta vez sobre a Batalha. Desconheço a data em que tenham sido impressos, ou mesmo adquiridos. Imagino que sejam do final do Séc. XIX ou início do Século XX.Noto que se trata de uma colecção semelhante à de Sintra, que já publiquei neste blog.[...]



1 Comentários

2007-02-21T13:58:50.930+00:00

Peniche (1921)Uma colecção de postais e um postal avulso enviado por um amigo.Fico com a impressão que o meu avô gostava das ondas do mar.[...]



8 Comentários

2007-01-10T18:59:41.754+00:00

SintraEntre os postais do meu avô encontrei um pequeno livrinho com uma dúzia de ilustrações sobre a vila de Sintra. Desconheço a data em que tenham sido impressos ou mesmo adquiridos. Imagino que sejam do final do Séc. XIX ou início do Século XX.Não pude deixar de lembra o episódio d'Os Maias em que o Carlos da Maia vai com um amigo até Sintra. O cenário seria muito parecido com este.No interior do livro de imagens o meu avô deixou estes dois postais.[...]



21 Comentários

2007-01-09T22:56:44.837+00:00

Figueira da Foz (1917)Duas colecções de Postais antigos da Figueira da Foz (adquiridos em 1917), aos quais o meu avô juntou outros dois recebidos anos mais tarde.Um postal de 1933:E outro postal de 1949:[...]



9 Comentários

2007-01-09T22:57:04.824+00:00

Aveiro (1917)Nesta colecção de postais antigos de Aveiro destacam-se alguns que estão assinalados como "Belas Artes em Portugal - Aveiro". Desconheço a que museu se refiram, mas a presença destes postais no meio desta coleção indiciam que o meu avô terá apreciado algum museu em Aveiro.[...]



4 Comentários

2006-10-17T09:22:29.040+01:00

Penafiel (Agosto-1926)

Postais antigos de Penafiel.
Como se lê no envelope, é de acreditar que estes postais tenham sido comprados em 1926, durante alguma viagem do meu avô pelo norte do país.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



8 Comentários

2006-09-14T09:26:13.790+01:00

Vizela (Agosto-1926)

Mais uma colecção de postais; desta vez, Vizela.
Como se lê no envelope, é de acreditar que estes postais tenham sido comprados em 1926, durante alguma viagem do meu avô por aquela localidade.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



10 Comentários

2006-07-13T10:48:08.883+01:00

Águeda (Janeiro-1917)Continuando com as colecções de postais do meu avô. Agora uma colecção de postais adquiridos em Águeda.[...]



2 Comentários

2007-01-09T22:58:44.644+00:00

S. Miguel (Agosto-1922)
(2ª parte)

A segunda parte da colecção de postais da ilha de S. Miguel nos Açores.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



4 Comentários

2007-01-09T22:59:39.070+00:00

S. Miguel (Agosto-1922)
(1ª parte)

Continuando com as colecções de postais do meu avô. Desta vez a ilha de S. Miguel nos Açores.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



1 Comentários

2006-04-12T15:33:34.840+01:00

Terceira (Agosto-1914)

Outra colecção de postais do meu avô. Desta vez a ilha Terceira nos Açores.


(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



1 Comentários

2006-03-24T13:46:01.890+00:00

Faial e Pico(Agosto-1914)
2ª parte

Aqui fica a segunda parte da colecção de postais dedicadas ao Faial e Pico.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



4 Comentários

2006-03-13T18:29:11.536+00:00

Faial e Pico(Agosto-1914)
1ª parte

Aqui fica a primeira parte de outra colecção de postais dedicadas aos Açores. Esta é sobre o Faial e o Pico. O traço a vermelho sobre o postal com o mapa das ilhas do grupo central sugere que o meu avô terá feito aquele percurso no verão de 1914.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



7 Comentários

2006-02-21T09:38:32.856+00:00

Graciosa (Julho-1914)

Mais uma colecção de postais do meu avô. Desta vez a ilha Graciosa nos Açores.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



6 Comentários

2006-02-03T09:37:54.130+00:00

Flores e Corvo (Agosto de 1914)(2ª parte)A segunda parte da colecção de postais dedicados às ilhas das Flores e do Corvo.[...]



12 Comentários

2006-01-27T13:56:59.630+00:00

Flores e Corvo (Agosto de 1914)(1ª parte)Entre as recordações do meu avô encontram-se colecções de postais de várias ilhas dos Açores. Hoje fica aqui a primeira parte de uma colecção dedicada às ilhas das Flores e Corvo. Pela indicação manuscrita, entendo que esta colecção terá sido adquirida em Agosto de 1914. Quanto às circunstâncias em que foi adquirida, falarei disso noutra ocasião.[...]



4 Comentários

2006-01-03T09:56:52.633+00:00

Irun (País Basco)

Local de passagem do C.E.P. em 1919, no regresso de França. Segundo o meu avô, foi ali que foram roubadas várias malas de membros do C.E.P. Mas após meses nas trincheiras, após terem conseguido sobreviver ao morticínio, que valor teriam as malas?

