Subscribe: CANTO AZUL AO SUL
http://cantoazulaosul.blogspot.com/rss.xml
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
ainda  belenenses  clube  dos  ele  equipa  euros  foi  futebol    mais  milhões euros  nos  não  pela  ser  ter 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: CANTO AZUL AO SUL

CANTO AZUL AO SUL



Um espaço aberto a reflexões sobre a Vida do Clube de Futebol "Os Belenenses"Um blogue de Luís Oliveira



Last Build Date: Mon, 25 Mar 2013 13:21:32 +0000

 



Exigem sem ter atingido os objectivos básicos???

Tue, 18 May 2010 19:43:00 +0000

Carissimos(as).

É com enorme revolta que ao ler a imprensa desportiva de hoje (jornal Rcord) verifico que temos um plantel recheado de jogadores sem valores, não desportivos, pois esses já sabemos qual foi o resultado, refiro-me sim aos valores morais.

Durante toda uma época inteira passearam o seu perfume, vaidade, cabelos espetados, tatuagens, já que jogar foi pouco, e chegamos ao final de época em que vos recordo que descemos, como consequência os ordenados dos meninos obrigatoriamente serão reduzidos, e encontrando-se em falta o pagamento de dois salários em que o clube já assumiu o compromisso de que o 1º será liquidado em 24/05 e o segundo em inicio de Junho, os chamados meninos não querem e então exigem o pagamento, ou que o clube pague a totalidade dos sálarios antes do final de Junho ou então não assinam a declaração que permite ao Belém inscrever-se nas provas profissionais., porra...desculpem a expressão mas é isto que me vai na alma.

Nós, enquanto trabalhadores de empresas privadas, auferindo muitos, rendimentos anuais que não chegam em muitos casos ao rendimentos de 2 ou 3 meses de alguns meninos que passearam durante um ano com a camisola do Bélem emos que cumprir com os objectivos e caso não os cumpramos sofremo-lo na pele e estes inergrumes exigem e mais uma vez porra... desculpem novamente.

Meus amigos desculpem-me o desabafo, mas acho que os nossos responsáveis deverão ter pulso firme com estes meninos, e entendo que o nosso Belém não precisa de jogadores com esta postura, vamos corrigir no futuro e resolver o agora...se não assinam que se pague o que se deve de qualquer forma e vão para terra deles plantar batatas...se o souberem fazer.

Esta foi a noticia que me deixou também a mim com os cabelos em pé...PORRA

Belenenses está a ter imensas dificuldades para chegar a acordo com os jogadores tendo em vista a regularização da situação salarial. A SAD dos azuis está a negociar com os atletas, mas estes têm sido irredutíveis: sem receberem os ordenados em atraso não assinam o documento a atestar a inexistência de dívidas. Ora, essa posição de força ameaça inviabilizar a pretensão de o clube do Restelo inscrever a equipa de futebol na Liga até ao próximo dia 24.
A menos de uma semana do final do prazo para a apresentação dos pressupostos financeiros, a esmagadora maioria dos futebolistas não está a aceitar as condições apresentadas pelos dirigentes. Vários jogadores, que pediram anonimato, garantiram a Record que não vão assinar qualquer documento sem receberem o total em dívida, ou seja, os últimos 3 meses de ordenado.
Alguns ainda não partiram para férias, pois aguardam a resolução do problema. Caso o Belenenses venha a falhar o cumprimento dos pressupostos, os atletas poderão renegociar os contratos de outra forma, ou mesmo ficarem livres.
Exceção
Um dos jogadores contactados pelo nosso jornal garantiu que apenas os mais jovens do plantel aceitaram as condições apresentadas pela SAD, ou seja, receberem um mês e assinarem o documento a atestar que têm os ordenados em dia com a promessa de receberem os outros dois meses a 5 de julho. Algo que não colhe junto da maioria.



Yes we can... Salvar o Belém

Thu, 13 May 2010 21:03:00 +0000

Caros visitantes.Foi com elevada amargura que hoje recebi informações preocupantes do estado do nosso Belenenses, como tal sinto obrigação aqui neste espaço de publicar partes dessas informações(algumas delas já públicas), como forma de sensibilizar todos aqueles que nutrem um carinho pelo Belenenses. Como tal inicio com a seguinte frase que a mim me diz muito. "Há Homens que lutam um dia e são bons, há Homens que lutam um ano e são melhores, há Homens que lutam toda a vida e são imprescindiveis." Bertolt Brecht - poeta alemão Isto para vos dizer que o Belenenses com certeza que é um clube com Homens, com ideias e capacidades para conduzir os destinos do clube do nosso coração pelo caminho certo. Como tal, venho dar-vos a conhecer um novo movimento de sócios no sentido de tentar minorar as dificuldades sentidas pelo nosso clube. Na verdade este movimento, pode mesmo ajudar e muito, num curto espaço de tempo, a inscrição e negociação de contratos com alguns jogadores de forma a inscrever a equipa na próxima época... Partilho com todos vós por nutrirem o mesmo amor que eu, algo que vai ser apresentado amanhã numa conferência a porta aberta. Foi criada uma conta corrente no Banco Montepio Geral, onde sócios, simpatizantes ou simples amantes do desporto, possam contribuir por esta causa que é o Belenenses. Um clube com 90 anos de história, por onde já passaram muitas celebridades, onde se vive o dia-a-dia com muita alegria, cheio de juventude nas diversas modalidades, mas acima de tudo, um clube que deu muito ao país, que sempre honrou o seu nome e a sua lealdade a Portugal. Um clube feito de pessoas também elas honradas e onde depositam o seu maior amor, tempo e dedicação... O Belenenses, para além de um clube, é feito de pessoas e sem dúvida, está nesta altura a caminhar sobre a corda bamba que nos pode fazer cair em três pequenos tempos... Por isso mesmo, decidimos vestir uma vez mais a camisola e tentar à nossa maneira honrar este nosso amor. Pedia-vos para colaborarem em todos os sentidos neste movimento: "Vamos Salvar o Belenenses". Acredito que JUNTOS pudemos fazer mais e melhor, todos os dias da nossa vida, pelo Belenenses e para o Belenenses. Por isso mesmo pedia-vos a máxima colaboração através de duas formas: 1 - Passar palavra, o boca a boca é ainda a melhor publicidade, 2 - que contribuam com alguns donativos, uns mais, outros menos... não interessa, aquilo que interessa é que quando chegarmos a um certo ponto possamos dizer: "eu fiz, eu estive lá, eu participei e ajudei!"[...]



Estrela de Vendas Novas 28 vitórias consecutivas

Mon, 10 May 2010 21:04:00 +0000

Carissimos,

Tratando-se do clube da minha terra, permitam-me que publique esta noticia que tanto orgulho futebolistico nos tem dado.

Borbense 2 - ESTRELA FC 5


E já tão perto de finalizar esta época desportiva, o Estrela deslocou-se até Borba para ali defrontar a equipa local, necessitada de pontos para fugir ao incómodo lugar actual e sob o espectro de descida dadas as classificações actuais das equipas de Évora na 3ª Divisão. Mais um bom jogo da nossa equipa, alcançando um resultado confortável e que poderia muito bem ter sido ainda mais expressivo, tantas foram as ocasiões desperdiçadas de golo pelo Estrela! Golos de Ricardo Antunes, Zé Tó, Bruno Mendes, Fábio e Magalhães, o Estrela dominou todo o encontro, alcançando a 28ª vitória da temporada, em igual nº de encontros. No próximo sábado, deslocação a Monte Trigo para defrontar o actual 2º classificado desta Divisão de Honra.

PARABÉNS ESTRELA!!!



Agora a nossa Selecção...

