Subscribe: Some Like It Hot
http://somelikeithot-somelikeitnot.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade C rated
Language:
Tags:
das  dos  eleições  estado social  estado  mais  medo  nada  noite  nos  não temos  não  pelo  ser  social  temos medo  têm 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Some Like It Hot

Some Like It Hot





Updated: 2018-02-18T12:50:35.848+00:00

 



Não temos medo, o caraças!

2017-03-23T10:13:58.807+00:00

De cada vez que há um atentado na Europa, lá vem a narrativa de que não temos medo. Que o terror não vencerá porque nós não temos medo. Pois, eu cá tenho a dizer que tenho medo. E que o normal é termos medo. Aliás, é esse medo que nos distingue “deles”. “Eles”, os que nos matam nas nossas cidades, é que não têm medo de morrer. Não têm medo de nada, porque não têm nada a perder e ainda



Sobre a Presunção de Inocência

2014-04-15T12:02:06.637+01:00

  Não me lembro de ter ouvido nenhum juiz do Tribunal Constitucional ou qualquer grande defensor das liberdades e direitos individuais referirem o constante atropelo do princípio constitucional da presunção de inocência no que se refere aos cocós.  Quantos bebés injustamente acusados "aii, que já fizeste um cocó" serão precisos para que se faça justiça???



O Manifesto dos 70

2014-03-14T21:57:44.397+00:00

O Manifesto dos 70 é grave e seria de esperar que algumas das personalidades que o assinaram tivessem mais bom senso.  Em primeiro lugar, falar de reestruturação da dívida, como os promotores fazem, mais não é do que assumir que as dívidas não são para pagar. No fundo, fazem eco daquilo que Sócrates disse há uns meses, de que as dívidas são para ser geridas e nunca pagas. Fizessem os cidadão



Eleições Europeias 2014

2014-03-06T14:46:20.481+00:00

Foram ontem conhecidos e aprovados os nomes do CDS que compõem a lista às eleições europeias. Antes de mais, cumpre felicitar e desejar a todos a melhor sorte nas eleições de 25 de Maio. Muito em especial, deixar uma palavra ao Nuno Melo, o número 1 do CDS, que continuará a ser, no Parlamento Europeu, o nosso eficaz ponta de lança, e à Professora Ana Clara Birrento que se estreará em



For she's a jolly good fellow!

2013-12-09T13:11:35.598+00:00

Antes que os últimos dias da gravidez e os primeiros de maternidade me levem a mudar de ideias, aqui fica a minha homenagem à miúda mais espectacular que já existiu na vida intra-uterina (pelo menos na minha!). Não faço ideia do que ela vai ser cá fora e se o bom comportamento fetal se manterá na primeira infância e pela vida fora, mas por agora é justo dizer que foi uma excelente e pouco



Sobre as autárquicas

2013-09-30T15:37:53.922+01:00

É muito difícil fazer leituras nacionais de umas eleições locais, mas é grande a tentação. É por isso que muitos nos querem convencer que foi uma verdadeira onda rosa que varreu o continente na noite de ontem. Nada mais errado. 1. Indo às capitais de distrito, o PS perdeu câmaras importantes para o PSD (Guarda e Braga) e outras para a CDU (Évora e Beja). Ganhou Coimbra e Leiria, mas não



O Excel

2013-04-22T15:47:42.898+01:00

Segundo a comunicação social, parece que um aluno de PHD encontrou um erro num Excel usado por dois professores para "justificar a austeridade". Diziam Reinhart e Rogoff no paper “Growth in a Time of debt” que Estados com uma dívida superior a 90% do PIB teriam mais dificuldade em crescer. Pois bem, eu que nada percebo de Excel e muito menos de teoria económica, resolvi passar esta tese



Oscars

2013-02-24T21:39:24.163+00:00

Longe vão os tempos em que me dava ao luxo de ficar acordada uma noite inteira para ver a cerimónia da entrega dos Oscars! A idade e as obrigações não perdoam e, por isso, amanhã lá acordarei para saber quem foram os vencedores, para comentar os vestidos e, com sorte, à noite verei um qualquer resumo da cerimónia, entretanto disponível online. Mas como noite de Oscars é noite de



Homossexualidade e Igreja

2013-02-22T10:46:50.094+00:00

A propósito da homossexualidade na Igreja, duas coisas: (1) parece-me que é tão grave um padre ser homossexual como ser heterossexual. Só por si, tal não significa nada. E se acharmos que significa, estamos já a partir do pressuposto que os homossexuais (só por o serem) têm mais tendência para comportamentos desviantes e ilícitos do que os heterossexuais. (2) Outra coisa, completamente



Bento XVI

2013-02-12T20:36:12.538+00:00

A renúncia de um Papa é algo que nos deve fazer parar e pensar. A quente, o meu único pensamento era a perplexidade. Perplexidade com um gesto tão inesperado e tão pouco habitual (não apenas na Igreja, mas um pouco por todo o lado) que nos deixa chocados, num primeiro momento, e espantados num segundo. Porém, saber sair, sempre me ensinaram, é uma virtude. Sair bem, com dignidade. Sair quando



O inefável "Estado Social"

2013-01-23T19:57:01.206+00:00

Aqui há uns anos a Suécia começou a implementar uma série de reformas que permitiram garantir a sustentabilidade da segurança social, melhorar a educação e a saúde.  Sem "matar" o Estado Social, a Suécia avançou com reformas inovadoras que passam (sem entrar em pormenor) pela criação de um sistema de duplo pilar na segurança social (só 50% das pensões é garantida pelo Estado, sendo o



Os mercados

2013-01-23T19:45:28.922+00:00

O regresso de Portugal aos mercados não é um fim em si mesmo, mas a operação de hoje, que permitiu a colocação de 2,5 mil milhões de euros com juro inferior a 5%, é um excelente sinal. Quer dizer que, aos poucos, estamos menos dependente da ajuda externa e que poderemos, em breve, deixar as "saias" da Troika e viver por nossa conta. Porém, mais importante do que Portugal se voltar a financiar



O infame FMI

2013-01-10T18:07:28.701+00:00

Eu li o Relatório do FMI, inteirinho, do princípio ao fim. É um bom documento de trabalho que faz uma análise séria do que é o "monstro". Faltam ali algumas coisas, mas muitos dos nossos problemas estão ali bem retratados. Como método de trabalho, à medida que lia o Relatório, fui construindo uma tabela. De um lado ia pondo as medidas positivas e do outro as medidas negativas. Cheguei ao fim



Paradoxo

2013-01-09T17:28:32.594+00:00

Se fazer o "ajustamento" pelo lado da receita (impostos) todos criticam e se fazê-lo pelo lado da despesa (com ou sem receita FMI) é matar o Estado Social, violar a Constituição e mais três mil e quinhentas coisas terríveis e abomináveis, que tal não se fazer ajustamento algum e continuarmos a viver à grande até vir alguém apagar a luz (sem pagar a conta)?* * Vem isto a propósito das



O fascínio da televisão

2013-01-05T17:21:16.895+00:00