Subscribe: Pratos e Livros
http://pratoselivros.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
amor  até  açúcar  bem  bolo  chocolate  dos  farinha  história  livro  mais  numa  não  pela  sobre  sua  tudo 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Pratos e Livros

Pratos e Livros





Updated: 2016-09-16T05:51:08.734-07:00

 



Comer e Amar em Paris

2016-01-26T14:30:29.926-08:00

Comer e Amar em ParisElizabeth BardMarcadorISBN: 9789898470843Uma história de amor real, numa Paris tradicional, bonita, mas simultaneamente cosmopolita. Cheia de cor, sabores doces e intensos. Com todos os ingredientes de uma boa história e que podia acontecer a qualquer mulher.Porque na Cidade das Luzes, todos os sonhos se tornam realidade. Uma jovem mulher é apanhada entre duas paixões - a primeira, a do seu novo e lindo amor Gwendal, e a segunda, a fantástica cozinha francesa. Misturadas numa das mais românticas cidades do mundo, fazem a protagonista perceber que, juntas, elas podem fazê-la descobrir quem realmente é e tornar os seus talentos a sua forma de vida e a sua nova paixão.Tudo regado com molho de vieiras e champanhe, muito gengibre, e, claro, no final, uma sobremesa de soufflé de chocolate. Uma história contada entre cores e sabores, em mercados de Paris, com cheiro a coentros e sabores intensos a canela e endro.Numa escrita simples e saborosa, a autora relata-nos a sua experiência ao vir dos Estados Unidos para a Europa como estudante de mestrado em História de Arte.Ao se apaixonar por um francês, irá trocar Londres por Paris, onde se desenrola grande parte da história.Numa escrita muito fluida são abordados temas como as diferenças culturais entre o "Novo" e o "Velho" mundo, o amor, a perda, a persistência, a mizade. Tudo pontuado de "aromas" e "sabores" trazidos pelos ingredientes e temperos utilizados nas receitas que acompanham cada capítulo desta história.Vale a pena ler![...]



Bolachas de Maizena à Taralhouca

2016-01-19T14:14:41.913-08:00

320g de farinha de trigo sem fermento
100g de farinha Maizena
100g de açúcar
2 ovos
100g de manteiga (ou margarina) amolecida
1/2 pacote de açúcar baunilhado
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
Chocolate para cobertura ou Leite condensado cozido e côco ralado (ou ambos)

Bata a manteiga com o açúcar até obter uma mistura cremosa.
Deite os ovos um a um batendo bem. Adicione o açúcar baunilhado e mexa.
Junte as farinhas e o fermento ao preparado anterior e amasse até que fique homogéneo.
Tenda a massa com o rolo sobre uma superfície enfarinhada e corte as bolachas com forma à escolha.
Coloque-as num tabuleiro previamente forrado a papel vegetal e leve a cozer em forno quente, durante cerca de 5 minutos. Não devem cozer demasiado.
Deixe as bolachas arrefecer. Depois de frias pode receá-las com o leite condensado cozido e passá-las por côco ralado ou então mergulhar meia bolacha no chocolate para cobertura derretido.





O Fantasma dos Canterville e outros contos

2016-01-19T12:51:28.698-08:00

O Fantasma dos Canterville e outros contos
Oscar Wilde
Leya
ISBN: 9789896603021


O Fantasma dos Canterville é uma história divertida onde o grande escritor de língua inglesa parodia as velhas lendas de fantasmas ao mesmo tempo que leva o leitor a reflectir sobre questões tão sérias como o bem, o mal, o amor, a morte e as relações entre pessoas de diferentes culturas, ou, no caso do próprio Fantasma, de diferentes mundos. Notavelmente traduzido por Jorge Silva Melo, neste livro estão incluídos os contos " O Pescador e a sua Alma", " O Dia de Anos da Infanta"", "A Esfinge sem Segredo" e " O crime de Lorde Arthur Saville". 


