Subscribe: Mitteleuropa + Baltic + Scandinavia + + Tel Aviv e Jerusalem + Balcãs + Alemanha
http://asminhasferias.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
ainda  arte  centro  cidade  das  dia  dos  foi  mais  muito  museu arte  museu  nao  näo  obras  pela  pelo  tempo 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Mitteleuropa + Baltic + Scandinavia + + Tel Aviv e Jerusalem + Balcãs + Alemanha

Mitteleuropa + Baltic + Scandinavia + Tel Aviv e Jerusalem + Balcãs + Alemanha + Istanbul



Berlin, Praha, Wien, Bratislava, Budapest, Köln, Warszawa, Vilnius, Riga, Tallinn, Helsinki, Łódź, Hamburg, København, Göteborg, Stockholm, Oslo, Reykjavík, Brno, Tel Aviv, Jerusalem, München, Ljubljana, Zagreb, Sarajevo, Beograd, Budapest, Praha,



Updated: 2018-03-06T01:46:04.714+00:00

 



Istanbul

2010-08-26T14:41:55.506+01:00


Isto de facto e um outro mundo. As pessoas, habitos, costumes, cultura, sei la... tudo tao diferente.

E depois sao mesquitas ao lado de mesquitas, nao ha quarteirao que nao tenha uma mesquita. Pode entrar-se, desde que descalco (as mais visitadas teem a porta um caixote com sacos de plastico), e desde que nao seja hora de oracao pode fotografar-se sem problema.

(image)

com interiores fabulosos

(image)

e nao falo apenas da Aya Sofia nem da chamada Mesquita Azul... elas sao tantas, e com interiores tao diferentes.

E cisternas de agua
(image)

Claro que a estacao por onde eu gostaria de ter chegado ainda existe

(image)

(ola Agatha Christie!)


Obviamente nao perdi um banho turco

(image)

e sabe tao bem com o calor que faz!


Mas sao as mesquitas que marcam a cidade, mais os seus mercadores a quererem vender tudo e mais alguma coisa ao longo das ruas.

Mais num tempinho aqui em Istanbul nao teria feito mal nenhum, mas amanha parto para Colonia (fim de semana) depois Lisboa!
(image)




Sofia

2010-08-22T10:38:21.625+01:00

A viagem de comboio de Bucareste para Sofia nao foi grande coisa - este troco do Expresso do Oriente esta um pouco gasto...Pois Sofia sera de todas as cidades deste "meu agosto" a menos interessante.Claro que e incontornavel a Catedral de Alexandre Nevskya igreja ortodoxa russa tambem nao passa despercebidaassim como a mesquitae ja que estamos numa de templos, a sinagogaOs chamados banhos, agora desactivados para remodelacao, constitui um edificio interessanteNao e uma cidade bonita; praticamente toda construida nos anos 50 a 70, mantendo algumas lembrancas do passado, como o monumento ao soldado sovieticoa substituicao da estatua de Lenine por uma que aparentemente simboliza a Bulgaria (ou Sofia ?) - ao que sei ninguem gosta distode frente para este outro "monumento" do tempo da outra senhoraAinda encontrei uma fachada "Arte Nova" unica nesta cidade(ao que tudo indica ja foi um restaurante).Valeu mesmo a pena ir ao Mosteiro de Rila - embora a duas horas de viagem de SofiaDaqui a pouco parto para Istanbul.[...]



Bucareste

2010-08-18T15:35:19.903+01:00

Bucareste nao e uma cidade turisticamente "pronto a servir", e preciso procura-la e descobri-la.Claro que ha o monumental, diria mesmo gigantesco (mais que imaginara) Palacio do Parlamento (vulgo para estrangeiros o "Palacio do Ceasescu")mais as suas enormes avenidas e predios (agora na pratica vazios).Mas isto, para mim, e o menos interessante. Bucareste e uma cidade cheia de contrastes: entre o novo e o mais antigoentre o pagao e o religioso (uma imensidao de igrejas por aqui)lugares de lazer onde se pode descansar um poucoBucareste e uma cidade pobre, como alias a todo o resto da Romenia; nao investiu, ou nao pode ainda investir no turismo, o que por vezes faz pena, como o facto de se encontrarem cabos ao longo das ruas retirando qualquer perspectiva mais interessanteO Museu de Arte Contemporanea, ao que sei muito bom, estava fechado ontem... de tao longe nao deu para la voltar hoje; o Museu das Coleccoes de Arte (aparentemente tambem digno de visita, reune as doacoes feitas ao estado) esta fechado para renovacao...O Museu de Arte - antigo Palacio Real - estava aberto, finalmente, hojereune uma serie de obras de arte, sobretudo de origem romenas, do sec. XVIao sec XIXe ate mais recentespossui ainda uma galeria, mais pobrezinha, com obras de autores europeus (como eles dizem).Come-se bem por aqui (e barato!) uma cozinha entre o centro-europeu (tipo hungaro: paprika) e o mediterranico (ervas aromaticas, beringelas), quer no Club Militar (e verdade! eu vi a lista e os precos)quer noutros restaurantes menos "vistosos".Algumas surpresas pontuam a cidadeAs pessoas sao amaveis, e ao contrario de Budapeste a maior parte fala ingles...Daqui a pouco parto para Sofia. O comboio da noite de Budapeste para Bucareste, foi bastante aceitavel; se este hoje a noite for pelo menos de igual qualidade, nao fico mal servido.[...]