Mon, 10 May 2010 20:49:00 +0000

O seleccionador de Portugal, Carlos Queiroz, revelou há momentos a lista de convocados para a fase final do Mundial-2010. As surpresas são as presenças de Beto (FC Porto), Daniel Fernandes (Iraklis), Ricardo Costa (Lille) e José Castro (Deportivo) e Fábio Coentrão (Benfica).No que diz respeito aos que ficaram de fora, de salientar as ausências de Quim (Benfica), Hilário (Chelsea), Rui Patrício (Sporting) e João Moutinho (Sporting). Carlos Queiroz decidiu convocar 24 jogadores para o estágio, mas no final um atleta irá ficar de fora. O seleccionador está a tentar evitar alguma surpresa inesperada.
Lista de convocados:
Guarda-redes: Eduardo (Sp, Braga), Beto (FC Porto) e Daniel Fernandes (Iraklis);
Defesas: Duda (Málaga), Miguel (Valência), Paulo Ferreira (Chelsea), Ricardo Carvalho (Chelsea), Bruno Alves (FC Porto), Rolando (FC Porto), Pepe (Real Madrid), José Castro (Deportivo), Ricardo Costa (Lille) e Fábio Coentrão (Benfica);
Médios: Pedro Mendes (Sporting), Tiago (At. Madrid), Deco (Chelsea), Raul Meireles (FC Porto) e Miguel Veloso (Sporting);
Avançados: Simão (At. Madrid), Danny (Zenit), Liedson (Sporting), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Nani (Manchester United) e Hugo Almeida (Werder Bremen).



Só nos faltam arbitros destes no nosso futebol

Thu, 06 May 2010 20:36:00 +0000

Croácia: Jogador morre em campo e «leva» cartão amarelo

O jogador do FC Mladost Goran Tunjic faleceu durante um jogo do campeonato da Croácia, com o Hrvatski Sokola, vítima, ao que tudo indica, de um ataque cardíaco. Um momento trágico que, no entanto, não impediu o árbitro do encontro de mostrar a Tunjic um cartão amarelo, por entender que o jogador terá tentado simular uma grande penalidade…

Segundo a notícia divulgada pelo Eurosport, após um primeiro momento em que não se terá apercebido da gravidade da situação e em que chegou, inclusivamente, a mostrar o amarelo ao jogador, o árbitro acabou por reconsiderar e mandar entrar em campo as equipas médicas, que acabaram por conduzir Tunjic ao hospital. Onde, contudo, chegou já sem vida.

De acordo com um porta-voz do FC Mladost, Goran Tunjic faleceu ainda em campo.



Ideias matinais...Belenenses não desce de divisão Capitulo V

Thu, 06 May 2010 20:20:00 +0000

Enquanto bebia o meu 1º café da manhã de hoje e em conversa com o meu que pai que se encontrava a verificar a classificação da Liga Sagres no jornal da Bola, verificámos que uma simples conjugação de resultados, vitória do Belém na terrrra do carrrrapau e uma derrota do bébés de Matosinhos em Alvalade, levaria o Belenenses a subir ao penúltimo lugar da classificação, já estão a pensar o mesmo que eu, pois eu reocordo-vos que será o capitulo V.

Como pastel, sinceramente, e apesar de me vir a custar imenso na próxima época ver o nosso Belenenses a navegar por terras da II liga, a beber água Vitalis enquanto outros bebem umas bejecas da Sagres, sinto que uma breve passagem do Belenenses pela II LIga, não lhe fará mal, isto para que no futuro se aprenda com os erros do presente.




Thu, 06 May 2010 18:52:00 +0000

Caros Visitantes.

Antes de mais permitam que me apresente, o meu nome é João Oliveira e sou o sobrinho mais velho de Luis Oliveira.

É com um misto de emoções que hoje tenho a honra de publicar este texto. Refiro-me a um misto, pois sinto que não deveria ser eu hoje aqui a escrever mas sim a pessoa que desde 2004, aqui neste espaço e à sua maneira escreveu e defendeu as cores do seu clube do coração, o nosso Belém - refiro-me ao meu tio que nos deixou no passado dia 30/04/2010.


Sinto neste momento uma enorme tristeza pela sua perda e por saber que nunca mais irei estar em contacto pessoal com ele, para discutir ideias e falar sobre o nosso Belém, mas ao mesmo tempo com satisfação pelo facto da minha tia e prima me permitirem aceder ao seu blog com o objectivo de o manter, não promentendo com a mesma dedicação e assiduidade que o meu tio, mas irei dedicar-me a ele, pois sei que pelo número de visitas já verificadas desde a sua criação(mais de 380.000 é obra tio) que este é um espaço de reflexão e debate de ideias sobre o clube que escolhemos.
Para mais tarde recordar e por ser uma imagem que a mim me diz muito, talvez por sentir que dificilmente se encontra uma familia Belenenses como a minha, apresento-vos a foto abaixo tirada no dia da final da Taça de Portugal em 2007.(image)
Da esquerda para a direita(em pé), o meu Tio, o meu avô,a anita(ex-namorada do D. Juan do meu irmão), a minha esposa que neste dia se vendeu por uma mão cheia de caricas a torcer pelo Bélem, a minha mãe com quem nem valeu a pena negociar,(em baixo) o meu pai,eu e o meu irmão. Com excpeção do sector feminino todo o sector masculino é sócio/adepto do Belenenses, não estejam a pensar em ditadura familiar clubistica, somos do Bélem como muito gosto e orgulho. Encontra-se em falta na foto um representante da familia, também ele adepta e sócia do Bélem que é a minha prima, que neste dia não quis ir sofrer pelo Belém-tenho pena de hoje já não conseguir repetir esta foto.
Bem, apresentações feitas e tal como o meu tio pretendia - Quando eu já cá não estiver, deixem-me partir. Não chorem quando se lembrarem de mim, sorriam pelos bons tempos que passámos juntos, deixem que as recordações aliviem a vossa dor-até parece fácil não é?

Obrigado Tio por me teres feito sócio do Belenenses.



Partiu...

Sat, 01 May 2010 10:08:00 +0000

Em nome do meu pai, deixo aqui um até sempre...

30 de Abril de 2010



O regresso de Fajardo

Thu, 29 Apr 2010 23:00:00 +0000

(image) Notas Prévias:

Conheço a processo de formação e evolução do Fajardo.

Por coincindência, andava ele Pescadores da Costa Caparica, em que no Monte de Caparica era aquilo um enxame deverdaeiros e autênticos belenenses, assim como na Trafaria, onde existe um pequeno café com a exposição pública duma belíssima colecção de bens alusivos ao Belenenses...Isto ocorreu nos anos 90's,em que lá fui eu matricular a minha filha na Universidade Nova.

O que é certo é que o facto de trazer um simples galhardete do Belém no carro, as portas abriram-se de par em par para arranjar o quarto para a a minha filha. A amabilidade foi e tamanha que com toda a facilidade consegui um bom quarto a preço aceitável.

Fajardo foi foirmado por nós e depois o Marinho Peres, por falta de lugar para ele para lá colocar brasileiros, meteram-no nos Pescadores da Costa da Caparica para rodar e evoluir como foi então dito.

Mas não foi só esse valor que nós desperdiçámos, porque Fajardo e Rui Duarte naquele tempo preenchiam a ala direita do Belenenses. O Rui Duarte está no Olhanense...

Parece-me incrível os rios de dinheiro que se gastam na formação sem contrapartidas para a equipa principal do Belenenses.

Acresce a este facto, nos tempos actuais, que o treinador que por lá anda, também ele entende não utilizar este reforço de Inverno,não se percebendo, então, da sua aquisição.

