Subscribe: Presseurop | Cinema e espectáculos
http://www.presseurop.eu/pt/taxonomy/term/31/*/feed
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
cinema  das  dos  escreve  europa  festival  filme  mais cinema  mais  ndash  não  seu  sobre  são  ver mais  ver 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Presseurop | Cinema e espectáculos

VoxEeurop | Cinema e espectáculos



The talk of the continent



 



União Europeia: “Uma procuradoria europeia para expulsar os infratores”

Thu, 18 Jul 2013 12:34:09 +0100

No dia 17 de julho, a Comissária europeia para a Justiça Viviane Reding apresentou um projeto de criação de uma procuradoria europeia que deverá lutar mais eficazmente contra as fraudes no orçamento europeu, adianta Die Presse.

Esta procuradoria, presidida por um procurador europeu, poderia processar as pessoas que desviam dinheiro europeu e levá-las perante as justiças nacionais.

Permitirá criar uma ponte entre os sistemas penais dos Estados-membros, cujas competências param nas fronteiras nacionais, e os órgãos da União Europeia.

“Por enquanto, nem uma em cada duas investigações resultam numa sentença penal”, explica Die Presse. Segundo as estimativas da Comissão, todos os anos cerca de €500 milhões provenientes dos contribuintes não chegam a ser declarados.




Televisão: “Euronews”, a torre de Babel da informação

Fri, 29 Mar 2013 12:07:16 +0100

La Croix, Paris – O canal de informação europeu faz 20 anos. Animado por 400 jornalistas provenientes de três dezenas de países e difundido em 13 línguas, soube ganhar o seu estilo para conseguir chegar a um público que vai do homem de negócios alemão ao manifestante egípcio. Ver mais.



Roménia: No cinema, a autoflagelação compensa

Tue, 19 Feb 2013 16:26:32 +0100

Adevărul, Bucareste – Após Cannes, é a vez do festival de Berlim recompensar um filme proveniente da Nova Vaga romena, uma geração de realizadores ignorada num país sem cinemas. Tal como “Além das montanhas” de Cristian Mungiu, “Child’s pose”, de Călin Peter Netzer, exprime “o sofrimento e o desespero de ser romeno”, explica um sociólogo. Ver mais.



Cinema: “Nazif Mujić regressa a Sarajevo com dois Ursos”

Mon, 18 Feb 2013 11:44:36 +0100

No festival de Berlim, o ator romeno ganhou o prémio de melhor ator pela sua interpretação em An Episode in the Life of an Iron Picker, uma combinação entre documentário e ficção, de Danis Tanovic, no qual desempenha o seu próprio papel de sucateiro.

O filme também recebeu o Urso de prata do Grande Prémio do Júri. O Urso de ouro de melhor filme foi atribuído ao Child’s Pose, do romeno Călin Peter Netzer.




Pirataria: Pano negro sobre o cinema

Fri, 08 Feb 2013 08:43:23 +0100

Por ocasião da abertura da Berlinale, a 7 de fevereiro, Die Zeit conta a história do "filme roubado", que sintetiza a luta do mundo do cinema contra a pirataria.

Numa longa reportagem, o semanário de Hamburgo explica o modo como o alemão Stefan Arndt, produtor de Cloud Atlas, tentou, em vão, ganhar dinheiro com as receitas do filme antes de os piratas lançarem um exemplar online. Uma epopeia de três horas, que começa em 1849 e termina 500 anos mais tarde, depois do fim do mundo, o filme teve um custo de €100 milhões e um acréscimo de mais 100 milhões para publicidade e distribuição.

A partir do verão de 2012, conta Die Zeit, Stefan Arndt percebeu que o seu filme era o alvo dos piratas porque, oito semanas antes da ante-estreia mundial,

milhares de pessoas já se tinham registado em sites de troca online à espera do registo ilegal de Cloud Atlas.

