Subscribe: Projeto Restaurando Vasos.
http://projetorestaurandovasos.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade A rated
Language:
Tags:
cristo  deus  dos  ele  está  isso  jesus  joão  mais  mundo  nos  não  ser  seu  seus  sua  tem  você   
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Projeto Restaurando Vasos.

PROJETO RESTAURANDO VASOS.



O VASO que deseja ser USADO primeiro precisa ser RESTAURADO.



Updated: 2017-12-14T17:08:39.761-08:00

 



[BAIXAR] ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - DR. R. N. CHAMPLIN

2016-11-29T10:46:46.742-08:00

ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIASINOPSE: Uma coleção com mais de 8.000 artigos sobre Bíblia, Teologia e Filosofia.Uma das obras de maior abrangência e profundidade da cultura cristã, em que o leitor tem acesso a informações arqueológicas e históricas pesquisadas e dispostas de maneira a agilizar a consulta por assunto.OPÇÃO 1:ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 1ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 2ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 3ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 4ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 5ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - VOLUME 6OPÇÃO 2:ENCICLOPÉDIA DE BÍBLIA, TEOLOGIA E FILOSOFIA - COMPLETO (VOLUMES 1, 2, 3, 4, 5 e 6)[...]



MARAVILHOSA GRAÇA, A GRAÇA ETERNA, PRECIOSA GRAÇA & INCRÍVEL GRAÇA

2016-10-05T11:13:35.421-07:00

O Natal é a graça maravilhosa de Deus para todos os homens. O capitão de um navio que transportava escravos experimentou essa graça e escreveu o hino “Amazing Grace”.Você conhece “Amazing Grace” (Incrível ou Maravilhosa Graça)? É um dos hinos mais conhecidos dos países de língua inglesa – e também muito além deles.O hino “Amazing Grace” foi escrito no século 18 por John Newton. Ele tinha sido ateu militante e capitão de um navio negreiro. Mas, no dia 10 de maio de 1748, ao enfrentar uma grave tempestade no mar, ele clamou a Deus por misericórdia. E foi salvo. Começou a tratar os escravos de forma mais humana. Depois de alguns anos, desistiu de vez da sua atividade. Tornou-se pastor anglicano e daí em diante empenhou-se em favor da abolição da escravidão.A Bíblia explica: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai... Pois todos nós recebemos da sua plenitude, e graça sobre graça. Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo”.Esse testemunho milenar vem de um homem chamado João (Jo 1.14,16,17). Ele, o Verbo, é Jesus Cristo. João descreve a razão da Sua vinda a este mundo há 2000 anos como uma “graça maravilhosa”!Pessoas cujo navio da vida corre “perigo no mar”, que estão para afundar nas tempestades desta vida, “naufragando”, navegando contra o vento – todas essas pessoas podem encontrar a salvação.Para que uma pessoa seja liberta das suas cargas, ela precisa ser agraciada. Por quê? Todo ser humano acumulou culpa – alguns mais, outros menos. Esta é a nossa carga. Ninguém é inocente. Todos somos escravos dos nossos erros. A Bíblia chama isso de pecado e rebelião contra Deus! É o que vemos, por exemplo, no fato do ser humano ser capaz de praticar coisas que no fundo despreza. Nenhum ser humano consegue viver sem errar, pois não atende ao alto padrão de Deus. Mas todo ser humano prestará contas a Deus dos seus atos depois de morrer. Como Deus não pode suportar pecado no céu, ele precisa condenar a todos e mandar-nos para o inferno, local do suplício eterno.Mas Deus quer nos agraciar. Por isso Seu Filho Jesus Cristo tornou-se homem. Ele saiu da glória eterna – o céu – para este mundo. Viveu uma vida irrepreensível – sem pecados. E então morreu voluntariamente numa cruz, para levar sobre si a nossa culpa. Dessa forma Ele carregou sobre si o castigo de Deus, que nós homens merecemos. E dessa forma todo aquele que confia e crê em Jesus Cristo é agraciado.A Bíblia descreve isso desta forma: “Havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz” (Cl 2.14).João escreveu que recebemos “graça sobre graça” dessa plenitude de Jesus. Isso significa “graça transbordante”. Podemos viver todos os dias a partir dessa graça ilimitada. Por isso Deus preparou o Natal. Em vez de nos dar aquilo que merecíamos, Ele quer nos dar aquilo que não merecemos.João ligou esta graça diretamente com a verdade. Afinal, ele escreveu: “A graça e a verdade vieram por Jesus Cristo”.Não é possível separar a graça da verdade. Deus realmente é gracioso e agracia. Quando Jesus Cristo nasceu há 2000 anos, a graça e a verdade de Deus vieram ao mundo em pessoa. Isto é o Natal! Tudo o que Ele disse e fez é verdade absoluta. Tudo o que a Bíblia diz sobre Ele é a mais pura verdade. Podemos confiar naquilo que Ele diz. Jesus afirmou de si mesmo: “Eu sou a verdade” (Jo 14.6). E ele também disse: “Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão” (Mt 24.35).Certa vez alguém descreveu assim a vinda de Jesus ao nosso mundo: “O melhor do céu para os piores da terra”. Dessa forma os “piores” podem entrar no céu. Não é verdade que somente os “bons” podem entrar no céu. A verdade é que os bons não entrarão no céu! Quem acredita ser bom não pre[...]



MENSAGEM EVANGELÍSTICA: SE ISSO NÃO FOR AMOR

2016-10-05T11:13:12.581-07:00

É fácil ver por que uma pessoa voluntariamente pagaria um grande preço para redimir alguém ou algo pelo qual tivesse um grande amor. Embora hoje os incrédulos sejam ligeiros para denunciar o cristianismo como inacessível, ou injusto ou de perspectiva estreita, ele é, de fato, a história do maior transbordamento de amor redentor que já se manifestou na Terra, e o resultado do mais alto preço de redenção já pago em toda a história da humanidade. Como afirmou o apóstolo Pedro:“Sabendo que não foi mediante cousas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo” (1 Pe 1.18-19).Embora o pecado de Adão e Eva tenha jogado o mundo, que Deus havia criado, nas mãos do inimigo, a quem Jesus chamou três vezes de “o príncipe deste mundo” (Jo 12.31; Jo 14.30; Jo 16.11), o sacrifício do próprio Jesus pagou o preço para redimir o ser humano. Falando a crentes, o apóstolo Paulo escreveu: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Cl 1.13). Se colocarmos nossa fé em Jesus, Ele nos transfere do reino de Satanás para o Seu próprio reino.Mas o preço da redenção não foi barato. O Deus eterno tomou sobre Si a carne e as limitações humanas. Ele, voluntariamente, deixou o esplendor que era Seu nos céus e entrou no tempo e no espaço em uma humilde manjedoura em Belém.Jesus, Deus-Homem, foi o único que escolheu quando iria nascer, quem seriam Seus pais, a raça na qual nasceria, e o país de seu nascimento. Por meio da encarnação, Jesus se tornou um parente seu e meu.Nas páginas das Escrituras hebraicas, Deus revelou o conceito do parente redentor, ou o go’el em hebraico. Para ser um go’el a pessoa teria que ser um parente próximo de quem estivesse precisando de redenção. Ele teria que estar disposto e habilitado a pagar o preço, que poderia ser bem caro.No livro de Rute, Boaz, voluntariamente, se tornou um go’el e casou-se com Rute. Ele pagou com um campo para redimir Rute, teve um filho com ela, e o criou. É um relato de amor sem precedentes: Rute, a moabita, abraçou o Deus de Israel e se submeteu à Palavra de Deus.Jesus é o nosso Parente Redentor. Ele veio para comprar de volta um mundo que estava perdido por causa do pecado no Jardim do Éden (Gn 3.1-7). Como seres humanos, nunca conseguiremos entender plenamente o que custou para Deus tomar a forma de homem e Se humilhar para Se tornar um de nós, a fim de ser nosso Parente Redentor.Jesus, o Messias, tinha todos os atributos de Deus: onipresença (Mt 18.20; Mt 28.20), onipotência (Mt 28.18), onisciência (Jo 16.30; Jo 18.4; Jo 21.17), e mais:“Antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz” (Fp 2.7-8).O termo “servo” é a palavra grega doulous. A ideia é a de se tornar como um escravo devotado a alguém, não levando em conta seus próprios interesses. O Criador eterno, auto-existente, do Universo, voluntariamente, tornou-Se homem, e não apenas um homem, mas um servo, um escravo. Ele tomou a decisão de nascer como ser humano, de enfrentar rejeição e humilhação, e de ser crucificado – tudo isso para pagar o preço da nossa remissão e da nossa libertação das mãos do inimigo.É DISSO QUE TRATA A ENCARNAÇÃO. E, SE ISSO NÃO FOR AMOR, NÃO SEI O QUE É.Autoria: Thomas C. Simcox — Israel My Glory.Site: Chamada.com.br.[...]



DEVOCIONAL - VINDE PECADOR

2016-10-04T16:27:35.766-07:00

"VINDE ENTÃO, E ARGUI-ME, DIZ O SENHOR: AINDA QUE OS VOSSOS PECADOS SEJAM COM A ESCARLATA, ELES SE TORNARÃO BRANCOS COMO A NEVE; AINDA QUE SEJAM VERMELHOS COMO O CARMESIM, SE TORNARÃO COMO A BRANCA LÃ."
(Isaías 1:18)

Pecado, pecados e pecadores! Somos nascidos em pecado. Vivemos sob a lei do pecado. Habitamos em mundo dominado pelo pecado, cujos moradores o bebem como água. Nessa categoria (pecador) existem aqueles que pecam deliberadamente, sem nenhum pesar. Existem outros que se desviaram do caminho e caíram na lama do pecado. Por último, há também aqueles que depois de terem sidos chamados pela graça têm tropeçado nos seus pecados!

