Subscribe: Mapa do Meu Nada
http://sorayacruzw.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
aqui  bem  casa  coisas  dia  ele  estou  está  gente  hannah    mais  muito  não  pra  quando    tutu  vou 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Mapa do Meu Nada

Mapa do Meu Nada





Last Build Date: Thu, 08 Sep 2016 04:26:52 +0000

 



Hannah vai à escola

Sun, 05 Aug 2012 14:18:00 +0000

Segunda-feira eu fui fazer umas compras para a loja e deixei a Hannah com a minha mãe e minha prima por quase um dia todo, o Tutu também estava, mas ele já é um rapazinho e está acostumado. A Hannah ficou direitinho, brincou com as crianças e, quando eu e o Ravi chegamos, ela estava desmaiada num colchão no chão da sala.
Nessa quinta-feira eu fui fazer a adaptação dela na escola, a mesma do Tutu, por uma hora. Eu a deixei na escola e, lógico, fiquei espiando por um tempinho da porta. Ela ficou bem, a professora disse que ela brincou no parquinho, mas quando foi comer negou, e depois pediu colo e não quis mais descer. Quando fui buscá-la, ela estava meio quieta e dormiu a tarde toda.
Amanhã eu vou deixá-la por mais tempo, durante toda a manhã e não sei como EU vou ficar! hahaha
Eu pensava e colocar a Hannah na escola apenas com uns 4 anos, mas as coisas mudaram de rumo e agora eu tenho que levá-la, não só para eu poder trabalhar direito, já que ela poderia ficar comigo na loja, mas para ela mesma, para ela poder brincar com coisas de crianças e com crianças, e se alimentar em horários mais certos.
Estou bem ansiosa com tanta coisa acontecendo, mas o negócio é focar no hoje, senão a gente pira né?!
Despois eu volto para contar como foi esse primeiro dia, ou não. hahahaha



Últimos acontecimentos

Fri, 27 Jul 2012 19:31:00 +0000

Eu sempre estou com saudades desse pedaço, mas hoje eu resolvi matar essas saudades.
Muitas coisas aconteceram nas nossas vidas nesse 1 ano de Brasil, muitas coisas maravilhosas, mas uma única coisa, muito triste foi capaz de me abalar muito, a morte do Rapha (Chuck), e só agora eu acho que estou conseguindo fazer da triteza uma amiga que eu posso deixar sentada em um cantinho para fazer outras coisas, inclusive ser feliz.
As crianças estão super bem, crescendo cada qual em sua fase, mas unidos para muita arte.  O Arthur ganhou um parquinho no quintal, pertinho da sua árvore favorita e passa muitas horas por lá brincando. A Hannah é uma pulguinha que está sempre atrás de algum pé para seguir, e por falar em pé, ela adora um sapato, é a maior responsavel por perdermos sapato da casa, ela já está falando e fala pra caramba, principalmentem: "Tutuuuuu!!!!, Athuuuur (assim, sem o r)" uma belezinha.
Esse mês nós fizemos uma festinha julina aqui em casa, vieram alguns primos meus, primos das crianças e os meus pais, foi muito divertido.
Outra novidade é que eu vou abrir a minha loja dos sonhos, uma loja de aviamentos e artigos de armarinho, com muita lã, linha e carinho. Eu sempre fui louca por fitas e botões, tenho uma coleção deles e nem acredito que terei deles de monte agora. hahaha. A loja está sendo preparada e em setembro devo abrir as portas. Estou cheia de planos para essa lojinha, mas estou planejando tudo bem certinho com cautela e responsabilidade, pois é trabalho, né?! Ela vai se chamar "A Fiandeira" e vai ser no centro de Jaguariúna, quando tudo estiver prontinho vou querer colocar fotinhas aqui.
Estava morta de saudades, mas como disse, se quiserem falar comigo é só me adicionar no facebook é só procurar por Soraya Cruz Wallau.
Beijos em todos e até breve!!!



O ano passou e eu resolvi dar uma passadinha por aqui!

Fri, 10 Feb 2012 20:17:00 +0000

Genteeee!!! Quanto tempo!!!
Entrei pra tirar o pó daqui do pedaço. hahha
Puxa-vida, que saudades, mas sabe que a vida está bem corrida por aqui? A Hannah está andando e quem anda cai, daí já viu, fico o tempo todo atrás da pequena ensinando com todos os nãos e dá que uma mãe tem direito, então já sabem, ela fala o tempo todo nãaaaaooo, Dáaaaaa e mais um monte de coisas na lingua dela. Ela tá uma figura, um amorzinho tamanho portátil, que não consegue deixar ninguém sério.
O Tutu continua um mini cientista, todo cheio de papos sérios de fazer robôs para tudo,: fazer lição, levar o lixo, fazer massagem, trazer água...O que me fez chegar a conclusão de que os cientistas inventam robôs porque são preguiçosos. hahaha
A casa está cada dia mais aconchegante, arrumamos todos os quartos e a salinha de brincar, logo mais vamos arrumar de vez a cozinha, para num futuro não tão distante arrumarmos a sala, que mais parece um depósito, ou uma sala da série "Acumuladores".
Essa semana arrumei as minhas tralhas particulares e pretendo começar a botar alguma das minhas traquinagens em ação.
Espero não ficar longe daqui por mais tanto tempo.
Beijos em todos e um ano maravilhoso para vocês!!!