Estreado na Rússia uma semana depois da estreia norte-americana, a pedido do coprodutor russo, o filme foi pirateado na cidade russa de Khimki e colocado online em novembro. Graças a uma marcação digital da imagem e do som, explica Die Zeit, cada exemplar do filme é atribuído a uma determinada sessão. Mas os responsáveis — o realizador, o que publica a gravação na Internet, o proprietário dos sites piratas, os proprietários dos serviços de servidores de armazenamento ("os bancos suíços do cinema internacional") — perdem-se nas empresas em rede e nas falsas identidades através do mundo.

A poucos dias da Berlinale, há dezenas de exemplares ilegais online de Cloud Atlas, numa multiplicidade de edições dobradas e legendadas. O filme rendeu, por hora, 85 dos €200 milhões investidos.

Ironia das ironias, acrescenta o semanário, a Google, líder mundial num setor fortemente lucrativo para mediadores de sites piratas e anunciantes, financia em 100% o Instituto da Internet e a sociedade da Universidade de Humboldt, em Berlim, cujos membros são consultores de deputados alemães...




Polónia: “A morte do Presidente”

Fri, 25 Jan 2013 11:06:55 +0100

A 27 de janeiro, o canal National Geographic vai exibir o primeiro filme internacional sobre o desastre aéreo de Smoleńsk em que morreu o Presidente polaco Lech Kaczyński, a 10 de abril de 2010.

O filme “é suscetível de criar polémica” porque refuta o relatório da comissão oficial russa que investigou as causas da tragédia e defende a maior parte das conclusões do inquérito polaco liderado pelo ex-ministro do Interior Jerzy Miller.




Dinamarca: Modelo dinamarquês tem sucesso no pequeno ecrã

Fri, 30 Nov 2012 12:25:20 +0100

Le Monde, Paris – Este pequeno país de apenas seis milhões de habitantes tornou-se o centro das atenções graças a séries da atualidade particularmente bem elaboradas como “Borgen”. Um sucesso que honra um sistema de produção único no mundo: a liberdade total dada aos argumentistas. Ver mais.



Polónia: Filme sobre Segunda Guerra Mundial provoca exame de consciência

Tue, 20 Nov 2012 15:30:37 +0100

Poklosie sob ataque”, titula o Gazeta Wyborcza, numa altura em que o último filme do realizador Władysław Pasikowski (“Rescaldo”, em português) gera controvérsia. Inspirado na história de cerca de três centenas de judeus polacos mortos na aldeia de Jedwabne, numa Polónia ocupada por tropas nazis alemãs, em 1941, Poklosie mostra homens, mulheres e crianças a serem fechados num celeiro e queimados vivos pelos seus vizinhos polacos. Comentadores conservadores têm criticado o filme, argumentando que culpa uma nação inteira e apresenta uma visão falsa e unilateral de uma história em que os polacos são mostrados como “demónios antissemitas” e “coautores do Holocausto”. No entanto, como Piotr Zychowicz defende no semanário conservador Uwazam Rze,

nenhuma nação é completamente diabólica ou completamente boa. As nações são compostas por milhões de pessoas e as pessoas, como sabemos, são muito diferentes.

Mais liberal, o Gazeta Wyborcza apela, por seu lado, aos comentadores para pararem de confundir o “processo de limpeza” com “ideologia nacionalista”. E escreve, citando o famoso livro de Tomasz Gross, Vizinhos, que houve polacos que mataram judeus simplesmente por dinheiro. O diário defende Pokłosie, classificando-o como

um trabalho valioso, único, no cinema polaco, reabrindo uma ferida da consciência polaca que estava apenas curada à superfície.




Bélgica: A Hollywood do Mar do Norte

Fri, 12 Oct 2012 15:24:01 +0100

De Standaard, Bruxelas – Património bem preservado, incentivos fiscais, técnicos qualificados: a Bélgica tornou-se, em poucos anos, um local de filmagem privilegiado para o cinema europeu. Ver mais.