Ó quão miseráveis somos! Todos pecamos e estivemos ou estamos destituídos da glória de Deus! Ó malditos pecados que nos dominam, sorvem nossas forças e nos inclinam para o mal!

Não obstante, eu tenho boas notícias para você, “querido pecador!” Não importa quão grandes, intensos, profundos e sujos sejam seus pecados. Não importa quanto tempo você os cometeu… Há perdão junto ao trono da graça a você! O Senhor, o Pai das Misericórdias, apenas diz: “VINDE PECADOR”. Venham filhos de Adão! Venham desviados! Venham crentes trôpegos! Venham quebrantados, venham arrependidos, venha contristados, pois o Pai de amor está pronto a vos receber e tirar toda vermelhidão dos seus pecados, deixando-os mais brancos que a neve!

A todos que têm cometido, caído e tropeçado no pecado chegou a hora de ser levantado pelas mãos da misericórdia de Deus, que hoje te alcançam! Todos esses pecados serão lançados nas profundezas do mar e por Deus esquecidos. “Vinde pecador”, vinde todos os caídos, pois hoje é o dia da sua redenção!

Autoria: Pr. Paulo Junior.



DEVOCIONAL - COM VERGONHA DE DEUS

2016-10-04T16:20:52.270-07:00

"(…) MEU DEUS! ESTOU CONFUSO E ENVERGONHADO, PARA LEVANTAR A TI A MINHA FACE (…)."(Esdras 9.6)Estamos vivendo dias escuros e sombrios: os perigos nos rondam por todos os lados, inseguranças e incertezas nos apavoram; a sociedade pós-moderna, com sua imprevisibilidade, nos espanta; o governo e sua indiferença nos causa pavor; a cristandade naufraga em um caos espiritual e teológico, nos deixando quase sem esperança. Entretanto a vida continua, devemos em detrimento a tudo isso, continuar firmes “olhando para o autor e consumado da fé” (Hb 12.2).Creio ser urgente e oportuno falar de algo que está latente no coração de muitos: apesar de cristãos, não estamos imunes aos combates e intempéries da vida, que trazem aflições, dores e apertos no coração, que vão de problemas no casamento a crises financeiras e ministeriais, bem como tantas outras áreas, nos deixando perturbados.Mesmo diante desse quadro, hoje quero escrever sobre um assunto que talvez não seja muito comentado – mas que a maioria de nós vivencia – quero falar para aqueles que “estão em falta com Deus”, que estão aflitos e com o coração apertado por causa de Deus, me dirijo àqueles que estão com vergonha de Deus! Pois, é exatamente isso que Esdras enfaticamente retrata nesse versículo.Essa declaração de Esdras foi feita após o exílio babilônico. Os judeus haviam retornado a Israel depois de décadas de cativeiro na Babilônia. O objetivo deles era a reconstrução do Templo bem como dos muros da cidade sob a égide de Esdras e Neemias. Eles deveriam também restaurar o sacerdócio, o culto ao Senhor e a observância da Lei, trazendo assim paz e harmonia à nação.Porém, não foi bem isso que aconteceu: eles estavam negligenciando todos esses afazeres, desprezando a Lei, retardando a reconstrução do Templo, promovendo casamentos mistos (com mulheres não judias), enfim, estavam andando em total desacordo com a vontade de Deus, ignorando assim o próprio Deus!É nesse cenário que aparece Esdras, um dos seus líderes, que apesar de não participar diretamente desses pecados, fazia parte dessa nação, eram seus familiares, por isso Esdras se pronuncia – diante de Deus – em oração representando o seu povo e a si próprio dizendo: Meu Deus! Estou confuso e envergonhado, para levantar a ti a minha face…Por causa daquelas inúmeras transgressões – que o seu povo havia cometido – Esdras estava profundamente envergonhado e não conseguia nem levantar a cabeça diante de Deus!É disso que trata esse devocional. Esse é – para mim – o maior fardo que um homem pode ter no coração, a maior angústia da alma, o terrível dilema da mente: “estar em falta com Deus”!Acredito sinceramente que muitos de nós estamos vivendo essa realidade: quantos erros temos cometido? Quantas faltas, pecados, rebeldias, desleixo e omissão nas coisas de Deus e para com o próprio Deus temos cometido? O que nos leva a uma profunda vergonha. Por tudo isso nos tornamos como Esdras, são tantas decepções que damos a Deus, que não conseguimos levantar o próprio rosto para os céus.Assim como um filho que sempre dá desgosto para o seu pai, tirando notas baixas na escola, desobedecendo à ordens simples, desonrando-o em público e não respeitando o investimento que o pai faz. Assim nós temos feito com o nosso Deus e Pai – e como dói e constrange saber isso. Esse era o sentimento de Esdras ao ver aquela situação e o caos que se tornou Israel.Veja irmão, a mesma coisa está acontecendo conosco! No que estamos nos tornando? Por quais caminhos temos andado? Estamos deixando nosso primeiro amor, o zelo pela casa de Deus, a santidade e o temor a Deus. A preguiça tem sido nossa marca, vivemos num tempo de indiferença espiritual, frieza e descaso para com a santa palavra de Deus! Por causa disso tudo, quando chega a hora da oração – o momento da comunhão com Deus e de estar a sós com Ele – o corar[...]



DEVOCIONAL - NÃO ERREIS, DE DEUS NÃO SE ZOMBA

2016-10-04T16:00:15.485-07:00

"NÃO ERREIS: DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER; PORQUE TUDO O QUE O HOMEM SEMEAR, ISSO TAMBÉM CEIFARÁ".
(Gálatas 6:7)

O temor a Deus é o principio da sabedoria, diz Salomão. Creio ser esse o mais valioso princípio de um cristão: “Temer a Deus.” Isso compreende reverenciá-Lo, respeitá-Lo, honrá-Lo e tremer diante de Sua santidade.

No entanto, o que vejo em nosso meio cristão é um total destemor a Deus. Você já parou para analisar o texto referido? Você o leu? Você o entendeu? “De Deus não se zomba”.

As coisas que fazemos no dia a dia, nossas palavras e nosso testemunho, podem estar escarnecendo Deus! Zombar a Deus é não andar da forma digna que Ele destinou! É tentar trapacear Deus, passá-Lo para trás! É ser desonesto e insincero com Ele! É fazer votos a Ele e não cumprir! Quem nós estamos achando que Deus é? Você acha mesmo que Ele tem que tolerar nossos abusos carnais, nossas incoerências? Nosso narcisismo arrogante? Absolutamente não!

Deus é um Deus santo e merece todo temor, honra e reverência! Arrependamo-nos de nossa carnalidade, paremos de “tentar trapaceá-Lo”, passemos a não mais zombar de Deus, pois isso pode não acabar bem!

Autoria: Pr. Paulo Junior.



DEVOCIONAL - RADICAL

2016-10-04T15:55:51.463-07:00

"E ESTE JOÃO TINHA AS SUAS VESTES DE PELO DE CAMELO, E UM CINTO DE COURO EM TORNO DE SEUS LOMBOS; E ALIMENTAVA-SE DE GAFANHOTOS E DE MEL SILVESTRE."(Mateus. 3.4)O homem moderno está perdendo totalmente sua característica, se tornou, como é dito: ”sem afeição natural”(Rm. 1.31). Nunca pensei que o homem pudesse chegar ao estado em que se encontra, capaz de coisas hediondas, atrozes, não só perversas, mas insanas, absurdas, que nos leva a ser uma sociedade muito mais irracional do que racional. Olhe os canais de comunicação, veja a indústria cinematográfica, a literatura, a arte, a cultura em geral, tudo possui o toque da morte, do sarcasmo, da depravação moral, do ocultismo, da profanação do corpo, da luxúria, é impressionante como o mundo mudou assustadoramente de vinte anos para cá!Está havendo uma transformação completa em todos os valores, e isso para pior! Como se não bastasse tudo isso, a própria Igreja do Deus vivo tem sido contaminada por essas mudanças. Estamos em total apostasia e esfriamento, temos saído dos princípios bíblicos fundamentais estamos caminhando a passos largos para uma completa descaracterização. Tornando-se uma religião superficial e mundana.Esse foi o mesmo cenário mundial que serviu de pano de fundo aos dias de João Batista. Ele apareceu no meio de um completo caos espiritual e moral, veio para preparar o caminho do Senhor, a vinda do próprio Messias, Jesus. Pregando o batismo do arrependimento, confrontando ousada e destemidamente o pecado do povo e a religião legalista dos fariseus, indo até contra as autoridades – como rei Herodes, expondo com valentia e intrepidez a sujeira de seu reinado. Sozinho ele enfrentou o império das trevas, o império econômico, social, bélico e político daquela época, causando um rebuliço, uma verdadeira arruaça, naquele tempo! E tudo isso para que o ambiente estivesse apto para a aparição do Messias, Jesus Cristo.Estou fazendo uso de João Batista porque estamos nos dias semelhantes aos dele e, nada menos do que ele fez, será capaz de mudar o cenário atual. Ele era a voz que clamava no deserto preparando o caminho do Senhor, nós – os cristãos – somos essa voz e temos que clamar contra esse sistema corrupto, que está nas igrejas, no meio desse deserto que é o nosso mundo e essa sociedade. João Batista preparou a vinda, nós somos a “voz do que clama no deserto” que vai preparar a volta de Jesus.Mas como conseguiremos ter o mesmo êxito de João Batista? Como protagonizaremos tão notáveis feitos? A resposta é: Tendo a mesma vida que ele teve. Você notou, nos versículos acima, algumas características de João Batista?1º – Apareceu no deserto da Judeia pregando.2º – Sua vestimenta era pele de camelo e usava um cinto de couro que sustentava seus lombos.3º – Sua comida era mel silvestre e gafanhotos.4º – Sua morada era em cavernas em desertos, ou seja, um homem absolutamente entregue à vontade de Deus.Irmão, João Batista era radical, é isso que estou tentando te mostrar! Só conseguiremos causar impacto nessa terra, confrontar os poderes diabólicos, enfim, causar um transtorno nessa presente era e nesse império mundano – que creio eu ser muitíssimo pior que nos dias de João Batista – se formos tão radicais quanto ele foi. E é exatamente desse tipo de homens e mulheres que Deus está precisando, que Deus quer usar.É impossível a você causar tal impacto se sua vida é uma vida dividida, fútil, mesquinha, se tropeça em pobres relacionamentos amorosos, se tem apego a dinheiro, se tem problema com vaidade, conforto, e se ainda pensa em ser um reformador e um profeta dessa envergadura e ao mesmo tempo realizar seus sonhos pessoais aqui na Terra, isso é impossível, isso nunca aconteceu com qualquer homem e nunca irá acontecer! Você precisa ser radical, não digo abandonar tudo, mas abandonar o que D[...]



