Subscribe: três notas
http://tresnotas.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
aqui  coisas  estou  está  isso    mais  mesmo  minha  muito  não  pessoas  quando  são  tempo  tudo  vida  você 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: três notas

três notas



la la ri la la mi ré lá ri la la la la la la ri pode sair ca(o)ntando...



Updated: 2018-03-05T13:28:45.631-03:00

 



2 Comentários

2010-05-25T23:11:46.408-03:00

(image)



SOBRE A AMIZADE E AS FLORES

2007-11-16T23:44:43.193-02:00

com o tempo, uma das maiores descobertas que acredito encontrar sobre a nossa própria vida é com respeito à amizade...
amizade é uma coisa assim, tão simples de entender, e ao mesmo tempo, tão subjetiva... tão forte, resistente... e ao mesmo tempo, tão frágil...assim, como um jardim...

tenho amigos que são muito amigos... sim... aqueles que estão presentes mesmo quando ausentes, que choram e riem com as suas tristezas e alegrias... amigos que não esquecem que você está lá, não importa a distância... esses, sem dúvida, são os melhores...são plantinhas que mesmo quando não florescem, estão lá, firmes e verdes...

e tive amigos que já não o são... mas enquanto eram, pareciam a felicidade na sua forma mais pura... e sou grata por isso... por ter tido meu jardim intensamente florido, mesmo que só por um tempo... por ter vivido momentos de felicidade e alegria, e por em nenhum desses momentos ter chegado a pensar que um dia eles não existiriam mais... pois de tão intensos, por si só se bastaram... eram amigos mesmo? talvez não... ou talvez a amizade foi como uma flor, muito, muito colorida, que enquanto estava sob os raios de sol, brilhou, viva, intensa... e quando chegaram as nuvens, murchou, como muitas outras flores daquele jardim tão belo.... algumas plantas realmente não vingam... é um processo de seleção natural da vida, que é mesmo cheia de nuvens e tempestades, e céus azuis, e vento, e sol, e seca...

e no período de estiagem, a vida precisa sobreviver... e aí que você olha bem e percebe que algumas pequenas lagoas continuam lá... e que em volta delas começa a surgir um matinho ou outro, dando os primeiros sinais do verde que vai voltar a existir... e vai voltar a existir pois ele sempre esteve lá... suas raízes não morreram... será que é assim a amizade?! talvez sim... são as raízes que sobrevivem ao período da seca...

mas quem é que não gosta de flores? um jardim cheio delas?!?!? coloridas, alegres, resistentes, delicadas, frágeis... mas quantas flores conseguem sobreviver sem sol? e quantas flores não brotam de ervas daninhas, que impesteiam o jardim e fazem tudo parecer um matagal? e quantas flores artificiais parecem ser de verdade? será que compensa manter seu jardim sempre florido, cheio de flores de plástico?

não...

prefiro manter minhas plantinhas, únicas, verdadeiras, lindas e cheias de vida... e que são para sempre...

(homenagem aos meus amigos que eu amo e que me amam, e que merecem sempre um pouquinho mais de água para que nossas flores venham cada vez mais belas...)



improviso

2007-08-23T19:00:36.911-03:00

Diferentes harmonias,
diferentes melodias,
o improviso é um risco
nas variàveis estruturas

variàveis... tantas...

como vai ser esse improviso?
transformando tudo, o mundo.
a consciência surgindo das diferenças
construindo uma harmonia profunda...

ruìdos.... riscos....

novos caminhos fluindo na melodia
modificam minha percepçao
eu procuro aquela harmonia,
perdida nesse poema-cançao

quero entender as estruturas
que formam a mùsica dessa vida
a melodia perdida no tempo
a harmonia presa na relaçao

e os sons se misturam
as vozes se calam
o pulso acelera
o tempo, congela...

a pausa é o silêncio
que rasga a partitura
tranforma a estrutura
vira do avesso a percepçao.

improvisar é arriscar-se....
arriscar-se a errar...
mas hà quem saiba aproveitar os ruìdos,
criando uma bela composiçao.
a composiçao da pròpria vida,
assim, cheia de riscos...


(com o perdao dos acentos, estou num teclado francês)



Nina

2007-08-15T11:56:10.982-03:00

(image)


Na próxima encarnação, se é que existe essa próxima (tenho cá minhas dúvidas, com todo respeito), eu quero ser um gato, será que pode?!?!

quero ter a sorte de ser encontrada na rua, passando frio, ainda muito pequena, por uma família que faz tudo por mim! Morar numa casa com um jardim onde posso correr atrás de borboletas e passarinhos e mosquitos e formigas e toda a sorte de pequenos bichos que se movimentam! Deitar nas sombras dos canteiros e das plantas, sentindo o calorzinho da terra no meu corpinho empoeirado... A família?! ah... eles fariam tudo o que eu quisesse! Quando fizesse uma carinha assim, de "gato sem dono" eles me dariam carinho, um pedacinho de carne fresca (até já saberia - pelo sons da carne saindo do congelador - quando a mamãe está preparando o almoço para me apressar na interpretação!)