Gosto de Oscar Wilde e estará sempre presente aqui no blog. Recomendável para um fim de tarde de Verão e destaca-se o conto "Fantasma dos Canterville" tanto pela originalidade dos personagens como pela discreta crítica social. Dificilmente não se fica com um sorriso...



Bacalhau com agrião

2015-04-20T08:01:12.210-07:00

50 ml de azeite
3 cebolas pequenas
3 dentes de alho
2 folhas de louro
1kg de bacalhau
1 molho de agriões
6 ovos batidos
500 g de batalha palha
1dl de natas
azeitonas pretas

Leve ao lume o azeite com as cebolas cortadas em meias-luas, os alhos às rodelas e a folha de louro. Deixe refogar até ficarem translúcidos. Coza o bacalhau em água abundante. Retire-o e deixe arrefecer e lasque-o, retirando as peles e espinhas. Pique os agriões grosseiramente e adicione ao refogado, assim como os bacalhau e os ovos batidos.Tempere com sal e pimenta. Adicione a batata palha e, quando amolecer, junte as natas. Cozinhe lentamente. Sirva decorado com azeitonas.

(Receita retirada da revista SEGREDOS DA COZINHA, nº 1004 de 17/01/2005)



A Trilogia de Nova Iorque

2015-04-02T08:44:41.582-07:00

A Trilogia de Nova Iorque
Paul Auster
Edições Asa /Biblioteca Sábado
ISBN: 978-84-612-3868-2

Publicada originalmente em três partes, esta obra representaria o reconhecimento de Auster como um dos melhores narradores norte-americanos de todos os tempos. Em Cidade de Vidro, uma chamada telefónica enreda um escritor numa complexa trama de loucura e de redenção. Fantasmas conta as andanças de um detective envolvido no caso mais estranho da sua carreira. E Quarto Fechado narra o encontro de um romancista com os próprios demónios, originado pelo desaparecimento de um amigo de infância. O acaso, a natureza da vontade e o suspense encontram-se nestes três desconcertantes relatos, que exploram a mistura de ensaio e ficção, a reflexão sobre o processo criador e o enigmático jogo de espelhos com a realidade. 


Este livro esteve na estante demasiado tempo sem ser lido... Recomendo, vale a pena! Uma escrita leve e envolvente e, de repente, as páginas são lidas rapidamente para se conhecer o final das personagens. É o primeiro livro que li deste autor e provavelmente não será o último.
Para saber mais sobre  Paul Auster



Coelho à Transmontana

2015-03-05T12:25:49.561-08:00



Depois de assistir a um fantástico Show Cooking na EXPOSERRA conduzido por Carlos Capote,  o Pratos e Livros partilha (modestamente) uma receita deste grande chefe. Nada que se possa comparar ao Cabrito com batata e grelos salteados ou à Morcela acompanhada de  puré de maçã, que tivemos oportunidade de ver cozinhar mas aqui fica uma receita com a sua assinatura e por nós muito apreciada. 

1 coelho com cerca de 1,2 kg
3 cebolas médias
1 ramo grande de salsa picada
4 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta q.b.


Limpe o coelho, retire as vísceras e corte em pedaços. Pique muito bem as cebolas e bastante salsa.
Numa caçarola, coloque em camadas alternadas a cebola, a salsa e os pedaços de coelho; tempere com sal e pimenta, regue com o azeite, tape e leve a estufar em lume brando; vá sacudindo a caçarola para que o coelho não pegue e destape só na altura de servir. Acompanhe com batatas assadas no forno, cozidas ou fritas e salada.

Receita do Chefe CARLOS CAPOTE, publicada na TVGUIA (Cozinha Portuguesa, 24)



Prometo Falhar

2015-02-04T09:47:06.034-08:00

Prometo Falhar
Pedro Chagas Freitas
Marcador
ISBN: 9789897540769


Prometo Falhar é um livro de amor.
O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta.
O amor.
No seu estilo intimista, quase que sussurrado ao ouvido, Pedro Chagas Freitas leva o leitor aos estratos mais profundos do que sente. E promete não deixar pedra sobre pedra.
Mergulhe de cabeça numa obra que mostra sem margem para equívocos porque é que é possível sair ileso de tudo. Menos do amor.




