Subscribe: Lagrima da Noite
http://lagrimadanoite.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
ate  comentários  era  mais  meu  mim  minha  nos  não  onde  quando  sei  ser  tenho  tudo  vezes  vida  viver 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Lagrima da Noite

Lagrima da Noite





Updated: 2017-09-05T14:52:01.278+01:00

 



0 Comentários

2013-05-16T02:31:14.113+01:00

 Viver,

 Viver é o momento entre a ocorrência de duas acções.
 Viver é o segundo que antecede a descoberta.
 Viver é a ansiedade que por nós passa.
 Viver é o espaço entre o existir e o cessar.
 Viver é sofrer aprender chorar e amar.

 Viver é continuar.



0 Comentários

2012-10-07T00:53:03.735+01:00

 E a medida que o tempo passa,
 E a medida que vou crescendo
 Tudo nesta vida muda
 Como fui tão cego a não ve-lo.


E os dias que foram deixados para tras
E os momentos que eu fui perdendo.
As alturas de angustia que trouxe para mim.
Os dias vazios que fiquei sofrendo.

E agora que me sinto diferente.
Que me começo a sentir maduro,
Continuam as milhares de duvidas,
E o medo do futuro



0 Comentários

2012-02-25T02:26:58.961+00:00

 Ate onde terá que ser?
 Ate onde terei que escrever,
 Quantas palavras terei que empilhar,
 Para me começarem a desbobinar.

 Ate onde terei que ir,
 Ate que ponto terei que alcançar.
 Porque é que ninguem me vé a partir,
 Quando todos pensam que estou a chegar

 Porque é que eu não me explico,
 Porque é que eu não me exprimo,
 Porque é que eu raio escondo
 O que sinto e não sinto.

 Porque é que eu me revolto,
 Porque é que eu não respiro,
 Porque é que vivo num sufoco,
 Porque é que não me liberta o destino.

 Tou saturado disto,
 Saturado ate mais não,
 E agora ó ivaristo.
 Tens cá disto ou não?

 Ja tou tão rebentado.
 Tou já tão desiludido.
 A vida que eu um dia tinha pensado
 Foram os sonhos por mim destruidos

 Já tou tão cansado,
 Por vezes cansadado de viver.
 Já tou ate saturado,
 De pensar em morrer.

 Ja nem sei o que faça
 Sinto a corda ao pescoço,
 Porque raio ela não me leva.
 Para que todos fiquem confusos com o moço.

 Não percebo o ser humano
 Não percebo o que é isto.
 É um grito de ajuda,
 Mas quem é que raio lé isto?



0 Comentários

2012-02-14T01:15:02.325+00:00

 Os caminhos por vezes só se cruzam num ponto, para depois se separar denovo



0 Comentários

2012-01-22T04:09:47.970+00:00

 A medida que me afundo,
 Começo a perceber que nada estava planeado,
 Voltar ao ponto de partida
 Perceber que talvez estivesse errado.

 



0 Comentários

2011-11-10T21:52:38.502+00:00

 Onde a Lua embate no mar,
 Para lá de onde alcançam os meus sentidos,
 Tenho vontade de me lançar,
 Por entre os ventos clandestinos.

 Quero deixar de pensar em começar...
 E caminhar pelos cantos desconhecidos,
 Fazer da minha historia imperfeita,
 um catalogo de novos sentidos.

 Buscar em cada promenor,
 Uma recordação memoravel,
 Sempre na esperança de capturar.
 um momento notável.



0 Comentários

2011-10-31T00:07:32.216+00:00

 A uns anos atras quando era pequeno.
 Quando a inocencia era algo que habitava na minha alma.
 Quando ainda não sabia que o planeta terra rodava.
 E muito menos imaginava... que o amor era algo complicado.
 A uns anos quando nada sabia.
 Quando pequeno para o ceu olhava e puramente dizia:
"Um dia vou voar mais alto que as nuvens"
 Quando levitava sem nunca imaginar o que era aterrar.
 Quando podia sentir que o mundo exterior era um Mar.
 A uns anos... quando era pequeno nunca poderia eu sequer sonhar...
 Que tudo aquilo que queria um dia concretizar...
 Era mais distante que os sonhos que tinha sobre o que queria ser.
 Mais longínquos do que naquela idade me parecia o amanhecer.
 E o mundo é cruel o suficiente para me negar tudo o que quis.
 Mesmo tendo feito tudo o que fiz... nunca alcancei o que realmente sonhei.