DEVOCIONAL - NÃO IMPORTA COMO SE MORRE, MAS SIM COMO SE VIVE

2016-10-04T15:20:32.707-07:00

"E MANDOU DEGOLAR JOÃO NO CÁRCERE. E A SUA CABEÇA FOI TRAZIDA NUM PRATO, E DADA À JOVEM, E ELA A LEVOU A SUA MÃE".
(Mateus 14:10-11)

Esse foi o trágico fim de um dos maiores profetas de todos os tempos: João Batista, a “voz que clama no deserto”. Preso no cárcere por Herodes e sentenciado a morte por pedido de Herodias, sua mulher – justamente por João ter denunciado seu casamento como adúltero. Desta maneira assassina João Batista teve sua cabeça cortada e entregue em uma bandeja a filha de Herodias.

Parece um fim muito bizarro e uma morte hedionda para um santo da envergadura de João Batista. Todavia, o importante “não é como ele morreu e sim como ele viveu”.

Até aqui João Batista já havia cumprido sua principal missão: “Preparar o caminho para o Messias! Apresentar Jesus.” Ele assim o fez, separado no deserto da Judeia, praticando jejuns, comendo apenas mel silvestre e gafanhoto, João viveu uma vida inteira dedicada ao Senhor e, quando foi levantado como profeta, cumpriu com exímia perfeição seu chamado. Enquanto andou nesta Terra, foi justo, santo e fiel ao grande Yaweh e, quando foi drasticamente degolado, já havia cumprido seu papel.

Querido irmão, não importa como você vai morrer, se vai ser como David Wilkerson em um acidente de carro, como Isaías cerrado ao meio, ou como o apóstolo João de morte natural, o que importa é como você está vivendo sua vida. Você vive a semelhança de João Batista? Você está como Paulo, pronto a dizer a qualquer momento: “Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé?

Pois bem, aconselho que você não se preocupe com a morte, mas sim com sua vida – uma vida breve – que logo se dissipará como vapor! Enquanto ela passa, viva intensamente para seu Senhor, pois “não importa como se morre, mas sim como se vive”!

Autoria: Pr. Paulo Junior.



DEVOCIONAL - DESERTO SECO E ÁRIDO - ATUAL POSIÇÃO DA IGREJA

2016-10-04T15:20:49.830-07:00

"DISSE-LHE A MULHER: SENHOR, DÁ-ME DESSA ÁGUA, PARA QUE NÃO TENHA SEDE..."
(João 4:15)

À semelhança dessa mulher que caminhava em meio a um deserto seco e árido, sob um sol escaldante à procura de água, estamos nós, em um período da Igreja extremamente seco. Falta-nos graça, falta-nos amor, falta-nos vigor, falta-nos força, falta-nos esperança, falta-nos santidade, falta-nos pureza… Falta-nos conhecimento de Deus! Estamos desidratados espiritualmente! Portanto, façamos como ela: “Dá-me dessa água”.

Já a experimentamos em nossa conversão, todavia precisamos desesperadamente de mais goles da gloriosa água da vida! Deve haver um beber contínuo dessa água, pois a sede é devastadora! “Ó Deus, sacie-nos antes que morramos nesse deserto inóspito chamado mundo! Banhe-nos com essas águas antes que esse calor escaldante nos queime! Venha ser nosso manancial em meio ao ermo, afim de que encontremos a vida em meio a morte!”

Autoria: Pr. Paulo Junior.



DEVOCIONAL - O PODER DA ORAÇÃO

2016-10-04T15:20:57.731-07:00

"PERSEVERAI EM ORAÇÃO, VELANDO NELA COM AÇÃO DE GRAÇAS..."(Colossenses 4.2)A oração, sem dúvida, é a maior forma de alcançarmos o reino de Deus com todas as suas virtudes.A oração é o poder de se comunicar com Deus; é a maneira de interagir, dialogar, inferir com ele. Você entendeu? Estou dizendo que com essa graça chamada “oração” eu tenho a capacidade de entrar na presença e me comunicar com o ser totalmente soberano, glorioso e eterno; o único perfeito, revestido de santidade e magnificência: Deus. Através da oração o imperfeito se encontra com o perfeito. Você consegue compreender a profundidade disso? Isso é simplesmente maravilhoso!A oração é muito mais que um momento de lançarmos a Deus nossas necessidades. A oração não pode ser limitada a pedir, pedir e pedir… a oração é um momento íntimo de devoção pessoal, comunhão e adoração a Deus: você fala, mas também ouve! É um momento ímpar, que transcende nosso entendimento!Quantas riquezas e tesouros insondáveis são revelados na presença dEle?! Oh, o quanto devemos amar esse momento secreto – a sós com Deus – e derramar-mo-nos ante o Seu trono, com sinceridade, humildade e submissão. Um homem que conhecia bem o valor da oração era David Brainerd, vejamos uma declaração retirada do seu diário: “Hoje pude dedicar-me continuamente a oração, durante o dia; mediante a bondade divina, percebi a necessidade de perseverar em minhas súplicas. Tenho recebido entendimento das coisas divinas, que tem me proporcionado coragem e resolução, tenho descoberto, de modo geral, que quanto mais me dedico a oração secreta, mais me deleito nela, e mais tenho apreciado o espírito de oração. Ocupar o nosso tempo com Deus, e em favor dEle, é o caminho para quem quiser levantar-se e deitar-se em paz.”Que linhas fantásticas desse grandioso missionário! É assim que devem ser nossas orações: anelantes por coisas espirituais, revelações da majestade de Deus, coisas grandes e ocultas (Jr. 33.3).No momento da oração ocorrem tantas coisas que você não tem ideia: há uma movimentação no mundo espiritual e no mundo natural, você está em contato com a natureza divina (2Pe. 1.4), sua mente é renovada, seu caráter é regenerado, o novo homem em Cristo está sendo formado. A medida que você ora, você é conformado à imagem de Cristo, você cresces à Sua estatura!Ainda, nos é conferido poder sobrenatural, o Espírito Santo nos enche, há manifestação do frutos do Espírito, sabedoria divina nos é acrescentada, e graça – abundante graça – é manifestada em todos os seus nuances.Quanta coisa a oração pode fazer, se estamos fracos, através dela somos fortalecidos; se sentimos culpa pela imoralidade e sujeira, a oração nos limpa e santifica; sentimos a doçura da santidade de Cristo em nós, nossa fé é fortalecida, nossa confiança em Deus é confirmada, todos os males são aniquilados pelo poder da oração: adeus desânimo, tristeza, angústia, fraqueza, ódio, ira, ressentimento, tudo isso é varrido pela oração.Termino dizendo algo: se tem uma coisa que o inferno combate e resiste com toda a sua força é a oração de um cristão, é a oração da igreja! Não existe nada que ele tema tanto, e conceda mais eficácia à um cristão do que sua vida de oração. Você deve ter notado nesses últimos anos quanto tem sido difícil orar, não é mesmo? E eu posso te dizer que com o passar do tempo vai se tornar ainda pior: haverá cansaço, falta de tempo, preguiça, ansiedade, falta de concentração e todo o inferno impedindo suas orações, prepare-se!Apesar de tudo isso, você não deve desistir, como diz o versículo (Cl. 4.2): “Persevere”, (essa palavra no grego é proskareteo) que quer dizer: “ocupar-se ativamente de algo”, então e[...]



DEVOCIONAL - COMO SERÁ O INFERNO?

