Subscribe: dreams are gone,
http://dreams-are-gone.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
alma  bem  céu  esse meu  menina  meu  não  par ímpar  par  pare  querer  sei  sem  ser  sou  tempo  vento  ímpar pare  ímpar 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: dreams are gone,

Dreams are gone...





Updated: 2017-10-29T03:24:43.275-07:00

 



Se clone

2014-11-27T05:07:51.376-08:00

Se o vento soubesse de cada detalhe meu, 
levaria as colinas meus aromas preferidos.
Desenharia, 
somaria meus pesares e ventaria para nunca mais, 
como num ímpeto subjetivo, 
particular. 



Calmaria da alma

2013-02-07T20:56:27.986-08:00

Você gosta de poetizar a vida, menina.
Polemizar o silêncio.
Organizar o caos.
Duvidar das estações.
E se preencher de vazios inteiros, menina.
Como é isso?

Você gosta de sentir vento forte.
Bagunçar o cabelo.
Levantar sem apelo.
Imaginar o infinito, menina.

Pular estrofes.
Bailar sem dom.
Observar solene.
Ter essência, menina.
E somar aromas.

Sem cadenciar.



Supor do sol

2013-01-10T15:35:01.782-08:00

Escorregando a colina
Para nascer
E se pôr
A felicidade
Em ensolarado flavor
Acendendo no Japão
Escurecendo oração

Âmago particular



Tecendo vocábulos

2013-01-10T15:31:59.330-08:00

Perdi o prumo, o prazo, o rumoToda confissão foi parar num querer. E sem saber. Em sua própria primazia, eu peço, que eternize. Que nos preenchamos sem arestas ou vazios, e encontremos o mundo que aqui cabe. As novidades e natalidades sejam bem vindas em nosso continuar.



Indulgente

2012-12-20T14:02:56.350-08:00

Há aqueles que chegam para o melhorIntermediados pelo destinoOu outra inconstância qualquerAqueles que refletem nossa personalidadeE complementam aindaPreenchendo os limitados espaçosOs que contêm o sorriso nos olhosDe sóSem saberE esses afloramO parecerDesajeitados em polir o eixoNo fim se ajustam aquelesQuêsEm encaixe perfeito A união faz a filosofia Própria e verossímilTenaz e indulgente[...]



Capitã de ser

2012-12-11T19:26:13.956-08:00

Retirar-me-ei em ventos secos
Reconciliar-me-ei em vésperas de saudade
E em tempos adversos
Romances ritmados
Retalhar-me-ei

Hei de coser marés avulsas

Hei de navegar em doces águas



...

2013-01-10T18:02:30.962-08:00

Desencontrários

Mandei a palavra rimar,

ela não me obedeceu.
Falou em mar, em céu, em rosa,
em grego, em silêncio, em prosa.
Parecia fora de si,
a sílaba silenciosa.

Mandei a frase sonhar,
e ela se foi num labirinto.
Fazer poesia, eu sinto, apenas isso.
Dar ordens a um exército,
para conquistar um império extinto.

(Paulo Leminski)

E o caminho é trilhado. Palavras no embaraço particular.





Rediz

2011-12-28T18:54:00.935-08:00

A parte que reparte a mim
É a mesma parte que parte a ti
Reparte
Naquelas tantas partes
Que em nossos repartes
Desgastadas foram


Como quiser



Uma prece

2011-12-13T11:03:42.569-08:00

Que omissos sejam os nossos laços
E transparentes os enlaços
Que sejam nossas as saudades
E afáveis sejam
Que sejam minhas tuas dores
E teus os meus amores


O olhar ausente
Um vazio na mente
O peso no escuro
E a falta de gestos


Sem esquecer




O tempo passa

2011-11-04T13:48:03.281-07:00

   O céu, ainda sobressaía os limites tênues da terra. Limpo, compartilhava o horizonte em puro azul. Folhas caiam e árvores bradavam quando o vento tropeçava. Aqueles sim, eram tempos difíceis e vagos, pensou. Acolá uma menina, a espera de um telefonema qualquer. Uma história sequer.
   Um canto cheio de livros e páginas viradas. De resto, apenas a sombra curiosa de um corpo encrespado pelas horas. Os cabelos brancos, tão ruivos foram! E o colágeno? Adeus! Os dias somam o tempo.
   Ali os retratos, exibindo como tudo esteve tão correto e concreto, para os outros. Ela viu a insolência de pensar de si insuficiente, contudo, foi a falta de palavras que a fez. Afetos, desafetos, inconstâncias, o enredo em particular, nunca lhe chamaram a atenção. Teria feito melhor, e sabia.
   Só hoje, no entanto, vê a subjetividade que existe na vida. O vento cessou então, e a juventude. Deu o que pode, não recebeu. Aqui, as costas arqueadas de uma jovem, já senhora, indo em busca das lembranças que queria ter quando sua alma envelhecesse. Assistindo ao céu, e a sua dor.

Tão bom quando surgem assim, o tempo, a inspiração. Bateu uma saudade...
Eu realmente quero atualizar isso aqui. Beijos!



Adendo:

2011-10-27T13:53:22.979-07:00

É que, bem, somente não consigo parar de escrever sobre o que queria, sentir.



Licença

2011-10-27T07:57:35.330-07:00

Sabe se pensar
Que pensar não é amar
E amar não é pensar
Que se ama


Sabe se parar
Que ficar não é estar
E permanência é conceito
Saliência


Sabe se souber
Que saber de nada vale
De tudo
Nada ama à saliência


Sabe se esperar
Que o tempo consta
E igualmente
Chove inconstante


Sabe
Licença
Caberíamos nós






Supomos

2011-10-04T20:16:42.184-07:00

E se dormir além do sono?
Descansar além da alma?
E se crescer-me em sonhos?
Sonhá-los-ei?


