Subscribe: Meio amarga, mas sorri
http://amargamassorri.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
comentários  demais  essa música  essa  estou  hoje    mais  mesmo  minha  música  não  pra  show    vida  você 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Meio amarga, mas sorri

Meio amarga, mas sorri





Updated: 2015-09-16T11:23:58.783-05:00

 



Eu tentei, mas não deu para ficar...

2008-12-30T07:04:27.238-04:00

É, não dá não. Ciclo encerrado é ciclo encerrado. Comecemos um novo ciclo em outro lugar. Esse aqui, foi-se.



0 Comentários

2008-12-23T12:49:00.538-04:00

Carla Bruni encantando o Rio...


(image)



1 Comentários

2008-12-23T06:50:58.408-04:00

Olha, to contando até 10, 100, 1000 pra não descontar a minha raiva toda em cima do atendente do Submarino. Comprei um produto na sexta feira, eles confirmaram a compra, o produto, o prazo de entrega. Até 23/12. Daí hoje:



(image)

E aí, mantenho o espírito natalino ou mando o Submarino praquele lugar legal pronde a gente manda as pessoas que nos fazem de bestas?



0 Comentários

2008-12-22T12:40:58.235-04:00

To me sentindo fazendo faxina numa casa abandonada. Tantos links velhos, desatualizados, perdidos...



0 Comentários

2008-12-22T11:57:50.011-04:00

É difícil blogar sem computador em casa. É meio chato, ao menos pra mim, porque eu sou espontânea e posto no calor da emoção. Se o momento passa, eu não posto. Não anoto pra postar depois. Nem transcrevo posts que estavam em alguma folha de papel (ok, só 1 ou 2). Então eu fico em casa pensando "se meu micro estivesse bom, eu ia postar". Blablabla. Twitter, então, nem pensar. No way. Mas então que hoje eu estava sem nada pra fazer no trabalho e lutando contra o sono, e resolvi ver o que eu estava sentindo nesse mesmo dia, em outros anos. Só aí é que eu me liguei que esse blog é antigo, hein? Acho que foi o blog que eu consegui manter por mais tempo. E aí bateu saudades. Da adolescente que eu era. E aí bateu pavor. Da velha que eu sou hoje. Não quero. Não quero de jeito algum. Sair da adolescência. É. Horrível de se dizer, pode ser. Mas "crescer" é ruim demais. Ficar sério, se preocupar demais com as coisas, dar importância demais a tudo. Como eu pude esquecer? Como eu pude esquecer da maior lição que minha mãe me ensinou a vida inteira? Não esquenta a cabeça. Não esquente a cabeça! Queimar todos os neurônios não vai resolver os problemas. Só vai te deixar doente. Fazer nascer cabelo branco. Dar rugas! Pelamor. Não quero. Pensar demais é a chave para todos os problemas. E o pior é que NÃO resolve nada. Se resolvesse... Mas o serumano é complicado demais, demais. Turbilhão de sentimentos. Só dá pra resolver de um jeito: deixando o rio seguir seu curso. O que tiver que acontecer, vai acontecer. O que tiver que ser, vai ser. Vou retificar aqui, pra ninguém achar que eu sou uma ameba: quando pensar resolve, ok, vamos pensar para resolver. Mas chega num ponto em que pensar não resolve. Só complica mais. Então é essa a questão. Não dá pra perder tempo e se preocupar com aquilo que você NAO PODE resolver. Que só o tempo, ou qualquer outra coisa que não você, pode dar um jeito. Não adianta PERDER TEMPO nessa vida. Ele já é pouco. Né? E viva 2009!



0 Comentários

2008-12-22T11:48:13.708-04:00

Afinal, se um ciclo termina, outro começa. Nada impede que um mesmo blog seja testemunha (palco?) de ciclos diferentes!



1 Comentários

2008-12-22T11:47:23.156-04:00

Como eu sou uma doida, acho que estou voltando pra cá. Depois de ter criado dez mil outros blogs. É. Eu sou doente. Mas todo mundo já sabe disso.



6 Comentários

2008-01-01T13:19:10.408-05:00

Ciclo definitivamente encerrado. =)



2 Comentários

2007-10-31T11:27:01.167-05:00

E eu que estava pensando em matar esse blog!




Enquanto isso, por email...

2007-10-26T11:36:37.867-05:00

"ah, e aqueles milhoes de telefonemas no celular (que eu não atendi), foi pq minha vó, quando cristo tinha 3 anos de idade, ouviu de um vidente que dia 29 vai cair um aviao na Paulista, pra eu não ir pra lá. Eles estao me ligando desde segunda pra isso (fui atender ontem: "a bateria do cel pifou", disse eu, haha). Eh tao urgente q em vez de "não vá pra Paulista", o email dizia "me liga a cobrar".

eu mereço..."