Viagem aos vários mundos do amor, dos dilemas, do sexo, dos corações partidos e dos sentimentos mais humanos, contados através da fórmula mágica (apenas conhecida pelo autor) em que a escrita de Pedro se mistura com a realidade do leitor. Esperando pela próxima obra, porque esta é cinco estrelas!



Lombinhos de pescada com espinafres e camarão

2015-01-09T04:35:34.421-08:00


1 pacote de espinafres com queijo congelados
4 lombinhos de pescada
Camarões a gosto
Sumo de 1 limão
Sal e Pimenta q.b.
1 (ou 2) pacote de natas light

Deitam-se os espinafres no fundo de um pirex, cobrem-se com os lombinhos previamente cozidos e desfeitos em lascas, e os camarões. Tempera-se com sal e pimenta. Rega-se com o sumo de limão e cobre-se tudo com as natas e vai ao forno.

Serve-se com arroz branco.



O Mercador Português

2015-02-04T09:51:54.264-08:00

O Mercador Português
David Liss
Saída de Emergência
ISBN: 9789728839253

 Depois do Sucesso de A Conspiração de Papel, David Liss volta a recuar no tempo para um momento chave na História: a Amesterdão de 1659, capital do comércio europeu, onde a perfídia impera e até os melhores amigos têm segredos. Na primeira bolsa de valores do mundo, as fortunas são ganhas e perdidas num instante, e Miguel Lourenço, um judeu que fugiu de Lisboa devido à Inquisição, sabe-o melhor que ninguém. Outrora um dos comerciantes mais invejados da cidade, Miguel perdeu tudo numa súbita desvalorização do açúcar. Agora, empobrecido, humilhado e a viver da caridade de um irmão mesquinho, precisa urgentemente de encontrar uma forma de recuperar a fortuna e reputação.




A acção decorre na Holanda, no século XVII, e o herói é um judeu português a quem nem sempre a sorte lhe sorri. Trata-se de um bom romance histórico, com uma pitada de humor e um enredo simples mas repleto de constantes reviravoltas... Vale a pena ler!



Bolo de Canela e Vinho do Porto com cobertura de chocolate - World Baking Day

2013-05-19T07:51:45.646-07:00




Bolo:
1 chávena (chá) de leite
1 chávena (chá) óleo
4 ovos
1 cálice de Vinho do Porto
1 1/2 chávenas (chá) de açúcar
2 chávenas (chá) de farinha
1 colher (sobremesa) de fermento
1 colher (chá) de canela em pó

Cobertura de chocolate:
50g chocolate culinária
250 ml de leite
1 colher (sopa) bem cheia de maizena


Coloque tudo no liquidificador pela ordem apresentada. Misture durante uns minutos, até ficar homogéneo.
Unte uma forma de buraco com margarina e farinha e coloque aí o preparado.
Leve ao forno a 180ºC durante cerca de 45 minutos ou até o palito sair seco.

Leve ao lume o chocolate com o leite e a maizena e mexer bem até o chocolate derreter e engrossar um pouco.

Desenforme o bolo e cubra com o chocolate.






Sopa de abóbora à taralhouca

2013-04-09T13:54:40.281-07:00


500g de abóbora
1 alho francês (parte branca)
1/2 cebola
2 batatas médias
Azeite q.b.
Sal q.b.
Natas light a gosto

Salteia-se ligeiramente, em azeite,  o alho francês e a cebola, junta-se a abóbora e tempera-se de sal. Deixa-se apurar um pouco e cobre-se com a água necessária para a quantidade de sopa desejada. Colocam-se as batatas e deixa-se cozer. Depois de tudo cozido, reduz-se a puré e juntam-se as natas a gosto. Rectificam-se os temperos e serve-se.



