Subscribe: Cantinho Vegetariano
http://cantinhovegetariano.blogspot.com/feeds/posts/default
Added By: Feedage Forager Feedage Grade B rated
Language:
Tags:
até  azeite  bem  chá  colher chá  colher  ingredientes  mais  não  sal  vegana ingredientes  vegana  xícara  óleo 
Rate this Feed
Rate this feedRate this feedRate this feedRate this feedRate this feed
Rate this feed 1 starRate this feed 2 starRate this feed 3 starRate this feed 4 starRate this feed 5 star

Comments (0)

Feed Details and Statistics Feed Statistics
Preview: Cantinho Vegetariano

Cantinho Vegetariano





Updated: 2018-01-18T10:12:49.130-02:00

 



Macarrão de Batata-Doce com Legumes e Cogumelos (vegana)

2018-01-04T19:14:01.908-02:00

(image)
Ingredientes

200 g de macarrão de batata-doce
1 cebola média picada
2 cenouras médias, cortadas em palitos
250 g de abobrinha cortada em palitos
250 g de cogumelos de sua preferência, picados
1 pimentão vermelho médio, cortado em palitos
3 colheres (sopa) de óleo de gergelim
5 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
Sal, azeite de oliva e pimenta-do-reino moída a gosto

Preparo

Cozinhe o macarrão em 2 litros de água fervente temperada com sal por 5 minutos. Escorra e coloque numa tigela com água e bastante gelo para interromper o cozimento. Reserve. Aqueça uma frigideira em fogo alto com 1 fio de azeite e refogue a cebola até dourar. Tempere com sal e reserve. Repita o mesmo processo com a cenoura, a abobrinha, o pimentão e os cogumelos, separadamente. Escorra e disponha o macarrão em um refratário. Adicione os legumes e cogumelos e tempere com pimenta-do-reino a gosto, o óleo de gergelim e o shoyu. Misture bem e sirva em seguida.

Rendimento: 2-4 porções

Fonte: Ana Maria Braga



Refogado de Nirá (vegana)

2017-12-02T12:49:08.728-02:00

(image)
Ingredientes

1 maço de nirá (alho japonês)
1 colher (chá) de óleo de gergelim torrado
1 colher (sobremesa) de shoyu (pode variar dependendo do tipo utilizado)
1 fio de óleo vegetal para untar (usei o de girassol)

Preparo

Lave bem o nirá e pique-o em pedaços de aproximadamente 2 cm. Aqueça a frigideira e coloque um fio de óleo vegetal para untar. Adicione o nirá picado e cozinhe, mexendo vez ou outra, para distribuir bem o calor e homogeneizar o cozimento. Assim que o nirá murchar um pouco, está cozido. Nesse momento, acrescente o óleo de gergelim e o shoyu e misture bem. Prove o sal e, se necessário, acrescente mais um pouco de shoyu.

Dicas

- O nirá não deve cozinhar demais. O ideal é temperá-lo assim que perder a crocância que tem quando está crua.
- Se o nirá estiver um pouco mais fibroso, o ideal é cortar em pedaços menores.
- Também existe um tipo de nirá chamado de hana (flor em japonês) nirá, pois tem uma espécie de flor na ponta da haste (um pouco parecida com a ponta do aspargo, mas bem mais fininho). O modo de preparo é bem semelhante, embora esse segundo tipo seja um pouco mais duro.
- A quantidade de sal varia de um tipo de shoyu para outro. Por isso, não há como informar a medida exata. Outra questão importante, é procurar um shoyu de fermentação natural e sem a adição de açúcar, glutamato monossódico e/ou corante.