0 Comentários

2011-10-30T14:26:53.323+00:00

 E por vezes no espaço que temos,
 Encontramos um Eu a muito perdido
 no nosso imaginário esquecido.
 Impedido de suscitar expressão.
 E ao revelar o que realmente somos,
Mostrando os nossos verdadeiros tons
Percebemos que afinal de contas.
 A mentira que vivíamos,
É nada mais nada menos,
Que o buraco que fazemos.
 O local onde nos escondemos
 O sitio onde nos fazemos sós.



0 Comentários

2011-10-16T20:11:50.939+01:00

 Um espelho reflecte
 Algo que ja não é meu.
 a imagem de alguem
 Que um dia desapareceu.

 Os olhos da serpente.
 Que miram o que não se vê
 A muito devoraram
 Um pouco do meu ser.

Perdido em esquinas,
 Onde não me posso encontrar.
 Vou vivendo em mim fantasias
 Que na realidade não posso explorar

 Onde é que raio fica isto,
 O que raio vejo eu
 O mundo é um misto,
 da realidade e de um desejo meu.

O Pior é que tudo...
...tudo aquilo que eu sou.
 Ficou fechado num tumulo
 Porque sei que a lado nenhum vou.

 Talvez a cobardia, 
 vinda com um pouco de receio.
 Vai levar a que talvez um dia...
 Veja que nunca ganhei o prémio.



0 Comentários

2011-10-01T13:32:31.082+01:00

 Parece-me que tá na altura de ter uma ideia excepcional para sair da Cepa Torta!



0 Comentários

2011-09-20T23:31:16.474+01:00

 O que raio faço eu neste local,
 Tão rodeado de coisas que não entendo
 Não percebo as pessoas,
 Vivo sempre com medo.

 Tento mudar o que está mal,
Sempre que mudo só pioro,
 Tento alcançar o tal,
sempre a custo do choro.

 Não consigo entender,
 Não me consigo aceitar.
 Sinto me constantemente a perder.
 Pairando inconscientemente no ar.

 A vida só me prega partidas,
 fui quase sempre o abandonado, 
 Perdido nas quinas do mundo.
 Esquecido e olhado de lado.

 Tento encontrar o meu lugar,
 Embora ele pareça distante,
 Começando a perder a vontade de lutar
 E Perdendo quase neste instante.

 Só facas a atravessar o meu coração,
 Com tanta ferida ja não é solido.
 Tenho um buraco chamado solidão,
 Que me afecta quando estou sóbrio.
 Esquecer por vezes é melhor,
 ou viver no desconhecido,
 A ilusão que nos embala,
 e por vezes me mantém aquecido.

 




0 Comentários

2011-06-14T01:25:12.619+01:00

A procura da minha obra prima,
 Sento-me a luz do candeeiro
 Esperando aguardar o momento
Perfeito para a levantar do pano.
 Escondida dentro de mim,
 Escondida dentro de cada um de vos
A perfeição mais pura
Está na imperfeição de todos nos

 E sabendo que eu sou o proprietário do perfeito,
Vou colocar o imperfeito no meu trabalho,
Fazendo dele o maior proveito
Elevando o meu ser humano Falhado.

 E como é que posso eu dizer,
Que a beleza está na geometria,
Porque se belo é o amor perfeito
Amor imperfeito me cria sinestesia.

Pois aos meus olhos o que por mim criado não é belo
aos olhos dos demais o criado por mim belo é
Não entendo portanto como me poderei agradar
Se o que faço é para eu quebrar
Nesta perfeição imperfeita que eu criei.

E no final de contas eu não presto
 Pois só me interessa agradar a mim
E se não faço nada de jeito
Para que continuar a mentir??

 Não merece a pena então
Partilhar o que eu faço
Para levantar-me a questão
De algo que está gasto!

 Gasto como as minhas palavras
Como as minhas rimas infantis,
Seguindo constantemente o mesmo padrão
Que um dia eu fiz.

Para que criar a minha marca?
Para que criar a minha obra prima,
Para que afinal alcançar o perfeito
Se o perfeito é o meu imperfeito
E o imperfeito não me contenta.
Neste monumento que me habita



0 Comentários

2011-06-14T01:11:07.503+01:00

 Tou aborrecido com a vida,
 Não compreendo porque é que me continuo a sabotar,
  Amargurado com o caminho
 Que por vezes pareço estar a tomar.
 
 Por vezes sinto que eu estou a aparecer,
 por entre a camada que me escondi
 Mas depois começo a desaparecer,
 Nas alturas em que preciso de mim.