Budapest (2010)

2010-08-14T16:18:44.354+01:00

E o meu tempo em Budapest esta quase a acabar. Com muita pena minha. Se gostei da cidade ha 5 anos, e passei a gostar ainda mais ha 2 ano, agora ficou definitivaemnte como uma das cidades de eleicao. E ficou ainda tanto para ver...Muito rapidamente, que o comboio para Bucareste ha de partir daqui a relativamente pouco tempo, ainda tenho tempo de ir buscar a mala ao hotel e ir ate a estacao.Mal cheguei a esta lindissima cidade encontrei uma livraria enorme, recuperada de um palacio... um espantoAlias em 5 anos a recuperacao do estado da cidade tem sido verdadeiramente espantoso, quer em termos de tempo, em quantidade e em qualidade.Igualmente recuperada, a mais antiga sala de cinema de Budapeste(deixaram-me entrar para fotografar o hall e o salao de cha)Os edificios que ha uns anos estavam sujos, aparecem agora de cara lavadaO "Memento Park" e um espaco para onde foram "transladadas" as estatuas do tempo da outra senhora (la que eles sabiam inculcar forca as figuras, nao ha a menor duvida)O parlamento continua bonito como sempre (e igualmente de cara lavada)Finalmente fui a Buda - a terceira foi de vez; nao fiquei particularmente encantado... um sitio para turistas "normais". Encontrei, por acaso, uma pequena galeria de arte com algumas obras interessantesNao deixa no entanto de oferecer alguns ercantos mais pitorescos e invulgaresNao por acaso fui a Galeria de Arte Nacional, onde se encontrava, em exposicao temporaria "Depero e Arte Futurista"ainda tive oportunidade para visitar a galeria referente a pintura e escultura hungaras do sec XXHoje de manha uma volta por uma parte "desconhecida" da cidade e encontrar novas arquitecturasE agora vou para Bucareste. Se a cama no comboio for tao boa quanto a de Sao Petersburgo para Moscovo... nao fico mal servido. A ver vamos.[...]



Afinal... afinal ainda em Moscovo

2010-08-10T19:57:08.229+01:00

Pois no domingo nao consegui voo para Budapest (gastei mais que a manha aqui nas voltas da internet), 2a de manha voltei a tentar, e so arranjava voo para 3a feira. Ora o meu voo inicial estava marcado para 4a... O tempo estava a melhorar: a nuvem de fumo a dissipar-se vagarosamente, embora o calor se mativesse (a maxima na ordem dos 40 graus).Ainda domingo de tarde dei uma voltinha (curta)(ainda se nota o fumo)Segunda a tarde, com o tempo ja melhor, visitei uma especie de Kremlin - dominios de Izmailovoo Kremlin verdadeiro nao o vi!Hoje de manha decidi-me por uma extensao do Museu Pushkin (esta instalado em 4 edificios diferentes e separados) - decidi-me pela galeria de arte europeia dos sec XIX e XXGaugin, Matisse, Picasso, Monet, Manet, Leger, Miro, Chagal, Kadinsky, Buffet, van Gogh, Munch... sao so alguns dos mais representativos... Um fartote!passagem por uma das muitas enormes avenidas de edificios monumentais a caminho do Museu de Arte Contemporanea, mas eis que se me depara uma outra lindissima igreja ortodoxa(a rapariga que vem em direccao a camera vem me dizer o que eu ja sabia: que nao podia fotografar) Mais tarde o homem, que ao fundo, frente ao altar, aspira o chao, diz-me que eu posso fotografar o altar, que nao tem mal nenhum, e estabelece ali uma conversa enorme, interessantissima, sobre religiao - ele era engenheiro de profissao, mas tinha tirado o curso de religioes comparadas... O tipo nao era parvo, foi uma boa meia hora de conversa que derivou para outros temas, o tipo tinha uma curiosidade em saber o que se passava pela Europa. Enfim, valeu a pena.Depois sim o MMOMA (Moscow Museu of Modern Art)apesar de tudo pobrezinho.Ainda tive tempo de passar pela UniversidadeO metro constitui de facto o melhor meio de transporte, se bem que as estacoes fiquem muito distantes umas das outras; mas rapido, eficiente, a cobrir toda a cidade.Portanto tenho de ca voltar! Ficou tanto por ver (ate o Kremlin!). Talvez seja o ponto de partida para o "meu agosto" do ano que vem...Amanha parto para Budapest.[...]



Alteracao dos planos

2010-08-08T07:37:25.421+01:00

Pois Moscovo esta com temperaturas na ordem dos 40 graus - o que so por si nao traria nada de extraordinario - mas o facto de uma nuvem de fumo cobrir completamente a cidade tornando a cidade na pratica irrespiravel, leva-me a alterar os planos e partir amanha para Budapeste.
Fico com pena de nao estar mais tempo em Moscovo... mas ficara para uma outra oportunidade.