Debate: A sátira já não apela à reflexão

Fri, 28 Sep 2012 15:39:59 +0100

Süddeutsche Zeitung, Munique – Nos últimos tempos, tanto a revista satírica francesa Charlie Hebdo como a sua congénere alemã Titanic têm apostado num humor que parece mais destinado a fazer falar de si do que a induzir a sociedade a refletir. Ver mais.



Holanda: Os “apanhadores” do Leste sobem ao palco

Fri, 14 Sep 2012 11:33:33 +0100

De Volkskrant, Amesterdão – Em Zundert, no Sul do país, holandeses e trabalhadores vindos da Europa central e oriental vivem lado a lado sem se cruzarem. Para criar laços, os atores decidiram levar cenas da vida ao palco. Ver mais.



O humor na Europa (5/10) : Piadas que escaparam à censura romena

Fri, 24 Aug 2012 15:52:06 +0100

Le Monde, Paris – Durante o reinado de Nicolae Ceaucescu, os romenos contavam piadas para exorcizar o rigor da ditadura. Neste quinto episódio da sua série sobre o humor, Le Monde explica que hoje em dia, os habitantes de Bucareste se riem do capitalismo. Ver mais.



O humor na Europa (4/10): Torrente, o pior da Espanha

Thu, 23 Aug 2012 16:55:29 +0100

Le Monde, Paris – Torrente, o anti-heroi de uma série de televisão, faz as delícias dos espanhóis com o seu humor vulgar e libertador. Neste quarto capítulo sobre o humor na Europa, o jornal Le Monde debruça-se sobre esta caricatura extrema numa sociedade em crise. Ver mais.



O humor na Europa (1/10): A sátira alemã ou a “higiene política”

Mon, 20 Aug 2012 15:39:11 +0100

Le Monde, Paris – Quem disse que os alemães não sabem rir? Neste primeiro episódio da sua série sobre o humor, o Le Monde explora os Kabarett, esses templos da sátira política que se mantiveram, mesmo nos tempos da Alemanha de Leste. Ver mais.



Cinema: Portugal — Luzes, câmara e... cortes!

Wed, 25 Jul 2012 15:19:07 +0100

Libération, Paris – A nova geração do cinema português destaca-se nas suas aparições em festivais internacionais. Mas no seu país, onde a crise provoca um corte total do comprometimento do Estado na cultura, os pequenos produtores estão cada vez mais frágeis. Ver mais.



Eurovisão 2012: Como Baku conquistou uma certa respeitabilidade

Fri, 25 May 2012 11:18:09 +0100

Eesti Päevaleht, Talin – A organização da edição 2012 da grande quermesse pop pelo Azerbeijão, longe de ser um modelo de democracia, suscita reservas na Europa. E são inúmeros os que, como este jornalista estoniano, denunciam a complacência em relação ao regime de Baku. Ver mais.



Alemanha: Acabemos com o cinema politicamente correto

Fri, 11 May 2012 11:26:27 +0100

Die Zeit, Hamburgo – As reações ao filme “Barbara” mostram que os bons sentimentos e os temas que agradam ao Estado, que paga os subsídios, sufocam a produção cinematográfica alemã. E se os cineastas ousassem optar pela provocação e pela grande comédia?, implora o realizador Dominik Graf. Ver mais.



Bósnia-Herzegovina: “No reino do sangue e do mel”, do consolo das elites e das vítimas

Tue, 28 Feb 2012 16:41:33 +0100

Oslobođenje , Sarajevo – Aclamado triunfalmente na Bósnia — e muito criticado na Sérvia — o filme de Angelina Jolie sustenta, no entanto, a vitimização levada a cabo por uma parte da elite política, cultural e religiosa da Bósnia, lamenta Boris Dežulović, escritor croata. Excertos. Ver mais.