A Beltraneja. O Pecado Oculto de Isabel a Católica

2013-03-28T12:39:49.980-07:00

(image) A Beltraneja. O Pecado Oculto de Isabel a Católica
Almudena de Arteaga
Guimarães Editores
ISBN: 9789726654605


Este romance histórico retrata toda uma série de acontecimentos emocionantes, peripécias, intrigas e lutas que levaram Isabel a Católica ao trono de Castela e conduziram ao afastamento de Joana de Castela, sobrinha de Afonso V, rei de Portugal. 
Quando a irmã de Afonso V, rei de Portugal, deixa Lisboa para se casar com Henrique de Castela, não acredita nos rumores que põem em causa a virilidade do seu futuro marido. Joana de Portugal, conta rapidamente dar a Henrique VI o herdeiro por que este tanto ansiava, para provar a sua masculinidade e providenciar estabilidade a um reino no qual a nobreza, dividida, lutava pelo poder. Mas seria na própria noite de núpcias que esta teria a sua primeira desilusão. 
Este livro constitui uma crónica escandalosa da época, centrada na figura da princesa Joana, conhecida por Beltraneja e, entre nós, por Excelente Senhora. De facto toda a intriga política da época se baseou na atribuição da paternidade desta princesa a D. Beltran de la Cueva e não ao Rei de Castela Henrique IV. Esta enigmática história, que até hoje permaneceu oculta, camuflada pela "história oficial", escrita por conveniência dos vencedores, é a crónica de uma época na qual a ambiguidade sexual era utilizada como arma política e as bulas de casamento falsificadas, os envenenamentos e os tronos usurpados caracterizavam o panorama geral de uma corte itinerante.


Este livro, em poucas páginas (talvez demasiadamente poucas), retrata as intrigas e conspirações de poder por detrás da subida ao trono de Isabel, a  Católica. Apesar de interessante é demasiado apressado, como se não houvesse muito mais a ser dito. Ponto a favor é o facto de a história ser contada pela aia, D.Mécia, relatando os acontecimentos mais próximos de D.Joana de Portugal. Como complemento deste livro, sugerimos a série televisiva "ISABEL", uma produção de grande qualidade da TVE.



Bolo mármore de laranja e chocolate

2013-03-10T12:02:37.796-07:00


250g farinha
200g açúcar
200g manteiga
2 dl de leite
2 ovos
2 colheres (chá) fermento em pó
4 colheres (sopa) cacau
1 laranja (raspa e sumo)

Batem-se as gemas com o açúcar até ficar homogéneo, junta-se a manteiga amolecida e bate-se bem. Misturam-se alternadamente, e aos poucos, o leite e a farinha com o fermento, batendo até fazer bolhas. Envolvem-se as claras batidas em castelo. Divide-se a massa, numa das metades junta-se o cacau e na outra metade a raspa e sumo da laranja. Alternadamente deita-se numa forma untada a massa de laranja e a de cacau, depois, com uma faca anda-se à roda para misturar. Vai a forno médio por cerca de 45 minutos.

Nota: também fica bom com morango, frutos vermelhos, ananás, côco, simples...





Hotel Lusitano

2012-05-08T14:20:21.667-07:00

Hotel Lusitano
Rui Zink
Europa-América
ISBN: 9789721040397

"Dois americanos vêm a Lisboa, ao engano. Que lhes pode acontecer? Sexo, aventura, morte. Muita acção, sangue q.b., duas lágrimas de mar salgado, três de humor, tudo frito em lume brando, como de costume. Finalmente, em livro, a história em que Gene Kelly se inspirou para filmar Um Americano em Paris."


Passaram quase 26 anos desde a primeira edição do fantástico Hotel Lusitano e, no entanto, a visão que Zink nos mostra deste país continua actual! Este livro é apenas um espelho bem humorado e sarcástico de um país em crise. Vale a pena ler a edição antiga ou a mais actual (comemorativa dos 25 anos da 1ª edição do romance).