A viagem de comboio de Sao Petersburgo Para Moscovo foi optima: um compartimento apenas para mim (penso ate que na carruagem nao iria mais nenhum passageiro)

(image) De manha quando acordei e espreitei pela janela apercebi de um ceu completamente encoberto, o que achei estranho. A chegada a Moscovo, as 8 da manha, nao se via 50 metros mais a frente, e o ar era dificilmente respiravel. Imensa gente de mascara.

Eu, de facto em Sao Petersburgo, tinha lido num jornal local em ingles que havia alguns fogos florestais no centro da Russia; por outro lado o calor em Sao Petersburgo (maxima a rondar os 35 graus) tambem nao me incomodava.

Na recepcao do hotel, em Moscovo, a menina disse-me que ardiam florestas imensas, que a cidade estava assim desde ha dois dias e que se previa continuar por mais algum tempo. Nao gostei da ideia, como e evidente, mas fiz-me a cidade.

De facto a rua Arbat, praticamente deserta, cinzenta, a nao ser ver mais longe que 100 metros e com gente (talvez um terco das pessoas) com mascara...

(image)
Ainda experimentei usar uma mascara, embora nao me incomodasse a garganta ou o nariz, mas a mascara com 40 graus! impossivel. Mais incomodativo era algum ardor nos olhos, nada que umas gostas ofalmologicas compradas na farmacia nao resolvessem.

Acabei por dar uma volta ao centro, mas era um pouco inglorio.

Regressei ao hotel a meio da tarde para me refrescar. Ate nas estacoes de metro se dava pelo fumo

(image)
O termometro no meu quarto marcava 37 graus! Nem o duche ajudava: mal acabava de me secar ja estava transpirado.

A noite foi complicado adormecer. Isto assim nao sao ferias! e tomei a decisao: nao vou continuar por aqui, com pena muita minha!



Sao Petersburgo

2010-08-08T07:41:36.208+01:00

(vou ter muita dificuldade em por fotografias!)

Berlim, Sao Petersburgo... agora so falta o mundo! (vide Cesario Verde).

Sao Petersburgo, cidade criada por Pedro Grande que achava Moscovo muito provinciana e queria uma cidade capital da Russia mais "europeia", estilo Veneza, Amsterdao, Paris... e nao faz mais nada em cima de um pantano enorme manda abrir canais, construir pontes, ruas, palacios... e toda a aristocracia e alta burguesia se muda para a nova cidade "europeia" construindo e ostentanto o luxo dos seus belos palacios. Como povo religioso foram construidas numerosas igrejas - algumas catedrais verdadeiramente fantasticas.
(image)
E, como nao podia deixar de ser um grande museu, o celebre Hermitage.


(image) Felizmente tinha comprado online um bilhete para dois dias - fez me poupar estar numa fila para comprar ingresso (uma hora? duas horas? nao sei calcular). Museu imenso, duas manhas nao foram suficientes para ver mais que o essencial.


Havia uma extensa exposicao temporaria com obras do Picasso cedidas por um Museu de Paris

(image)
A cidade hoje e enorme, avenidas extensissimas cruzam a cidade de uma ponta a outra. Palacios e igrejas teem vindo a ser restaurados; pelos canais passam barcos cheios de turistas, e a tradicao mantem-se: a noite as pontes levadicas abrem-se para deixar passar os barcos de maior porte


(image)
Sao as pontes e os canais que marcam mais a cidade

(image)
(e por aqui me fico: nao consigo por mais fotos e o tempo de internet esta a terminar. Hoje a noite vou de comboio para Moscovo; esta um calor que parece Lisboa: 37 graus).



Berlim 2010

2010-07-31T21:49:39.426+01:00

BerlimTempo excelente - embora isto nao seja propiramente o Algarve.Passeios intemináveis (juguei que já nao tivesse tanta pedalada).Por lugares já conhecidos, mas sobretudo por sitios onde ainda nao tinha estado.De salientar, na 4 feira:a Bauhaus Archiva Neue National galerielugares que nunca sao demais rever:o Sony Centerpequena desilusao com a nova estacao central de comboiosdepois de tudo o que li acerca desta estacao, soube-me a pouco - ou as expectativas eram demasiado altas.Do 2o dia a salientar:o quarteirao ministerial da Alemanha (depoi de reunificada)o Hamburger Bahnhof - velha estacao de comboios, agora galeria de arte contemporanea: obras muito boas, espaco muito bem adaptadouma revisita ao "alternativo" espaco Taschelesos imperdíveis, para mim até agora deconhecidos, pátios Hackesche (mas agora feitos atraccao turistica obrigatória)de repente repara-se, bem no centro da cidade, em algo que parece completamente anacrónicoo East Side Gallery - um dos restos preservados do muro, com um belo trabalho da portuguesa Ana Leonor a ombrear com tres outros quilometros de street arte já que estamos numa de homenagear artistas portugueses, o "Bonjour Tristesse" do Siza Vieira:Ontem, 3o dia em Berlim, depois da passagem pela velhinha mas sempre prestigiada Universidade Humbolduma espreitadela (longa) pela nova extensao do Deutsches Historisches Museum, desenhado pelo arquitecto chines Ieoh Ming Pei: um espectáculo!um salto até à Neue National Galerie, com uma enorme galeria de pintura expressionista, sobretudo francesao Treptow Park é um gigantesco (à escla soviética) hino ao exército vermelho, a propósito da libertacao de Berlimo Tempodrom - sala de espectáculos circular - a fazer lembrar a Catedral de Brasíliaainda uma passagem pela Berlinsche GalerieHoje, ultimo dia em Berlim, visita à galeria Scharf-Gesternberg dedicada apenas ao surrealismouma passagem pela Haus der Kulturen der Weltainda pelo memorial às vítimas do Muro, noutra ponta da cidade,E depois Berlim é surpreendente em tudo![...]



