Subscribe: Estrada Poeirenta
http://estradapoeirenta.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
aqui  até  cohen  dos  era  este  está    mais  mesmo  muito  nos  não  quando  quem  ser  sol  são    tem  tudo 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Estrada Poeirenta

Estrada Poeirenta



as palavras e as imagens ao sabor da espuma dos dias



Last Build Date: Sun, 03 Sep 2017 19:12:50 +0000

 



Existencialismo

Thu, 24 May 2012 11:53:00 +0000
















"Não há necessidade de grelhas, 
o inferno são os outros."

Sartre
(image)



Bob, just Bob

Thu, 24 May 2012 10:52:00 +0000




A felicidade não está na estrada que te leva a qualquer lugar.
A felicidade é a própria estrada.
Bob Dylan(image)



Os Ricos e os Pobres

Sun, 25 Sep 2011 22:36:00 +0000

(image)
Os clube dos mais ricos está a aumentar e, ao mesmo tempo, o número de trabalhadores que ganham menos também sobe vertiginosamente. Esta afirmação é baseada num estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT). A diferença entre os mais bem remunerados e os que recebem os salários mais baixos é grande e tem tendência a piorar. Portugal faz parte do grupo de países que registou maiores aumentos entre os 10% de trabalhadores que ganham mais face ao mesmo número que recebe menos. A OIT analisou ainda os salários dos presidentes executivos dos 15 maiores grupos norte-americanos. Concluiu que só o ano passado ganharam 521 vezes mais do que a média dos empregados. Por aqui também é assim?
(image)



Máquina do Tempo

Fri, 02 Sep 2011 04:34:00 +0000


         O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.

         Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.
    
         Espaço vazio, em suma.
    
         O resto é matéria.
    
         Daí, que este arrepio,
         este chamá-lo e tê-lo, erguê-lo e defrontá-lo,
         esta fresta de nada aberta no vazio,
         deve ser um intervalo.

         António Gedeão
(image)



A televisão é uma droga

Wed, 27 Jul 2011 16:14:00 +0000

(object) (embed)

A inspiração deste vídeo veio de um poema de Todd Alcot, chamado Televisão.
Esta é uma interpretação muito pessoal.
Beth Fulton(image)



O vermelho está a desbotar

Tue, 26 Jul 2011 17:22:00 +0000


Confesso que não acompanho com assiduidade o que se passa no futebol e nos seus clubes. Mas agora chegou-se a um extremo. O Benfica está a jogar sem jogadores portugueses. Isto até era admissível se, por cá, o futebol fosse uma actividade recorrente, sem bons jogadores, sem público e sem impacto na sociedade. Mas o que se passa é um absurdo. Num país de futebol e de futebolistas pagos a peso de ouro, com estádios novos por todo o lado e uma enorme adesão ao desporto rei, não faz sentido que uma das grandes equipas nacionais esteja a apresentar só jogadores estrangeiros. É óbvio que a culpa não é só de Jorge Jesus, a direcção do clube tem culpas no cartório. Na origem de tudo disto poderá estar o Acórdão Bosman mas, mesmo assim, não faz sentido a situação a que o "glorioso" chegou. Esta xenofobia invertida dá cabo de muita coisa. Desde o mau exemplo para os mais novos até a uma crise na selecção nacional, mesmo com Ronaldo, tudo pode acontecer. A minha vizinha de cima também está ressentida. Cada vez que o Benfica perde faz uma festa. A vida está a tornar-se insuportável. Este post veio fora da esquadria mas tinha de desabafar com alguém. Você, que me está a ler, tente compreender a minha situação. Depois de anos com desgostos, estes, em vez de desaparecerem, aumentam. Que pesadelo.
(image)



Amy

Sun, 24 Jul 2011 15:17:00 +0000

Era uma maluca e gostava dela por isso. Vivia no fio da navalha como se cada dia fosse o último. Era uma radical com uma voz de ouro. Só tinha um problema. Não gostava de si mesma. A autoestima era muito frágil e dava tudo por tudo para voar e cantar. As viagens eram sempre muito musicais mas não se enquadravam na exposição pública. Quando o tentava era um fracasso total e tudo e todos se viravam contra ela. Conheci algumas pessoas como ela. Eram fantásticas mas tinham dificuldade integração e viviam no lado negro da vida. Muitos foram felizes à sua maneira. Acho que foi o que aconteceu a Amy Winehouse. Deixou duas mensagens sonoras para quem gosta do som muito especial que tinha."Frank" e "Back to Black" são duas pérolas que ninguém vai esquecer tão cedo.