Fonte: Receita, fotos e dicas do blog Tampopo Gourmet



Moyashi Refogado (vegana)

2017-11-20T20:40:23.331-02:00

(image)
Ingredientes

250 g de moyashi (broto de feijão)
1 fio de óleo vegetal para untar (usei o de girassol)
1 colher (chá) de óleo de gergelim torrado
1 pitada de sal marinho
1 colher (sobremesa) de shoyu (pode variar dependendo do tipo utilizado)

Preparo

Aqueça a frigideira e coloque um fio de óleo para untar. Em seguida, adicione o moyashi e, assim que começar a caramelizar no fundo, dê uma mexida e acrescente uma pitadinha de sal. Em seguida, acrescente o óleo de gergelim, dê uma mexida, deixando caramelizar mais um pouco no fundo (sem deixar o moyashi mole demais). Por fim, acrescente o shoyu e misture. Provar o sal e, se necessário, acrescente mais um pouco de shoyu.

Dicas

- Ao comprar o moyashi, verifique a data de validade e dê preferência ao pacote embalado mais recentemente. O moyashi perde água fácil, principalmente se submetido ao calor. Se tiver líquido acumulado no fundo do pacote, não está novo.
- Como é refogado, não costumo lavar. Mas para consumir cru (ou mesmo se quiser lavar de qualquer forma), passe o moyashi por água corrente e depois escorra em uma peneira.
- A quantidade de sal varia de um tipo de shoyu para outro. Por isso, não há como informar a medida exata. Outra questão importante: procure um shoyu de fermentação natural e sem a adição de açúcar, glutamato monossódico e/ou corante.


Fonte: Receita, fotos e dicas do blog Tampopo Gourmet



Bolinho de Milho com Salsinha (vegana)

2017-11-18T15:43:37.734-02:00

(image)
Ingredientes

Espigas de milho
Salsinha picada a gosto
Cebola picada a gosto
Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Óleo (para fritar)

Preparo

Rale as espigas de milho, tempere com a salsinha, a cebola, sal e pimenta-do-reino. Molde porções da massa com o auxílio de duas colheres de sobremesa e frite em óleo quente. Quando estiver douradinho, retire e coloque sobre papel toalha. Fica muito bom também em forma de panquequinhas.

Dicas - O milho tem que estar maduro, nem muito aguado, nem muito duro. Os grãos precisam estar flexíveis, não pode sair água. O segredo é a proporção de amido, de germe e de película. Tudo isso é conseguido única e exclusivamente quando se rala a espiga. Já tentei modernidades como processador e liquidificador, mas não dá certo. Talvez porque quando cortamos os grãos, incluímos películas mais duras que no ralo ficariam retidas e ainda diminuímos a proporção de amido necessário para dar a estrutura. Nem preciso dizer que com milho em lata não dá certo, porque o amido já foi gelatinizado com a pasteurização e isto só acontece uma vez.

Fonte: Receita, foto e dicas por Neide Rigo, do blog Come-se



Salsa Criolla - Salada Peruana de Cebola Roxa (vegana)

2017-11-18T13:46:13.615-02:00

(image)
Ingredientes

1 cebola roxa grande, cortada finamente
1/2 xícara (chá) de suco de limão fresco
1/2 colher (chá) de vinagre branco
2 colheres (chá) de azeite de oliva extra-virgem
2 colheres (sopa) de coentro picado
Sal a gosto

Preparo

Misture todos os ingredientes em uma tigela pequena e deixe marinar durante várias horas ou durante a noite. Mexa uma vez na metade do tempo da marinada para certificar-se de que as fatias de cebola ficarão envolvidas pelo molho.

Dica - Se quiser suavizar o sabor da cebola, coloque alguns cubos de gelo e água numa tigela e deixe as fatias de cebola de molho por uns 5 minutos antes de misturar com os outros ingredientes.


Fonte: Receita e foto do blog The Kitchen Snob



Farofa de Soja Crocante (vegana)

2017-11-16T21:47:49.465-02:00

(image)
Ingredientes

2 xícaras (chá) de PTS miúda
2 xícaras (chá) de farinha de mandioca do tipo bijú
1 cebola grande bem picada
2 dentes de alho bem picados
1/2 xícara (chá) de salsa fresca picada
Azeite de oliva ou óleo o quanto baste
Sal a gosto

Preparo

Modo 1: Cubra todo o fundo de uma frigideira grande com azeite e deixe bem quente. Refogue a cebola e o alho rapidamente. Coloque em pequenas porções a proteína de soja e mexa por alguns minutos até que estejam douradinhas e crocante (é sempre bom provar pra ver o ponto). Quando estiver crocante junte na mesma frigideira a farinha de mandioca bijú, a salsinha fresca picada e mexa por uns 2 minutos. Desligue e sirva.