Agosto de 2010

2010-07-24T20:56:30.006+01:00

A dois dias de partir para o meu "agosto" de 2010:

(image)
1 - Berlim
2 - São Petersburgo
3 - Moscovo
4 - Budapest
5 - Bucharest
6 - Sofia
7 - Istanbul
8 - Colónia

Uma travessia da Europa (S. Petersburgo - Istanbul) tentando fazer a última parte Budapest - Istanbul na linha do célebre Expresso do Oriente.
Afinal não vou poder chegar a Istanbul de comboio, já que o troço turco está inoperacional.

Tentarei, sempre que possível, ir postando notícias e fotografias sobre esta minha aventura.



Resumo do agosto de 2009

2009-09-05T18:59:23.824+01:00

Breve síntese (fotos sem escolha apurada)Como previsto 1ª escala (curta) em Colóniavisita a Bonaestadia em Düsseldorfvisita a Dortmundvisita a Essenestadia em Bremenvisita a Bremerhavenestadia em Hannovervisita a Hildesheimestadia em Leipzigvisita a Erfurtestadia em Dresdenvisita a Bautzenestadia em Nürnbergvisita a Bambergestadia em Stuttgartvisita a Karlsruhevisita a Heidelbergestadia em Manheimestadia em Frankfurte, finalmente,novamente ColóniaRegresso a Lisboa (com despedida sobre o Reno)[...]



Colónia

2009-08-30T12:00:43.516+01:00

E pronto! Amanhä regresso a Lisboa.

É bom re-encontrar Colónia, passear pela cidade e reconhecer os "velhos" sitios: o lindissimo trabalho do arquitecto suico Peter Zumthor na "Kolumba"

(image)
a casa da célebre água

(image) ou descobrir novas surpresas

(image)

(image)



Para o ano há mais, espero, e já há ideias!



Frankfurt

2009-08-27T12:58:47.201+01:00

E mal se chega a Frankfurt parece que se está em Nova Iorquebem sei que é a capital financeira da Alemanhae onde se situa a sede do Banco Central EuropeuMas näo só bancos e arranha-céus; um centro histórico preservadomuseuscentros comerciais de arquitectura arrojadacidade de contastesMas säo, sem sombra de dúvida, sobretudo os muitos e enormes arranha-céus (e os que se continuam a construir) que marcam esta cidadeAmanhä parto para Colónia, última etapa deste agosto...[...]



Stuttgart

2009-08-23T21:20:20.844+01:00

Stuttgart näo é definitivamente uma cidade para turismo de massas. Claro que tem o Museu Porsche e o Museu Mercedes... que eu näo visitei, mas que tudo leva a crer serem fenomenais.

Há depois, concerteza, uma actividade comercial e financeira muito grande a ter em conta os muitos, grandes e (alguns) excelentes edificios modernos

(image) todos eles a exibirem as suas obras de arte particulares


(image)
Como, näo há um "centro histórico", aposta-se mais no moderno; quer em algumas estacöes de metro (a fazer inveja a muitas de outras cidades mais importantes)


(image)
quer em Museus; por aqui encontra-se com facilidade um excelente Museu de Arte Contemporanea (aberto durante os fins de semana até à noite)


(image)
um Museu estatal com uma ala nova muito bem esgalhada



(image)


Curioso foi encontrar um pequeno bairro residencial construido em 1927 - Arte Nova no apogeu - muito linear, muito simples, muito utilitarista, desenhado por ilustres desconhecidos (na altura) como Le Corbusier, Mies van der Rohe, Gropius, entre outros


(image)
Depois, e como é fim de semana, a noite näo pára...


(image)

(image)

Amanhä parto para Manheim.