E por falar em interpretação, daria todos os dias um show para os meus queridos donos se deliciarem com a minha delicadeza de movimentos, até mesmo quando estou me limpando, ou pensando na vida, observando a natureza, ou os passarinhos...hum... deliciosos passarinhos!

As portas ficariam abertas sempre que eu quisesse, pois eu miaria tanto que ninguém ia aguentar me deixar lá olhando para a maçaneta sem fazer o humilde favor de abrir para mim...

E iria dormir, dormir e dormir, em todas as almofadas, tapetes, caixas, em todos os lugares confortáveis da casa, mesmo que não fossem permitidos, pois seria muito esperta e ninguém iria notar (a não ser pelos pelinhos que eu deixaria no dia seguinte).

Mas nunca ninguém conseguiria ficar bravo comigo por muito tempo, afinal eu seria tão meiga e tão carinhosa que todos se renderiam aos meus encantos de gata...

E nem precisaria ter raça! Pois minha graça estaria aí mesmo... na vira-lata com ares de aristocrata... olhar altivo, tão independente e ao mesmo tempo tão humilde para pedir um cafuné...


(Essa é a nossa gatinha Nina... que vive num paraíso lá em casa, como vocês podem bem perceber, e nos dá o exemplo de como a vida pode ser boa...)




timing

2007-07-19T22:51:48.370-03:00

tempo que passa e que pára

tempo que atravessa, dispara.

tempo que acaba, machuca...

tempo que fica e não sara...

tempo pra deixar acontecer

tempo que não nos deixa ver...

tempo, luz que clareia

tempo, o fogo que incendeia...

o tempo, a loucura, a idade...

a única verdade....



MUDEI MESMO E NÃO TO NEM AÍ!

2007-06-24T08:12:52.083-03:00

OPA! OLHA SÓ! MUDOU TUDO AQUI!!!

já que tem tanta coisa mudando mesmo, resolvi mudar o layout do blog também, que já estava ficando cansada daquele verdinho meio paradão...

quem sabe minha amiga, velha amiga Thata, que por energias cósmicas ficou morena junto comigo - no meio de tantas mudanças - tão iguais! - sem a gente saber uma da outra, também não muda por sem me avisar?!?!?! rs

qualquer hora eu coloco um antes e depois aqui... algumas coisas mudam mesmo! outras continuam sempre iguais...



EU TENHO 10 ANOS

2007-06-20T02:00:11.931-03:00

e não sei ainda o que fazer a esse respeito....
mas a verdade é essa mesmo: eu acabo de descobrir que a menina Mirella de 10 anos, 10 mesmo, especificamente, não foi embora....
e pior... isso significa que estou treze anos atrasada na minha terapia, que devia ter começado quando eu tinha 10 anos....pq agora eu mal me lembro como era ter essa idade....


treze anos de atraso....
qual parte de mim conseguiu chegar aos 23?!

pai, sera que vc le isso aqui?!

eu tenho dez anos, vc se lembra de mim?!

eu tbem preciso lembrar....



as mudanças ...

2007-06-08T13:58:39.761-03:00

não, eu não abandonei o blog...ainda volto aqui de vez em quando para reler coisas que andei pensando há algum tempo...não, eu não escrevi nada ainda pois me faltou tempo e inspiração, e paciência também, para escrever algo que refletisse os meus sentimentos... porque pra escrever qualquer coisa prefiro não escrever nada...sim, hoje tenho coisas mais relevantes para postar, depois de pensar e refletir sobre o atual momento da minha vida....e sim, sabe o que mais?! esses dias cheguei a conclusão de que esse blog sempre está retratando, direta ou indiretamente, momentos importantes da minha vidinha....pois então... já ouvi falar muito que 2007 é o ano das mudanças... não sei bem se isso era uma previsão astrológica, numerológica ou fenomenológica ou quantas outras lógicas que podem estar pregando isso, mas o fato é que realmente muitas mudanças estão acontecendo em toda parte...não só comigo, mas com todos... vim aqui pra falar sobre isso... pq é curioso como a gente sempre está ansioso pelas mudanças e ao mesmo tempo tem tanto medo delas... pois como é que a gente vai saber o que vai acontecer depois?! mas... e se eu sofrer?!? e se eu sentir falta do que era antes?! e se não for melhor?! e se eu me arrepender?!?! pra começar é melhor a gente contar com o sofrimento sim... contar com o arrependimento sim, em certos momentos... e mesmo contando com isso, saber administra-los...pois nenhuma mudança acontece sem doer lá no fundo... sempre dói... e se não doer é pq não adiantou nada o esforço para mudar, pq na verdade tá tudo mais ou menos igual...acho que já falei sobre mudanças em outros momentos deste blog, mas essa que acontece comigo atualmente está doendo ainda... e é por isso que vim aqui falar dela... está fazendo parte da história da minha vida, e embora tenha perdido coisas muito caras para mim, estou ganhando também...e acho que a síntese da mudança é isso mesmo.... vc sente uma dor doloriiiida por perder algumas coisas, mas ao mesmo tempo sente uma certa alegria por ter ganho outras....é assim... hoje a "sweet Mirella", romântica, que acredita em amor eterno, que se apaixona, que sonha, que chora, que soooooofre de amor, está digamos, de férias... de vez em quando ela liga, manda uma carta, pra me lembrar que ela existe sim, que ela está lá, esperando o momento dela... mas no geral ela está sempre sendo suprimida pela "business Mirella"... essa, que sabe que precisa lutar muito pra conseguir um lugar ao sol na profissão que escolheu, que assume quatrocentos e vinte e dois compromissos por semana (e por fim de semana tbem) pq quer aprender tudo o que passa a sua volta, seja remunerada ou não... que está sendo engolida pela quantidade de créditos que precisa cumprir na universidade, fora os projetos extra-curriculares... e que diga-se de passagem, tudo precisa ser muito bem feito, pq a "business Mirella" é muito exigente com ela mesma, perfeccionista às vezes....dá um trabalho danado....sinto falta da sweet Mirella... (parece nome de Barbie né: Barbie vai à festa, Barbie vai às compras...) e das coisas que eu fazia como sweet Mirella... mas sinto que isso precisava acontecer... infelizmente a vida não é feita só de coisas doces... e tem outras que não chegam a ser amargas, são apenas mais... duras... estar conquistando coisas diferentes, me sentir realizada de outras formas... é importante também... está sendo importante também...e aí, de repente, a sweet Mirella vai voltar... pq o lugar dela está aqui... para aprender a conviver com a business Mirella... pois a vida tem que ser dividida entre as duas mesmo... e sempre dói deixar uma meio de lado...[...]



