Subscribe: Comentários sobre: O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera!
http://dinheirama.com/blog/2007/11/12/o-artigo-patrocinado-a-hipocrisia-e-a-blogosfera/feed
Preview: Comentários sobre: O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera!

Comentários sobre: O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera!



Educação Financeira, Finanças Pessoais e Investimentos



Last Build Date: Wed, 07 Feb 2018 03:23:00 +0000

 



Por: 10 maneiras de ganhar dinheiro online com um blog ou site | GF Soluções

Tue, 27 Nov 2012 17:01:52 +0000

[...] O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera [...]



Por: leandro octavio santos

Sat, 27 Oct 2012 17:23:00 +0000

Concordo plenamente! mais e os curiosos que buscam a emissão de propagandas sera que entende a realidade e conceito dos fatos muitas vezes deixam de se colocar fatos pelas razões.



Por: As sessões de cinema que marcaram minha vida | Pensar Enlouquece, Pense Nisso

Wed, 04 Jul 2012 12:41:23 +0000

[...] dez filmes que comprovam a teoria, em Meu Doppelgänger Perdido;- Novos e médios, em Bloda;- O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera!, em Dinheirama;- O destino, esse fanfarrão, em Fiapo de Jaca;- O site Celebration Fantasias está [...]



Por: Vivian Assis

Wed, 07 Sep 2011 12:53:54 +0000

Sinceramente eu acho que as pessoas deveriam saber e se preocupar com que elas dizem na internet pois tem muitas pessoas que acham que estar atrás de uma máquina e falar o que quiser não trará consequências e isso agente sabe que é mentira. Já existem muitos processos ganhos de pessoas que foram ofendidas ou ridicularizadas na internet. Existem muita falta de respeito e educação na internet e na blogsfera. Espero que as pessoas saibam que internet não é casa da mãe Joana. Muito legal seu artigo, gostei muito e parabéns o blog é muito interessante. Eu vim pelo artigo do Gustavo Freitas.



Por: 10 dicas para ganhar dinheiro online com um blog ou site | GF Soluções

Tue, 28 Sep 2010 19:27:46 +0000

[...] O artigo patrocinado, a hipocrisia e a Blogosfera [...]



Por: thiago

Sat, 24 Nov 2007 01:00:54 +0000

esse joão paulo maduro ou é muito burro ou não leu direito o que seu chará inteligente escreveu.



Por: Carmen.

Fri, 23 Nov 2007 18:23:43 +0000

Meu filho, Aproveitar sempre todas as oportunidades para aprender e crescer constantemente é de uma sabedoria incalculável, e, talzez, a verdadeira riqueza que podemos almejar. O comentário do José Antonio Meira da Rocha, sem dúvida um leitor que o admira muito, pela profundidade e tamanho do texto que escreveu, contém preciosidades que você não deve deixar de levar em conta. Seja como for, como sua mãe e admiradora número um deste espaço, de que sou leitora assídua, não posso deixar de consignar que construir credibilidade no mundo virtual é também enfrentar os desafios de um novo meio de comunicação, que embora submetido às regras do jornalismo formal, ainda é algo totalmente novo no Brasil (blogs + internet). Com tanto espaço para se inovar e crescer, imagino que não se possa ficar preso às regras de antigamente, principalmente no que diz respeito às formas de viabilizar cada novo projeto; será que estou muito enganada? Seja como for, se você me permitir e me desculpar a intromissão, eu gostaria de pedir ao leitor em questão, que me parece professor e, portanto, um cidadão preocupado com a formação da sociedade, que, ao invés de deixar de ler este blog, passe a colaborar de forma mais incisiva com ele, através de artigos e informações que, sem dúvida, despertarão o interesse de todos nós. Desde já muito obrigada. Beijos.