Dando um alozinho da roça do Sul

Mon, 21 Nov 2011 16:36:00 +0000

Ai que saudades eu tenho de escrever aqui, mas a vida está bem corrida. Esse mês e o mês de outubro foi a época dos aniversários, Marcel, Arthur, meu pai, Hannah e Cynthia, tiveram festinhas em fins-de-semana consecutivos, daí já viu, fomos pra Santos e voltamos todas as vezes.
A Hannah e o Tutu estão super bem, cada um evoluindo dentro da sua fase e, eu e o Ravi, nos deliciando com o que vemos.
A casa está cada dia mais arrumadinha, mas chegamos a conclusão de que nunca vai acabar. hahaha. Sempre tem alguma coisa pra fazer, uma parede pra pintar ou um novo ambiente que precisa de uma garibada.
Essa semana eu acho que vamos comprar um carro, até agora nós estávamos com um carro do meu pai, ele ficou com um de dois lugares e emprestou pra gente um de cinco, só que agora eu quero devolver, andar com o carro emprestado é muita responsabilidade.
No fim, a adaptação de voltar pro Brasil é quase a mesma que ir pro Canadá, demora mais ou menos um ano para se entrar no ritmo e reconquistar tudo aquilo que deixou pra trás, lógico, se você chega com devarinho, sem ter deixado nada pra trás.
Eu continuo sem conseguir postar fotinhas, mas se quiserem me adicionar no facebook é só adicionar e dizer que lê o blog.
Até uma hora dessas e que essa hora não demore muito. hahahaha



Recebendo os queridos na casinha

Mon, 26 Sep 2011 17:44:00 +0000

Nós chegamos aqui no cafofo fazem 3 meses e estamos agora recebendo as visitas, faz um mês que não viajamos, que estamos recebendo amigos e família todo fim-de-semana.
Na semana retrasada o Rapha, vulgo Chuck, veio nos ver, passou o domingo aqui com a gente e nós aproveitamos para botar a fofoca em dia. Na semana passada o resto da "molecada" veio, primeiro veio o Fabrício, Fronha ou Cunha, no sábado, daí ele dormiu aqui e no domingo o Kbelo e a Sá vieram passar o dia juntamente com a gostosíssima Bebela, sua filhota. Demos muita risada e tomamos muitas biritas para comemorar o encontro, foi a primeira vez que vimos esses caras desde que chegamos.
Nesse fim-de-semana foi a vez da trupe Wallau. O meu sogro, sogradrasta e cunhadinhas chegaram na sexta e sábado chegou o meu cunhado e minha concunhada. Comemoramos nesse findi os aniversários dos meus sogros que fazem aniversário com 1 semana de diferença e mais alguns aninhos, foi tri-bom ver o vovô Geraldo com a filharada e os netinhos, tirei algumas fotinhas deles todos juntos, cantamos parabéns e celebramos a família.
Faz um tempinho que os meus pais não vêm, mas eles já são da casa e logo devem aparecer.
Está sendo bem gostoso pro Arthur já que ele era o que mais falava de família, o que mais sentia falta de ter todo mundo junto.
Essas são as nossas comemorações de boas-vindas e no mês que vem começam as comemorações de aniversários até o Natal.
É isso aí, estar perto é sinônimo de muita comemoração juntos!!!



Minha fama de Mau

Mon, 19 Sep 2011 21:22:00 +0000

Gente, eu ainda continuo uma devoradora de livros e assim que cheguei ao aeroporto de Toronto já comprei um livro para eu ler nesse comecinho de vida no Brasil, era Perfect Match, de Jodi Picoult, muito bom assim como My Sister's Keeper, da mesma autora. Eu devorei o livro em poucas noites (pois só leio anoite) e fiquei sedenta por algo novo, mas aqui em casa só temos uns livros que pertenciam ao meu irmão, a maioria literatura japonesa e eu tenho um certo pé atrás com livros sobre samurais, mas quem sabe um dia mande embora o preconceito e tente ler um, bom, então fui até Campinas e comprei: Minha fama de Mau, de Erasmo Carlos, e Committed, de Liz Gilbert.
Eu li na Rolling Stone sobre a biografia do Erasmo, e fiquei bem curiosa, daí percebi que não conhecia o Tremendão, apenas as poucas coisas que estavam no livro Vale-Tudo, de Nelson Motta, que é a biografia do Tim Maia, então comecei a ler urgentemente e estou amando. Pra quem nunca soube nada dele, mas gosta de música e rock nacional é um manjar. O cara é tudo: safado, religioso, amigo, sacana, melancólico e o mais importante: humano, um ser humano admirável por conta de todos os pequenos defeitos que não tem vergonha de expor e pela humildade com que mostra as suas qualidades.
O livro já está acabando e eu, pra variar, já estou ficando com o coração partido, vou morrer de saudades do meu amigo Erasmo Carlos. hahaha
O próximo da minha lista vai ser a biografia do Lobão, outro cara que eu conheço a música e as polêmicas, mas de quem não sei muito. Penso que um cara que escreve músicas tão boas deva ter uma vida interessante.
O Commited estou reservando pra depois, depois que a minha fase biografia passar, também é um livro mais simples, é a continuação do Comer, Rezar, Amar, um que eu gostei muito, mas que a gente deve estar no momento certo pra ler senão acha que o livro é ruim.
E vocês têm alguma dica de leitura?



Ainda tem alguém aí???