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



2 Comentários

2005-12-22T10:55:23.270+00:00

Postais da Enfermagem

Não imagino o que seria uma enfermaria, ou um posto médico, próximo da linha da frente na Primeira Guerra Mundial. A primeira imagem que me ocorre é um episódio do filme "A Oeste Nada de Novo" onde se tenta mostrar o sofrimento e o desespero de tantos soldados feridos, estropiados e agonizando. Provavelmente o ambiente era tão intenso que só quem o sentiu poderia dar alguma descrição mais realista.

Este pequeno conjunto de seis postais cuidadosamente guardados pelo meu avô num envelope onde escreveu a palavra "Enfermagem", tentam expor uma imagem poética e fantasista do ambiente vivido pelos soldados feridos ou mutilados. O valoroso soldado está sempre amparado, ou é acarinhado, por uma ou mais enfermeiras "tipo boneca".

Em cada postal uma farda diferente, identificando diferentes nacionalidades que combatiam pelos aliados. Era o sofrimento que se abatia sobre todos.

Não sei em que circunstâncias o meu avô terá obtido estes postais. Imagino que estivessem relacionados com alguma campanha de recolha de fundos, mas é apenas uma suposição a 90 anos de distância.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



0 Comentários

2005-12-11T16:44:44.210+00:00

Paris [...]



0 Comentários

2005-11-29T09:44:27.450+00:00

Versailles, Bethune e Saint-OmerAmostras de outros conjuntos de postais franceses do meu avô.[...]



0 Comentários

2005-11-20T22:14:06.486+00:00

Wimereux e Calais

Mais algumas imagens de dois blocos de postais.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)



1 Comentários

2005-11-04T11:03:43.850+00:00

Brest e Arras

Imagens de dois blocos de postais sobre duas localidades francesas. Brest foi o local de desembarque do primeiro contngente do CEP. Arras foi alvo de um violento bombardeamento alemão.

Infelizmente não posso mostrar aqui todos os postais; para isso teria que retirá-los dos blocos (e eu não quero destruir estas relíquias do meu avô).

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)


(image)

(image)

(image)

(image)



0 Comentários

2005-10-22T12:34:55.126+01:00

Paris-Plage

Das recordações dos tempos vividos em França durante a primeira Guerra Mundial encontrei no "espólio" do meu avô vários blocos de 24 postais com imagens alusivas a diversos locais de França. Hoje ficam aqui imagens de Paris-Plage.

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)

(image)


(image)



3 Comentários

2007-01-09T23:04:25.387+00:00

Em CampanhaA noventa anos de distância, as recordações do meu avô na no CEP, Flandres, vão-se diluindo no esquecimento. Das histórias de um homem tão conversador, restam agora pequenos episódios avulso sobre a vida na frente ocidental. São pequenas histórias, como a da primeira noite em solo francês, após o desembarque em Brest, quando dois soldados morreram de frio. Ou como aquele bombardeamento, durante o qual o corpo médico se protegia num abrigo, e houve um enfermeiro que se levantou e disse que "ia só espreitar". Assim que abriu a porta do abrigo caiu atingido por um estilhaço. "Arrastei-o para dentro. Já estava morto." Ou ainda a história do militar português, provavelmente inexperiente, que estava na trincheira e queria espreitar para o lado alemão. Colocou dois sacos de areia e espreitou por entre eles. Foi imediatamente atingido por um tiro certeiro.Mas outros episódios são espantosos. Toda a logística foi um enorme problema para o exército português. As rendições não se faziam, escasseavam as roupas, as munições e os alimentos. E numa dessas pausas de guerra (que os militares dizem ser intermináveis), enquanto os homens de ambas as trincheiras se espiavam, alguém na trincheira portuguesa gritou “Olha um coelho!”. De imediato, vários soldados portugueses, em grande alarido, saltaram da trincheira em perseguição ao coelho. Do lado alemão, nenhuma arma disparou. Alguns oficiais portugueses, que ficaram na trincheira, perceberam o espanto dos alemães ao verem aquela algazarra e agitação do lado português.E depois, há também a história pitoresca da visita do Príncipe de Gales a um aquartelamento português. Consta que o oficial da guarda não o reconheceu e lhe terá impedido a entrada. Quando o visitante se identificou como Príncipe de Gales, o oficial português terá respondido "Pois eu sou o Rei de Inglaterra!". Uns dias mais tarde, o Príncipe de Gales, numa recepção a oficiais portugueses, reconheceu o homem que lhe tinha proibido a entrada. Cumprimentou-o com um "How are you, daddy?"O único relato em primeira mão que hoje me chega é um postal enviado aos pais em Maio de 1917, que revela as suas impressões.Em Campanha 11-5-1917Queridos paisRecebi há dias carta de casa. (...) Junto envio o meu retrato armado em guerra.Por enquanto isto por aqui não é muito mau se bem que já haja muitíssimo calor, e para este não estamos prevenidos.Envio também um (...) com o meu colega, se a correspondência toda lá chegar, (...) que me não tenho esquecido de escrever. A minha madrinha escreveu-me todos os dias, manda-me jornais.Por entre as saudades de casa e os dramas da vida na frente, a sorte acabou por sorrir ao meu avô. Desde a campanha em África, que não tinha uns dias de licença. Expôs a situação aos superiores que o autorizaram a vir a Portugal nos primeiros dias de Abril. No dia 9 de Abril de 1918, os alemães massacraram as linhas portuguesas.[...]