REFLEXÕES SOBRE A PAZ

2006-11-01T13:20:43.596-03:00

No mundo de hoje existe um tema recorrente e uma vontade incessante na busca pela paz. A gente lê no jornal, na TV, observa no dia-a-dia, na família, com os amigos...
Mas afinal... o que é paz?!?!

Cursando uma universidade pública e inserida num contexto essencialmente ligado à área de humanas, tenho adquirido, automaticamente, uma visão e postura muito voltadas para o combate do individualismo na sociedade. A observação dos que convivem comigo e a preocupação em poder tranformar o ambiente em que vivo para o bem tornaram-se meu foco.
Essa é uma constante no meu cotidiano e, de certa forma, o que escrevo aqui partiu dessa perspectiva de vida que vem se emaranhando no que sou e no que estou me transformando como pessoa.

Pois bem, apesar desse combate ao individualismo, tenho constatado que a verdadeira paz começa quando a gente olha mesmo é para dentro, e não para fora. Porque não é possível haver paz do exterior para o interior. Os conflitos entre as pessoas, físicos, verbais, materiais, são ainda menos intensos que os pessoais, individuais e singulares. A falta de equilíbrio entre o Id e o Superego, a inconstância emocional, o desespero, a insegurança, a "intranqüilidade" entre outras tantas doenças da alma, são conflitos que precisam ser resolvidos internamente...urgentemente!
Essa resolução, essa decisão pela paz, é a mais difícil de ser alcançada...
E é justamente essa paz interior a única poderosa o bastante para resolver os tantos problemas do mundo, principalmente os que fogem do âmbito individual.
O pior é que a gente só passa a perceber isso quando a paz foge totalmente, ou quase, do nosso controle. Como diz a música do Gil, "uma bomba sobre o Japão fez nascer o Japão da paz" ...
Se cada um vivesse em paz consigo mesmo, com o que é e com o que acredita, não haveria necessidade de disputas territoriais, políticas, religiosas, materiais, emocionais...
É tudo pela falta de paz...

Sabe onde está a paz do mundo!?!?
Dentro de você...
Quer saber?!
Descubra-a!


(música de fundo)
"A paz invadiu o meu coração
De repente me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais..."



as pessoas vêm e vão...

2006-09-29T23:01:10.026-03:00

estava eu aqui pensando no papel das pessoas que passam por nossas vidas...
tantas chegam e ficam por muito tempo, dividem momentos, histórias, alegrias, tristezas...
outras tantas passam tão rapidamente, mas tão profundamente, que sua marca dura por muito tempo depois que elas se vão...
além disso, como é diferente a forma com que elas entram na nossa vida...
tantas são fortes como um trovão, um raio riscando o céu... rápidas, brilhantes, vivas, barulhentas, tumultuosas....tantas são como as nuvens no céu, rondando, rondando, mas sempre presentes, que de repente se tornam indispensáveis...todas elas se vão... e isso não significa que vão para sempre... podem voltar, eventualmente... mas o trânsito está sempre livre... todos têm liberdade para ir e vir...

a vida é mesmo essa eterna passagem... esse eterno caminho onde as pessoas vem e vão, e se cruzam, e dizem adeus, e são importantes num momento, desimportantes em outro, presentes em um momento e ausentes em outro...

o problema está em aceitar que as coisas vão, as pessoas vão...o certo mesmo seria entender que é isso mesmo... hoje você está, amanhã não está mais... hoje alguém é importante, amanhã não é mais... e o que há de errado nisso?! nada! não há nada de errado, pois se tudo fosse parado e estático, não aprenderíamos nada de novo...
a graça da vida está nas idas e vindas... são as idas que nos fazem entender que os momentos precisam ser vividos intensamente, seja quais forem eles, tristes, alegres...e são as vindas que nos trazem as novidades, as novas experiências, o auto-conhecimento, a renovação dos sentimentos...
entender isso faz com que tudo seja mais leve...
não potencializar os momentos em que as pessoas e os sentimentos vão como uma coisa terrível é o segredo para extrair desses momentos todo o crescimento que eles podem trazer para nós...

o conselho é esse...
leveza...
pra entender que as pessoas vêm...e isso é ótimo...
e pra entender que as pessoas vão, o que também é ótimo, para existir a renovação...
renovação...
ação...
nova...
renova...