Fri, 16 Sep 2011 18:30:00 +0000

Oi Gente, faz tempo que eu ensaio entrar aqui, mas infelizmente a casa é grande e o tempo é curto. hahaha.
Tenho me ocupado bastante aqui pela casinha, passo a maior parte do dia rodando pelo pomar e tendo idéias do que vou plantar, daí fica complicado parar e escrever. Também não tenho muito do que falar.
Eu pensei que ao chegar ia começar a comparar as coisas do Canadá com as do Brasil, mas como eu disse pro Ravi hoje: é mais fácil estar no Canadá e comparar com o Brasil do que estar no Brasil e comparar com o Canadá. Acho que isso tem relação com as expectativas, eu já sabia que muita coisa por aqui estariam do mesmo jeito que sempre foram, daí não há surpresa nem decepção. Também tem a ver com a pessoa que sou hoje, vou vivendo de mansinho e ficando feliz com as surpresas do caminho.
Estou em uma fase "casa", vivo fazendo projetinhos para a casa: prateleiras, cortinas, varal portão, jardim, árvore de frutas, vasinhos, e mais um monte de idéias doidas que vão entrando na lista de projetos futuros, que podem ou não serem postos em prática, porque eu acho que já estou feliz em poder ter a idéia. ahhaha
Uma coisa que eu também tenho curtido, e muito, é a visita dos amigos e da família, sempre quis morar em um lugar onde as pessoas pudessem vir e ficar, principalmente ficar a vontade, e isso está acontecendo. A nossa casa tem 5 quartos, então eu peguei um para o Arthur e a Hannah juntos e um pra mim e pro Ravi, os outros ficaram pra quem vier. O Arthur e a Hannah ficaram juntos porque quando vier bastante gente eles não precisam sair do cantinho deles, no máximo o que acontece é de virem as minhas sobrinhas e elas quererem dormir com o Tutu e a Hannah, daí é só colocar uma caminha e tudo fica em ordem. Um outro quarto a gente fez uma salinha de brincar, que é uma sala de tv, onde ficam os jogos, brinquedos e toda a bagunça, nele a gente colocou dois sofá-camas, pra molecada dormir. Em outro temos 2 beliches e no outro temos uma cama de casal, então temos 10 camas para visita.
Eu estou dizendo tudo isso mas não é pra me gabar, não, a casa é bem simplesinha, em um bairro bem rural, com uma visinhança bem simplória, mas todos de muito bom coração.
A casa ainda está sendo acabada, mas aos pouquinhos estamos dando um jeito.
A Hannah está uma figurinha, vive de fralda por causa do calor que faz nessa terra. Ainda não tem dentes, mas come como se tivesse todos os dentes. Canta o dia todo e dança. Ela também brinca, dá risada sozinha e fala com os bonequinhos, também adora um teclado de computador, até estamos pensando em dar um velho pra ela ficar apertando. hahaha
O Tutu está lindo, um menino carinhoso e feliz. Ganhou um cachorro chamado Bolt, um Beagle de porte pequeno, mas bem bagunceiro, que adora pegar as coisas da Hannah e levar para os grandes destruirem, ou seja, eu tenho uma gangue de cachorros e o Bolt é trombadinha. hahaha. Com esse cachorrinho o Arthur está aprendendo muita coisa, principalmente responsabilidade e carinho pelo próximo. Hoje tivemos reunião na escola dele e a professora mostrou um pouco do que aconteceu nesse tempinho e nós ficamos bem satisfeitos. Ele aprendeu a escrever em letra cursiva, está escrevendo sentenças em português, ainda com alguns errinhos, mas nada muito grave, e já está bem enturmado com a classe.
Essa semana eu plantei uma árvore de pitanga pro Tutu e uma de cereja pra Hannah, agora estou cuidando para que elas cresçam bem bonitas. É minha gente, já tive filhos, plantei DUAS árvores, agora só me resta escrever um livro!
Ps: eu não estou conseguindo colocar fotos aqui, mas assim que conseguir eu coloco. Bjinhos



Feliz da Vida!

Thu, 11 Aug 2011 11:32:00 +0000

Os dias por aqui estão maravilhosos, a casinha está caminhando para um lar, já temos cantinhos com a nossa cara, tudo ficando meio Cruz Wallau. É engraçado como a gente vai imprimindo a nossa assinatura nas coisas que tocamos, até os cachorros já estão mais do meu jeito, mais obedientes e até já vão para o lugar onde eu os prendo, quando tiro o carro na hora de sair.

O Arthur já começou na escola, está estranhando ter lição de casa, mas está amando chegar em casa cedo e poder brincar na rua ou no quintal antes e depois da lição, e ainda ter tempo de fazer mais coisinhas até a hora de dormir.

A gente acorda beeem cedo por aqui, 5:45 am, para dar tempo de fazer tudo e pegar a estrada pra chegar na escola, ela fica a 30 minutos daqui, com direito a estrada cheia de plantações e gado no caminho, uma paisagem linda que a gente vê se transformando todos os dias com o nascer do Sol, acho que nunca vou me cansar de ver esse espetáculo todo dia, o Arthur também fica deslumbrado com a névoa em cima da plantação que vai ficando laranja quando nasce o Sol e, daí a gente começa a enxergar os tratores colhendo a cana, um coisa linda!

A Hannah acorda toda feliz pela manhã, cantando e rindo, toma um leitinho e logo pega no sono de novo, dá até tempo d'eu limpar a entrada de carros quando chego, com ela dormindo..

No caminho pra escola a gente vai ouvindo uma rádio maravilhosa, a Cultura de Amparo, que toca músicas do tempo da minha vó, mas que dão um toque certo no nosso cenário, o Arthur até pede pra ligar o rádio quando entra no carro.

Eu estou aos pouquinhos arrumando algumas coisinhas na casa, coloquei cortina no quartinho das crianças, comprei um guarda-roupas para mim e pro Ravi, coloquei um balanço feito de rede na área de refeição e tudo isso está me dando muita alegria em ter voltado e saber que as coisa estão dando certo. Espero colocar fotinhas logo, logo aqui pra vocês de tudo.



Enfim estamos comunicáveis

Tue, 05 Jul 2011 19:42:00 +0000

Olá meus queridos!!!

Enfim estamos em casa, ou melhor, enfim estamos comunicáveis!

Chegamos no Brasil no dia 17 de junho, eu, Arthur e Hannah, e muitas caixas e olheiras e cansaço, mas no fim tudo deu certo, então fica a dica, expectativa baixa, porque assim o que vier é lucro. hahaha

No aeoporto a minha família nos esperava, todos com a maior cara de assustados, pois sabiam que eu estava carregando o caminhão nas costas, mas tudo estava sob controle. Todas as caixas chegaram inteiras, ninguém me perguntou nada, as crianças dormiram a viagem inteira e eu não tomei nenhum choque. Sério, eu tomo choque quando voo, SEMPRE!