Por: João Paulo Maduro

Fri, 23 Nov 2007 18:04:51 +0000

Tem cada coisa neste mundo..... Será que eu não estou entendendo o que estou lendo? Matéria e propaganda são atividades irmãs e fazem parte do mesmo negócio mas, a mistura delas é incesto e não pode? É isso mesmo que está escrito? Acho estranho porque eu e meu irmão temos um negócio comum em que ele escreve artigos para um semanário distribuído gratuitamente nos supermercados, que nós mesmos imprimimos, e eu vendo as propagandas e anúncios de vendas e de ofertas de prestação de serviços que tornam possível nossa sobrevivência. Ele é o "jornalista" e eu sou o "publicitário" e fazemos isso desde a adolescência como meio de sobrevivência. Nunca tivemos medo de misturar nossas vocações e nunca vimos nada de incestuoso nisso. Nenhum de nós dois tem formação superior, o que é muito comum num país como o Brasil, mas ambos estamos aprendendo muito com este blog. Posso afirmar, sem medo de ser exagerado, que nossa saúde financeira se divide em antes e depois do Dinheirama.com, porque aqui aprendemos a otimizar nosso negócio para fazer sobrar algum trocado no final do mês e agora tudo está bem melhor. Por tudo isso só tenho que agradecer e dar parabéns ao Navarro pelo trabalho e constante empenho em nos manter informados e atualizados.



Por: José Antonio Meira da Rocha

Fri, 23 Nov 2007 17:03:37 +0000

Navarro, você pode não acreditar, mas está fazendo jornalismo. Sim, jornalismo. Blogueiro é um adolescente de mão peluda falando bobagens. Você, não. Você tem um veículo Web sério com informações seriíssimas. Como "chegaram agora", alguns blogueiros acham que inventaram a imprensa (alguns acham que inventaram até a Web). Mas imprensa tem mais de 500 anos de idade, tem uma história própria. A publicação a preços acessíveis tem quase 600 anos (http://meiradarocha.jor.br/news/2007/06/17/gutemberg-aquele-maldito-capitalista), e o jornalismo atual deve ter uns 300 anos de idade. Praticamente tudo o que um blogueiro possa tentar ou experimentar já foi tentado ou experimentado antes em jornais. O que funcionou é o que é o jornalismo hoje. Principalmente, uma clara divisão entre o que é jornalismo e o que é propaganda. Jornalismo é o que faz as pessoas lerem sua publicação. Publicidade é o que "pega carona" nesta sua audiência e torna possível seu modelo de negócio. Jornalismo é atividade que se sustenta principalmente pelo bem intangível chamado de credibilidade. E credibilidade é o que faz, por exemplo, o Google ganhar milhões. Quando empreendimentos de busca misturaram as coisas (Yahoo, Microsoft), perderam a credibilidade e começaram a afundar. O Google deixa bem claro o que é anúncio e o que é informação crível. Seu site também deixava. Matéria era matéria e propaganda era propaganda. São atividades irmãs, fazem parte do mesmo negócio. Mas, como irmãs, a mistura entre elas é incestuosa. Simplesmente não pode. Não pode. Não pode. Isto é uma lição aprendida em 200 anos de jornalismo moderno. Talvez por ser um publisher novato na área, você esteja experimentando, mas isto já foi experimentado antes e não deu certo, acabando com a credibilidade de veículos e encerrando o negócio. Merchandise mal feito (o que se mistura com informações confiáveis, em vez de ficar no divertimento) é extremamente agressivo e praticamente chama o leitor de "otário". Não tente reinventar a roda quadrada. Lembre-se sempre: seu negócio é credibilidade, não publicidade (ainda mais tratando de uma coisa importante, que é o resultado de nosso trabalho, o dinheiro). Abraços, e continue melhorando sempre.



Por: meta.blog » Blog Archive » Por que não faço reviews pagos

Wed, 21 Nov 2007 20:57:08 +0000

[...] seu texto e não faz idéia que existe uma tal de blogosfera, tem uma percepção diferente do review pago. Para o leitor não blogueiro, material editorial pago soa como propaganda descarada. Ninguém aqui [...]