Subscribe: Nortugal
http://nortugal.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
das  dos  economia    linha  lisboa  mais  metade norte  norte portugal  norte  novo  não  opinião  porto  portugal  regional 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Nortugal

Nortugal



Blogue dedicado ao desenvolvimento Social, Económico, Tecnológico e Educacional da metade Norte de Portugal. Contactos: nortugal@clix.pt. Visitantes desde Março 2004:



Updated: 2014-03-20T01:05:08.860+00:00

 



Novo endereço: www.nortugal.info

2005-11-20T02:01:29.090+00:00

(image)




O blogue Nortugal terminou

2005-06-04T15:08:53.593+01:00

A todos aqueles que colaboraram, o meu agradecimento.



OPINIÃO: De blogue para canal de notícias online

2005-04-09T14:50:31.116+01:00

Após um ano de participação na blogosfera, o Nortugal evolui. Passa a canal de informação regional, contendo opiniões e jornalismo de investigação. O objectivo mantem-se: Contribuir para o desenvolvimento económico, social, tecnológico, educacional da metade norte de Portugal. O novo endereço é Nortugal.info. Agradeço a atenção de todos os leitores deste blogue durante os últimos 12 meses.















OPINIÃO: Réplicas sobre o novo governo central

2005-03-16T19:45:03.736+00:00

Réplicas sobre o descontentamento a norte com a composição do novo governo podem, agora, também ser lidas no blogue Forumsede no Comércio do Porto.



OPINIÃO: Novo governo, velhas expectativas

2005-03-12T16:53:09.243+00:00

Novo governo, velhas expectativas: Centralização da origem geográfica dos membros (Lisboa). Cargos dos ministros com origem a norte: Alberto Martins, lider parlamentar, Augusto S. Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares, Ministra da Cultura, Pires de Lima. Laurentino Dias no Desporto. Lugares sem grande poder, basicamente. Fernando Gomes já dispara e com razão, sobre a ingovernabilidade regional e local. Sócrates disposto a referendar Aborto e Europa mas esquece alteração da governação regional. Enfim. O PS a norte começar a perceber a figura de rebanho que faz...



OPINIÃO: O fim da «Felicidade Como no Prozac» (FCP)

2005-03-12T12:51:01.483+00:00

Parece que o FCP perdeu. Ao contrário deste comentário de CAA no Blasfémias, Julgo que é de saudar. Sou simpatizante do FCP e até desejo as vitórias do FCP. Porém tal como o circo dos romanos, e numa visão marxista, a satisfação sentida pelos adeptos (massas) a quando das vitórias é pura alienação dos seus problemas reais. É uma compensação pela inviabilidade e dificuldades no desenvolvimento económico, social, profissional, educacional, tecnológico regional. Compensa-se com as vitórias do FCP. Tal como no Prozac, onde quimicamente se «produz» felicidade sem motivo para tal. Parece, então que está a acabar. O fim do «FCP», comportamento colectivo regional e os fracassos do FCP como clube de futebol são um bom indicador para o futuro, o tal fim da Neo-Colonização do Porto. E continuando o mesmo raciocínio, Pinto da Costa foi o maior aliado do Terreiro do Paço nos últimos 20 anos.






OPINIÃO: Novo goverrno e a metade norte

2005-03-05T11:49:10.410+00:00

Novo, governo, 2 boas notícias: Manuel Pinho, novo ministro da Economia e Inovação, pelo menos não se esquece de nós: «a imprensa de Lisboa não está consciente dos esforços que estão a ser feitos em muitas empresas no centro e no norte do país, ao nível dos desafios da competitividade e dos postos de trabalho»; Professor Sobrinho Simões não abandona IPATIMUP. Veremos o que o futuro nos reserva.