Do aeroporto viemos direto para o Farm Ville (apelido da nossa nova morada) e deixamos nossas caixas, daí fui pra Santos pegar o carro e tentar registrar a Hannah e depois voltamos para o FV.

Essa semana eu passei arrumando as coisas, doando alguns móveis, arrumando lugar para as nossas coisas e matriculando o Arthur na escola, abrindo conta em banco, ligando o telefone a internet e tentando distrair a turminha (Tatá, Tutu, Cynthia e Hannah).

Aos pouquinhos eu volto aqui para contar mais coisas.

Beijos em todos!!!



As despedidas

Tue, 07 Jun 2011 00:42:00 +0000

olá amigos!
Por aqui estou em ritmo de adeus, na corrida para arrumar tudo, querendo comprar tudo e tentando não perder nada. Estou vivendo o que o pessoal que vem pra cá vive ao deixar o Brasil, mas estou na contra-mão.
Faltam 11 dias para a nossa partida e eu ainda estou tentando não pensar muito no "por vir", ainda tenho o foco nas caixas, quantas serão e como vou carregar, só vou descobrir na hora da partida.
Tivemos a nossa festinha de despedida ontem, em um parque que não conhecíamos, Carburn Park, e foi muito gostoso. A criançada fez a festa e os adultos bateram um bom papo, pudemos ver a maioria das pessoas que queríamos dar um adeus e quando acabou o meu coração ficou dolorido, mas feliz em saber que esses anos valeram ótimas amizades, ótimas histórias e muita risada.
O Arthur também está no clima de adeus, por hora tristinho com a distância do melhor amigo, Matheus, e por outra contente em ter a família por perto.
Também fiz uma despedida para a Hannah, o chá das princesas. Chamei as amigas com bebês e nos reunimos para tirar fotinhas, comer coisinhas e babar nas nossas bonequinhas.
Agora temos que curtir mais o Raw, pois ele vai ficar por tempo indeterminado, talvez dois dia dos pais, o brasileiro e o canadense, então nosso último fim-de-semana será de muita bajulação pro lado do papai.
*No momento não estou conseguindo baixar as fotos, mas logo eu coloco aqui pra vocês verem*



Pãe por 13 dias

Fri, 06 May 2011 17:22:00 +0000

Para quem não sabe o maridón foi viajar e cá estou, solita com as crias, ando beeem cansada, mas também contente pois sei que dou conta do recado.
A coisa boa que aconteceu com a viagem do Ravi foi que eu pude tomar conta do pedaço e o Tutu está de volta as minhas regras. O Ravi é um pai daqueles que toma conta de tudo, então eu me acomodo e algumas coisas ficam um pouco mais relax do que eu gostaria. O Tutu está crescendo e junto com isso vem as tentativas, na maioria de aprontar, e eu que sou "coronela" não tolero muito essas tentativas.
Não vou ser injusta, na maior parte do tempo ele é bonzinho, mas em outras ele tenta, viu?!
Bom, é como eu sempre digo, a arte da criança é sempre a mesma, a paciencia da mãe é que varia, então ele não deve ser muito arteiro, porque na maior parte das vezes eu nem ligo pras dele.
A gente está dormindo cedo, 9 pm estamos na cama, todos, inclusive a Hannah, tudo isso na tentativa de fazer o tempo passar mais rápido e o Ravi voltar mais rápido. hahaha
Quero só ver quando eu estiver no Brasil e ficar 2 meses com os dois na roça. Estarei na roça, literalmente. O negócio é ter bom humor e tomar muito suco de maracujá. hahaha



Sobre o rumo do Mapa

Sun, 01 May 2011 16:15:00 +0000

Gente! Estou dando uma passadinha rápida só pra dizer para a Ziza e quem mais tiver na dúvida que eu vou continuar com o blog, viu?!
O meu blog não é para falar do Canada, é para falar de mim, da grande aventura que é ser humano, então a jornada seguirá um novo rumo, mas ainda segue.
Beijo grande em todos!



Dulce Far Niente

Thu, 28 Apr 2011 18:16:00 +0000

Hoje, depois de dias lindos de Sol, a neve resolveu aparecer e veio com força total, o que me convidou a não fazer nada. Eu ando muito cansada e nervosa, canso de tanto pensar, coisas de gente ansiosa.
Algumas pessoas vêm em uma viagem o caminho, o caminho percorrido já é o prazer, já é a viagem em si, o destino é uma parte do caminho, mas para mim o destino é a viagem, o que é um defeito, perco tudo o que aconteceu de lindo no percurso, perco tempo, já que muitas vezes até se chegar ao destino se levam alguns dias. Digo isso porque com essa mudança a caminho, tenho me desgastado e deixado passar os dias por aqui, quando digo que estou tranquila e que estou aproveitando os meus últimos dias por aqui é pura enganação, estou na verdade tentando controlar esse impulso que me leva ao outro lado. Para terem uma idéia de como sou ansiosa, já escolhi a posição dos móveis que eu ainda vou comprar, já achei alguém para ficar com os móveis que não quero mais, sem nunca tê-los usado e já escolhi a tinta e pedi para pintarem as paredes da casa, Ah! também sei que já não gostei de terem pintado da cor errado um dos comodos.
Isso atrapalha a minha vida, pensa, perder tempo pensando em coisas que eu nem estou por perto e ainda ter que fazer as coisas por aqui exige muita energia...
Então hoje eu tirei o dia para não pensar em nada, para brincar com a Hannah, olhar a neve que cai lá fora, para fazer alguma coisa gostosa para comer e, bem sem compromisso, limpar alguma coisa que eu achar que deva ser limpa, mas não fazer faxina, ou limpeza trabalhosa.
Vou dedicar o meu dia de hoje à arte milenar italiana do Dulce Far Niente e quem quiser que me acompanhe!
Trilha sonora: Comer, Rezar, Amar