Nürnberg

2009-08-20T22:15:26.015+01:00

Tentando ser breve ao fazer um ponto de situacäo:Cafés: complicado. Ou se encontra um "italiano" que às vezes tem bons "espressos", ou 'tou tramado. Em Leipzig encontrei um mesmo defronte do meu hotel - o melhor que tenho bebido; todas as manhäs "marchavam" duas. No último dia soube que o tipo que tirava cafés era portugues! Alentejano. Agora: para tirar espressos, e capuccinos e etc. ele tinha tirado um curso em Viena! O café ali näo era mais caro do que nos outros sitios. Aqui, em Nürnberg, descobri um bastante bom tambem: o empregado que os tira é romeno, os de mesa italianos...Alimentacäo: näo se espera grande coisa da cozinha alemä. Na Alemanha os asiáticos säo bastante bons: chineses, japoneses, vietnamitas, tailandeses; indianos também. Há por aí alguns italianos (pizza ou pasta: näo muito obrigado). Comi anteontem umas salsichas de Nürnberg (as primeiras salsichas desta temporada) com Sauerkraut e Knödel (espécie de almondegas de batata e päo - muito bom!); hoje fui para uma coisa parecida com o Eisbein (mas em mais pequeno); depois teem os Schnitzel (nada mais que panados) de porco, vitela ou peru; fora isso as saladas variadissimas säo excelentes (é dificil escolher).Saladas que com este tempo veem mesmo a calhar (agora que escrevo passa pouco das dez da noite e estäo 26 graus); a primeira semana na Alemanha näo foi famosa em termos atmosféricos: céu muito nebulado, embora temperatura bastante amena, depois disso teem estado uns dias fabulosos.As pessoas: no norte (Bremen, Leipzig, Dresden) bastante mais conservadoras. Aqui para o sul muito mais liberais, pelo menos em termos de costumes: imensos jovens "góticos", "emos", tatuagens em todas as idades, sobretudo dos 50 para baixo.Bastantes emigrantes: no norte (para além de portugueses, que conta com uma comunidade bastante grande) muitos europeus de leste; no sul imensos turcos; asiáticos um pouco por todo o lado (sobretudo na restauracäo). Näo é por acaso que deparei com este cartaz para as próximas eleicöesOs alemäes: muito práticos - no bom e mau sentido da palavra; outro dia em Dresden tinha encontrado um café onde a "bica" näo era nada má, voltei lá no dia seguinte: o "espresso" era água de lavar chávenas; referi o facto à empregada, resposta dela muito fria: "Es tut miehr leid!" (lamento muito) e vai à vida.Aos fins de semana perdem a cabeca: 6as feiras a partir das 5 da tarde as lojas comecam a fechar e as pessoas invadem (literalmente) as ruas dos centros das cidades, vestidas "a preceito" e comecam a beber cerveja, cada vez mais ruidosamente... até que horas, näo sei. Sei que aos sábados de manhä continuam? ou é um novo turno? Aos domingos por volta do meio dia volta tudo ao normal.Nürnberg é uma cidadezinha simpática; o centro rodeado de uma muralha que remonta à Idade Média (em grande parte reconstruida)tipicamente bávaraHitler fez dela a "capital do partido nazi", mandando construir um enorme centro de congressos (cujo tecto nunca ficou terminado) mas onde se realizaram alguns comicios e de que restam as paredes mestrase ainda um campo para desfiles militares (cerca de 12 campos de futebol) com uma tribuna de onde ele os saudava (Leni Riefenstahl e o "Triumph des Willens")e ainda o Palácio da Justica onde decorreu o näao menos célebre "Processo de Nürnberg"Para alem destes marcos historicos incontornaveis, Nürnberg é uma pacata e bonita cidade da Bavierae, moderniza-se, com um lindissimo Museu de Arte ContemporäneaAmanhä parto para Stuttgart.[...]



Dresden

2009-08-18T22:05:28.396+01:00

So agora, em Nürenberg, consegui ter internet. Assim as impressoes de Dresden veem um poco atrasadas...Dresden eh uma cidade riquissima em patrimonio artistico-arquitectural, sobretudo do periodo BarrocoPena estarem ou em mau estado de conservacao ou em obras de restauro (e teem muito para restaurar! - foi das cidades que mais severos bombardeamentos sofreu no final da 2a guerra; aparentemente a RDA pouco terä feito pela rehabilitacäo, ou tera dado prioridade a outras areas).Sera, dentro de alguns anos, a par de Leizig, uma das cidades mais ricas em patrimonio da Alemanha, näo tenho duvida.O Yenidze mais parece uma mesquita ou palacio oriental no meio da cidadefoi mandado construir como fabrica e entrposto de tabaco no sec.XIX, hoje esta ocupado por escritorios de varia natureza, sendo que nos ultimos andares ha um restaurante panoramico e uma "biergarten".Outro edificio que me deliciou foi o Museu LeonhardiEgon Pukall, pintor expressionista tardio alemäo (1934-1989), vivendo em Dresden foi transformando o seu atelier em museu e convidando outros artistas a ali exporem; sendo um dos poucos museus privados da ex-RDA era ali que os artistas näo aceites pelo regime acabavam por expor. Hoje exibe uma coleccäo, näo muito grande, de obras do proprio e de outros da sua geracäo.No meu ranking, Dresden fica imediatamente a seguir a Bremen e Leipzig.[...]