DESIDERATA

2006-08-14T13:38:25.213-03:00

Ouça enfim, a sabedoria do sábio: "Siga placidamente em meio ao barulho e à pressa e lembre-se da paz que se encontra no silêncio. Tanto quanto possível, sem se humilhar, viva bem com todas as pessoas. Fale sua verdade, clara e mansamente. E escute os outros, mesmo os estúpidos e ignorantes; eles também têm uma história para contar.

Evite as pessoas escandalosas e agressivas; elas afligem o espírito. Se você se comparar com os outros, pode se tornar vaidoso ou amargo, pois sempre haverá pessoas superiores e inferiores a você. Viva intensamente seus ideais e o que você já conseguiu realizar. Mantenha-se interessado em sua carreira, por mais humilde que seja; ela é um verdadeiro tesouro na contínua mudança dos tempos. Tenha cautela em seus negócios, pois o mundo é cheio de armadilhas. Mas não deixe que isso venha a cegá-lo para a presença da virtude; muitas pessoas lutam por grandes ideais, e em todos os lugares a vida é cheia de heroísmo.

Seja você mesmo. Sobretudo não finja afeição. Nem seja cínico quanto ao amor; pois, diante de toda a aridez e de todo o desencanto, ele é tão perene quanto a relva. Aceite delicadamente o conselho dos anos, renunciando graciosamente às coisas da juventude. Cultive a força do espírito para proteger-se em caso de um inesperado infortúnio. Mas não se desgaste com temores imaginários. Muitos medos nascem da fadiga e da solidão.

Ao lado de uma disciplina saudável, seja gentil consigo mesmo. Você é filho do universo, assim como as árvores e as estrelas; você tem direito de estar aqui. E, quer você entenda, quer não, o universo está se desenrolando como deveria. Portanto, fique em paz com Deus, seja qual for a forma que você o concebe. E, quaisquer que sejam sues trabalhos e aspirações, na confusão ruidosa da vida, mantenha a paz em sua alma. A despeito de todas as fraudes, enganações e sonhos perdidos, este ainda é um mundo belo. Seja alegre.
ESFORCE-SE PARA SER FELIZ."


(tá aí o poema.... é uma lição.... pra se ler todos os dias... )



surpresa!

2006-08-06T16:08:11.676-03:00

fiéis leitores...eis aqui uma surpresa para quem achou que este blog estava morto...resolvi ressucitá-lo...obrigada, mais uma vez, pela persistência de entrar aqui e observar se esta pessoa que vos fala por um momento quis dizer alguma coisa para todo mundo ler...na verdade, andei sumida mesmo, e não nego que muitas vezes entrei aqui para tentar escrever algo... mas normalmente achava bobo e desnecessário, ou então o assunto era muito sério e não dava para ser transcrito com palavras...enfim...hoje eu quis vir aqui falar sobre o meu projeto! sim... o Projeto Mirella 2006/2 (2 pq já estamos no segundo semestre do ano)Estas férias foram péssimas para mim...mas por outro lado foram ótimas também... todo sofrimento nos traz alguma coisa importante, algo que você de repente enxerga e que não notaria se estivesse tudo bem...algumas coisas que você passa a valorizar em você mesmo ou nos outros, outras coisas que você percebe que realmente precisa mudar, algumas atitudes que você ensaia pra tomar e acaba não tendo coragem...foi um momento de hibernação reflexiva... que me resultou no Projeto Mirella 2006/2...sabe quando você se olha no espelho e gostaria de enxergar outra coisa? não por fora... mas por dentro... eu tenho um problema muito sério que odeio odeio odeio.... talvez quem passa por aqui de vez em quando já notou... a minha ansiedade...a ansiedade é uma coisa dura minha gente, que não serve para nada... só para fazer mal... eu, pelo menos, não conheço nenhum benefício que esse sentimento já tenha me trazido...ansiedade é quando você deita a cabeça no travesseiro, sabe que está com sono, mas a sua cabeça fica povoada de pensamentos, um puxando o outro, sem parar... se forem pensamentos pessimistas, do tipo tudo vai dar errado, MELHOR AINDA! aí sim você não vai conseguir parar de pensar nisso o tempo todo! e não precisa ter uma causa nobre, um problema realmente preocupante... a ansiedade gosta até das coisas mais triviais, aquelas que para uma pessoa normal passam desapercebidas de tão pequenas...a ansiedade, para dizer que está presente, não só gosta de povoar o cérebro com suas preocupações antecipadas, exageradas e sem razão de ser, mas também povoa o estômago, o coração, as mãos, as unhas... não tem um pedacinho de mim que não é afetado...cansa viu...cansa sentir isso... e cansa mais ainda você se sentir incapaz de controlar isso...esses dias eu estava lendo um livro de um filósofo que comenta um poema muito antigo, chamado Desiderata...postarei ele aqui em seguida...em um certo momento, ele reflete sobre o que é essencial...se a gente conseguisse definir o que é essencial na nossa vida, e se voltasse só para isso, tudo seria mais fácil... muitos dos nossos problemas são plantados por coisas não-essenciais... e se as nossas preocupações girassem em torno apenas do essencial, elas seriam justificáveis, talvez até mais fácil de serem resolvidas, já que dizem respeito a coisas tão importantes... o que é essencial? o amor? a profissão? o respeito pelos outros? o carinho? o dinheiro?lendo aquilo, penso que é praticamente impossível alcançar esse nível de "tranquilidade", mas que deve ser maravilhoso você chegar ao menos perto disso...ou seja...a primeira meta do meu projeto é essa...EU QUERO SER UMA PESSOA CALMA!calma, sensata...daquelas pessoas que transpiram tranquilidade e paz de espírito...parece fácil?! acho que não... tenho um longo trabalho pela frente para conseguir isso...para começar, definir o que é essencial pra mim... o que já não é uma tarefa fácil... no momento, essencial para mim está sendo a honestidade... primeiro comigo mesma... com os outros...só o fato de ter decidido isso já tem me deixado mais tranquila...e as o[...]