Modo 2: Refogue a cebola e o alho em azeite, junte a farinha de mandioca bijú, a salsinha picada, mexa por alguns minutos, desligue e reserve. Em outra panela coloque bastante óleo e deixe aquecer. Quando o óleo estiver bem quente coloque a proteína de soja em porções e frite até que estejam douradinhas e crocantes. Retire com uma escumadeira e coloque para escorrer em papel toalha. Junte à farofinha de mandioca bijú, ajuste o sal se for necessário e sirva.

Nota - Vou ser muito sincera com vocês e dizer que eu resisti à fritura por imersão. O que eu fiz foi colocar uma boa quantidade de azeite em uma frigideira grande e fui tostando a soja em fogo bem quente, até que ela ficasse douradinha e crocante, o que acontece muito rápido e você precisa ficar de olho para não queimar. Ocorre que desta forma a farofa fica um pouquinho mais trabalhosa, porque dependendo da quantidade que você quer, precisa fazer isso algumas vezes, aos poucos. Já quando você frita a soja por imersão o grão fica dourado e crocante quase que instantaneamente e fica até mais crocante. Agora vocês conhecem os dois caminhos e podem escolher qual deles seguir.

Fonte: Receita e foto do blog Figos & Funghis



Veganismo - As muitas razões para uma vida mais ética

2017-11-15T20:38:16.740-02:00

Autor: Robson Fernando de Souza
Páginas: 502
Editora: Clube de Autores
COMPRAR

Veganismo - essa palavra tem causado curiosidade em muitas pessoas, fascinado bastante delas e causado arrepios (nos sentidos bom e ruim) em tantas outras. Diante desse termo que parece novo - mas na verdade já tem mais de meio século de existência -, muitas perguntas surgem da população: o que é esse tal de veganismo? por que os seus adeptos, os veganos, tanto fazem questão que toda a humanidade se torne vegana também? por que tanto falam de especismo e violência contra animais? o que existe de tão violento e inaceitável na produção de carnes, laticínios, ovos, mel, sebo, couro e outros produtos de origem animal? o que há de tão antiecológico na pecuária e na pesca? por que dizem que a produção (e consumo) de carne é tão ruim para os próprios seres humanos? e por que dizem que esse tal de veganismo vai ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor e também seus futuros e atuais adeptos a terem maior qualidade de vida?

Todas essas perguntas são magistralmente respondidas por Robson Fernando de Souza, Vegano e blogueiro desde 2008, vegetariano e escritor de artigos desde 2007, num livro que contém nada menos que 50 artigos distribuídos em robustas 502 páginas. A hora é essa de você compreender esse fascinante modo de vida, saber por que muita gente gosta tanto de afirmar que ele veio para ficar e descobrir como ele pode, pouco a pouco, se tornar um importante assunto de reflexão até para os mais inveterados churrasqueiros.



Manteiga (vegana)