Leipzig

2009-08-14T21:35:41.864+01:00

No meu campeonato Leipzig está empatado com Bremen.Leipzig acaba por me surpreender muito favoravelmente. Näo só por ser uma cidade culturalmente muito rica: Bach, Mendelssohn e a Gewandhaus, Schumann... Goethe, Schiller... Leibniz... e fico-me por aqui.É claro que antes de mais é a a cidade de Bach e a "sua" Thomaskirchea celebérrima sala de concertos Gewandhausmas a cidade näo os explora como Bona e o seu Beethoven...A sua Universidade com as várias faculdades espalhadas pela cidade também surpreendemE todo o centro histórico preservado e reconstruido após a guerra: a antiga Camara Municipala antiga Bolsaa antiga Camara Municipal na MarkplatzMas também é uma cidade em rápido desenvolvimento, com vários edificios ainda a serem recuperados, outros a serem construidos de raiz, outros relativamente recentesPoderia ter ficado mais um dia... Amanhä parto para Dresden.[...]



Hannover

2009-08-11T19:15:18.298+01:00

Hannover näo eh apenas a cidade das feiras...
Comecei, literalmente, por passar ao lado do edificio do Frank Gehry

(image)
mais tarde outro näo menos emblematico da cidade e quanto a mim mais ousado

(image)
algumas paragens para electricos igualmente fora do vulgar
(image)

e as Nanas da Niki de Saint Phalle

(image)

Para alem disto tudo (e muito mais) Hannover preserva um centro com edificios tipicos do norte da Alemanha
(image)

(image)

obvimente uma Rathaus (Camara Municipal) esplendorosa

(image)

museus dignos de visitar e que nao envergnham outros de qualquer capital

(image)

Enfim, uma cidade divertida para passear
(image)

Amanhä parto para Leipzig.





Bremen

2009-08-18T22:12:32.750+01:00

Se Colonia foi a cidade que adoptei na Alemanha, Bremen fica em 2o lugar!Eh uma cidade com um centro riquissimo em termos historicos, embora a cidade tenha sido severamente bombardeada durante a 2a guerra, todo esta parte da cidade foi reconstruida, aparentemente mantendo a traca original.O porto esta em remodelacao, a fazer lembrar outra vez o que se tem feito um pouco por todo o lado nas zonas ribeirinhas.Alias Bremerhaven (a 20 min de comboio) - o porto que dä directamente para o Mar do Norte, estä lindissimo e com numorosos pontos de interesse. Bremen e Hamburgo - rivais durante muito tempo - acabaram por se aliar, no sec.XVII, na Liga Hanseatica.Bremen surpreende a cada passo: a Bötscherstraße,rua curiosissima, original do sec.XVI, remodelada no principio do sec.XX, com muita influencia da Arte Nova, ou, por exemplo, a Wachmannstraße, uma rua que descobri por acaso, longe do centro, em que praticamente todas as casas, de dois andares, apresentam fachadas lindissimas Arte Nova.Para grande pena minha o Museu mais importante (a Kunsthalle) estä fechado para obras de romdelacäo. Em compensacäo o Museu de Arte Contemporanea - simpaticamente com uma sala reservada para algumas obras da Kunstalle - enorme e com obras engracadissimas sobretudo dos anos 90 para cä.Nao me cansei de deambular pelo centro, descobrindo sempre coisas novas...E as sextas feiras à noite säo uma perdicäo para esta gente...Amanhä parto para Hannover.[...]



Düsseldorf

2009-08-04T21:38:27.022+01:00

(näo consigo postar fotos...)

Düsseldorf: a primeira, e espero unica cidade onde nunca me consegui orientar. Vou sempre em sentido contrario; quando penso duas vezes e relembro os percursos, dou meia volta e pouco tempo depois chego a conclusao que afinal estava no caminho certo. Mesmo com ajuda do mapa... desesperante!

Primeiro dia, nesta cidade, sem grande historia: dia cinzento, a grande arteria - a Kö - cheia de gente - dizem que se trata da rua comercialmente mais concorrida: de facto, de grandes joalharias a lojas de grande marcas, de tudo se encontra, e com gente! Mas näo e exactamente o que me interessa.
O Museu principal da cidade (o K20) fechado para obras... Visito outros museus com exposicöes interessantes.

Segunda feira decido-me por ir ate Dortmund. Cidadezinha despretensiosa, um edificio de Teatro e um outro de Opera qualquer deles muito interessante.
Dortmund sera uma cidadezinha de 5a ou 6a ordem na Alemanha, mas tem uma temporada de Opera, uma de Concertos, uma de Teatro... e uma lindissima Biblioteca Municipal... A importancia que por aqui se da ah cultura...

Terca feira - dia extarordinario, parecia que estava em Lisboa: sol e temperatura - acabo por dar uma volta planeada desde Lisboa: o renovado porto. Ao lado de edificios do antigo porto, datados do final do sec.XIX, outos mais modernos, dos quais o conjunto do Frank Gehry talvez seja o mais emblematico.
De tarde visito o K21 (Museu de Arte Contemporanea) instalado num palacio do final do sec XIX e perfeitamente adaptado ah finalidade de hoje.
Boas exposicöes de Arte Contemporanea.