(...)
We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to
I go back to us
I love you much
It's not enough,
you love blow and I love puff
And life is like a pipe
And I'm a tiny penny
rolling up the walls inside
(...)
Amy Winehouse
in "Back to Black" (2006)
(image)



Pena de morte regressa à opinião pública

Sun, 24 Jul 2011 05:02:00 +0000


O mundo continua a ser um sítio perigoso para viver. O que aconteceu na Noruega é algo de inexplicável, mesmo tendo como responsável um fundamentalista cristão. Tudo indica que Anders Breivik matou 92 pessoas num puro show off demente. A extrema-direita tem destas coisas. Normalmente são causadas por grupos, mas desta vez parece ter apenas um único responsável. O serial killer matou em dois andamentos: em Oslo e na ilha de Utoya, onde assassinou dezenas de jovens à queima-roupa, saboreando com satisfação cada morte. São casos destes que levam a opinião pública de muitos paises a apoiar a pena de morte. Um dia negro para todo o mundo.
(image)



Perfume Exótico

Fri, 22 Jul 2011 02:23:00 +0000

Quando eu a dormitar, num íntimo abandono,
Respiro o doce olor do teu colo abrasante,
Vejo desenrolar paisagem deslumbrante
Na auréola de luz d'um triste sol de outono;

Um éden terreal, uma indolente ilha
Com plantas tropicais e frutos saborosos;
Onde há homens gentis, fortes e vigorosos,
E mulher's cujo olhar honesto maravilha.

Conduz-me o teu perfume às paragens mais belas;
Vejo um porto ideal cheio de caravelas
Vindas de percorrer países estrangeiros;

E o perfume subtil do verde tamarindo,
Que circula no ar e que eu vou exaurindo,
Vem juntar-se em minh'alma à voz dos marinheiros.

Charles Baudelaire, in "As Flores do Mal"
(image)



Os deputados dão para os dois lados

Thu, 21 Jul 2011 23:40:00 +0000


Os tempos continuam difíceis, mas não para todos. Os nossos representantes na Assembleia da República continuam a usufruir das regalias do cargo e mantêm o poleiro em muitas empresas privadas e do Estado. Afinal não é só a Grécia dos dois canteiros com 50 jardineiros. Por cá, os conflitos de interesses no Parlamento são notórios. Até agora, ainda não ouvi nenhum deputado a dizer que suspendia as ligações a empresas com quem têm relações profissionais para se dedicar exclusivamente à causa pública. Desde a presidência a outras instâncias superiores, todos fazem ouvidos de mercador e o assunto continua tabu. Ser deputado dá status e, como se vê, a moral não assenta arraiais por aqui. A transparência é apenas uma palavra oca a usar nos plenários mas não se reflete quando olham para o espelho. A Associação Cívica pela Transparência e Integridade denunciou agora que na Comissão Parlamentar de Obras Públicas quase metade dos deputados eram administradores de empresas privadas. A Assembleia da República sabe disso mas ninguém denúnciou a situação. Percebe-se porquê. Esta cumplicidade de bancada mostra que afinal há algo que está podre no meio parlamentar. Um grande número de deputados continua, em paralelo, a exercer a sua actividade em escritórios de advogados e noutros sectores. Sem problemas. Para eles, não há conflitos de interesses. O que conta, mais que o dinheiro, é o poder. Ninguém na AR faz questão de querer por ordem nesta situação bizarra. Neste caso, o "low profile" é para manter e não interessa muito mexer no assunto. É recorrente e vem de vez em quando. Por aqui se vê a qualidade dos deputados que nós temos. Na Grécia, há carros oficiais do Estado com 50 condutores. Aqui, temos os eleitos do povo a aproveitarem-se de situações que não cabem na cabeça de ninguém.
(image)



Sampa

Thu, 21 Jul 2011 10:24:00 +0000

allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="http://www.youtube.com/embed/i0KRUGGajto" width="425">


Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
É que quando eu cheguei por aqui eu nada entendi
Da dura poesia concreta de tuas esquinas
Da deselegância discreta de tuas meninas
Ainda não havia para mim Rita Lee
A tua mais completa tradução
Alguma coisa acontece no meu coração
Que só quando cruza a Ipiranga e a avenida São João
(....)(image)



Onde está o serial killer que vive dentro de nós?