Notícias do mundo de cá (5)

Mon, 25 Apr 2011 17:36:00 +0000

Ando sem ter o que escrever, não tenho feito muita coisa ultimamente.
Na verdade eu ando meio ocupada com a casa que a gente vai morar, escolhendo cor de tinta pra parede, planejando como os quartos vão ficar e ainda cuidando da casa por aqui, que sofreu uma mudança, arrumei a sala de um jeito diferente, que não ficou bonito, mas está mais prático, dividi a sala em duas e coloquei um sofa de costas pro outro, assim temos um lado com tv e outro com espaço para conversar e deixar a nenê deitada no chão.
Ando nesses dias arrumando as coisas para encaixotar, separei os livros por peso, assim eu sei quanto estou colocando em cada caixa. Eu sei que sou mega-organizada, mas também sei que no final tudo desanda, já mudei 8 vezes, essa será a 9a, mas nesse caso tem o lance do peso, então vamos tentar não desandar tanto!
------------------------------------------------------------------------------------
Gente a Hannah está muito grande e esperta, agora fala Mmmmammmammm, desse jeito, cheio de mmm. hahaha. Mas eu não sei se ela está me chamando, se está pedindo mamadeira ou se arrumou um jeito que gera uma reação, acho que a última alternativa é mais certeira. hahaha
O Tutu anda todo feliz com essas ondas de calor que estamos tendo e ressuscitou a bike, que está bem pequena pra ele, é até engraçado de vê-lo andando nela. Ele também tem se divertido desenhando na calçada com giz e brincado com bolinhas de sabão. Parece que ele está querendo antecipar o verão, mas eu só vou acreditar em dias quentes quando maio chegar, pois Maio é um mês que ainda tem neve, chuva e uns dias meio friozinhos.



Um monte de coisas e nada demais

Wed, 13 Apr 2011 18:28:00 +0000

Oi pessoas amadas, muito obrigada por me confortarem!
Esses dias, dia 8, a Hannah fez 5 meses de muita gostosura, comecei a dar papinha para ela e adivinhem...ela amou!
Na sexta eu fiz um bolinho pra ela e pra Amandinha aqui em casa para comemorarmos o mesversário das duas piriquitinhas que nasceram no mesmo dia, mas com 2 meses de diferença. A Amandinha é a mais velha, e é engraçado ver as duas juntas, a Amanda parece bem mais esperta ativa e criança, enquanto a Hannah parece um bebezinho molinho e o mais engraçado é que quando elas fizerem 1 ano a diferença acaba. hahaha
O Tutu ficou todo feliz com a festinha, pois o Matheus veio e eles puderam brincar um monte, já que eu e a Cecília ficamos só pela cozinha papeando e eles ficaram com a casa toda pra eles.
----------------------------------------------------------------------
Estamos em clima de ida para o Brasil, o Ravi pegou umas caixas na casa da Sacha (que nos salvou!!!) e logo já começo a guardar as minhas coisas. Tenho 2 e devo comprar mais duas no próximo mês.
A idéia de caixas veio do Octavio, que veio pra cá com caixas e saibam: com caixa dá pra levar muuuuito mais coisas, a caixa é quase o dobro do tamanho das malas e não tem perda de espaço por conta da estrutura, a caixa é inteira espaço para guardar coisas, enquanto a mala tem ferragem e formato estranho. Também tem o lance do peso, a mala em si já tem um certo peso, enquanto a caixa é bem mais leve.
Fora as 4 caixas vou levar uma mala ( que faz parte do meu jogo) e o carrinho da Hannah, que também conta como bagagem. Nas caixas quero levar o máximo de coisas além de roupas e brinquedos, vou levar a minha máquina de costura, livros, algum eletrodoméstico, mesmo já tendo no Brasil, só porque os meus daqui são muito fofos e pequenininhos. Vou tentar levar algumas coisas que são meus itens de conforto. hahaha. Coisas bobas que me fazem sentir em casa. Mas no fim vou ter que ser bem cuidadosa para levar o que realmente importa.
Pena não poder levar a Ikea comigo, vou sentir muita falta dessa loja. hahahaha.
------------------------------------------------------------------



