Subscribe: TERRA & FOGO
http://terrafogo.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
ainda  dos  entre  estrada  fogo    mais  medo  noite  nos  não sei  não  palavras  quando  quem  quero  sem  ser  tempo  terra  ver 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: TERRA & FOGO

TERRA & FOGO



“Não há nada mais poderoso do que uma ideia cujo momento chegou” Victor Hugo



Updated: 2015-09-16T17:34:30.978+00:00

 



Beijos...

2008-12-09T12:17:30.762+00:00

(image)


Há palavras que nos beijam. Canta Mariza, recitando Alexander o´Neill. Como se tivessem boca. Continuam. Palavras de amor, de esperança, de imenso amor, de esperança louca. os olhos fitam o chão. De repente coloridas entre palavras sem cor, esperadas inesperadas como a poesia ou o amor. e os olhos marejados de água, deixam de ver de turvos que se encontram. o nome de quem se ama letra a letra revelado no mármore distraído no papel abandonado. e bolas como me apetece um cigarro... já lá vai tanto tempo que não fumo... quem me dera pôr numa lufada de fumo toda alma que me possui... Palavras que nos transportam aonde a noite é mais forte, ao silêncio dos amantes abraçados contra a morte. Porra. e não é que no caminho da vida não pudemos olhar para trás?



Beijos...

2008-12-09T12:17:30.911+00:00

(image) No fundo, tenho medo. Medo de te voltar a ver. Medo de que as minhas mãos voltem a ser mãos outra vez e disparem dos pulsos para te despentear o cabelo e apertar-te os nós dos dedos, entalando-te as falanges como se fosses criança a quem cuidasse de atravessar a rua. Medo de que o meu corpo se lembre da fome que te teve e se queixe ruidosamente, como um estômago vazio; de que me dês água na boca e que de deserto árido passes a fonte de trevas com neptunos sumptuosos e fundos forrados a desejos. Medo de pensar que não te vejo desde ontem e de por isso não te rever, saudosa, antes achando que nunca nos fomos e que ainda nos damos as mãos, algures por Paris.
in umamoratrevido.blogspot.com




U2

2007-09-29T20:28:14.606+00:00

(object) (embed)

e a musica desprendia-se do rádio, acompanhando a chuva que ao cair na vidraça, dificultava a conduçao, nesta primeira noite de verdadeiro Outono.
A semana dificil terminara. O cansaço do corpo deixou espaço à alma para divagar ao som dos acordes e da letra, finalmente percebida daquele que foi seu hino de juventude.
As luzes incandescentes dos farois cruzavam a estrada.
"baby, can we still be friends"
"Fogo"




Paradoxo

2008-12-09T12:17:31.045+00:00

(image)
..ou o prazer de saber que quem vê caras não vê corações ou, ainda, numa linguagem menos "kitsch" a compreensão de como a descoberta do outro é, apenas, um processo...sem sucesso garantido à partida. Uma "never ending story" com um "moving target".
.
...em inglês e tudo que é para aprenderem!..

.
Esta noite eu quero cantar,
Dançar e voar, E..
Quero ver luzes, muitas
Quero ser um pássaro,

Quero ver os peixes a bailar
E as ideias a gritar
Quero voar para, até ver,
O mar pegar fogo
E tipo, incendiar,
Até a luz, a luz me cercar
E eu voltar pró meu lugar.

"Criatura da Noite" - Entre Aspas



Jorge Palma

2007-09-21T10:27:29.273+00:00

(object) (embed)




O que faria eu com tanto dinheiro?

2008-12-09T12:17:31.259+00:00

(image)
Um homem reformado residente em Hameln, na baixa Saxónia, Alemanha, deslocou-se à entidade promotora da lotaria, em Hanover, para informar que não queria os 2.900.000 euros, escreve a Ananova.
«O que faria eu com tanto dinheiro? A minha esposa também está velha, os meus pais já faleceram, eu não tenho nenhuma criança e nenhum outro parente. Eu não quero o dinheiro», disse o reformado. O homem adiantou que só comprou a lotaria porque tem uma ex-mulher que gostava de jogar.
Os responsáveis pela «Lottery» estão ainda a tentar persuadir o homem a ficar com o dinheiro.





Damos um tempo...

2008-12-09T12:17:31.465+00:00

...quando precisamos de espaço




Dar um tempo

2008-12-09T12:17:31.614+00:00

(image) É aquilo a que chamo o cúmulo da generosidade.

"Terra"



Encerrados para descanso do pessoal

2007-07-24T11:05:30.280+00:00

TerraFogo vai de férias....

....Até breve



Onde estás?

2008-12-09T12:17:31.812+00:00

(image)
onde anda a terra?





Verão chuvoso

2008-12-09T12:17:32.069+00:00

(image)

Que raio de Junho.... que raio de Julho.


Enquanto as mornas chuvas de verão escorrem pela vidraça, entrevejo pela garoa da manhã as recordações de verões quentes, perdidos em longos dias de férias.
Entre as mentiras de inxistência de TPF (para quem não sabe trabalho para férias, normalmente composições com os originais temas do que quero ser quando for grande, as minhas férias, o meu cão...) e joelhos esfolados.