bixete!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

2006-02-11T14:32:23.436-02:00

caros amigos, leitores fiéis e infiéis também, torcedores, e afins...

EU PASSEI NO VESTIBULAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

pra quem não sabe mas já deu uma lida por aqui, deve ter descoberto que eu gosto muito de música... assim, muito mesmo...
de uns três anos para cá, descobri que eu não nasci para fazer publicidade, nem trabalhar em agência, nem para morar em São Paulo, nem para trabalhar em São Paulo, nem para constituir família em São Paulo... aliás, não nasci para fazer nada em São Paulo, mas o destino fez com que algumas pessoas especialíssimas da minha vida gostassem de viver lá, e então, minha ligação com a cidade grande ainda continua, de certa forma...

enfim, resolvi tomar outro rumo... prestar vestibular novamente, mudar de carreira, mudar de cidade, mudar de ambiente... e cá estou eu, prestes a começar essa nova trilha...
sou uma das bixetes e bixos do curso de Música da UFSCar, dei um monte de orgulho para a minha mãe, pai, vó, vô, namorado e amigos - gente, não tem nada igual a passar numa faculdade pública...falem o que for, mas É MUITO BOM! - e logo depois do carnaval, lá vou eu levar trote, fazer pedágio, conhecer um mundo de coisas novas e voltar para casa com o cabelo azul-verde-roxo-verde-azul...

portanto, a novidade que estava esperando, caros leitores, era essa! novidade boa né!

então podem me deixar os parabéns aqui que eu estou sentindo como se tivesse entrado pela primeira vez!
e quero tudo o que um bixo tem direito hehehe!!!

até!



sobre os anjos

2005-11-28T01:55:48.356-02:00

Não sou muito mística, nem religiosa...sou daquele tipo que acredita desacreditando, ou vice-versa...mas tem certas coisas que não se explicam mesmo, e acho que nem devemos buscar explicação, porque a graça disso ser tão especial é o fato de não saber o porquê. Por isso estou com vontade de falar sobre anjos. Pessoas que caem nas nossas vidas como se fosse pequenas plumas, de tão leves e macias. Pessoas que fazem tudo parecer mais fácil, que ajudam a resolver os problemas, as angústias, dividem as alegrias, os telefonemas, os almoços, os jantares, às idas ao trabalho, ao shopping...Pessoas que parecem normais, como nós, mas na verdade não são. São anjos! Anjos que estão no nosso caminho para trazer mais luz, para tornar suportável - e até mesmo feliz! - um momento que tem tudo para ser péssimo. Cada uma com um jeito diferente, ocupam um espaço no meu coração de tamanho idêntico. Um anjo loiro e branquinho, sincero, direto, determinado, metódico, apaixonado, independente, que não gosta de arroz e feijão (eu nunca tinha visto isso antes, mas quando ele chegou aqui na Terra deve ter achado que o macarrão era melhor - vai entender!) e que com sua força e amizade me mostrou como se podia descomplicar algumas coisas que pareciam muito mais difíceis. Apesar de que esse anjo por si só é um pouco complicado, mas isso é normal, né?! é sempre mais fácil quando não é com a gente... ainda bem! senão todo mundo ia complicar tudo o tempo todo...E o outro anjo... moreno e também branquinho, de longos cabelos, voz doce e gestos meigos... Um anjo prestativo, carinhoso, calmo (mas não se aproveite disso!), companheiro, preocupado, igualmente apaixonado, que adorava conversar comigo até tarde e falar boa noite umas cinco vezes antes de dormir - sempre tinha mais alguma coisa para falar!...que me acompanhou até a faculdade e depois até o trabalho durante todo o tempo, mesmo que fosse só para ficar em silêncio durante o caminho...e com sua meiguice e delicadeza me deu muito mais equilíbrio...Hoje tive de falar tchau para os meus dois anjos. Não adeus, para sempre, pois para sempre é muito tempo e não dá para dar conta dele todo. Mas estou deixando um pedaço da minha vida para trás, virando uma página da minha vida onde esses anjos tiveram participação fundamental.Continuarão sendo anjos na minha vida, sem nenhumíssima dúvida... mas vão me olhar de longe agora...pelo telefone, pela internet, em algumas visitas. Nossas vidas não serão mais as mesmas, nem o quarto, nem o prédio, nem a rua, nem a classe, nem o ponto de ônibus...Por mais que eu esteja feliz de estar tomando esse caminho que já venho avistando há muito tempo, já sinto uma saudade imensa desses meus anjos que eu amo tanto.Amigas Thata e Dani... obrigada por tudo, mais uma vez...não existe distância e nem tempo que possa apagar o que vivemos juntas e a importância disso pra minha vida.Amo muito vocês, queridas! cuidem-se tá...[...]