"... os portugueses são um povo de jardineiros. Fazem chichi contra as paredes para Lisboa germinar."



Laranjas com calda de especiarias

2012-01-07T05:10:39.952-08:00


4 laranjas grandes
125 dl de água
3 colheres de sopa de açúcar
2 cravinhos
1 pau de canela
2 colheres de sopa de Grand Marnier (facultativo)
Sultanas q.b.
Casca de laranja q.b.

Descascam-se as laranjas e cortam-se em rodelas. Colocam-se numa taça misturadas com as sultanas.
Leva-se a água ao lume com o açúcar, as especiarias, o Gran Marnier e as cascas cortadas fininhas. Deixa-se ferver um pouco para abrir os sabores mas sem fazer ponto.
Deita-se esta calda ainda quente sobre as rodelas de laranja. Serve-se frio.



Quem me dera que estivesses aqui

2011-11-19T10:45:45.606-08:00

Quem me dera que estivesses aqui
Francesc Miralles
Edições Contraponto
ISBN: 9789896660093

No dia em que faz 30 anos, Daniel, um arquitecto de sucesso em Barcelona, é abandonado repentinamente pela sua noiva. Em pleno naufrágio emocional, tenta distrair-se a ouvir um disco que lhe foi oferecido por uma das suas poucas amigas íntimas. O CD é de uma jovem cantora quase desconhecida chamada Eva Winter - e, para de Daniel surpresa, casa canção do álbum parece descrever, ao pormenor, a sua vida e as suas emoções. Intrigado, Daniel toma uma decisão impetuosa: sem avisar ninguém, parte para Paris, em busca desta misteriosa cantora que parece conhecê-lo melhor que qualquer pessoa. À sua espera, encontra as mais insólitas surpresas… e talvez até o amor da sua vida.


Retrato de uma procura e de uma fuga à solidão e à rotina. Leitura fácil, com personagens interessantes e detalhes musicais e cinematográficos que cativam o leitor. Recomendo...



Bolo de Ferrero Rocher à Taralhouca

2011-10-11T05:43:41.822-07:00


200g de manteiga
150g de açúcar
4 ovos
200g de farinha
1 caixa de Ferrero Rocher
Cobertura de chocolate (a Taralhouca usou de compra)

Bate-se bem a manteiga com o açúcar e incorporam-se os ovos um a uma, batendo sempre. Junta-se a farinha e mistura-se bem. Desfazem-se os Ferrefo Roche, grosseiramente, no 1,2,3 e adicionam-se à mistura anterior mexendo bem. Vai ao forno a 180º até estar cozido (cerca de 20 minutos no forno da Taralhouca), em forma untada.
Desenforma-se morno e cobre-se com o chocolate. Enfeite a gosto.



Almas gémeas

2011-08-31T09:38:06.134-07:00

Almas gémeas
Alan e Irene Brogan
Edições ASA
ISBN: 9789892309392 

Alan e Irene conheceram-se num orfanato, nos anos 50. Ele tinha sete anos, ela tinha nove. Eram ambos sensíveis e solitários. Naquele meio hostil, tornaram-se inseparáveis. Mas a proximidade entre meninos e meninas não era bem vista e, embora se desdobrassem em cuidados e peripécias, o inevitável aconteceu: a inocente amizade foi descoberta. Alan foi levado para outro orfanato sem ter, sequer, direito a um adeus. Os anos passaram mas o laço entre eles nunca foi quebrado. Nas suas vidas – frequentemente difíceis, sempre solitárias – sabiam faltar algo. Sem saberem, frequentaram durante anos as mesmas lojas, o mesmo bairro… Até que, um dia, quarenta anos depois, Irene e Alan cruzaram-se casualmente na rua. Ambos souberam de imediato que nada nem ninguém voltaria a separá-los.


Uma história fantástica onde a realidade ultrapassa qualquer ficção. Os acontecimentos são descritos de forma simples, entrando no mundo triste dos orfanatos e da esperança numa vida melhor. Depois de anos de brutalidade e de solidão, as vidas de Alan e Irene voltam a cruzar-se, após uma   vida de luta pela sobrevivência.  Testemunho muito interessante que vale a pena ler!