Medo

Mon, 11 Apr 2011 17:37:00 +0000

Gente, o fim-de-semana foi intenso, mas tudo em um único dia. No domingo fomos na piscina, eu e a Hannah ficamos na lanchonete só olhando, o Ravi e o Tutu ficaram na piscina. Enquanto eu via o Tutu sozinho na água eu fiquei com muito medo dele se afogar, mas aí vi que ele sabe nadar direitinho, o danado aprendeu.
Depois de lá, fomos no Prince's Island, daí começou a "intensidade", está vamos andando e o Tutu estava de patinete, andamos de uma ponta até a outra, daí quando chegamos na outra ponta o Tutu some, simplesmente, a gente olhou pro lado e quando olhou pra frente ele não estava mais, eu e o Ravi nos dividimos, mas sem pânico, ele não podia ter ido tão longe em tão pouco tempo.
O Ravi subiu no murinho da ponte, mas não viu nada, daí eu fui em uma direção, mas conforme andava foi me dando um medo, um medo...Dali a pouco eu vejo o Ravi, que tinha ido até o carro, do outro lado do rio e perguntei se tinha encontrado e ele nada, então eu apavorei, saí perguntando pra todos que passavam se tinham visto e ninguém viu, até que passou por mim um grupo de adolescentes rebeldes e eu perguntei pra eles e uma menina gritou pro grupo (eram uns 10 meninos e meninas de skate, bike, patins...)"O menino se perdei e a gente vai encontrar!" dividiu a galera, marcamos de falar pra ele ir me encontrar na ponte e eles saíram a procura, eu continuei desesperada, até que cheguei a conclusão de que ali era um único caminho, se ninguém viu ele não estava ali, fui na outra direção, as minhas pernas estavam bambas, eu só conseguia pensar no mural de crianças perdidas do Wal-mart, daí parei e comecei a perguntar pra todo mundo de novo indo pro outro lado.
Em dado momento eu lembrei que ele queria dar uma moeda pra um tiozinho que estava tocando violão:"E se ele encontrou uma moeda?" Bom, quando cheguei lá o tiozinho não estava mais, encontrei dois casais brasileiros e perguntei pra eles e eles saíram a procura (isso já tinham se passado 40 minutos), quando de repente a menina do grupo de garotos me chama e diz que tinha visto ele do outro lado do rio, mas quando ela chamou por ele, ele ficou com medo e fugiu.
Meu coração já estava na boca a minha mão doía de tanto que eu apertava a barra de empurrar o carrinho da Hannah, mas aí eu tive que manter a calma e pensar rápido, ele só podia ter ido na direção oposta da menina e dali só tinha uma saída, fui na direção da saída e comecei a ligar pro Ravi, quando olho do outro lado do rio o Ravi estava lá, daí falei por telefone pra ele ir por dentro que eu via a margem do rio de onde eu ia.
O Ravi encontrou o Tutu, com o olho arregalado branco e triste, na hora que eu o vi me deu uma dor, uma coisa, e ele disse: "Mamãe, eu quase chorei! Eu tava com muito medo!"
Nossa, eu nunca imaginei como era isso, eu já senti medo de morrer, de sentir dor, mas a dor de perder um filho é muito forte. De madrugada eu só pensava na música do Chico: Pedaço de Mim, e chorei muito!



Nossos futuros companheiros de morada

Thu, 24 Mar 2011 04:16:00 +0000

Agora a pouco, eu e o Ravi, estávamos avaliando a nossa volta, qual o impacto que isso vai ter na nossa vida, estávamos pensando se a cidade, Jaguariúna, não é muito pequena, mas por mais pesquisa que se faça, por mais que olhemos no mapa, a gente nunca vai saber se é uma cidade fácil de se adaptar até estarmos lá, como nós não vamos ter que pagar aluguel e nem gastar com móveis, acho que o esforço é totalmente válido, se é que será um esforço.
Mas a nossa preocupação top top é uma grande e gorda, ou grandes e gordas, são os cachorros. Na casa que nós vamos morar nós temos 3 monstrinhos que tomam conta do pedaço, eles são bonzinhos com quem está dentro da casa, mas chegar no portão, do lado de fora, é um risco e quando os 3 resolvem brigar é um Deus nos acuda. Eu gosto de cachorro, mas só no quintal da minha mãe, talvez um pequeno, ou um meu, que eu tivesse pego filhote e criasse no quintal, até desse certo, mas cachorro mal-criado e que destrói tudo que vê é um problema para a minha falta de paciência.
Bom, essa é mais uma das minhas preocupações que vão morrer sem me matar, pois vou ter que conviver com os monstrinhos ou mandar por sedex pra alguém que os queira. hahaha
Aqui está uma fotinha dos nossos futuros companheiros no quintal da nossa futura morada.
Ps: o São Bernardo, Bóris (nome dado pelo Tutu) está morando com os meus pais, menos uma boca pra comer os brinquedos dos meus filhos. hahaha (image)



Projetinho do Tutu

Wed, 23 Mar 2011 19:54:00 +0000

O Tutu teve que apresentar na escola um projeto de um instrumento musical que deveria ser feito por ele e a família, como o nome do papai é bem sugestivo: Ravi, escolhemos uma cítara. O Ravi fez o instrumento com a ajuda do Tutu e a decoração ficou por minha conta.
O projetinho eu achei nesse site aqui.
As fotos foram tiradas pelo Raw.



A procura de escola

Tue, 22 Mar 2011 21:35:00 +0000

Hoje foi o dia de ligar para as escolas no Brasil para ver as questões de matrícula, preço de escola, didática e tudo o mais. Felizmente liguei para 2 escolas, uma grande e uma pequena, o que me deu dois pontos de vista e mostrou coisas positivas e negativas de ambas.
Acho que a parte mais difícil de todas é a transferência, mas isso eu acredito que estou conseguindo resolver, vamos ver com o Consulado, se ele faz a parte dele direitinho.
A parte que mais está me preocupando, só que eu sei que não é a mais difícil, é a falta de português do Tutu, então a escola que me oferecer a melhor proposta me ganha. hahaha
Bom, a cidade que nós vamos morar é pequena, então não tivemos muitas opções, mas eu acho que já fiz a minha escolha.



E a vida segue...