Pelo sim, pelo não, em marés de saudade...



Sei querer, sem querer

2011-08-14T07:22:21.353-07:00

Não sei se é razão
Se é alma ou pensar
Pesar
Não sei se é performance
Orgulho
Ou puro desalento
Sei da invalidez
Do relógio
De passos mal andados
Sei de esforço à toa
De tarde boa
Não sei do silêncio
Se transparece
Se é desejo
Ou puro almejo
Não sei se posso
Se consigo
Se garante
Não sei do relógio adiante
Sei querer
Sem querer



Bem querer

2011-08-18T18:28:55.159-07:00

Minha vontade maior é junto a mim costurar estrelas, para vê-las de perto, ou, aproximar a imensidão. Como quero ser infinito, o infinito ser de ser eu. Mais um pouco. Para aumentar a intensidade e desfalecer os laços. Não por vontade, necessidade, de não ser carente de mim, e nem de outros. Bem. Quero estar, ficar, e ser bem. Bem querer. 
E quem sabe o brilho das constelações levar, quando a distância, chegar.




Remoto

2011-07-22T21:39:31.593-07:00

Transferir-se além,da matéria, do céu, do que sou. Ir longe, esse é o meu desejo. Esse é o meu amante. Exportar-se, assentar distante. Sentir a alma, esse é o meu desejo. Esse é o meu amante. E tudo de cima ver. Um dia. Uma só vez. Para unicamente. Crer.[...]



Eventualidade

2011-05-26T15:19:08.859-07:00

IgualmenteEm demasiaPara trazer-te a mim Para abraçar-teEvocar-teE invocar-teSuplicar doçuraO teu gracejoTeu calarNão váSilencie brado d'alma insanaDescarte pesaresDescuide-seQuero morrer-te em mimE amar-te assim Muito longe de serAmor[...]



Declame eu

2011-05-20T18:06:24.170-07:00

A voz finita do homem,
No perceber infinito do sentimento
- Amar! - declamou ele.
Então compreendeu ela, 
Trancou portas e janelas.
Tamanho verbo, 
Cantou para cidade.
Ele, 
O vento, 
eu acomodando.
Não deixaria escapar.
Eu amo, 
Tu amas, 
Ele ama, 
Nós amamos.
Por isso declame,
Eu.



Promíscuo

2011-05-20T18:11:53.246-07:00

Hoje o mar sou euAmanhã sou espíritoRico espíritoO sol nascenteDepois serei sopro Não se vê Liberta o sentimentoE sentePróxima semanaSerei infinitoDessa mesma formaSou tuaOlhares mentemPorém[...]



Um monólogo

2011-05-20T18:12:12.467-07:00

Semblante meuSinônimos meusAos meus olhos a porta exporEm fé que voltareiRecolher-meImensa paisagemNascente virou rioRio oceanoDiscreta fantasiaBucólica e aprazívelO tempo corre célereEm versoPoesias de meninaAmores de um tormento infindoFazem deste resto lúcidoUma orquestra utópicaEsvair-seÁvida de pensamentosA folhear os grande livrosSemblante meuAntônimos meusUm monólogo[...]



Oxalá

2011-05-20T18:12:32.843-07:00

Experimentar a belezaE extrair Da polpaLuxúriaEm ser beloNa riqueza De espírito E no perfumeDa flor Da frutaAparecerNa realidade Da plantaDo péA macieiraDo jardimDa casaDa rua de trásDo homem que choraAs mágoas de seu pecado[...]



Fluído

2011-05-20T18:12:42.931-07:00

ParTeu futuroMeu futuroÍmparE meu desejoApenas desejoÍmpar, par, ímpar, par, ímpar, parE na tua presençaCala-se o grito Acalma serenoBalanço da redeÍmpar, par, ímpar, par, ímpar, parE na tua presençaDeixeiO céu transluzir em água sinuosa         O vento tem asas para voar?Ímpar, parE na tua presençaDeixeiAquelas lágrimas vertidasSomarem-se ao marÍmpar, par, ímpar, par, ímpar, parE nesse eufemismo gigante de serO universoE nósTornaremos umÍmpar, parE nesse eufemismo gigante de serÍmpar, par, ímpar, parÍmpar[...]



Catarsear

2011-05-20T18:12:54.446-07:00

O sol descendo ladeiraAbaixoA lua iminente Suscitou-se em crepúsculoSeria comoEntrar dentro em si E ver-seO vento a brisarAnaO céu e o marSonho-teAlma minhaEntão retenho purificaçãoHavendo-teSem mais[...]



Quem sou eu, então?

2017-03-08T06:18:46.719-08:00

Sou mente E coraçãoNo sentido figurado de palpitar ou não Sou adjetivo E em ter o mesmo pensamento  Sou unidadeE também fragmento Então concluo Que sou singular e compartilho A partir de que me sou e ainda sou os restantesEntão concluo que sou plural Assim, a princípioO possível toma sentidoE no fimSubjetiva sempre estou Sou[...]



E só...

2011-05-20T18:34:44.913-07:00

"No espelho do córrego bailam borboletas bêbadas de sol."
(Carlos Drummond de Andrade)


Assim, somente assim
Bailam borboletas
Apenas, e só
Eu cá
Estou