Bolo de ananás no microondas

2011-08-10T02:49:53.358-07:00


1 chávena /chá) de açúcar mascavado
5 colheres (sopa) de manteiga
1 lata (400g) de ananás
1 3/4 chávena (chá) de farinha
1/3 chávena (chá) de açúcar
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
1/3 chávena (chá) de óleo
3 ovos
1/2 chávena (chá) de calda do ananás

Numa forma refractária (ou pirex que possa ir ao microondas), coloca-se o açúcar mascavado e a manteiga. Aquece-se na potência alta por 5 minutos, até a manteiga derreter e ficar ligada com o açúcar. Mexe-se 2 vezes durante esse processo. Colocam-se as fatias de ananás sobre esta calda.
Numa tigela, mistura-se a farinha, o fermento e o açúcar. À parte batem-se os ovos com o óleo e junta-se a calda do ananás. Adiciona-se à mistura de farinha e bate-se bem.
Espalha-se a massa sobre o ananás de modo a que cubra tudo.
Coloca-se sobre uma grelha, ou forminhas refractárias voltadas ao contrário. Cozinha-se na potência alta por 10-12 minutos. Deixa-se descansar por 10 minutos. Passa-se a faca nas paredes da forma para soltar o bolo. Desenforma-se sobre um prato para bolos.

Do livro: Cozinhando com o Microondas



Já ninguém morre de amor

2011-07-18T10:44:21.193-07:00

Já ninguém morre de amorDomingos AmaralCasa das LetrasISBN: 9789724618029Dizem que já não há paixões impossíveis e fatais, que isso são coisas do passado... Mas só o dizem porque não conhecem a história dos Palma Lobo...Os homens tem memória, alimentam-se de histórias, e as que mais nos marcam são aquelas que determinam a vida dos nossos antepassados. Esta é a história de uma família, so Palma Lobo. Bisavô, avô, pai e filho. Roberto, Álvaro, Jorge e Salvador. Nomes diferentes, mas o mesmo sangue e muito em comum: mulherengos, excêntricos, excessivos, todos marcados pela loucura e pela tortura da paixão. Foram todos homens invulgares todos dominados por paixões privadas, amores e loucuras, e era nesse círculo íntimo do coração e do sexo que a sua vida se destina a viver e a terminar. Passando por Moçambique, Angola, Lisboa, Alentejo e Brasil, a sua vida é uma epopeia à espera de ser revelada. Já Ninguém Morre de Amor é a odisseia dos Plama Lobo. Um enterro fictício, um homem enforcado com cães e gatos na mesma árvore, um homem que morre a fornicar e um fogo posto para fazer arder o local do pecado... esta não é uma história de amor, é uma história sobre amor.É mais que um romance, é uma história sobre o amor, sobre as paixões, traições e loucuras. O destino de uma família, os Palma Lobo, escrito de forma clara e objectiva, com algum humor. No fim do livro, é difícil ficar indiferente ao que se leu. " Mas para morrer de amor é preciso primeiro morrer".[...]



Bolo de Anos da Taralhouca

2011-07-08T09:42:06.364-07:00



Para o bolo:
150g de farinha
150g de maizena
250g de açúcar
100g de chocolate
2 ovos
1 chávena de leite

Desfaça o chocolate no leite quente e deixe arrefecer. Misturer o açúcar com a manteiga até obter uma massa homogénea. Adicione as gemas, as farinhas e o chocolate derretido. Junte as claras batidas em castelo misturando bem, sem bater.
Coza em forno moderado, em forma untada com o fundo forrado a papel vegetal.

Para o recheio e cobertura:
1/2kg de morangos
1 lata de leite condensado
1 caixa de gelatina de morango

Lave os morangos e reserve. Prepare a gelatina conforme as instruções da embalagem, mas somente com metade da água. Coloque tudo no liquidificador e bata bem. Leve ao frigorífico até atingir a consistência necessária para rechear e cobrir o bolo.

