Subscribe: Estranho Amor
http://estranhoamor.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
ainda  allowfullscreen frameborder  allowfullscreen  embed  era  fosse  frameborder    livro  mais  não    youtube embed  youtube 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Estranho Amor

Estranho Amor





Updated: 2015-11-29T14:10:04.713+00:00

 






Descendência.

2013-09-17T19:59:01.903+01:00

Quem não tem filhos por opção não sabe o que perde.

É como viver a vida inteira numa casa e nunca abrir a porta da sala mais bonita e solarenga.

Com os anos, há uma palavra que se vai formando na varanda dessa divisão e que se vê por quem está de fora: arrependimento.




Não sei de que terra sou.

2013-07-10T22:26:03.119+01:00

Tudo muda. O meu filho já não é um bebé, o combóio chega cada vez mais cedo, o sofá está mais mole e as paredes mais amareladas.

O que ontem era liso hoje está relaxado. Só a minha memória continua a mesma mas mais ocupada porque tenho que me lembrar de tudo. E cada vez é mais porque as coisas estão mais lonje de mim e do que parecia perfeito.

As coisas inabaláveis levam encontrões e a velhice vai aterrando como o pó que só se vê ao Domingo de manhã com o sol.

Até o Painel de Alcântara acabou bem como as suas pataniscas. E o português atabalhoado do senhor Manuel, para onde irá?




2013-06-20T14:12:15.650+01:00





2013-01-18T18:34:22.539+00:00

width="500" height="281" src="http://www.youtube.com/embed/JhkZGqkIjPg" frameborder="0" allowfullscreen>




Feliz Natal.

2012-12-18T23:18:10.271+00:00

Gosto do Natal. As compras, as luzes e as mesas postas põem-me bem. Desde novo que é importante para as famílias por onde tenho passado e que são as minhas.

Recordo as pessoas, as noites e os dias com cozinhas azafamadas, com a boa disposição típica do depois das refeições.

É bom como as coisas boas que por o serem se transformam em clichés.



À sombra das 50 sombras.

2012-11-26T13:58:17.791+00:00

Já muito se disse sobre o livro as 50 sombras de Grey de E. L. James, o livro mais vendido do ano e um fenómeno com fãs capazes de esgotar as sessões de autógrafos que a autora vai distribuindo pelos países onde a obra é lançada.

 Já li partes do livro e, não tendo intenção de fazer crítica literária, percebi que a escrita é básica e simples, o que até poderia ser favorável se o argumento fosse bom. Não sendo o caso, resta-nos tentar perceber o que as pessoas tiram do livro e as razões para o seu sucesso. Na minha opinião esta obra disponibiliza ao público (maioritariamente feminino) estímulos sexuais disfarçados de escrita e, como tal, melhor aceites pela sociedade.

À partida, sou a favor do que desperta sensações desta natureza, como tal, tenho uma opinião favorável deste livro. Tudo o que contribui para melhorar a cabeça e as relações das pessoas com elas próprias ou com outros é positivo.

Enquanto livro pode não prestar, mas é uma grande coisa como objecto de sensações psicológicas e físicas para algumas pessoas. Para o que é, basta.



Vai lançado.

2012-11-16T14:20:31.366+00:00

Continuo rever textos e reparo que quanto mais recentes, menos trabalho dão. É como se fosse qualquer coisa que requer manutenção, quanto mais velha mais precisa. Só que esta não ganha folgas com o tempo - uma vez afinada, para sempre afinada.



Revisões.

2012-11-16T14:22:53.817+00:00

Quando comecei este blogue não sabia escrever. Sentia o que escrevia, mas não sabia como fazer um texto decente.

Este blogue quase não tinha leitores no início, e ainda bem. Depois teve muitos e ainda bem também. Houve uma altura em que o seu sucesso ultrapassou em muito as minhas expectativas. Hoje tem mais visitas do que as que merece porque não o actualizo como devia (ainda assim, obrigado).

Contudo, revi e continuo a rever os post iniciais para deixar os escritos correctos, pelo menos. As primeiras imagens perderam-se por vicissitudes informáticas, mas os textos continuam como eram, ou revistos para melhor.

Aprendi muito desde 2003.




2012-10-19T13:21:01.888+01:00

allowfullscreen="allowfullscreen" frameborder="0" height="281" src="http://www.youtube.com/embed/AyYWpk3CqJU?rel=0" width="500">



Insegurança.

2012-09-10T14:03:50.475+01:00

- Estás tão bonita com esta luz.
- Se calhar no escuro ainda fico mais.




2012-08-06T14:44:36.075+01:00

allowfullscreen="allowfullscreen" frameborder="0" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/V6hKNZ4wX0o" width="560">



Estás a brincar.