E aqui bem gostava de perceber da política de reforçoss de Inverno, caucionados por este treinador, dos quais, em média por cada jogo, apenasutiliza 1 a 2 unidades.

E regressando à saga do mau aproveitamento de jogadores oriundos das camadas jovens, e aqui faço notar que o parlamento inglês está prestes a legislar na norma dos 6X5 ou dos 7X4 jogadores, sendo que o últimofactor ogrigará as equipas a contarem com 5 a 4 jogadores nos convocados, antecipando-se, talvez,a uma directiva europeia de estabelecer tal regra para todos os países..

Nós temos alguns jogadores formados, mas para que eles venham a produzir algo de bom quer para a equipa e também para eles, não podem ser coloados de enxurrada, ou seja, ao mesmo tempo, como o fez o inteligente do Pereira

Mas também não se pode pura e simplesmente ignorá-los, como sucede em vastos plantéis, gerando fontes de mal-estar no balneário.

No caso do Fajardo, que é um médio ofensivo e que fez boas épocas ao serviço doVitória minhoto, devia o Belenenses investir por forma a ficar com pelo menos, parte dopasse dele, o qual não será tão caro, atenta a idade.



Ranking de patrocínios nas camisolas 2009/10

Tue, 27 Apr 2010 23:00:00 +0000

(image) Notas Prévias:

Andamos nós aqui e aolá aflitos para termos um sponsor das camisolas do futebol.

Olhando para o que estes clubes recebemanulamente, qualquer verba que já ouvi falra do limite mínimo pelo qual se está disposto assinar uma contrtao de sponsrorização é quase nada.

Mas como arealidade desses emblemas também é oda diferente, sendo certo que cabe aos outros tentat imitá-los e não o inverso.

Apesar dos recentes recordes batidos em novos contratos de patrocínios nas camisolas pelos gigantes europeus Manchester United, Liverpool e Real Madrid, o relatório da Sport+Markt relativo às receitas totais provenientes desde tipo de patrocínio, demonstra apenas uma ligeira recuperação em relação aos valores do ano anterior. Espera-se a recuperação total e um aumento significativo neste tipo de receitas apenas em 2009/10.

Segundo a consultora, na temporada de 2008/2009 as receitas geradas pelos clubes das 6 maiores ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália, França e Holanda), provenientes de patrocínios nas camisolas, alcançou um total de 395,5 milhões de Euros, apenas mais 2,3 milhões do que na temporada de 2007/08, mas ainda inferior ao total de 2006/07 que se situou nos 405,3 milhões de Euros.

Os clubes da 1.Bundesliga geraram um total de 108,6 milhões de Euros, que no entanto representou menos 5,2% que na época anterior. No mesmo sentido os clubes da Premier League registaram uma queda, arrecadando apenas 83,5 milhões de Euros, tal como os clubes Franceses, que fruto das restrições a publicidade relacionada com alcool e jogo, tiveram uma queda de 12,2 milhões de Euros, para um total de 37,8 milhões de Euros. Em contrapartida, os clubes Espanhóis, Italianos e Holandeses registaram aumentos no valor total deste tipo de patrocínio.

Ranking de patrocínios nas camisolas 2009/10 (valores anuais):

1.CF Real Madrid (Espanha) / Bwin – 25 milhões de Euros
2.Liverpool FC (Inglaterra) / Standard Chartered Bank – 22,5 milhões de Euros
3.Manchester United FC (Inglaterra) / Aon – 21,5 milhões de Euros
4.FC Bayern Munique (Alemanha) T-Home – 20 milhões de Euros *em renegociação
5.FC Schalke 04 (Alemanha) / Gazprom – 12 milhões de Euros
6.Chelsea FC (Inglaterra) / Samsung – 11,6 milhões de Euros
Em média, os 112 clubes das 6 maiores ligas europeias recebem 3,5 milhões de Euros por ano em patrocínios nas camisolas, embora só 108 tenham iniciado as respectivas ligas com patrocinador. Em termos nacionais, é de registar que apenas FC Porto, Benfica e Sporting conseguem alcançar o valor de 3,5 milhões de Euros gerados pela média dos 112 clubes europeus, enquanto os clubes de topo do Brasil conseguem dobrar o mesmo valor.



Belenenses em plano inclinado

Sun, 25 Apr 2010 23:00:00 +0000

Depois de termos ganho a Taça de Portugal na época de 1988/89, era crível que o Belenenses tivesse aproveitado o acontecimento para dar o salto em termos de índices competitivos e assumir-se, de facto, como um dos quatro grandes de Portugal.Tudo isso depois de termos descido de divisão também nessa década, pela primeira na história do Clube de Futebol "Os Belenenses".O que veio ocorrer depois de tal feito - conquista da Taça de Portugal, fica a sensação que aquela década foi marcante para o futuro de curto, médio e longo prazos, ou seja, em vez de apoveitarmos o élan da conquista da Taça fomos, isso sim, contangiados pela primeira descida de divisão, poucos anos antes.Por sua vez, também não soubemos aproveitar todo aquele mar de gente pintada de azul e ao invés de mantermos mecanismos pré-históricos quer na filiação de associados, quer na sua fidelização e quer, ainda, em angariar novos associados, praticando, justamente o seu oposto, política esta de perfeito abandono à razão de ser de uma qualquer associação, isto é, os seus associados.A razão de ser de tamanha capitulação reside no factor "Bingo", motor pelo qual e após a sua introdução, quase desobrigou os dirigentes de trabalharem em prol do Clube, mantendo-o em elevados índices competitivos, tal e qual o fizeram, no bom sentido, todos, ou quase todos, de todas as décadas após a nossa fundação.De facto, tal Bingo teve bastos anos de produção de dinheiro fácil, porvezes somas consideráveis,, como é uso e costume dos jogos de azar, saíndo, no entanto, a perder os jogadores e havendo uma entidade passiva que se limitva a recolher o dinheiro deixado em cada dia de actividade, sendo certo que tal dinheiro nos permitia construir equipas de futebol, isto apesar do Regulamento da Inspecção-Geral de Jogos a isso proibir.Proibia, mas fechava os olhos e não há bingo algum de um clube que deixa de esturrar o dinheiro no futebol.Até parece que ainda estou a ouvir o meu Amigo Salema Garção a esse respeito: "Se os outros o fazem, quem somos nós pao maisra fazer o inverso".Vistas as coisas, o que mais dói foi termo-nos subjugado à Câmara Municipal de Lisboa, fazendo de nós um pedinte em permanente estado de fome, isto porque as receitas do bingo deixaram de ter os lucros que antes tinha.Nesta conformidade, foi descoberta uma nova fonte de rendimentos, a qual, como o Bingo, não dá trabalho algum, excepto obter o alvará enegociar com as petrolíferas o melhor benefício para os nossos cofres.E se bem repararmos, a política de fazer entrar dinheiro nos cofres passa pelo mínimo trabalho para aobtenção do quanto baste para o nosso futebol e outras actividades.Ou seja, tudo quanto passe pela política de angariação de novos sócios, pela sua manutenção e pelapolítica de voltar a encher o Estádio do Restelo é uma tremenda chatice, justamente porque dá trabalho.Acresce ao plano inclinadoemque transformaram o Belenenses, o facto de termos deixado deter dirigentes capazes, com vistaslargas, poder de influência e ausência de criação de uma sã política de parcerias com outros clubes da I Liga.Ao invés, aceitámos ser o satélite do Porto na querra queentão houve na arbitragem da Liga, em que nós fornecíamos o candidadyo do Porto, mas sóciodo Belenenses, Jorge Coroado, contra o stablishment existente na LPFP.E à pála disso, passámos a ser a equipaem que todos os trios dearbitragem mais "erravam" contra nós gerando classificações não coincidentes com oquepoderia ser o resultado final de cada jogo.Com isto, houve apenas um vencedor: o Porto e julgo ser sabido que aquilo que o Pinto da Costa faz nunca é aquilo que ele mandou fazer. E, no caso, nós, os mandatários, fomos perseguidos pela arbitragem até dizer "chega!".No sentret[...]