a tal da música

2005-11-20T16:53:24.463-02:00

Tenho paixão pela música. Paixão só não.
Paixão, fascínio, encantamento.
Pela música que enche também os olhos,
e não se escuta só com os ouvidos,
mas sente-se com todo o corpo.
Pêlos arrepiados, o ritmo do coração, o batuque do pé no chão.

Música que embala os sonhos,
que anima a alma,
emociona o coração.

Música que ri, que chora, que canta, ouve, toca, GRITA!

Música para amar,
música para o pôr-do-sol e o amanhecer,
música para dormir e acordar.
Música para viajar, enlevar, embalar.

Música que de tão fundamental, se desdobra em mil, com mais mil maneiras de se expressar...
Mas que por si só se explica e se basta.
Música que mesmo sem palavras é a comunicação da alma.

Música que na minha vida agora deixa de ser coadjuvante
e entra para o papel principal.



entre aberto para balanço!

2005-11-09T19:23:25.053-02:00

passei por aqui para dizer que sei que andei sumida...
também, tava tão bonito o que eu tinha escrito antes que não me importei muito em deixar aí por bastante tempo...
mas o negócio mesmo é que eu estou mudando os meus preços... sabe quando uma loja fecha para balanço? sim... estou dando descontos para algumas coisas, valorizando outras, algumas até mandando embora, e juntando dinheiro para outras ainda, que eu nem consegui comprar.
estou de mudança, literalmente, metafóricamente, de qualquer maneira que pode significar a palavra. mudo de casa, de carreira, de maneira de aprender as coisas, de enxergar as coisas, mudo a maneira de aproveitar meu tempo.
estou com tempo livre e ao mesmo tempo ultramente ocupado. no fim acabo não fazendo as coisas do jeito que gostaria de fazer...
até para fazer coisas banais como tomar sol, que (acho) - é o desejo de todo mundo que pode ficar em casa, acordar cedo e tomar aquele solzinho de quintal - pelo menos o meu - eu não to sabendo... fui expor meu corpinho cor-de-mussarela-de-búfala no sol e cá estou, como se fosse uma porçãozinha de calabresa frita: vermelha, frita e ardida...coisa de quem passou muito tempo no escritório e esqueceu como é que se toma sol adequadamente...que vergonha !!!! ( e eu querendo voltar pra são paulo moreninha pra mostrar que minha temporada no interior me fez muito bem rs....)
então é isso...escrevi para ninguém achar que eu morri... estou viva! ardida, mas viva!
e ansiosa pelo que há de vir...