Montagem:
Divida o bolo ao meio ou então, se quiser um bolo maior, faça dois bolos. Cobra uma das partes com o creme e uma camada de morangos. Coloque a outra parte do bolo por cima e cobra tudo com o restante creme. Decore a gosto.



O Romance da Bíblia

2011-05-13T13:38:47.110-07:00

O Romance da BíbliaUm olhar feminino do Antigo TestamentoDeanna BarroqueiroÉsquiloISBN: 9789898092748«O Romance da Bíblia possui o riso que acontece debaixo da palma da mão entreaberta sobre a boca, mas igualmente o desfrute do gozo, ambiguamente trocado, tomado, pelo gosto do outro, no tactear da língua. Um livro de memórias ancestrais, que nos mostra o despertar da mortal e venenosa serpente das seitas religiosas, do obscurantismo, do sexismo com a sua rancorosa face. Mas, O Romance da Bíblia é ainda a beleza traba­lhada, cinzelada, com um bom gosto literário inusitado, eu diria mesmo raro, na ficção portuguesa». (…) Maria Teresa HortaDifícil é ler este livro sem sorrir... Um retrato diferente sobre as mulheres do Antigo Testamento, reinventadas, femininas, sedutoras e ardilosas. Um livro que prende a atenção e desperta a curiosidade, página a página, escrito com alguma ironia, linguagem fluente com riqueza de informação e detalhes. Recomendo porque vale mesmo a pena ler![...]



Rosbife à moda da minha avó

2011-05-05T14:37:43.069-07:00


Rosbife
100g de margarina
1 cebola
Sal
Pimenta

Tempera-se o rosbife com sal e pimenta e vai a alourar, cerca de 10 minutos, na margarina, com a cebola cortada em quartos. Depois vai ao forno com a gordura, durante 30 minutos. Em estando pronto corta-se em fatias, que podem ser mais passadas na margarina caso seja esse os gosto. Querendo mais molho, pode-se acrescentar margarina.
Fica bom a acompanhar com puré de batata.



Lápides Mortais

2011-04-30T10:39:48.104-07:00

Lápides Mortais
Sharan Newman
Bertrand Editora
ISBN: 9789722512800

1139 Anno Domini. Catherine Levendeur, uma jovem bonita, instruída e culta, entra como noviça no Convento do Páriclo. Catherine entrou para o Convento em busca de paz, remissão dos seus pecados e para servir a Deus. Vivia uma vida pacífica e de contemplação quando subitamente se vê envolvida no meio de uma complicada teia de intriga e difamação ao Convento. Aparece então como a única pessoa que poderá salvar não só a reputação da instituição como a da Madre Superiora. Na abadia de St. Dennis vem a descobrir horrores ocultos que culminam com a morte cruel e rápida de um dos membros mais famosos, à qual se segue uma mortandade terrível.



Trata-se de um livro que apresenta uma leitura cativante e um agradável mistério, passado na Idade Média, tendo como protagonista uma noviça determinada a  esclarecer as intrigas e os crimes em que se vê envolvida. Com o desenrolar da história, aumenta o interesse e a curiosidade pelo final, não só pela intriga mas pelo envolvimento afectivo das duas personagens principais...




Fiambre assado à Taralhouca

2011-04-17T04:38:49.055-07:00


1 peça de fiambre
Açúcar mascavado claro qb
1 copo vinho de Vinho do Porto
1 lata de pêssego em calda
Cravinho a gosto


Fazem-se cortes na peça de fiambre e envolve-se no açúcar. Espetam-se os cravinhos distribuindo-os pelo fiambre e põe-se numa assadeira. Coloca-se o pêssego, cortado em quartos, à volta do fiambre e rega-se tudo com a calda do pêssego e o vinho do Porto. Vai a forno médio cerca de 30m, até ficar douradinho.