Amanhä penso ir Essen; depois, 4a feira, parto para Bremen.

Confirmo algumas impressöes de anos anteriores na Alemanha: sera, de entre em brave, do ponto de vista da populacäo residente e trabalhadora, um barril de polvora, ah semelhanca do que tem acontecido em Paris. Emigrantes, imensos, de todas as partes do mundo com especial relevo para os turcos. Em Paris trata-se dos magrebinos. Aqui proveninetes do Madio Oriente, mas tambem da Asia mais distante; percebe-se que ha de ambas as partes alguma (pelo menos latente) animosidade, diria mesmo racismo. O que ira dar esta mistura daqui a, pelo menos, uma geracäo?



Colonia - 31 julho 2009

2009-07-31T21:07:35.542+01:00

Quando me perguntavam o que faria mal chegasse a Colonia, eu respondia que nao fazia a minima ideia. E nao fazia mesmo: sabia que ia chegar cerca das 16h30 - o que aconteceu - e que no sabado, apos uma visitinha ao mercado biologico, partiria para Düsseldorf.


(image)

Na estacao de comboio do aeroporto, reparei em cartazes que publicitavam duas exposicoes em Bona: uma sobre Modigliani, a outra intitulada "Encontros com a Arte Moderna".
E assim decidi o que fazer na 6a feira.


(image)

(image)



Comecei, portanto, o meu "agosto de 2009" praticamente como terminei o do ano passado: em Bona.
(image)

Quer a exposicao do Modigliani, quer a dos "Encontros...", estavam muito completas, bem documentadas, atraves de textos inscritos ao longo das obras expostas.

(image)

(pena nao ser permitido tirar fotografias em qualquer destas exposicoes)


Na exposicao dos "Encontros": obras de van Gogh, Picasso, Giacometti, Magritte, Kadinsky... enfim estavam la todos desde a transicao do sec XIX ate ao final do sec XX. (O Pedro Cabrita Reis tambem).


Logo pela manha comprei um passe de um mes para todos os trajectos de comboio pela Alemanha (sem limites): acabou por me ficar em cerca de metade do preco das viagens compradas isoladamente.


Um excelente dia, pois.



(image)
(encontrado algures numa rua de Colonia)



Agosto 2009

2009-07-16T22:06:39.955+01:00

Novo mês de Agosto: novo passeio.
Planeado desde Dezembro passado, este "tour" pela Alemanha:

(image)
Primeira escala em Colónia (a "minha" cidade na Alemanha), depois, e sempre de comboio, Düsseldorf, Bremen, Hannover, Leipzig, Dresden, Nürnberg, Stuttgart, Manheim, Frankfurt, e novamente Colónia.

Estas as etapas.
Depois tenho planeado, em cada uma destas cidades, visitas a outras cidadezinhas vizinhas - se tiver tempo para tal (possivelmente não terei...). Por exemplo aquando em Düsseldorf talvez faça uma visita a Essen (o "red dot design museum" ou o "Musiktheater" desenhado pelo Alvar Aalto são pontos que me interessam, mas há mais), e/ou uma visita a Dortmund (com dois museus a não perder e ainda um edificio de ópera de traça interessante...), e por aí fora. Mas não quero também transformar estas férias numa gincana e andar a correr de um lado para o outro.
Apenas pretendo ter margem de manobra de forma a não passar um dia a "fazer tempo" (há dois anos "estive um dia a mais" em Estocolmo, o ano passado em Belgrado... de forma que este ano estou prevenido.

Como de costume irei "postando" sempre que possa, com mais ou menos fotografias, conforme o tempo.

Acabei por me decidir a levar a máquina fotográfica "do costume" - a Konica Minolta: é levezinha, maneirinha, tem feito bom trabalho... E ela está impaciente para mais esta viagem.
(image)



Bona / Koblenz - 4 de setembro

2008-09-04T19:29:48.059+01:00

A acabar o meu agosto de 2008... Amanha volto para Lisboa (coisas a fazer: pagar a renda da casa, contas varias da casa... enfim o rame rame do costume - para o ano haverá novas viagens).Resumo dos ultimos dias:Colónia é definitivamente a "minha cidade".com todos os seus contrastese mais a sua "inevitável" e inesgotável catedralBona, por seu lado, é uma cidade (diria: uma cidadezinha de provincia) que vive à sombra de Beethovene o Beethoven serve para vender tudo - de perfumes a vinhos para tudo serveclaro que exagero um pouco, mas é a primeira impressäo que se tem da cidade.É evidente que nela se podem encontrar pontos interessantes que sublinham a importancia que a cidade tem tido ao longo dos temposaté com alguns edificios bastante incaracteristicos de quando ainda era a capital da Republica Federal da Alemanha A Universidade de Bona (tanto quanto sei com boa reputacäo)possui uma quantidade enorme de museus que ombreiam com os museus nacionais e municipais, dos quais destaco o "KunstMuseum" (museu de arte contemporanea alemä - metade do sec XX para cá) e, mesmo ao lado a "Kunst- und Ausstellunghalle" - galeria de exposicoes temporariasPara além dos museus e do Beethoven (cá está a porta da casa onde ele supostamente viveu)Bona é uma cidade simpática onde se encontram tipicos recantos alemaesMas hoje vim de passeio até Koblenz; cidadezinha a vinte minutos de Bona. Que encantadora cidade que vim encontrar! A cidade tipica alemä que temos na ideia, dos filmes, dos bilhetes postais...Cidade que nao deixarei de recomendar, sobretudo aos apreciadores de bons vinhos, já que fica situada na confluencia do Mosela e do Reno... Até Lisboa![...]