Mon, 18 Jul 2011 22:50:00 +0000

O mundo anda estranho nos dias que correm. Hoje, o jornalista que denunciou as escutas do "News of the World" foi encontrado morto na sua casa. Quem é o suspeito? Mistério. Logo a seguir chega a Scotland Yard e, de imediato, começa a festa.O número dois da instituição foi afastado. A causa? O seu envolvimento em escutas telefónicas. Transparência? Ora toma! Já foram ouvidas 3. 700 pessoas e nada de novo. A conclusão é que não há conclusões. Eis que, desta vez em Portugal, o betinho do Passos Coelho é tentado a fazer escutas. Só que são de música pimba. Não. Não é a teoria da conspiração. Para o ser, tinha de ter uma gaja boa. Sendo assim qual é a moral desta coisa? Nenhuma. Rupert Murdoch vai continuar a comer as secretárias e a facturar que nem um cavalo. Quem é o louco? Eu e o "News of the World". E o bandido? "O "News" que há em mim. Tenho saudades do tempo em que Mao Tse Tung dizia: "Deixai que as flores desabrochem e que floresçam as discussões". Desabrochem? Isto leva-nos a outra conversa.
(image)




Sun, 17 Jul 2011 17:12:00 +0000

Amigos
Muito obrigado por terem visitado este blogue, ao longo destes anos em que estive para lá da lua.
Estou a pensar em reactivar o Estrada Poeirenta.
O que acham desta ideia?
O que me fez regressar foi a necessidade de dar voz a alternativas dos mais variados quadrantes, uma vez que os actuais caminhos deste neoliberalismo on demand vão dar sempre ao mesmo: mais casas de luxo em Cascais, mais dinheiro em offshores e mais arrogância do governantes e dos "independentes", que andam em bicos de pés, à espera de um lugar ao sol.
Até já.(image)



Uma carta para a Finlândia

Fri, 06 May 2011 19:54:00 +0000

allowfullscreen="" frameborder="0" height="295" src="http://www.youtube.com/embed/XXw5fMIYGqg?fs=1" width="480">(image)



World Press Photo 2011

Thu, 05 May 2011 02:01:00 +0000


Fotografias fantásticas de um mundo cada vez mais louco
 

(image)



25 de Abril

Tue, 26 Apr 2011 00:34:00 +0000

                                                          
                                                Sempre, mas com folga ao fim de semana
(image)



Goa

Tue, 19 Apr 2011 00:32:00 +0000

(image)



John, 70 anos

Sun, 10 Oct 2010 00:00:00 +0000

Se estivesse vivo, John Lennon estava a comemorar o 70 anos. A efeméride é hoje assinalada em vários pontos do mundo: na cidade natal de John Lennon decorre a maior homenagem, com mais de 20 eventos, desde concertos a visitas guiadas a locais marcantes da vida de Lennon e dos Beatles, a acontecer até 9 de Dezembro. O 70º aniversário de John Lennon é ainda assinalado com uma antologia de 4 CDs intitulada "Power to the People: The Hits" e  uma caixa intitulada ""  Gimme Some Truth"  que contém os oito discos, um álbum de raridades e outro com singles não incluídos em outros álbuns. Alguns discos são considerados bastante experimentais.
(image)



O receptor do orgasmo cósmico

Mon, 27 Sep 2010 13:20:00 +0000


"Não existem livros sobre êxtases e orgasmos cósmicos escritos por cientistas, somente narrativas orais e poesia. Os livros de história são sobre eventos públicos insignificantes como guerras, eleições e revoluções. As únicas coisas importantes acontecem nos corpos e cérebros dos indivíduos."

Neal Cassady, pensador beatnik.(image)



Infinito

Sun, 26 Sep 2010 23:54:00 +0000

(image) “Se as portas 
da percepção  
estivessem limpas, 
tudo pareceria 
ao homem  
como realmente 
é: 
infinito.”

William Blake
(image)



Outono

Tue, 21 Sep 2010 23:12:00 +0000


"Autumn
is a second spring 
when every leaf 
is a flower."
 