HUAHUAHUAHUA



0 Comentários

2007-10-26T07:00:35.654-05:00

Talvez, e só talvez, eu ande bem desanimada com isso tudo.Blogs, e etc.



0 Comentários

2007-10-26T06:59:18.307-05:00

Talvez, e só talvez, nunca tenha sido
talvez não tenha sequer existido
talvez não tenha feito, apenas pensou que
talvez, talvez e só talvez.



1 Comentários

2007-10-18T17:39:40.097-05:00

"Diabos, precisamos de humor, precisamos rir. Eu costumava rir mais, eu costumava fazer tudo mais, exceto escrever. Hoje, escrevo e escrevo e escrevo, quanto mais velho fico, mais escrevo, dançando com a morte. (...) Qualquer coisa que digo soa bem porque eu arrisco quando escrevo. Gente demais é cuidadosa demais. Estudam, ensinam e fracassam. A convenção apaga a sua chama."

(O capitão saiu para o almoço e os marinheiros tomaram conta do navio - Charles Bukowski)



1 Comentários

2007-10-06T19:22:51.469-05:00

"Então vem Nelita. Com 20 anos, noiva, estudante da PUC carioca. Aproximados por Noelza Guimarães, prima de Nelita, esta e um Vinicius cinqüentão engatam um namoro às escondidas. Fogem para Roma e Paris. Vinicius bebe muito, mas escreve para ela os textos de Para uma menina com uma flor. É a época de "Garota de Ipanema", mas também, um pouco antes, a dos primeiros afro-sambas com Baden Powell ("Berimbau", "Canto de Ossanha")."



(Eu sempre quis saber pra quem ele tinha escrito Para uma menina com uma flor, que eu tanto, tanto, tanto, tanto amo.)



3 Comentários

2007-10-05T18:59:06.436-05:00

Às vezes eu acho que estou sendo uma espécie de cobaia para algum tipo de pesquisa sobre o comportamento humano por trás de um monitor. Juro.



Love is a loosing game...

2007-10-02T11:47:05.640-05:00

(object) (embed)

Ok, eu confesso, estou ligeiramente obcecada por essa música. Mas tem como não amar ouvir essa mulher cantando? Além de tudo essa foi a apresentação que marcou o retorno da Amy depois de uma "tribulada" (estou sendo boazinha) fase de tapas, overdoses e rehab. Enfim... Love is a loosing game, ladies and gentlemen.




1 Comentários

2007-09-30T21:12:33.145-05:00

(image) Foto de Carlos C.


"And now the final frame... love is a loosing game."












Ai...

2007-09-26T08:19:14.259-05:00

Começaram as novas temporadas das minhas séries preferidas.

How I met your mother
Californication
Heroes
Dexter
Grey's Anatomy
Smallville (é, é, eu gosto)
Pushing daisies (ok, essa ainda não estreou, mas já já começar e eu quero acompanhar, porque amei o piloto)

Fora as novas que eu vou querer acompanhar. E fora as velhas que eu não vi e vou querer baixar, hohoho.

E ainda tenho que ter tempo pra estudar e trabalhar. Ah sim, e ter uma vida.

Dá pro dia começar a ter, tipo, umas 30 horas????



Momento adolescente mode on

2007-09-22T23:16:27.935-05:00

Ah sim, sobre o show. Eu fui. Porque eu posso ser medrosa, mas eu não quero perder a chance de encontrar o amor da minha vida deixar a vida acontecer sem mim, porque tive medo de ir num show na lapa. Afinal, o amor pode estar do meu lado. Poderia. Mas não estava. Do meu lado estava um bêbado. E atrás de mim, um velho tarado. E às vezes à minha frente aparecia um alemão de olho vidrado e de costas para o palco, hahaha. Mas sim, como vocês já devem ter percebido, o show era do Jota Quest. Na Fundição Progresso. Lapa, berço da vida boêmia no Rio de Janeiro. Definitivamente, não é a minha praia. Mas o show foi bom. Tirando a parte da maconha rolando solta e dos tarados de plantão, o show foi ótimo. Ah, teve um leve atraso também. Tipo, 2 horas de atraso. Coisa pouca. Entre o término da apresentação da banda de abertura (Autoramas. Adoro) e a entrada do Jota, levou uma meia hora, ou mais. A galera começou a vaiar. E eu já estava começando a concordar até com ele, pra vocês verem. Eu, fã do Jota Quest de carteirinha. Mas quando eles começaram finalmente o show, eu esqueci tudo mesmo. E quando eles cantaram até as 3 da manhã, e eu já estava até torcendo pra eles terminarem, porque não tinha mais pernas, aí é que eu nem lembrava mais do porquê eu ter xingado tanto eles antes. E a volta pra casa? Ah, a volta foi tranquilíssima. E eu suspirei aliviadíssima quando cheguei em casa. "Medo, eu não te escuto mais. Você não me leva a nada..."
Ah, e o Jota cantou uma música antiga, e, na minha opinião, a mais linda deles. "O que eu também não entendo". Meu Deus. Lembrei dos meus tempos de adolescente em que eu não parava de ouvir essa música. Ainda usava diskman, que hoje é a coisa mais ultrapassada do mundo. E eu ouvia achando que o Rogério cantava essa música no meu ouvido, hohoho. Adolescente bem idiota que eu fui. Ok, nem tão adolescente assim. Mas idiota, sempre. Enfim, só sei é que eles cantaram essa música, e, bem, nem preciso dizer nada, né? Quase chorei de emoção. O Rogério ali, cantando pra mim. hohoho. E minha vida passando na minha cabeça como um filme. O tempo voa mesmo. Mas algumas coisas nunca mudam.
"Amar não é ter que ter sempre certeza,
é aceitar que ninguém é perfeito pra ninguém.
É poder ser você mesmo, e não precisar fingir.
É tentar esquecer, e não conseguir fugir.
E agora, o que vamos fazer?
Eu também não sei.
Afinal, será que amar é mesmo tudo?
Se isso não é amor, o que mais pode ser?
Estou aprendendo também..."