pra não dizer que não falei das armas

2005-10-20T10:53:55.640-02:00

Recebi isso por e-mail, portanto não é meu - espero que seja de fato do senhor Içami Tiba, que é uma pessoa excelente pelo que percebo através de seus livros - mas de qualquer maneira é exatamente o que eu penso a respeito desse papo de referendo. Publico aqui pois gostaria que as pessoas que estão passando pelo blog pensassem sobre e que isso depertasse tamanha vontade de mudar alguma coisa como desperta em mim.Essa semana fiquei sabendo de uma coisa muito feia sobre a falta de ética, honestidade e hipocrisia que infelizmente não posso relatar aqui, e depois de ler esse texto penso que realmente as pessoas precisam pensar mais em dignidade e menos em dinheiro.Tem uma frase que - não sei quem é que escreveu, se alguém souber por favor me diga - que resume exatamente o que eu quero dizer, embora a princípio seja muito difícil de alcançar:"Felicidade é quando aquilo que você pensa, aquilo que você diz e aquilo que você faz estão em perfeita harmonia."PENSEM! REVOLTEM-SE! HAJAM!DESARMAMENTO - DR. IÇAMI TIBASou Tiba, psiquiatra, psicodramatista e educador. Mais do que com armas, é com conhecimento que se pode fazer uma reviravolta neste país, que sobrevive, apesar da falta de ética de parte grande dos nossos governantes. Não é possível que o povo brasileiro seja mobilizado a ir às urnas neste plebiscito - cujo sentido é ainda discutível - num momento político de comprovados e vergonhosos "mensalões" e "mensalinhos", demonstrativos de que boa parte dos políticos brasileiros visam mais o seu próprio bem do que o cumprimento com honra, ética e sensatez, dos cargos para os quais foram eleitos.Revolta-me um governo que promove um plebiscito, fingindo querer ouvir o povo, mas com uma pergunta capciosa. Por que não perguntar se o brasileiro gostaria de ver sua mulher e filhos estuprados e sua casa arrebentada porque os "maus elementos" estavam armados e ele desarmado? Qual a diferença que existe entre tais "maus elementos" que nos assaltam, armados com armas de fogo, e outros que, tendo o poder nas mãos, nos assaltam com uma caneta, nos tirando quase três meses de cada ano trabalhado para lhes sustentar, enquanto a nossa família praticamente passa fome?O mau está no espírito das pessoas e não nos que elas têm nas mãos. Morre-se, também, em números assustadores, em acidentes de automóvel. Não seria o caso também de se fazer um plebiscito para proibição da venda de carros e combustíveis? Tudo dependeria de como se direciona a pergunta à população: Você é contra as pessoas continuarem morrendo ou matando por atropelamentos e acidentes de automóvel ? Então vote a favor da proibição da comercialização de carros e combustíveis. O que me deixa indignado neste país é a absoluta falta de transparência das autoridades. Manobras e campanhas são realizadas para ocultar a falta de ética de nossos governantes - e nenhum país sobrevive à falta de ética, com ou sem arma de fogo... Preocupa-me, ainda, saber quem será o grande beneficiário de mais este gasto com este plebiscito. Muito mais útil e correto seria utilizar esta importante verba para a educação. Dos grandes problemas deste país não destacamos somente a falta de estudos, cultura e educação, mas também o mal uso econômico e ético que as elites políticas fazem deste povo. O povo brasileiro tem bom coração. É um povo tão carente, necessitado e crédulo que bastam algumas palavras bem ditas, que mexam com a sua emoção, basta que recebam chaveirinhos, camisetas e bonés, que dentro do contexto de falta de consciência política que impera, seja facilmente manipulado, em detr[...]



aversão à metrópole

2005-10-13T10:54:41.140-03:00

Eu sei, eu sei, quem gosta de morar em São Paulo não vai nem ter vontade de ler o que eu vou escrever aqui depois de ver o título.Mas acontece que me incomoda tanto que eu tenho que colocar aqui. Desde que comecei o blog resolvi escrever aqui tudo o que não sai da minha cabeça, achei que seriam assuntos bons. Enfim...Quem me conhece sabe que estou em vias de sair da capital para voltar para o meu interiorzinho querido de gente falando poRta abeRta e de céu azul anil. Isso está a poucas semanas de acontecer, e apesar de saber que vou ter gastrite crônica de tanta saudade dos meus amigos daqui, quem me conhece sabe que não vejo a hora de ir embora...principalmente quando acontecem coisas assim: Estava eu no metrô na última terça-feira, feliz e contente indo para a rodoviária para passar o feriado estudando com o meu namorado lindo, quando, em meio à multidão de pessoas presentes dentro do trem, sinto alguém encostando alguma coisa - que a princípio julguei ser uma pochete - na região do meu derrier.... logo notei que não era uma pochete, já que esta estava pendurada no ombro do infeliz, e por uma olhadela - que as mulheres são ótimas em fazer com discrição - percebi que o bicho realmente se empolgou... AH CRETINO TARADO. Naquela lotação eu nem tinha condições de dar um passinho para o lado, assim olhei para baixo e fiquei na minha, fingindo que achava que tinha sido sem querer... não contente, o infeliz do imbecil do fdp do rapaz fica assim, desconfortável, até que põe a mão lá dentro, SIM, LÁ DENTRO, E PUXA O DITO CUJO PRA FORA!!!!!!!! NA MINHA CARA!!!! não me contive e, emputecida com a cara-de-pau (literalmente) do sujeito, falei em alto e bom som para todos que estavam por perto ouvirem: "sai fora cara, fica mostrando o pau pra mim aí, que nojo meu, sai foraaaa!!!!" E a reação dos gentilíssimos senhores que se encontravam ao meu lado foi escutar e olhar para baixo, assim como quem ouviu demais. Enfim o imbecil do infeliz do fdp do rapaz fica sem graça - o mínimo - e sai de fininho na estação seguinte.... cuidado... tarado à solta...fiquei pensando como é que alguém pode ter coragem de fazer isso no meio do vagão do metrô, com aquele mundo de gente em volta, assim, na maior "sutileza".... impressionante... estou revoltada até agora e arrependida de não ter gritado "TARADO, VAI MOSTRAR O PAU PRA SUA MÃE" assim que ele desceu do trem... não sei porque na hora essas coisas não me vêm.E agora a minha indignação mais recente... ontem observei um pôr-do-sol maravilhoso em Guaratinguetá, após ter passado a tarde estudando num calor de verão... ar puro, céu azul... Pois bem... você mora em São Paulo? olhe para o céu... está vendo uma nuvem amarronzada sobre a cidade??? sinto informar, mas é esse ar que vai diretamente para o seu pulmão... é esse ar que vai alimentar o seu cérebro, o funcionamento do seu organismo... QUE NOJO!Resumindo... tem horas que São Paulo me dá aversão... nojo mesmo... do céu, dos tarados do metrô... ai ai ai...tá na hora de ir embora...[...]



