Subscribe: Maria Muadiê
http://mariamuadie.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
buceta minha  comentários  está  foto  meu  minha  mulher  nem  não  outro pé  outro  pau    pés  sem  ser  sua   
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Maria Muadiê

Muadiê Maria





Updated: 2018-04-22T17:08:13.684-01:00

 



0 Comentários

2018-04-22T17:08:13.652-01:00


Minha filha fez esse flagrante "fala que eu te escuto" enquanto eu conversava com minha sobrinha Lea, na sexta-feira da paixão. 
Gosto muito de escutar as pessoas que amo. Com os ouvidos e com os olhos míopes.

#PraCegoVer
Na foto estou com uma blusa branca, óculos pretos e um colar de pequeninas miçangas coloridas. Com o rosto voltado para o meu lado direito e a mão direita segurando meu queixo, olho atentamente para alguém que não aparece na foto. Atrás, aparece um vaso com flores artificiais brancas, amarelas e vermelhas.




0 Comentários

2018-04-22T16:57:33.576-01:00

Muitas noites dormindo mal, meu corpo dói. Meu corpo sou eu, sou eu quem dói. Sonhei que estava tonta; tonta a tonto de pedir ajuda a uma moça que nunca vi.



0 Comentários

2018-04-22T16:59:27.567-01:00

#PraCegoVer

Uma menina indígena aparece de perfil, vestida com um casaco vermelho. Seus cabelos estão soltos, e em seu pulso está uma xuxa azul. Debruçada sobre uma boneca branca, ela desenha no rosto da boneca, com uma caneta esferográfica azul, traços e formas geométricas características da pintura corporal indígena.





0 Comentários

2018-04-22T14:58:12.483-01:00


RECUSA

Amado,
em quais vidas ou terras
conheci seus lábios
suas mãos
seu bravo sorriso
irreverente.

Todos esses doces exageros
que eu adoro.
Qual a garantia
que nos encontraremos de novo,
em qualquer outro mundo
em qualquer futuro sem data.

Eu desafio a urgência de meu corpo.
sem a promessa
de mais um doce encontro,
não me permitirei morrer.

Maya Angelou



0 Comentários

2018-04-16T23:57:40.561-01:00

Tenho me lembrando sempre de Marta, uma maluca de Brotas que, às vezes, passava a madrugada cantando no conjunto habitacional que eu morava. Nem foram muitas vezes, menos de cem. O canto era silencioso, triste, pungente, escuto a voz de Marta vindo das madrugadas da minha adolescência.



0 Comentários

2018-04-16T12:21:39.113-01:00


Óbvio que eu, nascida na década de sessenta, venho acumulando situações em que a força simbólica e/ou física dos homens despenca sobre mim. Mas doeu, ontem, ser xingada de mulher, sim, fui xingada de mulher, por um homem com muito ódio, em uma moto, cuspindo porrada na janela do carro. Em todos os gritos estava a palavra: mulher. No final da agressão verbal, um forte murro no retrovisor não deixou nem um pedacinho de plástico pra contar a história.
Quem conta a história sou eu, esta mulher chamada Martha. 
Momentaneamente ele conseguiu o que queria, fiquei realmente com medo e acuada. Mas, rapaz, siga seu caminho e me erre, eu adoro ser mulher.

M.



aniversário 2018

2018-04-06T23:40:18.887-01:00


anybody here?






0 Comentários

2018-04-03T22:50:45.693-01:00

Poema da buceta cabeludaA buceta da minha amadatem pêlos barrocos, lúdicos, profanos. É faminta como o polígono-das-secas e cheia de ritmos como o recôncavo-baiano.A buceta da minha amada é cabeluda como um tapete persa. É um buraco-negro bem no meio do púbis do Universo.A buceta da minha amada é cabeluda, misteriosa, sonâmbula. É bela como uma letra grega: é o alfa-e-ômega dos meus segredos, é um delta ardente sob os meus dedos e na minha língua é lambda.A buceta da minha amada é um tesouro é o Tosão de Ouro é um tesão. É cabeluda, e cabe, linda, em minha mão.A buceta da minha amada me aperta dentro, de um tal jeito que quase me morde; e só não é mais cabeluda do que as coisas que ela geme aos meus ouvidosquando a gente fode.Bráulio Tavares[...]



0 Comentários

2018-03-27T22:28:56.180-01:00


Dia 29 será o aniversário da cidade, e hoje, Nina estava onde? Numa sessão especial para crianças na câmara de vereadores.
#abraçoamicrocefalia

#PraCegoVer
Na fotografia, estamos eu, Ayla e sua mãe. Em minha mão aparece o livro Uma Menina Chamada Nina, enquanto dou um cheiro na cabeça de Ayla, uma bebê no colo de sua mãe. Ayla tem microcefalia, está com óculos lilás, um vestido com pequenos corações e um sorriso nos lábios. Sua mãe também sorri e olha para frente. Atrás está a parede verde da Câmara de Vereadores de Salvador.