2016-10-04T15:21:08.245-07:00

"E ACONTECEU QUE O MENDIGO MORREU, E FOI LEVADO PELOS ANJOS PARA O SEIO DE ABRAÃO; E MORREU TAMBÉM O RICO, E FOI SEPULTADO. E NO INFERNO, ERGUEU OS OLHOS, ESTANDO EM TORMENTOS, E VIU AO LONGE ABRAÃO, E LÁZARO NO SEU SEIO. E, CLAMANDO, DISSE: PAI ABRAÃO, TEM MISERICÓRDIA DE MIM, E MANDA A LÁZARO QUE MOLHE NA ÁGUA A PONTA DO SEU DEDO E, PORQUE ESTOU ATORMENTADO NESTA CHAMA. DISSE, PORÉM, ABRAÃO: FILHO, LEMBRA-TE DE QUE RECEBESTE OS TEUS BENS EM TUA VIDA, E LÁZARO SOMENTE MALES; E AGORA ESTE É CONSOLADO E TU ATORMENTADO. E, ALÉM DISSO, ESTÁ POSTO UM GRANDE ABISMO ENTRE NÓS E VÓS, DE SORTE QUE OS QUE QUISESSEM PASSAR DAQUI PARA VÓS NÃO PODERIAM, NEM TAMPOUCO OS DE LA PASSAR PARA CÁ".(Lucas 16: 22.26)Este talvez seja o tema menos pregado nos púlpitos contemporâneos, todavia Jesus Cristo nos evangelhos, falou mais do inferno do que do céu. Não deveríamos também dar importância a este tema, uma vez que nosso Senhor deu?Nesta gloriosa parábola temos uma demonstração de como será o inferno.1) “Tormentos” (plural) – Aqueles que lá estiverem estão fadados a sofrimentos eternos. O inferno será o completo despejar da ira de Deus sobre os pecadores impenitentes.2) “Lembra-te” – A memória não será tirada. Talvez essa seja a pior consequência da condenação ao inferno: os homens terão consciência; se lembrarão dos seus pecados e da graça oferecida por Cristo em inúmeras oportunidades rejeitadas.3) “Manda Lázaro” (ninguém daqui pode ir aí) – Nunca mais verão a presença de um santo. Nunca mais ouvirão o som do coro louvando ao Senhor. Não poderão os condenados contar com a presença de qualquer ente cristão. A separação será eterna!4) “Passar de lá para cá” – Não haverá saída. É comum encontramos portas nas instituições, nos domicílios. Todo o lugar tem uma entrada e uma saída. Entretanto, no inferno, só existe uma porta de entrada que se fechará e não haverá nenhuma porta de saída. Será o cárcere eterno.5) “Me refresque a língua” – Não haverá alívio da dor. Todo ferimento que você sofre, por mais grave que seja, cedo ou tarde cicatrizará, trazendo alívio da aguda dor. No entanto, no inferno não haverá um segundo sequer de alívio. O tormento será insuportável e infinito!Essas são algumas características do inferno. Se você está indo para lá ou conhece alguém que está, arrependa-se enquanto há tempo. Converta-se dos seus pecados, volte-se para Cristo com fé sincera. Peça perdão pelos seus pecados e confie na obra de Cristo realizada na cruz. Assim você pode ser salvo do inferno.Autoria: Pr. Paulo Junior.Site: Defesa do Evangelho.[...]



DEVOCIONAL - ESTOU IRADO

2016-10-04T15:21:16.155-07:00

"IRAI-VOS, E NÃO PEQUEIS; NÃO SE PONHA O SOL SOBRE A VOSSA IRA".
(Efésios 4:26)

Todas as tendências nocivas do nosso caráter, bem como nossas inclinações carnais são oriundas do pecado que herdamos de Adão. A herança corrupta herdada possui uma infinidade de desdobramentos, que leva-nos a cometer uma enormidade de pecados. Um deles – e o que eu quero ressaltar – é a ira! A ira pode ser definida como: “A perda do controle emocional e do dominou próprio, resultando em um surto de explosão raivosa!”

A ira é a causa de muitas desgraças neste mundo. Ela incentiva as pessoas se vingarem, traírem, roubarem e até matarem. Há casos que o descontrole é tamanho que indivíduos cometem crimes bárbaros! Entretanto, o texto diz que alguém até pode se irar, ou seja, se descontentar com algo ou ficar irritado por alguma circunstância da vida, porém não pode pecar: “Irai-vos, e não pequeis”.

A ideia transmitida é de não deixar que a ira leve você a pecar! Tenha controle. Exerça domínio próprio sobre ela. Não permita que o sentimento de raiva te leve a violar a Palavra de Deus.

Todavia, o texto não termina aí. Ele traz outra advertência, que é muito vista na natureza do homem. Veja o que o texto continua a ensinar: “Não se ponha o sol sobre a vossa ira”. Paulo está ensinando aos Efésios: “Não fiquem por muito tempo irados. Que até o final do dia esse impasse seja resolvido. Dissipe essa ira, perdoe, apazigue isto antes do sol se pôr”. A ideia é que não devemos alimentar a ira por muito tempo, pois isso pode levar ao cometimento graves pecados.

Meu querido irmão, se você tem se sentido irado demasiadamente esses dias; se a ira é o seu principal pecado, recorra a Deus e peça que Ele lhe conceda domínio próprio! Que o Espirito de Deus mortifique esse pecado em você e te ajude a ter autocontrole. Agora, se o seu pecado é pontual, se é em uma situação ou outra que você tem perdido o controle, você pode ficar descontente, todavia não deixe que isso se torne um pecado habitual. Se o impasse perdura e te causou ira, resolva isto antes que o sol se ponha, ou seja, “o mais rápido possível”. Perdoe, reconcilie-se, esqueça o problema e viva em paz com seu irmão em Cristo, seu próximo e consigo mesmo! Fomos chamados para a paz. Deus o abençoe!


Autoria: Pr. Paulo Junior.



DEVOCIONAL - O DESPREZO DO MUNDO

2016-10-04T15:21:23.940-07:00

"NÃO TEMAS,TU VERMEZINHO DE JACÓ, POVOZINHO DE ISRAEL; EU TE AJUDO, DIZ O SENHOR, E O TEU REDENTOR É O SANTO DE ISRAEL".(Isaías 41:14)“Vermezinho de Jacó”. Trata-se de uma referência ao desprezo que as nações sentiam por Israel, devido a peculiaridade e distinção que ela possuía. Esta será sempre a posição do mundo em relação ao povo de Deus: “Desprezo”. E, por que, eles desprezam? Por que zombam e perseguem a nós, os crentes? Por conta da luz que carregamos!Todavia, essa luz não é uma luz própria. Ela vem Daquele a quem servimos, o nome do qual temos estampado na face, o nome Cristo Jesus: “Disse Jesus: Eu sou a luz do mundo”. Por ser essa luz, Cristo incomodou as trevas. “E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam” (João 1:5). As trevas foram por Ele condenadas: “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más” (João 3:19). Por essa razão Jesus foi odiado pelo mundo, que jaz em trevas: “Sabei que, primeiro do que a vós, [o mundo] me odiou a mim” (João 15:19). É também por esta razão que somos desprezados e odiados pelas nações pagãs, pelos ímpios e pelo mundo, devido a nossa semelhança com Ele!Israel era a glória de Deus aqui na Terra! Essa nação refletia Seu caráter santo e distinto! Ela era a grande “lâmpada das nações”, por isso era tão desprezada. Cristo nos chama de luz do mundo e diz que não podemos ficar em oculto: “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte” (Mateus 5:14). Qual o resultado de portamos essa luz, de representarmos esse sublime Nome? “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia” (João 15:18-19). O ódio o desprezo! Assim foi com nosso Senhor e assim será conosco: “Porque, se ao madeiro verde fazem isto, que se fará ao seco?” (Lucas 23:31).Essa sempre será nossa condição sob o exílio a que estamos submetidos nesta Terra! Essa será sempre nossa realidade habitando em um mundo caído, idólatra, inimigo de Deus. Entretanto, o texto traz uma grandiosíssima promessa: “Não temas”. “Eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel”!Enquanto temos o desprezo por parte do mundo – as aflições que nossos antagonistas ímpios nos submetem – ao mesmo tempo temos o amparo e consolo do nosso Deus Todo-Poderoso, Criador do céu e da Terra! Ele nos ajuda em todas as nossas fraquezas. Ele nos ampara em todo o nosso sofrimento. Ele nos redimiu, nos conquistou. Sim, foi Ele quem comprou-nos a preço do Seu próprio sangue. Ele, o Santo de Israel, está e estará sempre ao nosso lado. Por isso Ele diz com voz de arcanjo: “Não temas”; “Se Eu sou por vós quem, então, será contra vós”.Desprezados, sim, pelo mundo, porém amparados, e muito, por mim, o Senhor dos Exércitos! Amém!Autoria: Pr. Paulo Junior.Site: Defesa do Evangelho.[...]