 Não entendo o que se está a passar
 O porque de ter este manto sempre resurgido,
 Constantemente a tentar alcançar
 O sonho que espero nunca ter perdido.

 Não entendo o que faço,
 Nem entendo a atitude que tenho.
 Porque por vezes o que me parece correcto,
 É quando faço o menos certo.

 E é nesta estrada que percorremos,
 Nesta rota encruzilhada,
 Que tantas vezes nos perdemos,
 Tantas vezes nos maltrata.
 Que no final nos lembramos
 das nossas pequenas lembranças
 Aquelas que tantas vezes me aqueceram
 nas noites com menos esperança



0 Comentários

2011-04-21T20:55:22.879+01:00

 A dois segundos,
 Foi tudo o que bastou para deixar de apanhar o autocarro que me levaria ate ao meu destino.
 O acontecimento que poderia mudar a minha vida,
 A minha, e provavelmente a tua.


 Não foi durante a corrida que tive que fazer para o apanhar que vi o teu rosto,
 Foi depois, foi por entre o vidro da janela enquanto este se movia.
 Eu especado a chuva olhei para ti e senti o cruzar do nosso olhar.
O teu coração gemeu tanto que ate o meu o conseguiu ouvir.
 O instante em que o nosso ser se desejou, em que eu quis ser tu e tu quiseste ser eu.
 E não foram mais que 2 segundos que te vi partir, deixando para tras o meu eu intrigado sobre quem tu serias...
Deixando uma marca na minha alma
 



E afinal...

2011-04-18T20:07:32.541+01:00

 E afinal começo a pensar o que raio quero fazer deste espaço... se o apague e passe todos os seus dados para papel, se pura e simplesmente o deixe ficar aqui a flutuar e a ocupar espaço ou se o enterre junto com as minhas memorias.
 A realidade é que não sei, não faço a minima ideia de como sepultar algo que não sei se ainda existe em mim, não sei se quero continuar a mostrar um pouco do meu verdadeiro eu ao mundo, ou se pura e simplesmente o esconda por detras de todas as camadas que ja criei.
 A verdade é que mesmo tentando ser uma pessoa alegre, não consigo deixar de retirar toda a melancolia e tristeza que faz parte da minha pessoa, todas as duvidas e confusões, todas as magoas que me ocupam o ser.
 A definição que faz parte de mim ja não faz parte mais, ja não sei o que me define nem sei o que me torna no meu eu, talvez esteja apenas numa fase (de entre tantas outras fases que ja tive) a fase mais estranha pela qual estou a passar.
 A Indefinição com que me encontro gera em mim o suprasumo das sensações, as quais são pura e simplesmente uma ilusão que eu proprio crio, e sinceramente por vezes nem sei o que sinto, nem sei o que estou a sentir nem o porque o estou a sentir.
 Na realidade sou apenas mais um parvo neste planeta que tenta encontrar uma razão para ser, viver, sentir, amar.
 Porque na realidade ninguem me conhece e provavelmente eu não conheço ninguem, apenas conchas.
 Eu só conheço conchas e as pessoas só conhecem a minha gigantesca concha...

 Por isso:

 No fundo do ser, 
 Existem tantas historias,
Algumas que eu quero conhecer
Outras que ja nem tenho memoria

 Por vezes o gesto de partilhar,
 Cruza mais um olhar de emoção
 É o começo de conhecer
 Mais um pouco do coração

 É a vergonha de dar
O que realmente somos
Ter medo de mostrar
Os nossos pequenos sonhos.

É termos medo de comprovar
Aquilo que significamos,
Sermos objectos de magoar,
Sermos todos autenticos estranhos.



Scott Pilgrim

2011-01-12T10:21:11.025+00:00


Sinceramente ao inicio estava um pouco ceptico quanto ao filme mas depois de ver pode-se dizer que fiquei um bocado "agarrado".
 A história passa-se em Toronto onde Scott Pilgrim, baixista da banda "Sex Bob-omb", começa a namorar a jovem Knives Chau de 17 anos, do secundario e CHINESA! Apesar dos protestos de seus amigos e colegas de banda. Mais tarde ele conhece uma misteriosa rapariga americana, Ramona Flowers,  apaixonando-se por ela e perdento o interesse em Knives. O que ele não sabia é que para namorar com Ramona, Scott teria que lutar contra os 7 Ex Namorados Maleficos que querem controlar a sua vida amorosa.
 O Filme é Baseado na banda desenhada homonima escrita por Bryan Lee O'Malley (A qual estou a ler agora) e tanto o filme como a BD têm como base o mundo da cultura pop, os jogos de video (Desde o Final Fantasy ao Super Mario) e toda a cultura de culto.
 Os personagens por vezes comportam-se como se fossem bonecos de jogos tendo ate barras de Vida, Sede e etc...