0 Comentários

2018-03-23T18:42:30.924-01:00



1 pé pede outro pé 1 par de pés pede outro par de pés – para dançar – 1 par de pés pede sapatos – e os sapatos se gastam – 1 par de pés perde sapatos 1 pé cresce com o tempo 1 pé de vento 1 pé de pau 1 pé de chinelo 2 polichinelos 2 pés nem sempre dançam 2 pés às vezes se cansam 2 pés normais 2 pés nos pedais 2 pés nus podem ser belos 2 pés animais 2 pés andantes 2 pés no horizonte 2 pés na horizontal 2 pés na vertical 2 pés no virtual 2 pés se viram 2 pés se perdem 2 pés não cheiram – nem fedem – 1 pé lava outro pé 1 pé sujo 1 pé lavado 1 pé levado 1 pé nu 1 pé calçado 2 mãos que calçam os pés 2 pés que calçam sapatos 2 pés de pato no mato 2 pés de pato no mar 4 patas de alce passam 4 patas de onça saltam 2 asas de anjo ave! 1 rabo de sereia sem pés 1 poema sem pé nem cabeça 2 pés são versáteis 2 pés de valsa 2 pés de frevo 2 pés de reggae 2 pés podem ser leves 2 pés levam pessoas 2 pés sem cabeça falam? 2 pés mudos 2 pés mágicos 2 pés músicos 2 pés místicos 2 pés fálicos 2 pés sem cabeça não falam 2 pés não sabem de nada 2 patas de égua avoada 2 pés que andam sobre as águas 1 naufrágio a perder de vista 1 verso sem cabeça nem pé 2 pés carecem de pernas 2 pés crescem com o tempo depois param - e nunca sossegam - 1 pé pressente outro pé 2 pés ganham meias de presente 1 pé presente 1 antepassado 1 pé segue outro pé 1 pé sem o outro pé 1 pé sim 1 pé talvez 3 pares de pés formam 6 100 patas de bois boiada 100 de mamutes manada 100 pés de centopeia pisam leves 4 patas de búfalo pesadas – pneus andam pela estrada- 2 pés caminham pelo chão – e o mundo tem muito chão – 2 pés sujos - água e sabão –

Bete Tourinho



0 Comentários

2018-03-22T12:42:53.729-01:00


Porque ninguém lhe disse da fundura
a borboleta branca não tinha medo do mar

Era para ela uma plantação de folhas verdes
e ao pousar, a asa tenra se gela no toque da água
e volta cansada como uma princesa

A borboleta, ressentida do mar de março sem flores,
sente a fina cintura gelar no crescente azul.

Kim Gui-rim



0 Comentários

2018-03-21T01:51:04.653-01:00

Quando a dor é demasiada não sobra coragem pra dizer o nome.



0 Comentários

2018-03-21T01:34:34.420-01:00


enquanto assisto televisão, ele me assiste



0 Comentários

2018-03-23T20:41:57.815-01:00

                Quando era bem criança e vinha brincar com Beatriz, na hora de voltar pra casa era aquele chororô. Se escondiam, correria, seu pai, em tom de brincadeira, perguntava: PB ou PM, Isadora? Ela respondia: PB.Ah, Dora, você, mais sabida que eu, deve estar entendo o que aconteceu. Porque eu, meu amor, não entendo e nem consigo acreditar. Pra mim foi PM, Dora, foi por mal que esse março levou você pra longe da gente. Penso em você toda hora. Nosso último encontro, lembra? Aquela carona, a conversa sobre namorados e poesia. Escrevi um poema, sei que você vai me entender. Não posso fazer mais nada, menina linda, a não ser ficar aqui, atarantada e com esse poema que não adianta nada. Um beijo.             para Isadora Enquanto estivessem jovensdeveriam ser imortaisDeusas-meninasDeuses-meninosPor maior que fosse a agitação dos oceanosviriam montados em seus elefantes que sugariam todas as águas para pulverizar chuvao sol atravessaria as gotas o branco se repartiria em temperaturasMas morrem os Meninos-deusesmas perdem as asas as Meninas-deusase ficamos aqui, velhas, velhos,silêncio e deserto.Martha [...]



0 Comentários

2018-03-02T00:49:09.919-01:00


Aqui em casa, sou eu quem lava as folhas das plantas. Há três semanas chovo farta e alegremente. Chovo até onde a mangueira alcança, e deixo gotas de chuva em tudo que é verde.