DEVOCIONAL - LEVANDO OS FARDOS DE OUTROS

2016-10-04T15:21:33.191-07:00

VERDADEIRAMENTE ELE LEVOU SOBRE SI (…)(Isaías 53:4)É óbvio que você conhece este texto, pois talvez ele seja o capítulo mais belo e importante de todo o Antigo Testamento. Ele fala da obra que seria realizada pelo sacrifício expiatório do Messias na cruz. O texto no ensina que, na cruz, Cristo assumiu nossos pecados e levou sobre Si nossa culpa.Todavia, quero me atentar para essas palavras: “Levou sobre si”.Somos chamados para sermos semelhantes ao nosso Mestre, imitá-Lo, sermos embaixadores do Seu Reino. Ele veio à Terra para carregar os fardos dos homens, pois eles não podiam fazê-lo, por serem fracos, incapazes, por demais limitados.O termo “levou sobre si” nos ensina algo – é claro que não podemos aplicar a passagem para os pecados dos homens, uma vez essa obra foi confiada somente a Cristo. Entretanto, devemos levar sobre nós os fardos dos homens, carregá-los, tomar suas dores e dividir com eles seus sofrimentos. Muitos ao nosso redor são fracos, tímidos, débeis! Eles são mancos, tropeçam em tantas coisas, não encontram com facilidade o caminho. São os “Mefibosete(s)” espalhados por todo mundo. Eles estão entre nós e é nosso dever levar suas dores, suas cargas, seus sofrimentos! Estimado irmão, tome sobre si os problemas da sua família, dos seus irmãos, pais, dos crentes mais fracos e de uma imensidão de moribundos pelo mundo afora. Somente deste modo estaremos cumprindo as Escrituras: “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas 6:2).Aliviemos o fardo tão pesado de muitos, ajudando os peregrinos a terminar sua pesada jornada. Dê a mão para seu irmão agora, socorra-o nas suas aflições. Estenda a mão a alma aflita, mostre-se indulgente, atencioso e interessado em ajudar. Talvez você tem se envolvido nos problemas de algumas pessoas e isso tem te deixado muito tenso e cansado, fazendo com que você pense em desistir delas e não mais carregar seu fardo. Permita-me dizer algo: acredito que Deus te chamou para carregá-lo, pois eles não conseguirão sem você. Eles simplesmente não conseguirão continuar! Olhe para eles, veja o quanto são incapazes. São como os ninivitas: “E não hei de eu ter compaixão de Nínive, em que estão mais de cento e vinte mil homens que não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda”. (Jonas 4:11)O que seria deles se você os deixar, os abandonar? Certamente perecerão. “Tome sobre si” os fardos deles, meu irmão, Deus lhe dará forças e recursos para suportá-los!Faça isso com alegria, pois Deus tem reservado para você avultado galardão!Autoria: Pr. Paulo Junior.Site: Defesa do Evangelho.[...]



DEVOCIONAL - MINISTÉRIO COM DEUS

2016-10-04T15:21:45.982-07:00

"POIS O ZELO DA TUA CASA ME DEVOROU, E AS AFRONTAS DOS QUE TE AFRONTAS DOS QUE TE AFRONTAM CAÍRAM SOBRE MIM".(Salmos 69.9)Davi retrata, no Salmo 69:9 que “o zelo da sua casa”, o cuidado da casa de Deus, da casa de oração, da igreja, do ministério, o consumiu. No entanto, no caso de Davi, ele não está a dizer apenas de seu serviço público, mas sim de sua devoção pessoal. No momento de entoar cânticos, oferecer sacrifícios, cumprir seus votos, ele fazia de tal maneira, estava tão ativo na sua consagração pessoal, de maneira que aquilo o consumia!Davi prefigura o sofrimento do Messias no Salmo 69, isso é fato. Contudo, quando Davi se refere a si próprio, ele diz: “A minha devoção pessoal, o meu contato com as Escrituras, minha vida de oração, minha participação no templo, cultuando a Deus é zelosa”.Certa vez, um pregador disse: “Devemos ter dois ministérios. Nosso ministério para com a igreja, o ministério eclesiástico, e o ministério para com Deus, o ministério pessoal”! Há uma infinidade de pastores que fazem muito um e esquecem-se do outro. Ambos têm que ser feitos de forma profunda e zelosa e, este segundo, mais ainda!Pode acontecer de um pastor, um pregador, passar anos pregando, ensinando, lecionando e, ainda assim, não ter tempo com Deus. Você já imaginou alguém que prega 20 vezes por mês, que dá 5 horas de aula por dia e não ter contato com Deus, isso é possível? Sim, é possível! Eles alimentam aos outros e ao enquanto morrem de fome! Isto não deve ser assim, jamais! A minha devoção pessoal a Deus, o meu tempo de oração, o meu período de estudo na Bíblia, a minha participação nos cultos a Deus, os sacrifícios que eu ofereço devem me consumir, tomar conta de mim!Existem muitos desses obreiros que gostam de fazer, de ir e vir! Ha muita gente que se doa fisicamente para a obra de Deus com impressionante esmero. Eles levam, trazem, cuidam, vão a leitos de hospitais! Todavia, apenas isto – e não estou dizendo que não é importante – não é suficiente para um Deus santo. Isto não nos diferenciaria de algumas religiões que usam a caridade como forma de redenção, o espiritismo, por exemplo. Elas fazem, mas não têm como fim a glória de Deus! Elas nem sabem o que é andar com Deus em devoção diária! Davi foi consumido por essa devoção. Ele foi um homem que orava em espírito o tempo todo; alguém que andou em temor durante o tempo da peregrinação aqui na Terra; alguém que não passou por cima do período de oração, de seu momento pessoal com Deus! Devemos SEGUIR SEU EXEMPLO.Caro irmão, você necessita ter como fundamental o participar das atividades da Igreja no que diz respeito a “prestar culto a Deus”. Estar em uma vigília apenas para orar. Ir ao um culto com a finalidade de louvá-Lo, comer da Palavra! Você deve ser alguém que medita nas Escrituras e não somente as lê, como o próprio Davi disse: “Rios de águas caem dos meus olhos porque os homens não guardam a sua lei” (Salmos 119:136). Nas madrugadas meditarei nos teus preceitos, na tua Lei, nas vigílias da noite, isso é ser consumido pela devoção a Deus.Leonard Ravenhill disse: “Eu falarei para você o quanto um homem é grande, quando eu ver a vida devocional dele, o quanto ele tem vida devocional”, ele também disse: ”Nenhum homem é maior que a sua vida de oração; diga-me o quanto um homem ora e eu direi o quanto ele é grande diante de Deus”. Esteja ciente que você, obreiro do Senhor, tem dois ministérios. E o primeiro e mais importante é o ministério pessoal com Deus. Como você o está cativando? Guarnecendo? Você está regando o seu ministério pessoal co[...]



DEVOCIONAL - O DEUS NÃO AMADO

2016-10-04T15:22:01.875-07:00

"QUEM TEM OUVIDOS, OUÇA O QUE O ESPIRITO DIZ ÀS IGREJAS"(Apocalipse 2.29)A vida cristã tem um só significado, um só propósito, um só dever, apenas um: amar a Deus sobre todas as coisas!Nós temos ouvido muito as palavras, “fogo”. Ouve-se de “fogo que sobe”, “fogo que desce”; “glória”, “prosperidade”, “bênção”. Tem-se ouvido demais “as promessas de Deus”. Mas não se tem ouvido a maior palavra das Escrituras: “AMOR”. Toda Bíblia, toda a Lei e os profetas se resume em amor. O maior mandamento da Bíblia é amor. A Bíblia diz que Deus é amor. A própria Bíblia é uma carta de amor, está toda alicerçada em amor! A Igreja não tem sido ensinada sobre o amor, portanto não tem aprendido o que é amar a Deus. Eu não estou dizendo do dever de amar, estou dizendo que nem se sabe que tem que amar.Nós temos falhado em cumprir esse mandamento! Entenda que, de tantas leis, a que Ele mais requer de mim e de você é “amá-Lo”! Escute, tente entender o que o versículo exige: o maior sentimento que um homem pode ter para com o outro, o maior sentimento que você é capaz de expressar, é o amor. E o maior sentimento que você pode expressar é o que Deus deseja e requer que você expresse por Ele: AME-O!Mas, você, você não tem conhecido isto! Porque você cresceu ouvindo apenas “bênçãos”. Talvez você seja oriundo do movimento carismático, que trouxe uma visão distorcida de Deus e de Suas promessas. Você entende e subentende que Deus existe só para te abençoar. Que você é um desventurado ser e que Deus é o maior “papai Noel” do século, que está pronto apenas para satisfazer seus desejos naturais. Portanto, você vai a Deus somente por uma necessidade. Por qual motivo? Porque você só tem ouvido que Deus dá, que Deus cura, que Deus prospera, que Deus liberta… Então, sua mente está afetada por uma doutrina egoísta de petição egoísta. Entretanto, nós não encontramos isto na Bíblia como fundamental!As minhas necessidades são sim supridas por Deus, contudo a Bíblia mostra que Deus – por todos os patriarcas e Pais da Igreja – foi adorado, foi servido, foi louvado, FOI AMADO! O rei Davi, em pouquíssimas passagens, pede algo de Deus. Na maioria das passagens ele entregou algo a Deus, ofereceu sacrifícios, ofertou bilhões para construção do templo de Deus. Davi servia a Deus porque entendeu que tinha que amá-Lo. E ele o amava!Nós temos falhado! A geração deste século está ensinando errado, está desviando o foco da Igreja. Estamos fazendo um Cristianismo que não conhece a Deus, que não tem sentimento algum por Ele, que sequer entende que necessita amá-Lo e muito menos O ama!Você já imaginou se naquele último dia Deus olhar nos teus olhos e disser: “Sequer você conhecia este mandamento! Aparta-te de Mim, porque você nunca Me amou!” Nós temos uma responsabilidade muito grande! Um mandamento muito importante! Talvez o mais importante de todos, pois ele é o maior de todos! Olha o que foi confiado a nós fazer. Perceba a responsabilidade que você e eu temos. Veja o compromisso que a Igreja de Cristo tem, e que deve ser resgatado! Amar a Deus! Este é o seu dever, a sua obrigação.O que é amar a Deus? Muitas vezes, querido, você deixa de pecar por medo da consequência do pecado. Isso é medíocre! Isso é MEDO e não amor! Sabe o que é “amor”? Eu deixo de pecar não pela minha obrigação para com a Igreja, eu não peco por medo da consequência do pecado: EU NÃO PECO POR AMOR A DEUS! Por respeito Àquele que tudo por mim executa! Eu resisto ao pecado ou a tentação por fidelidade a Deus! Isto é nobre! Isto é ama[...]



DEVOCIONAL - É DIFÍCIL SER CRISTÃO?