Mon, 21 Mar 2011 19:49:00 +0000

A gente está bem devagar por aqui, com dias lindos seguidos de dias de neve, hoje, primeiro dia de primavera, amanheceu nevando, uma neva fina que deixa a gente preguiçoso. A bebê foi vacinada, 4 injeções, duas em cada perninha e está chatinha por conta disso, mas é assim mesmo, uns dias com mal-estar para muitos com saúde.
O Tutu chegou sexta-feira da escola com uma notícia feliz, tirou 4 em ESL, a nota máxima é 5 e a dele nunca passava de 3, então fomos comemorar comendo uma pizza e tomando um sorvete, ele estava tão feliz, a auto-estima dele estava elevada e ele estava cheio de si. Foi muito bom ver o meu filhote tão feliz com as próprias conquistas.
No sábado, depois de levarmos a pequena para a vacina, eu resolvi arrumar o baú de blocos do Tutu, eu li o blog do Octavio falando dos Blocos do Vovô e resolvi que a gente podia guardar os bloquinhos do Tutu, e ele amou a idéia. O engraçado de fazer isso foi ver a carinha dele mexendo com brinquedos que a muito ele não mexia e ver ele recordando, daí tivemos uma conversa bem legal.
-Mamãe, eu brincava tanto com esses brinquedos, né?!
-Sim, você passava horas brincando com eles quando a gente chegou aqui. Lembra a gente não tinha quase nada na nossa casa...
-É mesmo, a casa parecia até grande de tanto espaço vazio, e eu nem ligava de ter pouca coisa.
-Ah, a gente era muito feliz, mesmo sem ter muita coisa, né?!
-É, mãe, eu tenho vídeo-game, televisão no meu quarto, mesada pra comprar um monte de coisas e vivo chateado, acho que eu preciso de aprender a brincar com o que eu tenho, querer menos coisas e ficar feliz...
Gente, essa conversa foi tão boa! Foi tão emocionante ver o meu filhotinho tirar conclusões sobre a vidinha dele, vê-lo amadurecer, ali na minha frente!
Eu sei que essa conversa me fez querer mais e mais voltar pro Brasil seguindo os nossos planos de uma vida simples, e agora na nossa meta está uma "desintoxicação", não tem nada a ver com o Canada, mas com o que a gente se tornou estando aqui e vivendo em um mundo onde consumir é muito mais fácil, vamos querer deixar o consumir de lado e o curtir sendo a real prioridade, então estamos tendo uma conversa aqui em casa, que foi o contrário da que tivemos quando viemos, quando viemos tudo a gente ia comprar quando chegasse, tudo podia ser deixado para ter por aqui, e tivemos, mas agora a conversa é: "quando chegarmos a gente não vai poder ter isso ou aquilo, mas a gente vai fazer muitas outras coisas e ser feliz, beleza?!"
Bom, é isso, vivendo um dia de cada vez, sendo feliz aonde a gente está.
Lidy!!!!! Eu vou te levar comigo de identificador de mala. Super original! hahaha. Te amo sua bestada!!! hahaha



Notícias do mundo de cá (4)

Tue, 15 Mar 2011 17:58:00 +0000

Oi Geeente!!! Sumi, né?! E nem posso dizer que estava mega-ocupada porque não estava, eu estava era com preguiça mesmo. #vergonhanacara
Esses dias eu tenho cuidado de mim, tenho lido muito, trocado informações com um amigo e tentado aprender um pouco mais sobre uma religião que eu admiro, mas que sempre arrumei alguma desculpa para não ter me envolvido mais, mas o acaso me colocou de frente a ela e quando eu vi já estava sabendo bem mais do que antes e estava me interessando cada vez mais. Eu estou estudando budismo, não posso dizer que esteja no budismo, pois ainda falta muito para eu aprender e acho que sempre faltará, mas eu ainda estou engatinhando e ainda estou um pouco fascinada, então acho que vou me tornar budista na hora em que deparar com certos desafios e quando eu puder olhar com olhos um pouco mais críticos, mas o fato é que eu estou gostando muito de como a minha visão de religião e ele se assemelham e de como eu consigo praticar a religião sem que isso seja um grande sacrifício.
Também nos últimos dias estamos refletindo sobre a nossa ida para o Brasil, os prós e contras, não que os contras irão nos impedir de voltar, mas vão nos ajudar a encarar os fatos sem deslumbramento, sabemos quais as dificuldades a frente, estamos nos preparando para ultrapassa-los. Esses dias têm sido bem gostosos, com um misto de ansiedade e conforto, isso se for possível colocá-los em um mesmo lugar, mas eu estou desse jeito. Nessas coisas de ansiedade que o budismo tem me ajudado muito, tenho aprendido a não criar grandes expectativas sobre o que virá e nem sofrer pelo que estou deixando, estou vivendo melhor o hoje, mas claro que isso não me impede de planejar o meu futuro, só que sem tentar prever o que irá acontecer. #ficaadica.
Bom...o Tutu está ótimo, continua sendo um filho maravilhoso (só que ele não sabe dizer essa palavra), está cansado do inverno infinito, mas tem aproveitado os dias de Chinook, que para nossa sorte, têm sido muitos. A bebê está lindinha, começando a ter mais controle dos membros, agora descobriu os pés e tem dado muita risada, também já brinca, rola atrás dos brinquedos no play mat.
Todos bem e com saúde, é isso aí!



Piscina

Thu, 03 Mar 2011 18:09:00 +0000

Olá queridos!
Ando com uma preguiça de escrever...o tempo está bem frio, daí fico com preguiça e com uma vontade descontrolada de ir pra fora andar.
Esse fim-de-semana nós levamos a nossa pulguinha, pela primeira vez, na piscina pública e ela amou. A piscina fica no Southland Leisure Centre, um prédio, ou uma contrução (não sei como chamar) onde tem vários tipos de atividades, aulas de lutas, escalada, balé, lugar para festa infantil e as piscinas.
Essas piscinas são aquecidas e tem piscina de onda, um parque aquático, tubo-água, piscina olímpica, trampolim e uma piscininha para bebês. A piscina de bebês é bem rasinha e quentinha, lá os papais ficam sentados com os bebês no colo, é muito calmo e eu pude relaxar um pouquinho com a pequena.
O Ravi e o Tutu vão nessa piscina sempre, eles iam de quarta ou quinta à noite, mas no dia seguinte o Tutu estava sempre meio cansado e com preguiça, então mudamos para o fim-de-semana de manhã, eles iam e eu ficava dormindo, mas agora a pequena já pode ir e eu comprei um maiô, então estou começando a ir também, só não sei se vou sempre, pois eu detesto usar roupa de banho, detesto me expor, mesmo tendo nascido na praia, bom, eu só fui umas 4 vezes, no máximo, na praia com os meus pais, talvez o amor à praia seja genético. Bom, mas o Tutu adora e quando voltarmos pro Brasil ele vai continuar a nadar, na casa que a gente vai morar tem uma piscina, então posso até me sentir mais a vontade em ficar só com ele.
A Hannah se comportou super bem na piscina, ficamos por 1 hora, daí dei um mama, troquei a roupinha dela e ela dormiu, então ficamos esperando o Ravi e o Arthur terminarem de brincar em uma lanchonete, que fica na área da piscina. Mesmo quando eu não quiser ir na piscina vou para ficar na lanchonete vendo eles brincarem e curtindo o calorzinho.
Então é isso, da próxima vez eu vou tirar umas fotinhas do lugar pra vocês verem.