Teatro: Peça sobre Breivik é um ato salutar

Fri, 27 Jan 2012 14:53:13 +0100

Politiken, Copenhaga – Será possível encenar o manifesto radical do assassino de Oslo e Utøya? O projeto de um teatro de Copenhaga suscitou acesos protestos na Noruega e na Dinamarca. No entanto, é essencial ouvir estas palavras para compreender melhor a época em que vivemos, defende-se o diretor, Christian Lollike. Ver mais.



Cinema: …!

Tue, 24 Jan 2012 15:54:35 +0100

L'Hebdo, Lausana – Cartoon. Ver mais.



Cinema: O segredo do sucesso dinamarquês

Fri, 20 Jan 2012 15:47:49 +0100

Público, Lisboa – Enquanto a maior parte dos países cortam no orçamento da cultura, devido ao clima de austeridade atual, o cinema dinamarquês tornou-se um dos mais importantes da Europa graças a uma política voluntarista de subvenções e de investimento na juventude. Ver mais.



Cinema: “Play”, o filme que desafia estereótipos racistas

Tue, 10 Jan 2012 14:35:06 +0100

Aftonbladet, Estocolmo – O último filme de Ruben Östlund suscitou viva polémica na Suécia. Porque os protagonistas – negros pobres e brancos da classe média – jogam com os preconceitos do público para melhor os pôr em causa. Ver mais.



Estónia: A melancolia como “marca da casa”

Mon, 19 Sep 2011 13:38:41 +0100

Postimees, Talin – Desde a independência que o cinema da Estónia parece incapaz de produzir filmes em que a melancolia não detenha o papel principal, observa o Postimees, segundo o qual essa é, nem mais nem menos, a marca da cultura nacional. Ver mais.



Grécia: A estranha onda do cinema grego

Fri, 02 Sep 2011 14:05:15 +0100

The Guardian, Londres – Os brilhantemente estranhos filmes de Yorgos Lanthimos e Athina Rachel Tsangari são fruto da tumultuosa crise económica grega? E vão eles continuar a fazer filmes neste problemático país? Ver mais.



Música: Uma Muda que faz muito barulho

Mon, 29 Aug 2011 14:40:21 +0100

NRC Handelsblad, Amesterdão – É a ópera que, desde 1830, simboliza a unidade da Bélgica. Mas hoje, para ver a A Muda de Portici, é preciso ir a Paris, porque em Bruxelas poderia ficar refém das controvérsias politicas. Ver mais.



Polónia: Os empresários polacos preferem Hollywood

Mon, 22 Aug 2011 14:19:01 +0100

“Milagre polaco em Hollywood”, titula o Rzeczpospolita, a rejubilar com o número crescente de produções cinematográficas estrangeiras cofinanciadas por empresas polacas. Nos próximos dois anos, nota o diário de Varsóvia, “contamos com, pelo menos, 10 estreias co-produzidas por empresários polacos”.

Projetos futuros incluem um do realizador norte-americano, Gus van Sant, e um filme protagonizado por uma destas estrelas australianas: Russell Crowe, Eric Bana, ou Geoffrey Rush. De acordo com o Rzeczpospolita, este desenvolvimento é um efeito colateral da crise económica global, visto que “muitos estúdios de mais pequenas dimensões procuram parceiros de negócios para poderem sobreviver”.

Para além disso, “os investidores polacos descobriram que o sabor do êxito em Hollywood é único e não pode ser comparado com uma estreia na Polónia”. Questionada pelo jornal, a Budding Film Moguls mostrou pouco interesse em produções nacionais. “Temos um princípio simples: não podemos perder dinheiro com os filmes”, revelou um dos responsáveis.




Teatro: Sobe o pano a Leste

Fri, 27 May 2011 17:08:40 +0100

Polityka, Varsóvia – Com a saída de grandes nomes do mundo do espetáculo, a sucessão é assegurada por uma nova geração de encenadores, a maior parte dos quais vem da Europa Central e Oriental. Ver mais.