OPINIÃO: O centralismo está de regresso e em força

2005-02-28T21:04:37.940+00:00

Como já se esperava, o Centralismo está de regresso:
1. Como anuncia o Expresso, regressa a OTA e um TGV que irá perder velocidade (leia-se investimento) à medida que se afasta de Lisboa...
2. Sócrates quer fazer regressar Governo a Lisboa. O precedente «grave» da desconcentração de 50 funcionários da administração central vai acabar. Uns meros 0,0001% funcionários públicos fora de Lisboa causavam milhões e milhões de euros de despesa, vejam só !!!!
3. A elevação das autarquias como «bodes expiatórios» do desgoverno da administração central prossegue: Entrevista a Saldanha Sanches «O número de autarcas que exigem luvas é assustador». Reparemos que «durante o primeiro ano em que o governo implementou o Programa Nacional das Compras Electrónicas, as poupanças situaram-se nos 30%.O projecto arrancou em fase piloto em 8 ministérios e depois dos resultados alcançados, pretende-se agora alargar a iniciativa a toda a Administração Pública. Este é o objectivo do governo que lançou também um portal para facilitar a relação entre a Administração Pública e os fornecedores para proporcionar maior transparência nos negócios realizados pelo Estado.» Basicamente, as «luvas» que os fornecedores pagavam a funcionários dos ministérios de Lisboa deixaram de se poder fazer...



ECONOMIA: Cluster do Mar

2005-02-28T07:39:46.620+00:00

Oficiais da reserva naval criam "lobby" para formar "cluster" da economia do mar. Ideia interessante, mas parece-me ter demasiadas elites na pré-reforma e escassos empreendedores... Assim não se vai lá. Que tal os membros do «lobby» passarem a empresários ?



OPINIÃO: Movimento cívico regional

2005-02-26T18:39:29.190+00:00

Como todos os leitores do Nortugal e da Baixa do Porto se apercebem, existe uma genuína vontade de mudar o futuro da nossa região. Avalia-se inclusive a transformação da «Baixa do Porto» em associação cívica ou até partido regional. Gostaria de apresentar a minha opinião.
Montar e manter um blogue é custoso. TAF e eu próprio confirmamos. Organizar uma associação cívica com realidade física ainda mais. Os lideres teriam que ser «remunerados» ou ter a expectativa de serem eleitos para um cargo público formal para os poder cativar a longo prazo. Proponho alternativamente a criação de um movimento cívico permanente, de geometria variável, assente nas facilidades do software de redes sociais como sejam o Tribe (já possui uma secção dedicada ao Porto). Adicionalmente, proponho que se construa um Parlamento Regional Virtual. Seria uma mera aplicação web alojada num servidor onde os residentes registados poderiam propor medidas de governação da AMPorto, votar nas medidas propostas por outros, argumentar e contra-argumentar, delegar o voto em «partidos virtuais» que eventualmente se constituam. A inovação e pedrada no charco iria influenciar/transformar, de certeza, a política real. Este sistema poderia ser suportado por um micro-pagamento anual, via Pay-Pal de todos os «eleitores» registados.
Assim, usando a tecnologia à nossa disposição, inovando, podemos efectivamente controlar o destino da região Porto e da metade norte de Portugal (e já agora de Portugal). Não teríamos as desvantagens de uma organização formal, onde seria necessário consensualizar opiniões de vários elementos. A flexibilidade e facilidade seriam a marca distintiva. Deixo o desafio. Aguardo comentários.

PS: Como TAF dizia e bem, «O Porto começa a está na moda», apenas é mais um sinal do fim da Neo-Colonização do Porto, exercida pelo Sistema de interesses político-económico-mediático de Lisboa. Finalmente a sociedade civíl desperta para a necessidade de defender os seus próprios interesses.












PORTO: Linha Alfândega - Campanhã (existente desde 1888)

2005-02-22T14:37:04.673+00:00

Não pretendendo de forma alguma desviar a atenção dada à linha da Boavista, escrevo por causa da Linha Campanhã-Alfândega. Talvez já a conheçam. Eu conheci-a através do Emídio Gardé e de outros amigos que me ajudaram a juntar esta informação (o meu agradecimento a eles) que penso ser muito importante que se conheça na nossa grande cidade que é o Porto.

O canal ferroviário existe e pertence à REFER como pertencem todos os canais ferroviários das linhas desactivadas. Este canal é bem visível por exemplo qd se circula de S. Bento para Campanhã entre o 1.º e o 2.º túnel, mais abaixo na escarpa, por entre as casas degradadas que ali existem. As pessoas que ali moram usam o canal ferroviário como caminho de acesso. O Ramal de Alfândega era de bitola Ibérica (via larga), tinha 3896 m de extensão e foi aberto à exploração em 08/11/1888. Hoje este ramal encontra-se desactivado estando abandonados os 3 túneis que
faziam parte deste Ramal. A antiga estação da Alfândega já não existe. Esta linha foi desactivada em Junho de 1989, embora nessa data só houvesse um comboio esporádico. Nas notícias apareceu que a REFER concessionou aquele espaço por 25 anos, até 2014 (?)...