Muitas emocoes (sem acento)

Fri, 25 Feb 2011 20:32:00 +0000

(image)
Estamos em ritmo de mudanca, em ritmo de novas emocoes a vista.

Eu nao contei aqui, mas nos estamos nos preparando para voltarmos para o Brasil, esse ja era um plano desde quando chegamos, sim, viemos para voltar. hahaha. Brincadeira, nos viemos sem planos de ficar para sempre, viemos pela oportunidade de viver coisas novas, mas sempre tendo em mente voltar para o Brasil e criar os filhos por la. Ontem nos demos mais um passo nessa direcao, ja vimos as passagens, ainda nao compramos, pois ainda falta terminar de fazer os documentos da Hannah, mas ja estamos com o dinheiro das passagens separado e ja estamos pesquisando a parte mais dificil: Como carregar 3 anos e 1/2 em algumas malas?

Eu tambem ja escolhi a data 27 de junho, pois eu ganho um fim-de-semana aqui e tambem uns dias antes das escolas do Brasil fecharem para as ferias, preciso saber em alguma escola como fica a situacao do Tutu, se ele vai perder um ano, se vai pra escola nesse meio de ano, ou se eu chamo alguem para dar aulas particulares de portugues nesse resto de ano, bom, essa semana do dia 27 sera para isso.

O Tutu esta em um misto de felicidade e tristeza, um lado dele quer ir, mas outro nao quer perder as tao esperadas ferias de verao canadenses...

Antes de irmos nos vamos fazer uma Moving Sale para nos desfazermos das nossas coisas, mas eu aviso a data para todos. Essa venda nao sera para deixar ninguem rico, mas pode dar uma ajudinha para comprarmos um quartinho novo pra Hannah.

Bom, entao eh isso uma nova aventura esta no nosso caminho, mas antes de irmos ainda temos muito para fazermos aqui!



Dia da Família

Tue, 22 Feb 2011 17:20:00 +0000

Esse fim-de-semana foi o do Family Day, que foi mais para um Family Weekend, que começou na quinta a noite e foi até ontem, o Dia da Família propriamente. Na quinta nós ficamos conversando com os nossos amigos no Brasil, ficamos falando abobrinhas, sabendo das novidades e eles puderam ver a Hannah ao vivo pela primeira vez. Na sexta...a gente foi no mercado chinês e eu fiquei morta de vontade de comprar uma novela chinesa, só para ficar rindo. É muito legal! Parece novela mexicana, brasileira, só que a gente não consegue entender o que dizem.
No sábado fomos visitar os amigos daqui, dar os parabéns pra Bia e comer coisas gostosas, também demos muitas e muitas risadas (adoro).
No domingo fomos pra Cochrane, tomar sorvete, e depois para Nakiska, a estação de eski, só para passear, fugir do lugar comum e aproveitamos para ver quanto é a aula, pois no mês que vem o Ravi e o Tutu vão fazer. Eles ficaram brincando na neve e eu e a Hannah ficamos vendo o pessoal descendo a montanha. Ficamos na área de refeição, que estava bem cheia de gente e de Sol. Foi muito gostoso e do lado de fora a temperatura estava uma delícia, então fiquei passeando.
Ontem, dia da família, nós ficamos de bobeira, assistimos filmes, jogamos Uno com o Tutu e fomos no mercado, passamos o dia todo juntinhos e preguiçosos.
Foi um feriadão maravilhoso, sem compromisso...
Acho que nós estamos fazendo passeios bem gostosos nos últimos tempos, acho que estamos nos preparando para as mudanças que virão...
Olha as fotinhas de Nakiska:
Dia lindo
(image)
O último esquiador a sair da pista
(image)
A minha pulguinha estava só curtindo o calorzinho
(image)



Fotografia na cabeça

Wed, 16 Feb 2011 19:37:00 +0000

Agora que a minha pulguinha é uma pulguinha que se entretém com as coisa ao seu redor, eu já estou começando a planejar fazer mais coisas, coisas criativas, voltei a ler os meus blogs favoritos, a favoritar idéinhas de coisas legais que posso fazer em casa e tirar umas fotinhas. Lógico que o meu tempo continua apertado, pois a minha boneca exige atenção, mas eu acho que já me habituei ao rítmo dela e ela ao meu, daí consigo coordenar as coisas mais facilmente.
Hoje eu acordei com a idéia de fotografia na cabeça, mas uma idéia mais elaborada, então fui fazer pesquisas na net sobre: Como construir uma máquina fotográfica em uma caixinha de palito de fósforos, sim caros amigos, isso é possível, o meu único problema é que eu não tenho um rolo de filme vazio, mas logo terei, pois estou fazendo planos de comprar uma máquina analógica, daquelas de quando a gente era criança, sem nada de especial, uma Lomographic Camera, então, enquanto isso vou ficar com projetinhos bem bobinhos que eu quero fazer com o Tutu, o primeiro é fazer uma camera de lata, já tenho as latas, agora só falta comprar a tinta preta e a fica isolante preta, e o outro é bem simples, mas que eu tenho certeza que ele vai adorar, montar uma camara escura com caixa de papelão.
Acho que esses projetinhos são bem legais e vão divertir o meu pequeno cientista e também vão me realizar alguns sonhos de infância.
Eu ia colocar os vídeos que eu achei de como fazer os projetinhos, mas eles não estão entrando, então fica para a próxima.
Bjinhos