Cinema: Ingmar Bergman terá sido trocado à nascença

Thu, 26 May 2011 11:48:26 +0100

É com este título sombrio de “nova luz sobre as origens de Bergman" que o Dagens Nyheter revela uma informação que sacudiu o mundo cultural sueco. Segundo estudos de ADN, “a mãe de Ingmar Bergman, Karin Bergman não era de maneira nenhuma a sua mãe biológica”, escreve o diário, que acrescenta que “estas informações apoiam a tese que defende que Bergman era filho de uma outra mulher e que foi trocado por outro bebé”. Ao ler um livro que levantava esta hipótese, Veronica Ralston, sobrinha do realizador que morreu em 2007, pediu esses testes. Segundo ela, Karin Bergman estava muito doente quando teve o filho e, por isso, não se sabe se a criança sobreviveu. O pai de Bergman teria então colocado no lugar desse bebé um outro filho, fruto de uma relação com outra mulher. “Se estas informações forem verdadeiras vão deitar uma nova luz sobre a filmografia de Bergman” em que a mãe tem um lugar central, escreve um cronista do Dagens Nyheter que pergunta, também “como é que o escritor Henning Mankell vai tratar este assunto na série de televisão que está a escrever sobre a vida de Bergman".




Dinamarca: Lars von Trier passa das marcas

Fri, 20 May 2011 12:52:33 +0100

“O louco”, exclama o Berlingske sobre uma fotografia de Lars von Trier. O jornal escreve que, certamente, o enfant terrible do cinema dinamarquês, que durante o festival de Cannes declarou que “compreende um pouco Hitler”, “provavelmente não é nazi, [mas] este género de declarações são de tal maneira ofensivas, estúpidas e de mau gosto que não é possível ignorá-las”. A imprensa dinamarquesa, no entanto, só reagiu a estas declarações depois do cineasta ter sido excluído do festival. A direção do certame “traçou uma linha vermelha, que é muito bem-vinda, que estabelece que há limites para as idiotices e os insultos admissíveis, mesmo para os que são considerados génios”, escreve o Jyllands-Posten, jornal que, em 2005, após a publicação das caricaturas de Maomé, defendeu a liberdade de expressão.




Música: Eurovisão — a Europa de amanhã

Fri, 13 May 2011 15:06:30 +0100

The Wall Street Journal Europe, Bruxelas – Considerada frequentemente como uma manifestação menor, o festival da Eurovisão apaixona os académicos, que descodificam a “nova Europa” através deste concurso popular. Ver mais.



Grécia: “Debtocracy”, o julgamento da crise

Tue, 26 Apr 2011 16:11:21 +0100

To Vima, Atenas – Um documentário difundido na Internet narra a história da dívida grega e enumera as responsabilidades da classe política. Um filme militante, que suscita um vivo debate. Ver mais.



Cultura: Tempos conturbados para o cinema europeu

Tue, 08 Mar 2011 13:58:38 +0100

El País, Madrid – Sete Óscares e oito Palmas de Ouro em 10 anos: os resultados do programa MEDIA que apoia a produção de filmes na Europa são largamente positivos. Mas, agora, o seu financiamento poderá ser posto em causa, para grande frustração dos cineastas, que lançaram uma petição. Ver mais.



Reino Unido: Murdoch consegue monopólio de “media” virtual

Fri, 04 Mar 2011 11:45:45 +0100

“A justificação”, titula The Independent, depois de o império de Rupert Murdoch, News Corporation, ter tido a aprovação governamental para controlar completamente a BSkyB, a maior empresa pública britânica de televisão por satélite. Murdoch pode avançar agora para a controversa compra de 61% da BSkyB, que ainda não detém, avaliada em oito mil milhões de libras [9,4 mil milhões de euros]. “O acordo proposto é controverso por causa do grau de controlo, concedido a Murdoch, sobre os media britânicos, escreve The Independent. “Já detém 37% do mercado britânico de jornais sendo dono de The Sun, do News of the World, do Times e do Sunday Times. Segundo um professor de Comunicação na Universidade de Westminster, “este acordo vai criar um poderosíssimo grupo de media que incluiu jornais, televisão, online e ISP [provedor de Internet] que vai esmagar as outras empresas de comunicação social do Reino Unido e não seria permitido na maior parte das democracias”.