2016-10-04T15:22:10.336-07:00

É DIFÍCIL SER CRISTÃO? - Jesus recomendou: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma” (Mt 11.29).Você realmente está disposto a obedecer a Cristo, a imitá-lo e aprender com Ele? Jesus ordenou: “Amai a vossos inimigos, bendizei aos que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem” (Mt 5.44).Você faz isso? Jesus deu o exemplo: perdoou seus inimigos (Lc 23.34) e chamou de “amigo” a Judas Iscariotes, o traidor (Mt 26.50).Você é capaz de descer do seu orgulho para imitar aquele a que chamas de Senhor? Você é capaz de fazer o bem a quem lhe fez o mal? Jesus advertiu: “Se alguém quiser seguir-me, renuncie-se a si mesmo, tome sobre a sua cruz e siga-me” (Mt 16.24).Você já renunciou ao seu eu; já se livrou das amarras da soberba para deixar que Cristo vivesse em você? Você é capaz de suportar algum tipo de cruz, por exemplo, a cruz de ser humilde e manso de coração? Jesus advertiu: “Se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai não perdoará as vossas ofensas” (Mt 6.14-15).Você é capaz de levar a sério a palavra daquele a que chama de Senhor? Você tem consciência do que significa não ser perdoado por Deus? Significa ficar em desgraça, isto é, sem a graça do Senhor. Jesus lavou os pés do traidor Judas Iscariotes (Jo 13.1-5).Você seria capaz de um gesto desse tipo, de extrema humildade? E agora? Você será capaz de, com sinceridade de coração, dizer com Paulo: “Já sou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2.20)? Ou você não consegue ser cristão?DEUS ABENÇOE A TODOS!Autoria: Pr. Airton Evangelista da Costa.Site: Palavra da Verdade.[...]



DEVOCIONAL - AMIGOS DE DEUS, INIMIGOS DO MUNDO

2016-10-04T15:22:25.352-07:00

Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Tiago 4:4.Um dos melhores meios de perder amigos e ser rejeitado é andar sempre com Deus. Tire os olhos das coisas deste mundo e de repente você é visto como um religioso fanático! Está a caminho da pior rejeição de sua existência. Talvez quando você era morno, quando parecia ser piedoso, mas sem a vida de Cristo, e quando não era nem excessivamente pecador, nem santo você não constituía problema para ninguém, nem mesmo para o diabo. As coisas eram tranquilas; você era aceito na igreja e também no mundo. Era apenas um dos muitos “crentes” de coração dividido. Mas houve um dia em que os seus olhos foram abertos e você pode crer de fato em sua morte e ressurreição com Cristo. Com isso, em vez de seus amigos regozijarem-se ou entenderem, eles pensam que você está ficando maluco! Você é ridicularizado, escarnecido, chamado de fanático. Lembre-se irmão que Jesus nos avisou: Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia. João 15:19.Mostre-me um cristão que aprendeu tanto a amar quanto a praticar a verdade, e eu lhe mostrarei alguém que será rejeitado por toda uma igreja morna. Desista do mundo e o mundo desistirá de você. Jesus contava com muitos seguidores, até que a palavra que Ele pregava foi percebida como dura demais e exigente demais. A multidão de adeptos de milagres ouviu as reivindicações que Ele fazia e o abandonou dizendo: “Duro demais! Quem pode recebê-la?” Jesus voltou-se para os doze e perguntou-lhes: “Querem vocês também retirar-se?” Ou, “Minha palavra é dura demais para vocês também?” Pedro respondeu: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna; João 6:68b.Não, Pedro e os onze não se retirariam porque a palavra que as pessoas diziam que era dura demais, exigente demais, era a Palavra que eles amavam, ela estava produzindo neles valores eternos. Eles ficariam com a verdade, não importava o preço. Este é o problema que cada cristão enfrenta nestes últimos dias. Desviar-se-á você da verdade que o condena, verdade que aponta seu pecado, verdade que remove, corrige e faz seus ídolos irem pelos ares? Verdade que o chama para tirar os olhos das coisas deste mundo, do eu e do materialismo? Ou você se desviará para a pregação que faz cócegas no ouvido? Ela, sim, é branda, suave, pregação de que tudo vai bem. Será que você permitirá que o Espírito Santo o sonde? Que o exponha? Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. 2 Timóteo 4:3-4.Irmãos a verdade liberta mesmo. Liberta da pregação morta, liberta de pastores mortos, liberta da tradição morta, liberta de doutrinas de demônios. Liberta de companheirismos que rejeitam a verdade porque ela é por demais “desamorosa”, conforme dizem. Os que amam e praticam a verdade desejam vir para a luz, ter exposta cada ação secreta. Jesus disse em João 3:20-21 Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem arguidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus.A verdade autêntica sempre traz à luz tudo o que é ocul[...]



DEVOCIONAL - MUNDO - O CAMPO MISSIONÁRIO

2016-10-04T15:22:37.097-07:00

E esse evangelho será pregado a todo mundo "cada coração com Cristo é um missionário, cada coração sem Cristo é um Campo missionário" basta você sair do portão do Templo para fora você já entrou no campo missionário.1. O CAMPO NÃO É OS TEMPLOS:Ainda que temos algumas conversões nos templos, lá é a casa de oração (Mt 21.12,13), devemos sair das quatro paredes e atingir as ovelhas perdidas, aqueles que estão sofrendo neste mundo cruel.2. O CAMPO NÃO É OUTRAS IGREJAS - (II Co 10.46):O lugar do missionário não é ficar com maletas visitando igrejas e outras igrejas, nem também pescar em aquário alheio, é pescar em alto mar (representa os povos, nações) Lc 5.4.3. O CAMPO NÃO É SOMENTE NOSSA VILA, BAIRROS, CIDADES, MAS ONDE QUER QUE GANHAMOS ALMAS PARA CRISTO JESUS:Onde tem um pecador lá está o missionário, o atalaia, o porta voz de Deus, aquele que lança seu pão sobre as águas vai com certeza ter grandes resultados, lança o pão, nas ruas, no trabalho, na escola, na família.4. O CAMPO É O MUNDO - (Mt 13.38):Não podemos tirar a nossa visão missionária, hoje fala muito em missões, mas poucos fazem, contribuem, ajudam, oram está na hora do Espírito Santo despertar você para ver que o campo já está branco e a seara em flor para colher ao Senhor, missões já, missões agora, missões urgentes, é agora ou nunca mais é hora de fazer missões:Todas as Sinagogas (Mt 9.23)Todas as Gentes (Mc 13.10)Todas as Nações (Mt 28.19)Todas as Aldeias (Mt 9.35)Todo o Mundo e Povos (Mc 16.15)Em Todo Lugas em Tempo e Fora de Tempo (At 17.30)Até os Confins... (At 1.8)CONCLUSÃO:Não devemos retirar a visão missionária de nossos olhos, pois o convite de Cristo que chama todos a salvação eu e você devemos ser os seus mensageiros pessoais que estamos ainda fazendo este convite (Jo 3.16, Mt 11.28), dependente cor, raça, sexo, cultura e posição social, Deus quer contar com você para essa obra.Autoria: Pr. Luis Dicara.Site: Estudo Gospel.[...]



DEVOCIONAL - ARMAGEDOM, A BATALHA FINAL DO APOCALIPSE

2016-10-04T15:22:49.431-07:00

O ponto culminante da Grande Tribulação será a batalha do Armagedom. Apocalipse 16:14-16. Na verdade, talvez seja melhor falar da "campanha" do Armagedom, uma vez que não é uma batalha única, mas uma série de eventos em que todas as nações do mundo serão atraídas como participantes. A palavra "Armagedom" é formada a partir das palavras hebraicas "Har" ou montanha, e "Megido", uma cidade em uma colina - na parte norte da Terra Santa, interior de Monte Carmelo (perto do porto moderno de Haifa). É no "cruzamento das encruzilhadas" em que a antiga Via Maris ("Caminho do Mar") cruza a rodovia transversal central de Israel. Esta comanda uma vista do vale de Jezreel, o "celeiro de Israel." Foi um posto de comando estratégico para o controle de toda a área por muitos séculos. Os viajantes do Egito à Síria, Babilônia, Pérsia, Ásia Menor, normalmente passam por esse caminho, e poderia ser tributado por quem controlava a cidade. Por este motivo, a cidade foi conquistada por muitas vezes as várias potências que ocuparam a Terra Santa. Duas questões importantes têm de ser consideradas: Jerusalém é o foco da batalha, mas Megido, fica 55 milhas de distância de Jerusalém. Isso pode ser entendido quando o enorme número de soldados envolvidos nesta batalha são considerados. Essa área, Megido, e o vale de Jezreel, (também conhecido como a planície de Esdrelon) serão a área de teste onde as tropas multi-nacionais se reunirão antes de seu avanço em Jerusalém. Haifa, no extremo oeste do Vale, é o porto lógico para desembarques de tropas principais. A outra questão é :quem está lutando contra quem nessa batalha? É evidente que, no final de sua carreira, o Anticristo estará lutando contra várias alianças, e seu império parece estar se desintegrando. Por outro lado, de acordo com Apocalipse 19, todas as forças estarão reunidas para que a batalha seja travada contra Jesus Cristo. O versículo 19 afirma: "Então vi a besta e os reis da terra e os seus exércitos reunidos para fazerem guerra contra o Cavaleiro sobre o cavalo e seu exército." O cenário provável é que o Anticristo, percebendo que seu poder está diminuindo, consegue unir todas as forças da terra juntos contra seu inimigo comum - o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Como todos os não-crentes fazem, eles pensam que podem prevalecer contra Ele! Esta batalha terrível é o tema de muitas passagens do Velho e Novo Testamento. É realmente uma série de inter-relacionados desastres. Vamos primeiro olhar para algumas das previsões do Antigo Testamento sobre esse dia terrível. Essas passagens nos lembram que o povo escolhido de Deus, Israel, e sua capital, Jerusalém, são o foco da batalha. Ela também mostra a compaixão de Deus para com Israel. Analisemos as etapas que levam à batalha, e para o regresso glorioso do Senhor Jesus Cristo. O ANTIGO TESTAMENTO PREVÊ A BATALHA DO ARMAGEDOM:ZACARIASO pós-exílico profeta Zacarias tinha muito a dizer sobre o fim do mundo em que vivemos. O próprio Deus vai lutar contra aqueles que se reunirão contra Jerusalém. “Esta é a palavra do Senhor acerca de Israel. O Senhor, que estende os céus, que estabelece as bases da terra, e que forma o espírito do homem dentro dele, declara: "Eu vou fazer de Jerusalém um copo que envia todos os povos vizinhos cambalear, Judá será cercada. "(Zacarias 12:1-2)O termo naquele dia usado com freqüência pelos profetas, é um indício de que a passagem está se referindo ao Dia do Senhor, ou seja, ao período da grande tribulação:"Naquele [...]