Os dias que passavam a correr pelos lanches da tia, pães com marmelada engolidos entre jogos do elástico, escondidinhas e cabra cega!... já hora do banho? e depois o saboroso jantar, enquanto o sono teima em chegar!


Verões em chuva, sem frio, sem pedófilos, sem televisão, sem computador, sem super protecção!


que raio de Verão se pôs agora.




ANA CAROLINA E SEU JORGE

2007-06-21T19:30:32.859+00:00

(object) (embed)

em pré-S. João... deixo uma musica para ser ouvida ao ar livre, sob as estrelas...




Porquê na Ota?

2007-06-21T18:42:24.527+00:00

(object) (embed)




Sarkozy G8

2007-06-20T10:11:14.662+00:00

(object) (embed)




Mandamentos na estrada

2008-12-09T12:17:32.401+00:00

(image)


Já não nos bastava o Código da estrada, as operações STOP e os radares, agora tambem a sombra do pecado paira sobre os condutores incautos... está decidido, ando de metro!

A lista dos mandamentos :
1 - Não matarás;

2 - A estrada deve ser uma via de comunicação entre pessoas e não um meio mortal;

3 - Cortesia, respeito e prudência irão ajudar a lidar com acontecimentos imprevistos;

4- Seja caridoso e auxilie o próximo na necessidade, especialmente as vítimas de acidentes;

5 - Os carros não devem servir como uma expressão de poder e dominação, nem como motivo de pecado;

6- Convença caridosamente os mais jovens e os não tão jovens a não conduzirem quando não estão em condições para tal;

7- Ajude as famílias vítimas de acidentes

8- Reúna os motoristas culpados e as suas vítimas, quando chegar o tempo apropriado, para que eles possam passar pela experiência libertadora do perdão;

9- Na estrada, proteja os mais vulneráveis;

10- Sinta-se responsável pelos outros.



Valores

2008-12-09T12:17:32.590+00:00

(image)


Porque neste mundo a única medida de valores é a que resulta do contraste. Em si, nada existe.


Melville, in Moby Dick


"Fogo"



Moby-Porcelain

2007-06-15T19:24:18.370+00:00

(object) (embed)




Será ainda?

2008-12-09T12:17:32.781+00:00

(image)



Rótulos....

2008-12-09T12:17:32.956+00:00

(image)



...quase

2008-12-09T12:17:33.168+00:00

(image)

(...)

É um nao querer mais que bem querer;

é um andar solitário entre a gente;

é nunca contentar-se de contente;

é um cuidar que ganha em se perder.


É querer estar preso por vontade;

é servir a quem vence, o vencedor;

é ter com quem nos mata, lealdade.


(...)

Luiz Vaz de Camões

"Fogo"



Ora...

2008-12-09T12:17:33.287+00:00

(image)


Aquela triste e leda madrugada,

cheia toda de magoa e de piedade,

enquanto houver no mundo saudade

quero que seja sempre celebrada.


Ela so, quando amena e marchetada saia,

dando ao mundo claridade,

viu apartar-se d'uma outra vontade,

que nunca podera ver-se apartada.


Ela so viu as lagrimas em fio

que d'uns e d'outros olhos derivadas

s'acrescentaram em grande e largo rio.

Ela viu as palavras magoadas

que puderam tornar o fogo frio,

e dar descanso as almas condenadas.


Luiz Vaz de Camoes


"Fogo"



Velázquez

2008-12-09T12:17:33.469+00:00

(image) ...e as meninas.

"Terra"



...quase

2008-12-09T12:17:33.741+00:00

(image) Prometi a mim mesmo. É hoje. Hoje regresso a esta casa, à escrita, obrigo-me a olhar para mim...a parar, a deixar de fingir.
.
As esquinas do destino pregam-nos partidas, oferecem-nos surpresas e, cruéis, não deixam de aproveitar o momento em que, com uma força superior, nos demonstram a nossa falibilidade. Levo a vida como um batel que enfrenta a onda...uma e outra e outra, ainda...ao fim do dia estou mais forte, embora esse acréscimo de força esteja cativo do cansaço.
.
É esta a injustiça.
.
Não sei se me faço compreender. Também de pouco importa. A inteligibilidade das palavras que expulso, em batidas ritmadas, é veneno puro para a almas sensíveis.
.
Hoje usava bem aquela espreguiçadeira que me deste para as minhas leituras de verão. Poisava-a num qualquer deserto andino e deixava-me secar. Como um cigarro que não fumo, um whiskey que não bebo ou como um livro cuja mensagem não decifro.
.
...como as memórias que desisti de viver.
.
"Terra"



Quem está aí?

2008-12-09T12:17:34.004+00:00

(image)
"Fogo"



1 Comentários

2008-12-09T12:17:34.128+00:00

(image)
Deixei a luz a um lado e numa beira

da cama em desalinho me sentei,

sombrio, mudo, os olhos imóveis cravados na parade.

Que tempo estive assim?

Não sei;

ao deixar-me a horrível embriaguez da dor já expirava a luz,

e na varanda ria o sol.

Não sei tão-pouco

em tão terríveis horas em que pensava ou que passou por mim;

recordo só que chorei

e blasfemei

e que naquela noite envelheci


Gustavo Adolfo Bécquer


"Fogo"