O apagão de Zé Pedro

Sat, 24 Apr 2010 23:00:00 +0000

Aparentemente, e de forma inexplivável, o nosso jogador Zé Pedro protagonizou recentemente uma cto rocambelsco em ficar ou deixar de ficar no Belenenses.

Nada de mal viria ao mundo, se ele viesse a sair, nem o Belenenses pode ficar órfão de um qualquer jogador.

O que é certo, para quem pode e sabe o jogo, é que o Zé Pedro e o nosso meio-campo devem muito à prematura saída de Silas.

Silas este que era bode expiratório de todos os males no seio na nossa equipa, sendo atacado em todos os fóruns ditos azuis,em espcial alguns blogues e Mailing List.

Se perdessemos, lá vinha vinhaa crucificação do Silas, peela derrota.

O certo é que o nossso meio-campo era essencialmente composto pela dupla Silas+Zé Pedro, dos quais se, houvesse treinador, competente sabia tirar proveito da acção dessa dupla na transicção para o ataque, transações essas que eram feitas em diagonais até à grande área.

O que é certo é que Viana de Carvalho tratou logo de despachar" no contentor de Leiria o Silas,indo à última da hora tentar ficar com o Silas, quando ele já tinha contrato com o Leiria.

Depois,veio nova quebra de luz parao Zé Pedro, o qual foi vítima de agressão por parte doRolando, mandando o seu ex-colega para o bloco operatário.

Covém, ainda, não esquecer o seu pécanão namarcação de livres directos, Trapattoni que odiga, bem como a precisão do passe em livres indirectos ou de longa distância.

Ecá está o quadro geral da menos eficácia do Zé Pedro, o qual até é um dos que não se recusam deitar a toalha chão.






AGE: Garantias reais

Thu, 22 Apr 2010 23:00:00 +0000

A Assembleia Geral do Belenensses tem vindo a ser sucessivamente adiada, prevendo-se que seja realizada no próximo dia 25 de Abril,

A razão de sucesivos adiamentos prende-se no facto do Pressidente do Clube não ter fornecido os elementos contabílisticos ao Presidente do Conselho Fiscal e Disciplinar dos elementos contabilíticos, como sejam meros documentos de movimentos de capitais, balancetes e relatórios e contas.

Entende Viana de Carvalho que não tem de prestar essse tipo de informação, não só ao Presidente do Conselho Fiscal, como ao Conselho Geral,

No momento, não me interessa consultar os poderes actuais do Conselho Geral, mas mais aos aos poderes do Conslho Fiscal.am de um emprestios a falaram

Ora se estamvalho estamos a falar dum empréstimo de 6 M de euros, Viana de Carvalho bate o record de Fernando Sequeira o qual fez dos sócios uns parolos ao sancionarem um empréstimo de "apenas" 5 M de euros.

Eu pensava que era economista, mas vender Património é tttttudo menos um acto de um economista.

Vai daí, para o ano vamoss jogar com os juniores, já que não vai haver dinheiro para ter "uma equipa competitiva".

Por motivos de saúde, não poderei ir votar, mas faço aqui um gritante apelo que detituam o Viana de Carvalho no chamado período da ordem do dia.

O Belenenses tem um passivo acentuado, do qual nenhum dirigente teve arte e engenho para sanear financeiramente o Clube. Nem uma medida se vislumbra bo horizonte para sanera tal passivo, antes pelo contrário.

De facto Viana de Carvalho acrescentou à despesa mais despesa através da introdução do célebre paintball. Dir-se-á que são trocos que a somar a outros trocos atiram o passivo para mais de 11 M de euros.

Viana de Carvalho teráa de prestar contas, não só aos sócios, mas também a quem tem tarimba no dirigismo belenense, por forma a sairtmos desta actual situação despotiva e financeira.

O que não pode é deiixar de levar os TPC bem feitos para o exame, isto é, para a AGE.

Não me esqueço da forma maquievélica com que foi preparada a AGE promovida pelo Seqqueira II, onde cegamente os sócios, levados ao engano, aprovaram um empréstimo contra garantias reais de uma parcela de terreno do nosso Património.

Acresce que me parece que estamos presente a uma reprise da hipoteca de terrenos contra a limpeza de dívidas.

À data que escrevo, reparo que o Benfica tem vindo a sanear as suas com empréstimos obrigacionaistas, sendo certo que tal só é possível com uma equipa ganhadora, transmitindo maior confiança ao investidor.

O Belenenses surege perante a banca com uma equipa que não dá confiança a ninguém, daí optar por hipotecas.

Muito sinceramente, espero que os sócios preesentes na AG chumbem o ponto 3, que não tem pés e cabeça, sendo, Viana de Carvalho ter conccorrido prometendo preservar TODO o Património do Clube.

Quer se queira, quer não se queira, mas o simples facto do João Gonçalves andar há meses a solicitar elementos contabilísticos e a Direcção aos costumes dizer nada e ter conseguido um número signficativo, cerca de 30 conselheiros do CG é porque a situação é grave, cheira-me que esta Direcção tem os dias contados.

E nada melhor para o efeito que detitui-los por inaptidão para os cargos para os quais foram nomeados,

E tal medida é urgente antes de acabarem com o Belenenses,



As escutas

Tue, 20 Apr 2010 23:00:00 +0000

(image) Muito se tem dito e, sobretudo, escrito sobre o mais recente fenómeno da célebre, por razões negativas, da ditaJustiça Portuguesa.

De facto, a as escutas, estando em segredo de justiça, não deviam ser objecto de serem trazidas ao conhecimento público.

Mas estamos fartinhos de verificar que em Portugal o crime compensa nas algibeiras dos donos dos jornais.

Adiante...

Sabemos todos que foram feitas miles escutas à volta de escutas do não menos célebre caso do Apito Dourado.

Da produção de prova de que de facto houveram crimes cometidos à volta da aquisição de resultados....na Secretaria de quem, de facto, manda no Futebol Profissional cá do burgo, concluíu-se pela listagem de cerca de 170 suspeitos.

Deste número, e depois da entrada do factor político no Apito Dourado, converteu-se a coisa em cerca de 30 arguidos, dando origem ao chamado Apito Final.,situação com a qualHermínio Loureiro prometera, enquanto Secretário de Estado para a Juventude e Deporto, urgia moralizar o futebol.

Aré dá para sorrir o que vou escrevendo.

Ou seja seja, do rol inicial de 170 suspeitos ficaram, desde logo, excluídos a módica quantia de 140 da manada de arguidos.

Dentro do chamado processo do Apito Final, o qual, segundo Hermínio Loureiro, tais arguidos seriam o espelho da limpeza à moral e bons cotumes do Futebol, garantindo, a partir daí, a moralização do nosso futebol.

Só que dentro desses 30 arguidos, deixaram o peixe graúdo, o qual teria certamente meios para dar a volta à coisa, o que não aconteceria se se mantivessem os restantes 140.

Ou seja, tirando o Tripulha ter colocado elucidativas no Youtebe, para provar que os árbitros eram, de facto, asrrsnjados, todos ficaram a conhecer os ílicitos criminais e desportivos.

Com isto, o Boavista desceu por maioria de razão, teria descido o FC Porto.