2012-04-29T23:36:10.249+01:00

É engraçada a idade em que uma pessoa ainda não é adulta mas também já não é criança. Diria que, em geral, isto acontece por volta dos 12 anos mas não se estende para a adolescência. Esta é a fase em que os baloiços dos parques de Domingo começam a parecer pequenos apesar de ainda serem convidativos. É por aqui que também acontece o fenómeno de invejar presentes de Natal para os mais novos mas não se pode demonstrar.

Foi assim que vi uma adolescente a brincar com um bebé. Se fosse um boneco era mau porque já não tinha idade para brincar, se fosse verdadeiro era terrível porque ainda não tinha idade, só. Fiquei confuso por instantes e não consegui perceber onde se enquadrava o que vi.

Penso que era um menino, de plástico, composto. Sim era um corpo com cheiro a borracha e não a bebé. Na minha cabeça pelo menos era assim, e na da menina também.



Conversa de sofá.

2012-04-11T17:40:22.202+01:00

- O sucesso de um jantar mede-se pelas conchas e caroços de frutos exóticos que encotramos no lixo.

- O das músicas é quando tocam no tempo de espera da linha das finanças.



A vida de um homem.

2012-02-29T12:09:00.610+00:00

- Sabes, não sei o que hei de fazer.
- Tu tens é demasiadas mulheres a mandar em ti.



A primeira lança.

2012-02-03T00:21:27.068+00:00

Foi ensinar o filho a usar um canivete e a primeira coisa que fez foi cortar um dedo. Como se fosse uma ilustração do que não fazer.

A vergonha chegou com as pingas de sangue e com as palavras de conforto com 10 anos de idade ou inexperiência.

Não faz mal abrir um dedo ou uma recordação de como deve ser um pai ou um pau.



Serviço.

2012-01-21T22:30:31.698+00:00

Que se passa contigo, que só me preocupas? Perdeste o controlo da fórmula e agora caem os pratos todos ao mesmo tempo? Tens que salvar alguns mas só tens duas mãos e nenhuma cabeça.

Agarra um qualquer, não te magoes, cuidado com os pés. São cacos que pisas, nada de mais. Pena a tua vida estar aqui a passar. Mas amanhã já estará tudo limpo.

Vais ver: os pontos na mão serão dados com mil cuidados por um homem novo.



Uma luz sobre o verbo suportar:

2012-01-17T11:23:59.319+00:00

width="480" height="270" src="http://www.youtube.com/embed/h-yAOlnGtxs?fs=1" frameborder="0" allowfullscreen="">



Infinitos.

2011-12-29T14:15:45.364+00:00

Sofro do síndrome da página em branco mas ao contrário - fico fascinado com as possibilidades que podem ir ali parar. A folha em branco é o que eu quiser e o que conseguir. E se não for nada de jeito, foi o que me ocorreu.

A folha em branco é o chão sem nenhuma pegada nem ramo, o sono sem sonhos - e eu gosto de dormir sem sonhar com nada.

É valiosa como um dia a mais.



"Prefiro ter o homem certo,

2011-12-27T12:28:02.671+00:00

do que o casamento certo" - Anna Smith para Mr Bates ao entrarem numa igreja.

Esta e outras frases com o mesmo calibre na série Downton Abbey.



Estranho Amor?

2011-12-06T10:29:39.883+00:00

src="http://www.youtube.com/embed/uZ7JKmcLTsI?fs=1" allowfullscreen="" frameborder="0" height="270" width="480">

A ver por quem se interessa pelo assunto.



Desculpem a insistência.

2011-12-02T11:25:32.257+00:00

src="http://www.youtube.com/embed/fPb6O52_rYU?fs=1" allowfullscreen="" frameborder="0" height="270" width="480">

Mas é isto mesmo que quero partilhar. E, por favor, antes de ver preocupem-se com a qualidade e volume.



O homem perfeito.

2011-11-05T22:56:24.424+00:00

Li uma lista que tinha os 26 requisitos para isto. Nenhum era importante, todos agoniavam.

Já morreu quem os pôs por escrito.

Mas o tal sujeito não. 



8º Aniversário.

2011-10-31T09:59:01.095+00:00

Faz hoje 8 anos
Se fosse um cão
estaria mais para lá do que para cá
como blogue
não sei se é muito se não.

Nada como um pouco de poesia à la minute para comemorar.



Ano de 2003 revisto.

2011-10-20T13:56:35.579+01:00

Acabei ontem de rever os posts de 2003. Tirei advérbios, adjectivos, e pronomes. Os anos passam e a preocupação com os excessos aumenta.

Truque para perceber os que foram revistos: Os títulos estão num corpo de letra maior (igual aos actuais).