Colonia - 29 de agosto

2008-08-29T20:23:43.154+01:00

E pronto ca' estou eu em Colonia!

cidade que nao deixa de me encantar
(image)
e nao e' apenas pela Catedral (continua em obras... quando a limpeza chegar a cima, vao ter de recomecar de novo, aposto...)

(image)

tambem nao e' apenas por reconhecer os sitios: a Welthaus, magnifica arquitectura do Renzo Piano

(image)

nem pelo gelado derretendo-se edificio abaixo na Neumarkt


(image)

tambem nao e' pelas galerias que se sucedem na "baixa"

(image)

E' tudo junto, e mais o mercado bio que nao vou perder amanha, e os museus, e o rio... e sei la' mais quê...
Boa noite!



Praga - 28 de agosto

2008-08-29T20:03:15.850+01:00

Amanha parto para Colonia, na pratica a ultima etapa do periplo deste ano.Dos dois dias em Praga retenho o dia de ontem.Claro que primeiro houve um reconhecimento de sitios inevitaveis, desde a praca Venceslau, agora com uma exposicao sobre a tentativa de golpe de 1968mais adiante a famosa ponte, e a silhueta de Mala Strana um dos ex-libris de PragaMas ontem foi de facto um dia surpreendente. Por acaso dei pelo Museu Kampa - museu de arte contemporanea com obras de artistas apenas do centro da Europa: uma revelacaoMais adiante, e depois de passar uma zona claramente turisticaencontrei ao que vinha: o Museu de Arte Moderna e Contemporaneaum espaco gigantesco - foi, quando construido, local para feira internacional, mais tarde e depois de um incendio adaptado para o Museusao cinco andares a volta de dois hangares enormes - nao fui alem do 3o andar... e passei ai quase toda a tardede alguns, para mim, desconhecidos, a algumas obras do Klimtalguns PicassoRoy Lichtenstein e Wharole, claro, os mais contemporaneosSe nao fosse apenas por este dia ja teria valido a pena esta vinda a Praga.Mas claro: ha tambem os palacios e igrejas barrocos lindissimose por toda a cidade se pode encontrar lado a lado a arquitectura mais inesperadaBoa noite.[...]



Budapest - 25 de agosto

2008-08-25T22:21:40.900+01:00

Eu nao posso deixar, ao fim de tres dias, Budapeste (parto amanha de manha para Praga) sem editar um post (por mais curto que seja).E' que vim reeencontrar (cheguei ante-ontem as cinco da manha, e mal dormido)uma Budapeste - de que tinha gostado imenso - "rejuvenescida", de "cara lavada".Ha' tres anos, a cidade agradara-me imenso - penso que ate' tenha comparado algumas zonas a Paris. Mas... mas, encontrara muitos edificios cinzentos e escurecidos pela fuligem e pelo passar do tempo.Pois agora Budapest esta' praticamente toda limpa.Quarteiroes e avenidas (a Andrassy e' exemplo) parecem agora outrasAnteontem fiz um passeio de reconhecimentodescobrindo novos enquadramentosrevisitando outrosOntem foi dia de novas descobertas: o Museu do Holocausto e sua Sinagogadepois um polo cultural constituido pelo Palacio das Artes que alberga uma sala de concertos(so pude ver o hall)e uma extensao do Museu de Arte contemporanea Ludwig com dois andares para exposicoes temporariase o terceiro para a exposicao permanenteDepois, mesmo ali ao lado, um novo edificio para o Teatro Nacional - magnifico!Budapeste sera' (se e que nao o e' ja') uma cidade marcante na vida cultural europeia.Hoje comecei por uma volta ao bairro judeu (guetto durante a guerra), cheio de "recordacoes"passagem "obrigatoria" pelo monumento ao Holocausto - a "Arvore da Vida"e pela actual Sinagoga (primeira vez que entrei num templo judeu)Depois mais passeio e redescobertas surpreedentes pela cidade - o Parlamento de "cara lavada"Ate' chegar ao Memorial ao levantamento de 1956E regresso ao centro da cidadeDesta vez ficou por ver, entre outros, o "Memoria Park" (parque onde foram "arrumadas" todas as estatuas e monumentos relativos ao regime comunista, e o "Parque do Futuro" - o passado e o futuro em dois parques enormes mas que ficam fora do perimetro central da cidade. Fica para a proxima (porque proxima havera!).Amanha deixo Budapeste, nao sem uma pontinha de saudade.[...]