É que nem sequer o Valentim Loureiro foi mímamente chateado, antes gozando com a situação.



Mamma mia !!!

Tue, 20 Apr 2010 16:46:00 +0000

A AG do próximo dia 25 promete aquecer o Pavilhão Acácio Rosa, com o ponto 3 da ordem dos trabalhos a ser o mais polémico. Ao que apurámos, o plano de saneamento financeiro a apresentar pela direção liderada por Viana de Carvalho passa por um novo empréstimo de 16 milhões de euros. Mais: o complexo desportivo do Restelo será apresentado como a garantia real, cenário que está longe de ser consensual entre os sócios.

Este novo empréstimo visa consolidar a dívida dos azuis, ou seja, liquidar o empréstimo de 5 milhões contraído junto do Banif no mandato de Fernando Sequeira, amortizar o PEC e fazer face a outras dívidas urgentes. Isto numa altura em que o passivo conjunto do clube e SAD andará entre os 18 e os 20 milhões de euros.

A intenção dos dirigentes está a suscitar preocupação entre os sócios mais ilustres dos azuis, conforme ficou bem vincado no último conselho geral. Aliás, a exigência de mais informações sobre um assunto tão delicado levou mesmo à marcação de nova reunião para a próxima 6.ª feira, ou seja, antes da AG decisiva.

Alerta

Gouveia da Veiga, antigo candidato à presidência e sócio reconhecido do clube, não esconde a sua preocupação. "Não é assim que se fazem as coisas. Não há qualquer informação sobre a entidade bancária envolvida nesse eventual empréstimo, nem acerca da respetiva taxa de juro ou prazo de liquidação. Além disso, há que avaliar bem as garantias reais", afirma o advogado, de 40 anos, acrescentando: "Do ponto de vista teórico, faz sentido um novo empréstimo de forma a consolidar a dívida, mas terá de ser enquadrado num plano de reestruturação pensado e definido."

No cenário atual, Gouveia da Veiga deixa um apelo. "Os sócios não podem decidir em consciência porque não estão informados. Espero que haja uma afluência em massa à AG, de forma a que a intenção da direção não seja viabilizada. Estou muito preocupado, pois estas coisas não podem ser feitas assim, em cima do joelho", salienta o associado.

Quase despromovido à Liga de Honra, o Belenenses enfrenta uma séria crise financeira que obriga a encontrar dinheiro rapidamente, para fazer face às despesas inerentes à próxima temporada




Novo site oficial, para quando?

Sun, 18 Apr 2010 23:00:00 +0000

A questão da actualização,reformulaçãoemtodos os sentidos do site oficial do Belenenses devia merecer por parte da Direcção uma melhor atenção, coisa que não se vislumbra nos tempos mais próximos.

Pessoalmente, sinto-me algo irritado, para nãodizer enganado e traído, pela inação por parte da Direcção.

Ou seja, um dos associados do Belenenses contactou-me, explicando que a vida profissional dele tinha dado uma volta, pelo que passou a dedicar-se à situação de designer de informática e estaria disposto a reformular o site oficial, apenas necessitando do contacto com um dos dirigentes, cóisa que lhe forneci após contacto nesse sentido com esse alto responsável do Belenenses.

Todavia, a iniciativa desse associado poderia ficar prejudicada, porque segundo me foi dito o Belenenses iria dispor "em breve" do novo site oficial, pela contratação de uma empresa nesse sentido.

Isto aconteceu talvez por volta de de Novembro do ano de 2009, ou seja, já lá vão quase 6 meses para que no tal curto prazo saisse o novo site oficial.

Entretanto, venho a saber, pela Mailing List do Belenenses, quer do projecto apresentado à Direcção do Belenenses, bem como a ausencia de resposta do dirigente para o qual foi enviado o projecto do novo site oficial.

Ou seja, esta manifesta falta de interesse da Direcção em acolher as idéias dos associados é, no mínimo exasperante, sendo certo que aquela coisa de eu ter ouvido de viva voz que brevemente iria sair o novo site oficial, é como o combóio de Chelas.

Sejamos sérios e dizer que o site que nós temos, para além deantiquado, sem evolução alguma, mantido por associados e dirigentes é francamente mau.

Há que refazer aquilo com prioridade de abertura na dita homepage para o Futebol, bem como colocar a loja online a funcionar, podendo, ainda, proceder à venda de bilhetes, assim como o pagamento de quotas online.

Anoto que algumas secções já têm os seus produtos à venda, como seja o caso os sites do Rugby e do Núcleo de Amigos do Andebol.

Esta situação da não remodelação do novo site oficial tem paralelo com "brilhante" iniciativa do concurso da mascote, sendo certo que neste caso, talvez já tenham chegado iniciativas de alguns associados e nada se sabe.

Concluíndo: Desilusão, incompetência, amadorismo, desinteresse, falta de chá e restantes adjectivos a estes associados por parte dequem dirige o Clube de Futebol "Os Belenenses".



A Indústria do Futebol – Barcelona vs Manchester

Thu, 15 Apr 2010 23:00:00 +0000

(image)
(image) A UEFA Champions League Final coloca este ano frente a frente dois dos maiores clubes do mundo, FC Barcelona e Manchester United FC. Segundo uma recente sondagem da Sport+Markt, 40% da população Europeia mostra interesse em seguir o encontro, o que pode significar uma audiência de cerca de 200 milhões de pessoas só em solo Europeu, o que a nível mundial irá superar os 208 milhões de adeptos que viram a final do ano passado segundo os dados da Future Sport+Entertainment. A importância do encontro significa um retorno financeiro fantástico para os dois clubes a todos os níveis, acrescido do facto de aumentarem a divulgação das suas marcas em termos globais e consequentemente novos mercados e oportunidades de negócio.

Os dois clubes podem ser considerados duas das maiores multinacionais do futebol mundial, quer a nível financeiro, quer a nível de adeptos espalhados pelo planeta. Através dos mais recentes estudos e relatórios financeiros divulgados por empresas e agências que estudam o fenómeno da indústria do futebol, criámos um quadro comparativo entre os dois colossos, que reflecte claramente o poderio económico dos dois clubes.

Para termos uma ideia mais concreta da importância de chegar à final da Champions League, no ano passado o Manchester United como vencedor da prova arrecadou 42,8 milhões de Euros em direitos televisivos e prémios provenientes da UEFA, tendo ainda beneficiado em 110 milhões de Euros em novos negócios segundo um estudo da Universidade de Coventry. Este ano o United pode ter outros benefícios, um dos quais é o de poder assinar um novo contrato de patrocínio para as suas camisolas no valor de 65 milhões de Euros.



E para o ano, como vai ser?

Wed, 14 Apr 2010 23:00:00 +0000

Aos associados do Belenenses coloca-se a sguinte grande questão:
Para o ano, com queda no abismo da Liga de Honra, algo muito desejado na sequência do Caso Mateus e avivado com o convite da Comissão Executiva da Liga em preenchermos a vaga do Estrela da Amadora, coloca-se, dizia eu em saber-se quanto tempo ou épocas futebolísticas por lá andaremos.

Em contrapartida ( e hoje em dia, fala-se muito em contrapatidas...), teremos o ecletismo no seu máximo esplendor, porque o Clube de Futebol "Os Belenenses passou a ser o Clube Eclético "Os Belenenses.

Adiante, muito embora me custe ver o Futebol Profissional desbaratado, humilhado e sem que gente capaz para dar um norte àquilo.

De facto perdi a capacidade de confiar noPresidente Viana de Carvalho para construir uma equipa que noss guinde logo na primeira ao regressodos grandes do futebol português.

Viana de Carvalho diz ter assunido uma dívida de 4.7 milhões de euros e diz, ainda, com base no seu manifesto eleitoral que irá preservar todo o património do Belenenses.