DEVOCIONAL - O MUNDO SE PREPARA PARA RECEBER O ANTICRISTO

2016-10-04T15:23:02.126-07:00

ANTICRISTO - Quem é: Anticristo significa “opositor de Cristo, “contra Cristo”. Também chamado de "a besta que subiu do mar" (Ap 13.1); "o homem do pecado, o filho da perdição" (2 Ts 2.3); "besta de cor de escarlata” (Ap 17.3); "a besta" (Ap 17.8,16); "o homem violento" (Is 16.4); "o príncipe que há de vir" (Dn 9.26); "o rei do Norte" (Dn 11.40); "o angustiador"; "o iníquo" (2 Ts 2.8); "um rei feroz de semblante" (Dn 8.23). O anticristo será um homem como outro qualquer, nascido de mulher, porém a serviço de Satanás. PREDIÇÃO: "Ninguém de maneira alguma vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2 Ts 2.3,4, 8. Ver Dn 8.23; 9.26; 1 Jo 2.18; Ap 13.1-8). Quando e como surgirá: A presença da Igreja na Terra e a conseqüente ação do Espírito Santo têm impedido, nos dias de hoje, a plena manifestação do anticristo (2 Ts 2.6-7). Todavia, após o arrebatamento da Igreja, e diminuída a influência do Espírito - tudo de conformidade com o plano de Deus -, a raça humana descerá a um nível de depravação jamais visto: desprezo aos valores éticos e morais; violência sem limites; promiscuidade sexual; ocultismo; falta de amor. Ademais, o desaparecimento repentino de milhões de crentes, em face do arrebatamento, causará grande perplexidade e temor. Haverá uma desorganização geral em todos os níveis da atividade humana, além de gigantescos desastres e muitas mortes. Exemplos: muitas aeronaves ficarão sem comando porque seus comandantes foram arrebatados em pleno vôo; muitos acidentes aéreos, porque os controladores de vôo desaparecerão; engarrafamentos, batidas e mortes nas estradas e nos grandes centros urbanos, porque muitos veículos ficarão repentinamente desgovernados; milhares de empresas comerciais e industriais, pequenas e grandes lojas ficarão com um número reduzido de empregados; grande desfalque também de servidores nas repartições públicas; os serviços públicos, tais como bombeiros, limpeza e comunicações serão afetados. Por outro lado, inúmeros imóveis residenciais, igrejas e lojas ficarão abandonadas; presos fugirão dos presídios e os saques se multiplicarão. Os governantes não terão meios de colocar as coisas em ordem. Ninguém será capaz de explicar a causa do repentino desaparecimento de parentes e amigos. Caos total. Convulsão social. É nesse contexto que surgirá um homem muito inteligente, com respostas inteligentes e prometendo soluções práticas para todos os problemas. Esse homem é o anticristo. Convém dizer que a iniquidade vem crescendo em todo o mundo. A imaginação do homem é pródiga em descobrir novas fórmulas de se tornar mais indigno, impuro, imoral, cruel e depravado. "E, por isso, Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam na mentira, e para que sejam julgados todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na iniquidade" (2 Ts 2.11-12). A rebeldia dos homens ainda não chegou ao limite de Deus. O castigo virá no tempo de Deus, tal qual ocorreu nos tempos de Noé e de Sodoma e Gomorra. Suas atividades: A manifestação do anticristo na Terra durará sete anos, e suas atividades nesse período estão divididas em duas fases como a seguir: PRIMEIRA FASE - No início do período [...]



DEVOCIONAL - O CRISTÃO E AS ENFERMIDADES

2016-10-04T15:23:12.171-07:00

É verdade que Jesus “tomou sobre Si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre Si” (Isaías 53.4; Mateus 8.16-17). É verdade que Ele priorizou em seu ministério a cura de todos os tipos de doenças, pois veio para “pôr em liberdade os cativos” (Lucas 4.18); que enviou seus discípulos “a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir”, para “curar os enfermos que nela houver” (Lucas 10.1,9). Também é fato que a sua Igreja, em nome dEle, tem dado prosseguimento a esse ministério de cura (Marcos 16.17-18). Todavia, sabemos que nem todos os cristãos são curados. Muitos são curados tão logo aceitam o senhorio de Jesus, porém muitos continuam com suas enfermidades: o cego continua cego; o mudo continua mudo; o surdo continua surdo; o paralítico continua paralítico. Muitos são imediatamente curados após receberem a imposição de mãos e a oração feita em nome de Jesus, conforme diz a Palavra, porém nem todos são curados. Isso é uma verdade. E a verdade precisa ser dita em sua totalidade, ainda que no seu bojo haja alguma coisa que contrarie a vontade do homem. Se a oração eficaz de um justo e a imposição de mãos curassem todos os enfermos, automaticamente, os hospitais ficariam vazios. Não precisariam que os doentes se deslocassem até a Igreja mais próxima. Os ministros do evangelho iriam ao encontro deles nos hospitais. Uma das provas de que há muitos cristãos enfermos é o grande número dos que vão às igrejas para serem curados. Todos os dias pastores, bispos e crentes outros oram por irmãos acometidos de diversas doenças. Homens e mulheres, verdadeiros servos do Senhor, adoecem e morrem. Qualquer cristão pode comprovar isso no meio de sua família, ou até mesmo na sua Igreja. Às vezes é o próprio pastor que é vitimado por algum tipo de enfermidade. Ou então podemos visitar os grandes hospitais e verificar o número de cristãos recebendo tratamento. Vejamos os exemplos de alguns “heróis da fé”. Jônatas Edwards (1703-1758). Costumava passar treze horas, todos os dias, estudando e orando. Foi o instrumento usado por Deus para o surgimento de um dos maiores avivamentos na Nova Inglaterra, em 1740, por obra do Espírito Santo. Esse herói da fé contraiu varíola e morreu aos 55 anos. Davi Brainerd (1718-1747), homem de Deus, escreveu em seu diário: “Passei duas horas agonizando pelas almas imortais. Apesar de ser ainda muito cedo, meu corpo estava molhado de suor... Se eu tivesse mil vidas, a minha alma a teria dado pelo gozo de estar com Cristo...” Brainerd faleceu de tuberculose aos 29 anos, após sofrer inumeráveis aflições e dores incessantes no corpo. Henrique Martyn (1781-1812). Padeceu por muito tempo de febre intermitente, resultado da “peste branca que ardia no seu peito”. Faleceu aos 31 anos.E os exemplos da Bíblia? Timóteo, discípulo do apóstolo Paulo, sofria de “freqüentes enfermidades” (1 Tm 5.23). Epafrodito, irmão e cooperador do apóstolo, quase morreu em decorrência de uma doença (Fp 2.27). Um dos maiores atestados de que crente adoece está no livro de Tiago, uma epístola para encorajar os crentes judeus que enfrentavam várias provações. E ele recomenda que os crentes enfermos deverão solicitar ajuda “presbíteros da Igreja”, “e orem sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o [irmão] doente” (Tiago 5.14-15). É o que se faz todos os dias. Mas, se Jesus já levou nossas enfermidades, como podem[...]