hoje é dia de mirella

2005-10-10T16:01:42.173-03:00

vou escrever alguma coisa aqui bem rapidinha, só pra tirar esse cachorrinho triste daqui debaixo, porque o meu humor de adolescente que chora-ri-chora-ri agora está me dizendo para sorrir =)

Comecei a comemorar ontem e estou imensamente feliz por ter passado a meia noite ao lado de pessoas que realmente considero amigos, que eu amo muito e que me acompanham em praticamente todos os meus altos, baixos e planos....

Meu horóscopo (da Thata - Pescaria de Palavras - aí do lado) me disse que esse é um ano crucial na minha vida. Ano de mudanças, realizações, novas maneiras de ver a vida, de encarar os problemas... então esse aniversário está significando um crescimento enorme para mim... e nada mais fundamental do que passar por isso perto das pessoas que a gente ama.

Obrigada a todo mundo que faz parte desse crescimento!



essa maldita...

2005-10-04T17:36:30.640-03:00


estou com vontade de escrever aqui para ver se arranco de dentro de mim as coisas que estão me angustiando no momento...
mas tudo o que eu escrevo parece não refletir o que tem dentro de mim...

assim, vou colocar a foto de um cachorrinho que eu achei por aí na rede, e vocês reparem no olhar dele que é o mais próximo que eu consegui chegar para me descrever:

(image)














essa sou eu hoje: tristinha, quietinha, com um montão de dúvidas e inseguranças e confusões e incompreensões e carências e expectativas frustradas e solidões e mais outras coisas que eu nem sei dar nome, dentro de mim...




sobre a saudade...

2005-10-03T17:51:45.406-03:00

Cá estou eu...
Escrevendo sobre a saudade. Resolvi escrever sobre isso porque esse é o sentimento mais constante na minha vida. Eu sempre estou com saudade.
E não é aquela saudade nostálgica de tempos vividos intensamente ou acontecimentos marcantes que já aconteceram há muito.
É saudade das pessoas... e também não de pessoas que já foram embora desta vida, porque graças a Deus eu nunca perdi ninguém que levasse embora um pedaço de mim junto. Todos os meus pedacinhos ainda estão por aqui, espalhados entre as várias pessoas que eu amo. Aliás, a saudade que eu sinto o tempo todo é justamente destas pessoas.
Infelizmente - ou felizmente - a minha trajetória é picadinha... tem um pouquinho de mim em cada lugar, em Araras, em São Paulo, em Guaratinguetá, em São Carlos, em Leme... são muitas localidades para uma pessoa tão magrinha quanto eu.
E é por isso que a saudade me toma inteirinha de vez em quando. E eu fico imaginando porque a minha vida não podia ser normalzinha: com família, amigos, namorado, trabalho e estudos no mesmo lugar. (Parece-me que seria muito mais fácil.)
Provavelmente porque se fosse assim eu não amaria tantas pessoas. Simplesmete porque não conheceria essas pessoas. Será que a saudade faz aumentar o amor quando ele é de verdade? Sim, porque quando é de mentira ele morre rapidinho quando a distância aparece. Os meus amores continuam vivinhos da silva, cada um com uma saudade proporcional a ele. E eu os amo tanto que a saudade dói. Com um detalhe engraçado: quanto mais longe está a pessoa mais saudade eu tenho. Mesmo que ela de qualquer maneira não pudesse estar perto, quanto mais quilômetros existem entre nós, mais essa malandra dói.
Mas tem uma coisa: saudade que é saudade a gente só sente de coisas boas. Se eu tenho tanta saudade significa que a minha vida é cheia de coisas e pessoas boas. Então a saudade devia deixar a gente feliz. Ou não?



Antes tarde que mais tarde...

2005-09-28T17:49:37.170-03:00

Faz uns quatro dias que eu criei este blog e até agora não sabia muito bem o que escrever aqui. Confesso que fiquei tímida e insegura, achando que qualquer coisa que eu colocasse aqui seria muito boba.

Por que mesmo que eu quis criar um blog? Para falar sobre mim? Para falar sobre o que eu penso, sinto? Para comentar sobre a vida alheia? Para desabafar, chorar, rir, cantar - só, acompanhada.... hummm...fiquei pensando, pensando... e resolvi, ainda incerta, pra começar, colocar um poema que fiz já há um tempinho, mas cabe muito bem na situação que estou vivendo no momento. Assim aproveito e já conto que estou tendo contrações no estômago por causa das mil coisas que estão por vir na minha vida.

"Mudança"

mudança...dança...
quanta ânsia, mudança...
andanças, mudas...
muda a dança, mudança...
quem dança, o que muda?
quanta ânsia por mudança...
e essa dança ainda (anda) muda.