0 Comentários

2007-09-22T22:46:09.059-05:00

Eu posso não saber escolher meus namorados (na época em que eu ainda ao menos achava alguém para o posto. Hoje nem isso. Virei a mulher invisível.), mas se tem uma coisa pela qual eu posso agradecer aos céus, é pelos meus amigos. Na boa, eu tenho os melhores amigos do mundo. Só pra constar.



Confissões de um sábado à tarde

2007-09-22T17:05:18.171-05:00

Eu adoro o Márcio Garcia como apresentador. Pronto, falei.



0 Comentários

2007-09-21T16:57:30.238-05:00

Acho que estou realmente ficando velha. Não, não é isso. Estou ficando mesmo é cada vez mais medrosa. Em uma sexta feira à noite, o que todo mundo quer? Sair pra se divertir, certo? Pois é. Ganhei um ingresso pra ir num show hoje. E não estou com a mínima vontade de ir. Motivos: o bendito vai começar à meia-noite, é na Lapa e, bem, a volta. A volta pra casa é a única coisa em que eu penso, na verdade. "Ah, volta de táxi", sim eu vou voltar mesmo (se eu for). Mas até voltando de táxi eu volto com medinho. Porque vai passar pela Av. Brasil e yaddayadda. E sabe como é. Rio de Janeiro. O problema não é o horário do show, não é o show. O problema é a minha cidade. Em qualquer outra cidade (tirando as grandes e perigosas metrópoles, óbvio) eu poderia ficar a noite inteira em um show. E ainda queria mais. Mas aqui... que desânimo. E que triste isso. A que ponto eu cheguei. Tem gente que nem liga, né? Eu sei, esses é que estão certos. Mas sinceramente, eu to preferindo mil vezes ficar na santa paz do meu lar a voltar da Lapa lá pelas duas da manhã. Enfim. Que post chato, hein? To ficando é velha mesmo.




Essa sim uma notícia importante! :-)

2007-09-19T13:28:31.607-05:00

(image)
Do Uol





0 Comentários

2007-09-19T07:58:19.292-05:00

(image)
Se você vier, pro que der e vier, comigo
Eu te prometo o sol... se hoje o sol sair
ou a chuva... se a chuva cair.

Se você vier até onde a gente chegar
Numa praça na beira do mar,
Um pedaço de qualquer lugar.

Neste dia branco, se branco ele for
Esse tanto, esse canto de amor
Se você quiser e vier pro que der e vier comigo.

Se branco ele for
Esse canto, esse tanto, esse tão grande amor, grande amor
Se você quiser e vier pro que der e vier comigo...

(Dia branco - Geraldo Azevedo)

Eu tive uma professora que era amiga do Geraldo Azevedo e uma vez ela contou que ele escreveu essa música para a esposa dele, e que eles formavam um dos casais mais bacanas que ela já conheceu, até hoje. E também que essa música é uma música tradicional nos casamentos lá pelo Norte/Nordeste. Eu já achava essa música linda, mas depois que soube da história (músicas feitas para a pessoa que se ama sempre me emocionam demais), eu não consigo ouvir essa música sem chorar e sem imaginá-la tocando no dia do meu casamento, hohoho.



0 Comentários

2007-09-18T10:27:49.285-05:00

Podem me chamar de chata, rabujenta, velha, wathever. Mas eu acho muita falta de vida alguém perder horas falando da vida dos outros*. E o pior é que eu estou cercada de gente assim. Socorro.

*outros = pessoas normais, de carne e osso, vida comum, como eu e você. Celebridades não fazem parte desse grupo. Celebridades não são pessoas normais. Algumas nem têm carne, como vocês sabem.