O EVANGELHO EM ORDEM CRONOLÓGICA - MARIA MADALENA LAVA OS PÉS DE JESUS

2016-09-23T10:53:46.546-07:00

Jesus talvez ainda esteja em Naim, onde há pouco ressuscitou o filho duma viúva, ou em visita a uma cidade vizinha. Certo fariseu chamado Simão deseja ver mais de perto aquele que realiza obras tão notáveis. De modo que convida Jesus a tomar uma refeição com ele.Encarando a ocasião como oportunidade para ministrar aos presentes, Jesus aceita o convite, como tem aceitado convites para comer com cobradores de impostos e com pecadores. Entretanto, ao entrar na casa de Simão, Jesus não recebe a costumeira atenção cordial dispensada aos convidados.Pés calçados de sandálias ficam quentes e sujos em estradas poeirentas, e é um costumeiro gesto de hospitalidade lavar os pés dos convidados com água fresca. Mas os de Jesus não são lavados ao chegar. Tampouco recebe ele o beijo de acolhida, segundo as boas maneiras comuns. E não se lhe oferece o costumeiro óleo de hospitalidade para os cabelos.No decorrer da refeição, enquanto os convidados se recostam à mesa, uma mulher não convidada entra quietamente na sala. Ela é conhecida na cidade pela vida imoral que leva. É provável que tenha ouvido os ensinos de Jesus, inclusive o convite de que ‘todos os sobrecarregados viessem a ele, para ser reanimados’. E estando profundamente comovida com o que viu e ouviu, procura então Jesus.A mulher vem por trás de Jesus à mesa e se ajoelha aos seus pés. À medida que suas lágrimas caem nos pés dele, ela as enxuga com os cabelos. Toma também um frasco de óleo perfumado e, beijando-lhe ternamente os pés, derrama o óleo sobre eles. Simão observa isso com desaprovação. “Este homem, se fosse profeta”, raciocina ele, “saberia quem e que espécie de mulher é que o toca, que ela é pecadora”.Percebendo seu raciocínio, Jesus diz: “Simão, tenho algo para dizer-te.”“Instrutor, dize-o!”, responde ele.“Dois homens eram devedores de certo credor”, começa Jesus. “Um devia quinhentos denários, mas o outro, cinqüenta. Quando não tinham com que lhe pagar de volta, perdoou liberalmente a ambos. Portanto, qual deles o amará mais?”“Suponho”, diz Simão, talvez com ares de indiferença diante da aparente irrelevância da pergunta, “que seja aquele a quem perdoou liberalmente mais”.“Julgaste corretamente”, diz Jesus. E voltando-se então para a mulher, ele diz a Simão: “Observas esta mulher? Entrei na tua casa; tu não me deste água para os meus pés. Mas esta mulher molhou os meus pés com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos. Tu não me deste nenhum beijo; mas esta mulher, desde a hora em que entrei, não deixou de beijar ternamente os meus pés. Tu não untaste a minha cabeça com óleo; mas esta mulher untou os meus pés com óleo perfumado.”A mulher evidenciou assim arrependimento de coração por seu passado imoral. De modo que Jesus conclui, dizendo: “Em virtude disso, eu te digo que os pecados dela, embora sejam muitos, estão perdoados, porque ela amou muito; mas aquele a quem se perdoa pouco, ama pouco.”Jesus de modo algum está desculpando a imoralidade ou sendo conivente com ela. Antes, este incidente revela sua compreensão compassiva das pessoas que cometem erros na vida, mas que depois mostram que os lamentam e assim chegam a Cristo para obter alívio. Dando verdadeiro revigoramento à mulher, Jesus diz: “Teus pecados estão perdoados. . . . Tua fé te salvou; vai em paz.” Lucas 7:36-50; Mateus 11:28-30.Autoria: Eduardo Galvão - Evangelho [...]



O EVANGELHO EM ORDEM CRONOLÓGICA - OS ORGULHOSOS E OS HUMILDES

2016-09-23T10:51:50.359-07:00

Depois de mencionar as virtudes de João, o Batizador, Jesus volta sua atenção para os orgulhosos, os volúveis, em volta dele. “Esta geração”, declara ele, “é semelhante às criancinhas sentadas nas feiras, que gritam para seus companheiros de folguedos, dizendo: ‘Nós tocamos flauta para vós, mas não dançastes; lamuriamos, mas não vos batestes em lamento.’”Que quer Jesus dizer com isso? Ele explica: “João não veio nem comendo nem bebendo, contudo dizem: ‘Ele tem demônio’; o Filho do homem veio comendo e bebendo, todavia dizem: ‘Eis um homem comilão e dado a beber vinho, amigo de cobradores de impostos e de pecadores.’”É impossível satisfazer as pessoas. Nada lhes agrada. João leva uma vida austera de abnegação como nazireu, em harmonia com a declaração do anjo, de que “não deve beber nenhum vinho nem bebida forte”. E ainda assim as pessoas dizem que ele está endemoninhado. Por outro lado, Jesus vive como qualquer outro homem, não praticando nenhuma austeridade, e é acusado de excessos.Quão difícil é agradar às pessoas! São iguais àqueles companheiros de folguedos, alguns dos quais se negam a dançar quando outras crianças tocam flauta, ou a ficar pesarosos quando seus coleguinhas choram. Não obstante, Jesus diz: “A sabedoria é provada justa pelas suas obras.” Sim, a evidência — as obras — torna claro que as acusações tanto contra João como contra Jesus são falsas.Jesus passa a censurar destacadamente as cidades de Corazim, Betsaida e Cafarnaum, onde tem realizado a maior parte de suas obras poderosas. Se tivesse feito essas obras nas cidades fenícias de Tiro e Sídon, diz Jesus, essas cidades se teriam arrependido em saco e cinzas. Condenando Cafarnaum, que aparentemente serviu-lhe de base domiciliar durante o seu ministério, Jesus declara: “No Dia do Juízo será mais suportável para a terra de Sodoma do que para ti.”Jesus, a seguir, louva publicamente seu Pai celestial. Sente-se induzido a isso porque Deus esconde preciosas verdades espirituais dos sábios e dos intelectuais, mas revela essas coisas maravilhosas aos humildes, a bem dizer, a pequeninos. Por fim, Jesus faz o atraente convite: “Vinde a mim, todos os que estais labutando e que estais sobrecarregados, e eu vos reanimarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, pois sou de temperamento brando e humilde de coração, e achareis revigoramento para as vossas almas. Pois o meu jugo é benévolo e minha carga é leve.”Como oferece Jesus revigoramento? Faz isso proporcionando libertação das tradições escravizadoras com que os líderes religiosos sobrecarregam as pessoas, inclusive, por exemplo, os regulamentos restritivos da guarda do sábado. Mostra também o caminho para o alívio aos que sentem o peso esmagador da dominação das autoridades políticas e aos que, com consciência atribulada, sentem o peso dos seus pecados. Revela a tais aflitos como seus pecados podem ser perdoados e como podem usufruir um precioso relacionamento com Deus.O jugo benévolo que Jesus oferece é o da dedicação total a Deus e o de podermos servir ao nosso compassivo e misericordioso Pai celestial. E a carga leve que Jesus oferece aos que vêm a ele é a da obediência aos requisitos de Deus para a vida, ou seja, Seus mandamentos registrados na Bíblia. E obedecer-lhes de modo algum é pesado. Mateus 11:16-30; Lucas 1:15; 7:31-35; 1 João 5:3.Autoria: Eduardo Ga[...]



O EVANGELHO EM ORDEM CRONOLÓGICA - TINHA JOÃO FALTA DE FÉ?

2016-09-23T10:50:32.508-07:00

João, o Batizador, que está na prisão já por um ano, recebe a notícia da ressurreição do filho da viúva de Naim. Mas quer saber do próprio Jesus o significado disso, de modo que envia dois de seus discípulos para perguntar: “És tu Aquele Que Vem, ou devemos esperar alguém diferente?”Esta pode parecer uma pergunta estranha, especialmente porque João viu o Espírito de Deus descer sobre Jesus e ouviu a voz de aprovação de Deus, ao batizar Jesus quase dois anos antes. A pergunta de João talvez faça alguns concluírem que a fé dele está enfraquecendo. Mas este não é o caso. Jesus não elogiaria tanto a João, e foi o que ele fez nesta ocasião, se João tivesse começado a duvidar. Então, por que faz João tal pergunta?É possível que João simplesmente queira uma confirmação de Jesus, quanto a ser Ele o Messias. Isto seria muito fortalecedor para João, que está definhando na cadeia. Mas, pelo visto, há algo mais envolvido na pergunta de João. Ele evidentemente deseja saber se há de vir outro, como que um sucessor, que levará a cabo o cumprimento de todas as coisas que se predisse que o Messias realizaria.Segundo as profecias bíblicas com que João está familiarizado, o Ungido de Deus há de ser rei, libertador. No entanto, João ainda está detido qual prisioneiro, mesmo muitos meses depois do batismo de Jesus. De modo que João parece estar perguntando a Jesus: ‘És tu realmente aquele que estabelece o Reino de Deus em poder ostensivo, ou devemos esperar alguém diferente, um sucessor, para cumprir todas as profecias relacionadas com a glória do Messias?’Em vez de dizer aos discípulos de João: ‘Claro que eu sou aquele que havia de vir!’, Jesus, naquela mesma hora, faz uma demonstração notável, curando muitas pessoas, sarando-as de todo tipo de doenças e moléstias. Depois diz aos discípulos: “Ide e relatai a João o que vistes e ouvistes: os cegos estão recebendo visão, os coxos estão andando, os leprosos estão sendo purificados e os surdos estão ouvindo, os mortos estão sendo levantados, os pobres são informados das boas novas.”Em outras palavras, a pergunta de João talvez subentenda a expectativa de que Jesus fará mais do que já está fazendo e de que talvez liberte o próprio João. Jesus, porém, está dizendo a João que não espere mais do que os milagres que ele está realizando.Quando os discípulos de João partem, Jesus volta-se para as multidões e diz-lhes que João é o “mensageiro” de Yehowah, predito em Malaquias 3:1, e também o profeta Elias, predito em Malaquias 4:5, 6. Elogia assim a João como sendo igual a qualquer profeta que viveu antes dele, explicando: “Deveras, eu vos digo: Entre os nascidos de mulheres não se levantou ninguém maior do que João Batista; mas aquele que é menor no reino dos céus é maior do que ele. Mas, desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é o alvo para o qual os homens avançam impetuosamente.”Jesus mostra aqui que João não estará no Reino celestial, visto que o menor ali é maior do que João. João preparou o caminho para Jesus, mas morreu antes de Cristo selar o pacto, ou acordo, com seus discípulos, para serem co-regentes com ele no seu Reino. É por isso que Jesus diz que João não estará no Reino celestial. Antes, João será súdito terrestre do Reino de Deus. Lucas 7:18-30; Mateus 11:2-15.Autoria: Eduardo Galvão -&[...]