Cinema: Um toque de “thriller” russo na Berlinale

Thu, 10 Feb 2011 13:48:58 +0100

Süddeutsche Zeitung, Munique – O realizador alemão Cyril Tuschi iria apresentar um filme sobre o dissidente russo Mikhail Khodorkovsky no Festival de Cinema de Berlim. Mas o filme foi roubado e o cineasta sente-se perseguido. Ver mais.



Reino Unido: “The King’s Speech”, um conto de fadas nacional

Fri, 21 Jan 2011 10:49:32 +0100

The Guardian, Londres – Fortemente indigitado para os Óscares, o recém-estreado filme confirma que a Segunda Guerra Mundial é o maior mito dos britânicos – e a Rainha a única ligação viva com ele. Ver mais.



Reino Unido: Seja sempre amável com o império do senhor Murdoch

Wed, 22 Dec 2010 10:53:55 +0100

"Cable: O homem que declarou guerra a Murdoch… e perdeu", diz a manchete de Independent, na sequência de um incidente em que o ministro do Comércio britânico, Vince Cable, foi apanhado numa “armadilha” montada por The Daily Telegraph. Cable, membro do partido Liberal Democrata, parceiro de coligação no Governo conservador de David Cameron, disse a dois jornalistas, que se fizeram passar por meros eleitores, que tinha "declarado guerra" ao magnata da comunicação social Rupert Murdoch. Murdoch, que já é proprietário de vários jornais britânicos, está a tentar obter o controlo da maior empresa de radiodifusão por satélite do Reino Unido, a BSkyB. Depois de a notícia ser difundida, foram imediatamente retirados a Cable os poderes referentes a "questões de concorrência e política relacionadas com os setores dos media, radiodifusão e comunicações digitais e telecomunicações", refere o diário de Londres.




Itália: A última cena dramática de Monicelli

Tue, 30 Nov 2010 11:15:21 +0100

“Adeus ao mestre da comédia italiana”, titula La Stampa. Mario Monicelli, diretor de La Grande Guerra (A Grande Guerra – 1958) e de I Soliti Ignoti (Gangsters Falhados – 1959), suicidou-se saltando de uma janela do quinto andar do hospital onde estava internado, em Roma. Tinha 95 anos e sofria de um cancro terminal. “Nos seus últimos meses de vida protestou contra os cortes no orçamento da cultura, incentivou os jovens a revoltarem-se por um futuro melhor, lamentou que o cinema atual não possa retratar Itália tal como ela é, mas não conseguiu vislumbrar um futuro para si próprio”, escreve La Stampa. Num país onde a eutanásia ainda é tabu, a sua morte é uma proclamação final de liberdade numa vida anárquica. “Quis decidir tudo por si próprio até ao fim, tal como nos seus filmes”, disse o crítico Paolo Mereghetti ao Corriere della Sera.




Itália: Roberto Saviano ressuscita televisão de qualidade

Fri, 26 Nov 2010 10:12:53 +0100

L'Espresso, Roma – Sóbrio e incisivo, "Vieni via con me", coapresentado pelo escritor antimáfia Roberto Saviano, bateu todos os recordes de audiência. Com o último programa a ir para o ar a 29 de novembro, o guru da televisão italiana analisa as razões deste êxito. Ver mais.