Ora, as suas obrigações primeiras, a meu ver e pela amostra dada, são as seguintes:
1. Controlo do déficit
2. Dotar as modalidades do qb para seu autosustento

Já seviu à escala nacional que o controlo do déficit gera não só a insatifação,mas também é um elemento potenciador de revoltas avulsasnumaprimeira fase, até à revolta geral.Isto é doslivros, que ele talvez não tenha lido.

Depois, assiste-se à possível contrratação de Marco Paulo para o cargo de director desportivo, libertando Viana de Carvalho de mais maçadas na área para aqual ele não nasceu, mas, ainda assim, não deixa deser presidente da "SAD".

Este tipo de incongruências apenas é possível na cabeça de alguém cujo métier na área do futebol tem as idéias baralhadas.

Enfim, face ao exposto não acredito que o Belenenses possa regressar ao convívio com os grandes antes de duas a três épocas uma vez que as proridades caminham no sentido de olhar para a dívida e, nos termos da
da convocatória da AG suponho que os associados serão chamados para sancionar a hipoteca de mais parcela(s) de terrenos donosso Património.



Patrocínios ou falta deles

Tue, 13 Apr 2010 23:00:00 +0000

Sendo certo que o Belenenses vai cair na segunda divisão (faltam apenas duas derrotas para que tal aconteça), várias são as questões que temos de suscitar.

A primeira das quais prende-se com a não aprendizagem de erros passados, sendo certo que já fomos salvos na dita secretaria em dois anos, sendo a última o anotransacto, já comesta Direcçãoa ter de nos increver nas provasprofissionais sem saber que divisão íriamos disputar.

Uma delas, é saber se esta Direcção, que tem gerido o Belenenses, como se tratasse duma PME, mais olhando para o que há em dinheiro,e no passivo herdado, que para o fenómeno desportivo, em especial o futebol profissional, tem ou não condições para construir uma equipa que nos faça regressar rapidamente à I Liga

Outra predende-se com a falta de sponsorização das camisolas e com a política dos 90 anos do Belenenses, interrogando-me se o Clube pagou à SAD o patrocínio de tal evento ou se ainda andam efectivamente à procura de quem queira patrocinar a nossa camisola, interrogando-me, neste capítulo, se recebemos da Olivedesportos um adiantamento por conta dos direitos televisivos de épocas futuras com a equipa na I Liga, não me parecendo que o Joaquim Oliveira esteja para nos aturar mais tempo.

Outra, ainda, é a perda direitos televisivos ao nível de uma I Liga.

Parecendo que não, mas estamos a falar em ausência de receita de várias centenas milhres de euros ao ano.

Quando ainda dava crédito à actual Direcção, soube que o Belenensesassinaria um contrato de patrocínio, caso alguém estivesse disposto a pagar € 300.000/ano, o que parece não ter ocorrido.

Ainda assim, o que mais me aborrece é verificar que não há clube algum da I Liga que não tenha os seus patrocinadores, sendo certo que dá a nítida sensação que não há ninguém interessado em patrocinar as nossas camisolas, limitando o erro nos "90 Anos".

O que ora se passa não é nada comparado com o facto de se cairmos na Liga de Honra, lá se vai:

1. o patrocínio da bancada nascente, uma vez que em 05-05-2010 a Unicer decidiu não patrocinar a Liga de Honra e e a Taça da Liga.
2. o patrocínioda BetCliC, também exclusivo para a 9 clubes da I Liga.

Ou seja, ficamos com uma mão de areia e outra cheia de nada.

E, por sua vez, uma vez na Liga de Honra (repito, faltam apenas duas derrotas), resta como consolação nesta área, não sermos obrigados a pagar os salários que estamos a pagar, porque nos termos das normas das competições, os salários serão muito significativamente reduzido.

E, convenhamos, apesar da Naval estar a competir irregularmente, o tribunal da Figueira da Foz, instância onde a LPFP decidiu colocar a acção de verificação da falsificação de documentos em 2009, não irá decidir em tempo útil. E ainda assim, teríamos de ultrapassar o Leixões, coisa que não acredito, apesar de lá termos um treinador que ainda acredita.



Relembrando Paulo Monteiro

Sun, 11 Apr 2010 23:00:00 +0000

Paulo Monteiro é um futebolista português que tem o seu nome bem ligado à história do CF Belenenses, a colectividade que representou durante sete temporadas consecutivas e onde desabrochou para os grandes palcos do futebol nacional. Esteve ligado a inesquecíveis momentos da história do clube da Cruz de Cristo, quer pela positiva, como a conquista da Taça de Portugal na temporada de 1988/89 ou o 3º lugar no Campeonato Nacional da 1ª Divisão da época de 1987/88, ou pela negativa, como a descida à 2ª Divisão de Honra no final da temporada de 1990/91.Além do CF Belenenses, o Paulo Monteiro, na sua carreira, jogou no Almada AC, no Atlético CP, antes de ingressar no clube do Restelo. Posteriormente, representou o SC Salgueiros e SC Braga, ainda na 1ª Divisão Nacional, e finalmente, o Estrela de Portalegre, o Atlético CP e o GD Pescadores da Costa da Caparica, clube onde terminou a carreira de futebolista.Iniciou-se no Almada AC, clube da sua cidade natal. Na verdade, Paulo Jorge Côncio Monteiro, nasceu na cidade Almada no dia 14 de Junho de 1964. Pelo Almada AC jogou na equipa sénior a militar na 3ª Divisão Nacional durante duas temporadas.Transferiu-se no início da época de 1984/85 para o Atlético CP que disputava a Zona Sul da 2ª Divisão Nacional. Na equipa de Alcântara revelou-se como um dos melhores e mais promissores jogadores, rapidamente, despertando a atenção dos clubes de maior dimensão..É assim que ingressa no CF Belenenses no início da temporada de 1985/86 com apenas 22 anos de idade. No clube do Restelo depressa ganhou o seu espaço na equipa principal e tornou-se um dos jogadores mais promissores do CF Belenenses e do futebol português.O seu estatuto no futebol jovem português cimentou-se ainda mais com as presenças nas convocatórias das Selecções Nacionais. Na sua carreira, Paulo Monteiro contabilizou 5 internacionalizações, quatro pela equipa de Esperanças e uma pela Selecção Olímpica de Portugal.O Paulo Monteiro era um jogador rápido que actuava preferencialmente pela banda direita. Ora na posição de lateral ou como médio ala ou interior, Paulo Monteiro tinha uma excelente capacidade de chegar a linha de fundo e cruzar com perigo para a área.Era jogador humilde, trabalhador e com espírito de sacrifício, características que lhe concediam alguma versatilidade em jogar noutras posições do terreno de jogo. Ao longo da sua carreira em algumas ocasiões também actuou no centro do terreno, com competências mais defensivas.Logo na primeira temporada no CF Belenenses, lançado pelo treinador inglês James Melia, o jovem Paulo Monteiro surpreendeu tudo e todos, conquistando um lugar de titular no meio campo da equipa principal.Revelou-se, também, na temporada de estreia, como um bom goleador. Com seis golos apontados no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1985/86 foi mesmo o melhor marcador do CF Belenenses na competição, em que o clube do Restelo terminou na 8ª posição.Na época seguinte, já com o treinador belga Henry Depireux, que havia substituído ainda na temporada anterior o inglês James Melia, o médio Paulo Monteiro pouco jogou. Era quase sempre suplente – normalmente utilizado, é certo – na equipa do CF Belenenses que foi a 6ª classificada no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1986/87.Em 1987/88, já com o treinador brasileiro Marinho Peres, o ainda jovem Paulo Monteiro, adquire a sua condição de titularíssimo, numa equipa do CF Belenenses que realizou um espantoso Campeonato Nacional da 1ª Divisão, competição que ter[...]