M. 



0 Comentários

2018-02-27T20:26:02.152-01:00


Viu a angústia
serpenteando, camuflada, 
mergulhando em um  buraco

Condenada a jamais cerrar os olhos
escondeu-se numa caverna
para enxergar a escuridão

Transformou-se em monstro
por seu próprio desespero
Parente das aves, garras, 
dentes desalinhados rasgam a sua presa
a carne inteira girando em sua boca
a pele arrancada do corpo
Uma artéria a mais garante
triturar o animal engolido

De vez em quando
extrai os olhos para descansar
Algum deus concedeu-lhe esse alívio.

Martha



0 Comentários

2018-03-21T13:22:46.416-01:00


unicórnio azul, por fim te encontrei
onde andavas? 
com quem estavas?
o que fazias longe de mim?

meu unicórnio, por fim tua pele 
preta marinho de tão azul.





0 Comentários

2018-02-16T14:16:38.493-01:00

Essa semana, Lília mandou pra mim eu mesma, Beatriz e Julia, essa foto, que eu não lembrava e não lembro do momento exato em que foi tirada. E gostei tanto da imagem, tanto amor,  essas meninas pequeninas e lindas pertinho de mim (sinto a quenturinha na pele), agora são duas mulheres jovens e eu uma mulher em franco envelhecimento.
E quando percebi estava olhando essa mulher da foto, com cerca de 30 anos,  parecida com minha filha. Quem é ela? Parece comigo ? Meus orixás, quem é essa mulher da foto? Eu não sei, a gente se perdeu por aí.





0 Comentários

2018-02-16T13:46:21.998-01:00


















Ouvi de meu pai a história que meu bisavô se escondeu no mato com toda a família, fugindo do bando de Lampião. Eis que agora minha prima Rosana encontra e me dá uma cópia desta foto incrível, com anotações de tia Celeste. 
Mas a história já é outra:

Abril de 1926, quando a Coluna Prestes passou por Condeúba, meu bisavô, Pompílio Leite, que era juiz, se mandou para a fazenda Bom Abrigo, pois Prestes tinha jurado que cortaria a sua língua. Na foto ele está numa cadeira de lona, com seu filho Antônio (tio Totônio) no colo, e minha bisavó Deolina Risério de Moura Leite está em pé, com a mão no queixo. Minha avó Guió, Guiomar para os não íntimos, está sentada no chão, a segunda da esquerda para a direita.

Desde muito criança sou uma colecionadora de memórias, também vem desse impulso o gosto em escrever.



0 Comentários

2018-01-24T02:33:40.737-01:00

confidência: tô me acabando na seriguela

(image)






0 Comentários

2018-01-22T14:56:17.188-01:00

Adoro pau mole.
Assim mesmo.
Não bebo mate
não gosto de água de coco
não ando de bicicleta
não vi ET
e a-d-o-r-o pau mole.

Adoro pau mole
pelo que ele expõe de vulnerável e pelo que encerra de possibilidade.

Adoro pau mole
porque tocar um pressupõe a existência de uma intimidade e uma liberdade
que eu prezo e quero, sempre.

Porque ele é ícone do pós-sexo
(que é intrínseca e automaticamente
- ainda que talvez um pouco antecipadamente)
sempre um pré-sexo também.

Um pau mole é uma promessa de felicidade sussurrada baixinho ao pé do ouvido.

É dentro dele,
em toda a sua moleza sacudinte de massa de modelar,
que mora o pau duro e firme com que meu homem me come.


Maria Rezende



0 Comentários

2018-02-21T14:21:04.848-01:00


a paixão é uma enchente
aquele exagero de água
incontrolável comovente
levando tudo pelo sempre

Martha



0 Comentários

2018-01-08T16:24:27.108-01:00


Nunca tive morte súbita. Minhas mortes são vertiginosas, tontas, carregadas de presságios. Vou caindo lentamente, calada, mansa, solitária, despencando no buraco da morte. Doem os ossos, as fibras, os ligamentos e quando menos espero, minha voz me chama: Deixe de ser morta. 
Volto. 
Enquanto ressuscito, lentissimamente, doem os ligamentos, as fibras, os ossos. Sempre choro.

M. 



1 Comentários

2017-12-22T23:23:47.200-01:00


todo começo é um engano, lamento
tanto, mas também desconheço
o fim que há no começo

quando se vê, já arruinada,
a mala está arrumada.

M.



0 Comentários

2017-12-19T19:44:36.899-01:00

Como um cigano
ele disse:
Vejo seus olhos pela cidade
vejo você

Dele, 
ela só via os olhos.
"Dois olhos,
e uma mão que se estende".

M.