PS : É pena é não me sentir AWESOME! :(

 Aconselho vivamente e para quem n ficou convencido aqui vai o trailer e uns quantos links:

 (object) (embed)

 Link interessante onde podem criar a vossa personagem baseada na BD :  Scott Pilgrim Avatar Creator



Desespero

2011-01-11T23:47:04.446+00:00

Há dias que o desespero toma conta de nos... Hoje Foi um desses Dias. Para Breve veremos como correu realmente o semestre...



0 Comentários

2011-01-10T21:43:55.596+00:00

Piada Universitaria do Dia:
Qual é o Almoço nas Cantinas da Faculdade em epoca de exames?
Cerebro Frito...

 Ok Loser :X 




PDA 2010/2011

2011-01-10T17:40:01.798+00:00




As Aventuras de João Serafim na FCT

2011-01-10T05:44:07.554+00:00

 Hoje completou-se mais um capitulo de João Serafim na FCT, desta feita foi ate as 5:41 da manhã a estudar nada mais nada menos que MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO (UAU Não pus C antes do ÇÃO) pode-se dizer que na hora que escrevi este post prometi a mim mesmo que não iria dormir... isto porque teria que acordar cedo (lá para as 9 da manhã) para poder continuar a estudar... e visto que já é quase a bonita hora de 6 mais vale nem dormir para depois não ter que enfrentar a preguiça...

 De qualquer forma... A companhia de estudo ajuda, a faculdade a noite é serena e o ambiente "estudantil" contribui imenso para a aprendizagem... acreditem se não fosse para lá o mais provavel era nem ter estudado nada... Assim estudei a materia toda, aprendi praticamente tudo o que havia para aprender, Desde as propriedades fisicas das rochas naturais, passando pelas caracteristicas dos ligantes e o modo de obtenção do cimento... tudo isto com umas quantas analises Granulometricas e uns quantos bocejos e Capuchinos a mistura.

 De qualquer forma... UAU POSTEI NO BLOG AGAIN! :D



Time Lapse

2011-01-09T17:15:30.514+00:00

 Yep Time lapse de quase dois meses, eu sei eu sei ando demasiado desaparecido, não dou noticias e ate parece que abandonei o blogue.
 Não é nada disso, acontece é que deixei de ter tempo para mim e enchi-me de coisas dos outros para fazer. Dantes assimilava que o tempo era infinito e secalhar perdia pouco tempo a fazer aquilo que realmente era necessario fazer e perdia demais em "anhansos" (não que considera-se escrever no blog anhanso mas pá voces devem perceber)
 Agora neste momento faço exactamente o contrario, deixei de ter tempo para mim, comecei e encher-me com coisas que "realmente" interessam (i.e coisas que um dia possam fazer-me pagar as contas e que estagnem o meu processo criativo).
 O triste no meio disto tudo é que tenho saudades do João despreocupado (Q.B) e agora passei a ser uma pessoa mais tensa...
 Desde que trabalho com o ritmo que tenho trabalhado que cada vez tenho estado mais agressivo para as pessoas que realmente se importam comigo, tenho dormido pouco... ou quase não dormido, tenho tido pouco tempo para pensar nas minhas historias e teorias que tanto gostava e agora centro-me em 3 ou 4 livros que a faculdade, embora não me obrigue, me aconselhe a ler, nem tenho tido tempo para os Amigos, para a Familia e ate para a Catarina...
 Acho que não sei viver, sinceramente... acho que levo as coisas todas ao extremo, Amo demais, Sofro demais, Odeio demais.
 É tudo extremo em mim, e se este post começou com uma pequena justificação pela minha ausencia torna-se (como muitos outros posts) numa reflexão sobre a minha estupida e ignobil personaldiade.
 Estou tão cheio de tudo que estou farto e enjoado de mim mesmo...