Abençoados € 500.000

Sat, 10 Apr 2010 21:10:00 +0000

Depois de ter visto a "magífica" exibição dos lampiões em Liverpool, fiquei apenas com a com a confirmação daquilo que eu sempre sentia quando Júlio César foi vendido aos ditos.

Ou seja, ele é bom rapaz, ele é novo e por tal facto, devia ter margem de progressão.

Qual quê! Ele é aquilo que que se viu antes de ele ser encaminhado para o Belenense,(image) porque o Youtube tem lá, pelo menos 2 vídeos delirantes sobre asua incapacidade para o lugar.

No local onde me encontro a escrever o computador está filtrado para não deixar ver ou encaixar noutro local vídeos que são partilhados pelos jornais ou redes sociais, como é o caso do Youtube, quando não recolocaria aqui os vídeos do rapaz antes de ingressar no Belenenses.

Devo dizer, tanto mais que fui guarda-redes federado, que ele nunca me impressionou.

Comparado com oMarco Aurélio, nós podemos dizer que ele fez escola no nossso Clube, enquanto o outro, mesmo que lé tivesse o mesmo número de anos, tarde ou cedo teríamos de aduirir outro gurda-redes.

A defender com os pés ainda se safa, mas nas saídas e em especial noscantos aquilo fica tudo à vontade do freguês.

De facto, a exibição dele em Liverpool nas saídas a cantos era uma"Valha-me Deus!". Depois da barraca armada fica a reclamar por falta. O costume...

Creio eu que a venda dele aos lampiões, pelos motivos invocados, foi, talvez, o nosso melhor negócio.

Por ter falado no Marco Aurélio, devo dizer que o Belenenses sempre teve como tradição ser um Clube de ter excelentes quarda-redes e, de repente, ficou sem essa tradição e essa escola que nós tínhamos.

Depois de ter saído o Marco Aurélio, e mesmo no ano anterior em que já sabia que o desejo dele era regressarao Brasil, o Belenenses devia ter tratado as coisas por forma a ter um substituto à altura.

E já que estamos a falar em tradições que, pelos vistos, se estão a perder no tempo, também tínhamos por tradição ter uma defesa sólida, a começar pela dupla de centrais.

E é por estas e outras que vamos descer de divisão.



Jovem promessa: Gonçalo Ribeiro

Thu, 08 Apr 2010 23:00:00 +0000

Notas Prévias:Saíndo do escalão dos juiores ou dos ex-juniores,outros valores vão despontando nos escalões de formação imediatamente inferiores, como seja o caso do Gonçalo Ribeiro, o qual começou a dar nas vistas pela sua apetência pela abaliza adversária.Assim sendo, e numa política de continuidade, há quie aproveitar todos os jovens promissores azuis, sendo certo que antes que os empresários comecem a bater à porta dos pais seria importante que o Belenenses começasse a criar incentivos para que esta malta nova ganhe o gosto em permanecer no Belenenses, para se evitarem repetições de folhetins vividos no final da época passada e principio da actual com os pron«missores Tiago OLiveira (avançado) e Pelé (trinco).Seria importante, mais que a presença do quase só Vicente,a presença de outros ex-futebolistas de outras eras junto dos miúdos, em converass em jeito de amigo mais velho ou do avô do Restelo que os guioasse pelos caminhos da História Desportiva do Belenenses e não só pela exibição do que está patenteado no Museu Manuel Bullhosa.Gonçalo Ribeiro, um nome a fixar. Tem apenas 48kg distribuídos por 1,65m, mas não é aconselhável espicaçar o franzino jogador do Belenenses, não vá ele desatar a marcar golos. É avançado e tem uma relação muito especial com as balizas. Ao longo dos escalões por onde tem passado, Gonçalo tem sido sempre o melhor marcador da sua equipa e agora, nos Iniciados A dos azuis do Restelo, terá mais uma oportunidade para mostrar o seu grande potencial.O interesse pela "bola" começou cedo, como nos confidenciou o pai, Filipe Ribeiro, à conversa com a Academia de Talentos: "O Gonçalo entrou para as escolas do Belenenses ainda com 5 anos, na altura até começavam por volta dos 6, mas ele, como entrou em Setembro, ainda tinha 5, e é lá que continua até hoje." Após a chamada à selecção lisboeta de Sub-14, para participar no Torneio Lopes da Silva, Gonçalo deu nas vistas, e até marcou o golo na final que deu a vitória à Associação de Futebol de Lisboa (AFL). "Depois da chamada à selecção distrital, houve contactos de clubes portugueses e de um de Espanha, que pediram para não divulgar os nomes, mas de momento não estamos a pensar na saída do Gonçalo do nosso país. Acho que ele ainda é muito novo e, embora eu, como pai e mesmo sendo suspeito de falar, veja que ele tenha umas características especiais, acho que ainda é cedo", explica o encarregado de educação do jogador.Apesar da situação de "Levezinho", o pai de Gonçalo define-o como um jogador que compensa a menor exuberância física com velocidade e excelente capacidade de finalização e de leitura de jogo: "É um goleador nato, tem um grande faro para o golo, e não é por acaso que no Belenenses ele tem sido sempre o melhor marcador. Este ano, já como Iniciado, dos 68 golos que a equipa marcou no campeonato distrital, ele fez 40. É muito rápido e, mais que isso, é rápido com a bola nos pés. Sai bem a jogar e sabe sempre o que fazer com a bola. Acho que isso já nasceu com ele e é uma vantagem porque, apesar de ser magrinho, também é muito resistente. Ele vai à luta e aguenta bem as cargas dos adversários mais possantes fisicamente."O pai, aliás, é o primeiro a aconselhar o filho após os jogos, procurando orientar da melhor forma o futuro do jovem jogador: "Falo com ele sobretudo para o corrigir. Até falo mais do que ele fez de mal, mas este ano creio que evoluiu mais do que nos anteriores." A [...]



A manutenção a € 150.000...

Tue, 06 Apr 2010 23:00:00 +0000

Nota Prévia: desculpem os erros gramaticais aqui cometidos aquando da publicação deste post, os quais foram agora (14:00) corrigidos.

Suponho ter lido bem no jornal que a "SAD" do Belenenses colocou em € 6.000,00 por jogador o preço como bónus extra, caso o Belenenses consiga a manutenção.

Ou seja, se o plantel tiver 25 jogadores a coisa fica pelos € 150.000.

Eis, pois a fasquia que a nossa "SAD" valoriza o prestigiado, histórico, eclético e único Clube de Futebol "Os Belenenses", o que significa, no meu modesto entendimento, da menoridade com com que o Futebol Profissional é tratado no seio da nossa Direcção/"SAD".

De facto, para além de não termos uma SAD à séria, devidamente cotada em bolsa, o que impediria, por exemplo, os desmandos financeiros de Fernando Sequeira e João Barbosa somados, por efeitos da constante vigilância sobre o que lá se passaria, obrigando a SAD a comunicar à CMVM todos os actos que produzam efeitos financeiros na sua estrutura, o que impediria, por exemplo, os contratos assinados com dois fumcionários, cujos aumentos salariais foram escandalosamente elevados, sendo que num caso o aumento foi só de 300%, isto numa época de crise sócio-financeira.

Deixando de parte esta realidade que o smaiores clubes de Portugal têm vindo a protagonizar, apesar de num dos casos a solvência da sua SAD esteja condicionada a resultados desportivos de curto e médio prazos, e passemos para à nossa realidade.