 
Albert Camus
(image)



Leonard Cohen

Sun, 12 Sep 2010 02:35:00 +0000

Veio com os pais, os filhos e os fantasmas. Chegou, cantou e mais uma vez deslumbrou. Deixou o famous blue raincoat pendurado mas não largou o chapéu no Pavilhão Atlântico. Yeats, Whitman, Lorca e Henry Miller acompanham-no sempre. Gostam de ouvir uma voz de bagaço, comprado numa qualquer loja de conveniência aberta até tarde. Nos swinging anos 60 foi inquilino no Chelsea Hotel e andou pela Factory com o gang de Andy Warhol. Este não ia à bola com Cohen e chegou a afirmar que o cantor de "" Bird on the Wire"  era um clone da criatividade de Nico. É certo que na "Factory"  falava-se muito e consumia-se de tudo. Para Cohen a vida de músico começou com ""Songs of Leonard Cohen",  que deu vida a  " Suzanne".  De repente tornou-se um cantor de culto e afirma que ""There ain´t no cure for love". Ao longo da carreira tomou "Various Positions",  lançou o desafio "Dance Me to the End of Love"  e tornou "" Hallelujah"  numa canção pop. Por aqui, quase todos sabem a canções melosas de pássaros vadios que passam a luas-de-mel em linhas telefónicas. Tudo começou com um convite: "" Dance Me to the End of Love". A música  de Cohen é afrodisíaca? Não sei mas o Pavilhão Atlântico estava cheio  de um público potencialmente consumidor de Viagra. É o terceiro ano seguido que Cohen passa por cá, sempre com enchentes e um estado de êxtase garantido. Antes de terminar quer "First We Take Manhattan",  com o """ Famous Blue Raincoat"  vestido. Tem o apoio incondicional de todos. Mas Manhattan está longe e quatro horas depois de ter começado o concerto há quem pense que o melhor é tomar conta do Lux e fazer lá a revolução. [...]



Sol e Pesca da meia-noite

Thu, 09 Sep 2010 09:32:00 +0000

Era sexta-feira. Depois do jantar na Palhota, resolvemos trocar as voltas à rotina e viramos à esquerda, no fim do beco exclusivo do sr. Fernando. As memórias levaram-nos para outros tempos onde havia locais como o Shangri-Lá e o DJ não fazia má cara quando pediamos música diferente. Encontramos este pequeno bar, mesmo em frente ao defunto Shangri-Lá. Este espaço simpático, de pesca tem tudo e de bar quase nada. Puro engano. Quando se pedem as bebidas elas chegam rápidas e fresquinhas. As novas donas quiseram preservar o espaço tradicional e afrontar os mamarrachos pós-modernos. Este bar tem tudo para aficionados da pesca e apreciadores de enlatados. Chama-se "Sol e Pesca". É mais um poiso para se beber um copo numa zona da um lisboa antiga, que pesca a modernidade com canas do tempo da Maria Cachucha. A não perder.

Fotografia de Sérgio Santimano
(image)



O sol na noite da rua

Wed, 01 Sep 2010 00:27:00 +0000

Há sol na rua. Gosto do sol mas não gosto da rua. Então fico em casa à espera que o mundo venha com as suas torres douradas e as suas cascatas brancas, com suas vozes de lágrimas. E à noite chega um momento em que a rua se transforma noutra coisa e desaparece sob a plumagem da noite cheia de talvez e dos sonhos dos que estão mortos. Então saio para a rua. Ela estende-se até à madrugada e um fumo espraia-se muito perto. Eu ando no meio da água seca, da água áspera da noite fresca. O sol voltará em breve.


Boris Vian, in "canções e poemas"
(image)



Dree Hemingway

Tue, 31 Aug 2010 01:19:00 +0000

A modelo e actriz Dree Hemingway, conhecida por ser bisneta do escritor Ernest Hemingway, é pouco dada às letras. Mas não deixa de ser uma leoa na selva urbana, com território demarcado. À espera de caçador? Não sei. A mãe e actriz Mariel Hemingway já lhe deu rédea solta e os leões não tardaram a chegar. Dree não gosta da gang do Tea Party e despe-se para homenagear Obama. Entretanto chegou a Primavera, e aliou-se à malta da  "A.Y Not Dead" para ajudar a combater os tubarões de Wall Street. Gosta do Kenya, como o avô,  mas diz que prefere ser modelo a ler um livro do Walt Whitman. Delicia-se com o azul da vida,  os linguados nas praias da Califórnia e procura desesperadamente um tal de Graferiberg. Parece que foi ele quem descobriu o famoso ponto G. Diz que  o quer só para tirar dúvidas.
(image)