 Sinceramente... ate tou a pensar em desistir da faculdade... sinceramente ate gostava de sair do pais... gostava de ir estudar para outra universidade fora (NADA DE ERASMUS).
 Enfim não conheço assim muitas pessoas que me possam aconselhar, os meus pais não são propriamente o exemplo de cidadão destemido Mundial, aventureiro da incerteza, tambem não sei ate que ponto o sou mas se não descobrir como saberei se o sou ou não? :s
 Tenho saudades de quando pensava que o mundo era um recreio gigante e agora é este sitio serio e tenso e sem diversão... Sinceramente sinto saudades de ter a idade que realmente tenho.
 Tenho dado por mim a pensar em começar a escrever outro blogue... Um com um titulo + "suave" ou algo do genero.



3 Comentários

2010-11-07T17:12:23.728+00:00

 Hoje é Domingo e ja estou a desesperar!
 Pode-se dizer que a vida de estudante é algo que nunca nos iremos esquecer, os melhores anos da nossa vida, mas a sensação que eu tenho no meio disto tudo é que quem disse tal frase andou provavelmente em todo o tipo de festas, borgas e baldas que se poderia imaginar.

 Para mim esta fase do campeonato é desesperante, um Workaholic nervoso e ansioso, como eu sou, não consegue manter a calma perante estes dias que antecedem a um teste importante.
 Acho que maior parte dos jovens que são... Jovens, não consegue compreender o que é ter o nó na garganta quando está tudo equilibrado e preparados no dia a dia.

 Amanhã começa mais uma segunda feira horrivel, e eu sinceramente n me apetece sair da cama...



Dentro de Mim

2010-11-02T22:58:19.542+00:00

 Dentro de mim está a confusão,
 A Definição caotica do que é o labirinto.
 A minha tentativa desesperada de dizer que sou vivo e sou feliz.

 A verdade que se esconde por detras do meu sorriso futil
 A verdade que doi e mata, mas ao mesmo tempo revitaliza,
 Pois só a verdade nos dá o que por direito é nosso.
 E o que é nosso é a razão pela qual vivemos.

 Dentro de mim está tudo,
 Uma gaveta aberta de cheias espectativas,
 Uma fechada de sonhos, vazios.

 Só dentro de mim é que está a lagrima que escorre,
 Por um mundo que vivo,
 Que não é meu e não me pertence,
 Que não me enquadra como seu habitante,
 E me é desconhecido, tal como eu sou desconhecido para ele...



Nova Tara

2010-10-31T21:37:50.796+00:00

 Ok tenho uma nova pancada... Chama-se Moleskine!
 Para quem n sabe

 "Moleskine (AFI: [mɔleˈskine]) é uma marca de cadernos de notas produzida pela empresa italiana Moleskine SRL. Embora o nome aluda ao tecido de mesmo nome, moleskin, o caderno não é produzido ou revestido com ele, e sim com uma capa dura de cartão envolvida por material impermeável. Outras características que a distinguem são cantos arredondados, uma tira de elástico para mantê-la fechada (ou aberta em determinada página) e uma lombada costurada que permite que ela permaneça plana (a 180 graus) enquanto aberta. A folha de rosto vem impressa para que o seu proprietário possa escrever os seus dados pessoais, assim como estipular um valor de recompensa caso alguém a encontre perdida.

A Moleskine voltou à moda em nossos dias após as descrições feitas pelo escritor Bruce Chatwin dos cadernos de notas que usou. A sua versão actual, entretanto, não é uma descendente directa da Moleskine original. Chatwin usou cadernos de notas similares constantemente durante as suas viagens e escreveu brilhantemente acerca deles. O seu suprimento de cadernos, entretanto, cessou em 1986, quando a papelaria que lhos fornecia, na Rue de l’Ancienne Comédie, em Paris, informou-o de que o último fabricante de moleskines, uma pequena empresa familiar estabelecida em Tours, descontinuara a sua produção naquele ano, após o falecimento de seu proprietário."

  Fonte Wikipedia

Pode-se dizer que escrevi muito nele, enquanto andei desaparecido do blogue... quem sabe se não irei postar no futuro algumas coisinhas que por lá escrevi e tenho escrito 
  



1 Comentários

2010-10-31T17:19:01.484+00:00

 Agarra a Oportunidade que te é dada,
 Que foi entregue a tua alma,
 Fechada nos confins da tua mente
 deixa-a fluir livremente,
 Para que a possas agarrar e deixa-la seguir o seu caminho.

 Olha-a nos olhos,
 Sente que lhe deves respeito,
 Não te desvieis dela,
 Pois precisas do seu proveito.

 Sente que o tempo não para,
 Sente a velocidade  desmedida a que passa a tua juventude,
 Pois se não agarras esta oportunidade.
 E quando a  vais agarrar ja o comboio parte,
 Estas perdido mais uma vez na tua vida.