E pensando em voz alta, neste escrito, interrogo-me da razão pala qual não houve dinheiro em Janeiro (convém, já agora, dizer que não respeitarei o Acordo Ortográfico) para adquiriir, nem que fosse temporariamente, mais um avançado que não seja mole, como é caso do Yontcha.

Faria imensa falta em Janeiro ter-se aberto o tal baú do dinheiro para a urgente contratação dum avançado que marcasse golos, Baú esse que, pelos vistos, como à Tio Patinhas, o Viana de Carvalho o mantém longe e escondido de olhares sôfregos de dinheiro.

Aliás, a gestão desta nossa "SAD" tem sido péssima, isto porque ao saber-se em Outubro que íriamos ficar sem o Yontcha, na altura a nossa única referência atacante, suponho eu que se a gestão desportiva, que não financeira, da nossa"SAD", tem pecado por esperas exasperantes para o comum dos mortais, isto porque tiveram mais que tempo para gastarem os tais € 150.000,00 num ou mais jogadores de caracterrísticas atacantes.

É, de resto, aquilo que toda a concorrência faz e dá a saber e que o faz, para nosso continuado prejuízo

Só encontro uma razão para se ter anuciado tal prémio no caso dos jogadores conseguirem a manutenção e que se fundamenta na razão factual de já termos de divisão, logo não se gasta nada.

A não ser que hajam por aí dois clubes que não cumpram com os requisitos financeiros para se inscreverem na próxima época ás ligas profissionais e aí, uma vez mais, o que não me admiraria, obteríamos o bilhete no último degrau do combóio, o qual já vai em andamento.

Honestamente direi que se tal acontecer é mais uma situação de azelhecie de terceiros em que o cupão nº 16, lugar esse que ocupamos este ano.

E se descermo smesmo, como tudo indica, é mais situação em que interrogo-me do número de anos para regressar à I Liga.



O preço dos bilhetes na Premier League 08/09

Sun, 04 Apr 2010 23:00:00 +0000

(image) Segundo um recente relatório da Deloitte, o preço dos bilhetes da Premier League não foi afectado pela crise mundial, no entanto a consultora financeira recomenda aos clubes Ingleses a alteração do preço dos ingressos através da criação novas estruturas de preços e de novas estratégias de venda, que possam dar acesso aos jogos a todas as classes sociais. Apesar destas recomendações da Deloitte este é um dos temas mais actuais no futebol Inglês, onde são cada vez mais generalizadas as críticas dos adeptos aos constantes aumentos do preço dos ingressos.

Na tentativa de aumentar as receitas de bilheteira os clubes têm duas soluções, ou aumentar o preço dos bilhetes, ou aumentar a capacidade dos seus estádios. Não deixa de ser sintomático, que os maiores aumentos de bilhetes nos últimos 3 anos foram efectuados por clubes adquiridos por grandes empresários no mesmo período. Em média o preço dos bilhetes na Premier League varia entre os 28€ (média mínima) e os 52€ (média máxima), no entanto um adepto do Chelsea paga no mínimo 50€ para assistir a um jogo da Liga, enquanto um adepto do Aston Villa paga apenas 16€. Em termos dos preços máximos, o bilhete mais caro para assistir a um jogo no Emirates Stadium (Arsenal) é de 105€, enquanto o preço máximo praticado pelo Hull City é de apenas 28€.

Em média o adepto Inglês gasta por ano 1.400 Euros para ver todos os jogos da sua equipa. Esta média inclui também jogos de divisões inferiores e significa 5% do salário anual médio de um trabalhador Inglês. No entanto um adepto que assiste apenas a jogos da Premier League gasta em média 1.740 Euros por ano.

Mas existem mais despesas no que diz respeito a assistir a um jogo no estádio, nomeadamente com transportes, refeições e outras compras como revistas, cachecóis, etc… Nesse tipo de despesas os adeptos Ingleses gastam mais, em média 377 Euros por ano, enquanto um adepto, em que a sua equipa joga na Premier League gasta 466 Euros por ano.

Estes números revelam que o típico adepto Inglês, que segue a sua equipa em todos os jogos têm um gasto, (média que engloba todas as divisões) de cerca de 1.777 Euros por ano, enquanto apenas em jogos da Premier League gasta qualquer coisa como 2.206 Euros por ano.



Restelo em 1957

Thu, 01 Apr 2010 23:00:00 +0000

No final do Século XIX e até meados do Século XXde Alcãntara a Belém fervilhavam as rotas mercantis É impressionante como os tempos passam e e pomo-nos a olhar para a obra do Estádio do Restelo e aquando da década da sua inauguração, assim como dos terrenos envolventes, e sinto uma espécie de traição continuada que fizeram e continuam a fazer ao Belenenses.De facto, como se não tivesse bastado terem-nos expulso do Campo Pau de Fio, o que, aliás, até era compreensível, porque postes só na baliza, também tiverama aousadia de nos expulsarem das nosass Salésias, dando aqui origem ao sonho sempre ambicionado do lampião anti-belenense Cosme Damião, o qual na época só não rebentou connosco porque não conseguiu.Na foto em cima, olho para todos aqueles terrenos, onde situam muitas moradias e as Torres dop Restelo e verifico que cada transição desde o Pau de Fio para o Restelo foi sempre a perder mais-valias de patrimoniais.E, sinceramente, não entendo a razão pela qual o Belenenses não cria um lobby político-partidário no sentido de apresentar a conta dos prejuízos causados pelos diversos podeerse, autárquico e central, ao Belenenses, tendo em vista sermos definitivamente compensados com:1. a devolução das Salésias e2. com a entrega de terrenos urbanizáveis, taal e qual 1qualquer autarquia procede com os demais clubes a nível local, sendo um perfeito exagero aquilo que se observa na Madeira.Teremos de superar ancestrais dificuldade de índole não desportiva e que estão a asfixiar o Belenenses.A vizinhança de um monumento nacional e de interesse público acaba por acarretar maiores entraves às pretensões dos azuis. É que esta realidade implica a entrada em cena do Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), o que aumenta ainda mais a morosidade na concretização do projecto. Isto porque o Estádio do Restelo fica inserido na Zona Especial de Protecção (ZEP) dos Jerónimos instituída pela Portaria 46/96 de 30 de Maio -- a qual inclui também as Capelas de S. Jerónimo e Santo Cristo e dois edifícios na Rua de Pedrouços -- facto que obriga qualquer alteração de arquitectura a ser submetida à administração central.O Instituto Português do Património Arquitectónico destina-se a zelar pela manutenção dos imóveis considerados de interesse cultural. Foi neste âmbito que o projecto de reconversão do Estádio do Restelo foi enviada à apreciação do IPPAR.No caso do Estádio do Restelo, este enquadra-se numa zona especial de protecção (ZEP), dada a proximidade do recinto com o Mosteiro dos Jerónimos. O processo já foi analisado e despachado negativamente pelo vice-presidente do IPPAR, dr. Paulo Pereira.Não entendo como conseguimos estar tantos anos a fio parados atrás das secretárias do Restelo, sem levantar o traseiro e solicitar audiências peruiódicas com os grupos parlamentares, entregando o dossier do prejuízo financeiro e patrimonial causado ao Belenenses pelos diversos poderes.Não entendo a razão pela qual tenham passado tantos juristas pela área do poder da cadeira presidencial do Belenenses, nenhum deles se tenha lembrado de accionar judicialmente a Câmara Municipal de Lisboa pela acção de esbulho das Salésias.A zona de Belém e da Ajuda é linda, sempre o foi e já teve mais vida, apesar de ser mais desertificada que o é agora.Belém é local de eleição no roteiro turístico da cidade d[...]