Cinema: Claude Chabrol, “espelho pouco elogioso da França”

Mon, 13 Sep 2010 12:15:48 +0100

“A França perdeu o seu espelho”, escreve o Libération, após a morte, a 12 de setembro, aos 80 anos, de Claude Chabrol, cineasta francês pioneiro da Nouvelle Vague. “Um espelho não exatamente elogioso”, precisa o jornal que lembra que, em mais de 60 filmes, este “bon vivant filmou o avesso da sociedade francesa”, especialmente aqueles que fazem parte “de uma França provinciana e burguesa”.




Comédia: Edimburgo, a babel do riso

Fri, 20 Aug 2010 15:10:20 +0100

The Guardian, Londres – Uma vez mais, este ano, comediantes de toda a Europa invadem o Fringe Festival, na capital escocesa. Como conseguem pôr as pessoas a rir numa língua estrangeira? Ver mais.



Cinema: Emigração brilha em Locarno

Mon, 09 Aug 2010 15:55:53 +0100

"Salonta, local para se tomar o pulso à emigração", é o título do Evenimentul Zilei, num artigo que saúda os ecos positivos da estreia mundial do filme Morgen, a 7 de agosto, na 63ª edição do Festival de Cinema de Locarno (Suíça). Primeira longa-metragem do realizador romeno Marian Crisan, a coprodução franco-romeno-húngara conta a história da amizade que se gera entre um romeno que vive em Salonta, perto da fronteira húngara, e um curdo, quando o primeiro salva o outro de se afogar num rio. O curdo só sonha em chegar à Alemanha, para se reunir ao filho, mas o seu salvador leva-o para casa da família e repete-lhe que poderá partir "morgen" – "amanhã", em alemão.




Cinema: Hollywood com um pé na Europa

Mon, 09 Aug 2010 13:38:42 +0100

Süddeutsche Zeitung, Munique – Desde há anos que vários países europeus rivalizam entre si, à custa de benefícios fiscais e subsídios, para atraírem para os seus estúdios as grandes produções americanas. Finalmente, a França decidiu juntar-se a eles, mas ainda tem falta de estruturas adaptadas. Ver mais.



Teatro: Oito ciganas dizem Lorca

Fri, 09 Jul 2010 12:21:48 +0100

El Correo, Bilbau – Contratar ciganas analfabetas para declamar um texto do grande poeta espanhol: eis a experiência efetuada em Sevilha, para evitar que a exclusão social seja também exclusão artística. Um tema atualmente em debate nos encontros internacionais de teatro organizados durante o Festival de Avignon. Ver mais.



Uma cidade na Europa: Oberammergau: teatro sobre o Mistério da Paixão

Wed, 02 Jun 2010 16:25:49 +0100

Die Zeit, Hamburgo – Durante quase quatro séculos, os habitantes desta cidade bávara representaram uma peça sobre a Paixão, a cada dez anos, para afuguentar a ameaça da peste: um acontecimento cheio de cor, que atrai turistas de todas as partes do mundo. Ver mais.



Cinema: O documentário que sacudiu a Dinamarca

Tue, 18 May 2010 12:13:53 +0100

O estado-maior dinamarquês abriu um inquérito sobre os eventuais crimes de guerra cometidos pelos seus militares no Afeganistão, depois de, no Festival de Cannes, ter sido apresentado Armadillo, um documentário de Janus Metz, em competição na Semana da Crítica. No filme, explica o Jyllands-Posten, soldados dinamarqueses evocam, de facto, a “execução” de talibãs feridos durante um confronto a 25 de Junho de 2009, o que constituiria uma violação do direito da guerra. Apesar da estreia só estar prevista para 8 de Julho, o filme é já apreciado de formas diferentes pela opinião pública, continua o jornal: a esquerda afirma que o filme mostra “um Vietname dinamarquês”, enquanto a extrema direita o considera como “um monumento ao esforço heróico dos soldados dinamarqueses”.