A linha está debaixo do alcatrão do parque de estacionamento da Alfândega. O túnel mais perto da Alfândega está tapado com uma grande chapa metálica (era local de consumo de drogas) mas é facilmente visível a partir do referido parque. O túnel tem a boca oeste por alturas da Ponte do Infante e a linha é, actuamente, um depósito de lixo a céu aberto, tendo-lhe já sido roubados vários metros de carril. Junto a Campanhã passa à porta da Fábrica de Moagem, de onde sai um pequeno ramal (uma dezena de metros) que liga à linha.

Parece-me que seria excelente aproveitar esta infraestrutura que já existe (apesar de os carris talvez já lá não estarem) para o metro. Do que apurei uma remodelação de linha da CP fica por casa de 150 000 contos / km, neste caso poderia ser pouco mais de meio milhão de contos para se ter uma linha Alfândega-Campanhã, e ligar a zona histórica à rede intermodal da CP e Metro (e um melhoramento desta zona), além de que poderá trazer o tal "anel" que se quer para o Porto. Visto de uma forma mais lata, existe uma circular ferroviária que circunda o Porto (no sentido directo):
- Carro Eléctrico Infante - Massarelos - Passeio Alegre -Castelo do Queijo - Matosinhos;
- Metro de Matosinhos a Leixões (o fim da linha do Metro após a estação do Senhor de Matosinhos fica quase em frente à estação ferrovioária de Leixões);
- CP de Leixões - Contumil - Campanhã - Alfândega.

Gostava de saber a opinião de alguém da AMTP ou do Metro para saber mais sobre este assunto. Será que estão a pensar nisto? Será que existem
entraves técnicos?

Jorge Mayer



ECONOMIA: «Cluster» das Artes Plásticas no Porto

2005-02-23T08:03:38.776+00:00

Um artigo interessante de Miguel Barbot na Baixa do Porto. Rio já tem um «cluster» para apoiar, se bem o entender.






OPINIÃO: Conclusões destas eleições

2005-02-21T00:55:19.510+00:00

1. 1995-2005. Repetição. Quando alguém de fora do Sistema de Lisboa ameaça o poder estabelecido, Fernando Nogueira ou Santana Lopes, o Sistema contra-ataca e coloca no poder o que houver.
2. Se Rui Rio se candidatar a lider do PSD, que saia da CMPorto. É que a nível nacional o Porto é sempre desprezado e ter o lider da oposição a fazer campanha do Porto seria descer ainda mais baixo...
3. Socrates apenas prometeu que com ele não haveria Jogos Olímpicos nem Mundial de Futebol. Nada disse sobre a OTA...
4. As minhas expectativas sairam completamente goradas.



OPINIÃO: Vitoria do PSD na metade norte de Portugal

2005-02-20T19:01:41.836+00:00

A esta hora, sem qualquer consulta de sites noticiosos, aposto na vitória do PPD-PSL na metade norte de Portugal. Veremos mais logo.



AMBIENTE: Luta sem quartel pelas concessões de água no Norte

2005-02-20T09:36:07.460+00:00

Tal como já tinha referido relativamente à privatização da AGERE de Braga, podemos lêr aqui, novamente, a imitação que certa classe empresarial da metade norte faz da do sul. Concorrer a privatizações de serviços públicos, sem concorrência internacional. Mais valia às empresas de construção civil e obras públicas investirem na I&D de novos materiais de construção ou em métodos de construção com optimização energética ou em domótica. Enfim, actividades muito exigentes de rentabilidade a médio prazo, obviamente secundarizadas por estes negócios da China. Assim não vamos lá.



OPINIÃO: Quem manda em Portugal? Lisboa ou fora de Lisboa ?

2005-02-20T09:10:53.500+00:00

As eleições de hoje permitirão saber quem dirige Portugal: Se Lisboa, a comunicação social lá concentrada, os interesses, o PSD-Cavaco-Marcelo-Pacheco, o PS, ou alternativamente, o resto do país, o PPD-PSL, a «arraia miúda das concelhias». Quanto maior a derrota de PPD-PSL, maior o domínio de Lisboa. Quanto menor for a vitória do PS, maior o domínio do resto de Portugal. Eu tenho a impressão que Santana não vai perder com uma grande margem. A surpresa será a pequena derrota ou até a vitória do PPD-PSL. É que na metade norte de Portugal, conheço 3 pessoas habitualmente de esquerda, que votarão PPD.