Festival de Cannes: Roma esquece La Croisette

Mon, 10 May 2010 13:54:15 +0100

Não haverá delegação oficial do Governo italiano no próximo Festival de Cannes, que se inicia a 13 de Maio. De facto, o ministro da Cultura, Sandro Bondi, cancelou a sua participação em protesto conta a projecção deDraquila. . Neste documentário de ficção, a comediante Sabina Guzzanti critica a gestão do executivo de Silvio Berlusconi após o tremor de terra em Aquila, em 2009, explica o Corriere della Sera. O Ministro considerou o filme um "filme de propaganda, que é um insulto à verdade e ao povo italiano", refere o diário. "Sandro Bondi deveria preocupar-se com o facto de a Itália investir sete vezes menos do que a França na cultura", nota o La Repubblica,, enquanto o Corriere lembraque o Ministro se encontra na berlinda, a partir do momento em que o seu nome se viu envolvido no inquérito sobre corrupção na atribuição de contratos públicos, que fez rolar a cabeça do seu antigo colega Claudio Scajola, a semana passada.




UE-Irão: Bruxelas começa a reagir à censura iraniana

Wed, 24 Mar 2010 13:22:05 +0100

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE querem “agir” contra a interferência do Irão nas emissões de rádios e televisões ocidentais difundidas por satélite na República islâmica, escreve Le Monde. Cerca de 70 canais estrangeiros – entre os quais a BBC e a Voz da América – foram atingidos no decorrer dos últimos meses. Os 27 querem também “limitar” ou até mesmo “interditar” “a exportação de bens e tecnologias que permitam o controle e a censura”, acrescenta o diário. A alemã Siemens e a finlandesa Nokia, por exemplo, estão na mira, acusadas de terem vendido ao Irão tecnologia que permite a espionagem de telemóveis. Segundo Le Monde, estas decisões são “um primeiro passo para as sanções para forçar Tearão a parar as operações de enriquecimento de urânio”.




Cinema: “Um profeta”, o domínio através da língua

Tue, 02 Mar 2010 12:21:44 +0100

The Guardian, Londres – O filme de Jacques Audiard “Un Prophète” [Um profeta] arrebatou o júri dos Césares de França, e parece prestes a ganhar o Óscar para o Melhor Filme Estrangeiro. Uma das lições é que, neste mundo cada vez mais rapidamente globalizado, o futuro pertence aos que dominam duas ou mesmo três línguas. Ver mais.



A europeia da semana: Agata Buzek, a nova Shooting Star de Berlim

Fri, 19 Feb 2010 11:48:31 +0100

Polska The Times, Varsóvia – A grande festa do cinema de Berlim, colocou-a entre os dez melhores actores europeus do ano. Filha do presidente do Parlamento Europeu, a actriz polaca encarna grandes papéis tanto na tela como na vida, e está a construir uma sólida carreira. Ver mais.



Cinema: Berlinale: as lantejoulas ofuscam a arte

Thu, 11 Feb 2010 14:39:50 +0100

Dieter Kosslick, director da Berlinale, voltou a dar provas do seu bom humor ao inventar o slogan “Happy Bärsday” [em alemão, Bär significa urso, o símbolo do festival]. Mas, no momento em que abre a 60ª edição do festival de cinema da capital alemã, o Tagesspiegel dirige duras críticas ao “principal lobista do cinema alemão”. Entre “a massa ou a classe”, Klosslick escolheu a primeira, escreve o diário berlinense. Apesar da Berlinale ter crescido, continua “extravagante”. Mas a outra prioridade, torná-lo “cosmopolita”, não se concretizou. “Com os seus esforços profundamente sociais-democratas para se apresentar como o homem do prazer-do-povo-pelo-filme, Kosslick compartimentou demasiado a Berlinale. Pior: ao desenrolar o tapete vermelho ao cinema alemão [a realizadores desconhecidos e de futuro incerto], tornou-o [o festival] provinciano”. O director, afirma o Tagesspiegel, devia, sobretudo, atrair mais obras de arte para concorrer com Cannes e deixar de tratar a competição oficial como a mal-amada do festival.