2017-12-03T09:40:40.843-02:00

Ingredientes1 xícara de mandioca cozida e cortada em cubos pequenos2 colheres (sopa) de óleo de coco1 colher (sopa) de óleo de girassol (ou outro de sua preferência)100 ml de água1/2 colher (chá) de salPreparoBata tudo no liquidificador, acrescentando a água aos poucos, pois a quantidade depende da umidade da mandioca, pode nem usar toda. Quando formar um creme espesso e esbranquiçado, despeje num pote com tampa e deixe na geladeira até endurecer (de um dia para o outro fica ótimo).Nota - Pode ser mantida sob refrigeração por até 7 dias.Receita criada pela chef vegana Leide Fuzeto GameiroFonte: Café com Lady.----------------------------------------------------------------------------------------------------------Leitura relacionada:Autora: Melissa KingPáginas: 224Editora AlaúdeCOMPRAREm seu primeiro livro, Melissa King apresenta o vasto mundo dos leites e das manteigas vegetais com receitas para o leitor fazer em casa.Usando ingredientes como castanhas de caju, amêndoas, avelãs – e com alguns truques na manga, como as sementes de girassol para quem é alérgico a nozes –, Melissa mostra que é possível preparar smoothies, pastas, cookies, barrinhas, granolas, muffins, trufas, brownies e sorvetes muito melhores que as versões industrializadas.São mais de 60 receitas veganas sem glúten, ideais para quem precisa de um café da manhã nutritivo ou um lanche rápido entre as refeições e também para aqueles que só querem relaxar na companhia de uma xícara de chocolate quente com bolinhos.[...]



Arroz Integral com Brócolis e Champignon (vegana)

2017-09-16T18:55:11.763-03:00

(image)
Ingredientes

1 xícara de arroz integral
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara de champignon
1 xícara de brócolis
1 dente de alho picado, ou a gosto
Sal e salsinha picada a gosto

Preparo

Cozinhe o arroz conforme as instruções da embalagem e reserve. Em uma panela, aqueça o azeite de oliva e refogue o alho. Junte o brócolis e o champignon e refogue. Por último, acrescente o arroz, misture bem e sirva.


Rendimento: 2 porções

Fonte: Bifum



Os Segredos Veganos de Isa - Mais de 150 receitas práticas e fáceis para o dia a dia

2017-07-01T19:07:57.319-03:00

Autora: Isa Chandra Moskowitz
Páginas: 320
Editora Alaúde
COMPRAR

A missão deste livro é ajudar você a preparar pratos saborosos sem carne, com ingredientes frescos, para o dia a dia. A maioria das receitas não precisa de mais do que 30 minutos para ficar pronta, e mesmo as mais demoradas são práticas, pois permitem que você tenha tempo livre enquanto os ingredientes cozinham em fogo baixo ou douram no forno. São ensopados quentinhos e saladas fresquinhas, sanduíches que valem por uma refeição e refogados que alimentam um batalhão, receitas para o café da manhã e também para o almoço de domingo, e muito mais. Completam a obra dicas para organizar a despensa, técnicas para diferentes cortes de tofu e sugestões para substituir os alérgenos mais comuns.

Sobre a autora

Isa Chandra Moskowitz é autora deste e de mais cinco livros de culinária vegana, além de ter escrito mais três em coautoria. Isa é a porta-voz de uma revolução na culinária vegana há mais de duas décadas, e foi eleita durante sete anos seguidos a autora de culinária preferida da revista norte-americana VegNews. Possui um restaurante chamado Modern Love, com unidades em Omaha, no estado de Nebraska, e no Brooklyn, em Nova York.



Farofa Especial (vegana)

2017-05-26T12:21:55.771-03:00

(image)
Ingredientes

500 g de farofa pronta (farinha de mandioca temperada)
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola média, bem picada
1/2 xícara de uvas-passas pretas sem sementes
1/2 xícara de uvas-passas brancas sem sementes
3 colheres (sopa) de nozes picadas
1/2 xícara de maçã verde cortada em cubinhos
1/2 xícara de azeitonas verdes cortadas em rodelas
2 colheres (sopa) de salsinha picada

Preparo

Aqueça o azeite numa panela em fogo médio. Junte a cebola e doure levemente, mexendo de vez em quando. Tire do fogo. Junte as passas, as nozes, as maçãs, as azeitonas e a salsinha. Misture bem e acrescente a farofa pronta aos poucos, mexendo sempre. Passe para uma travessa e sirva.

Rendimento: 12 porções

Fonte: Yoki (adaptada)



Ensopado de Batata-Doce com Couve (vegana)

2017-05-10T18:16:32.120-03:00

(image)
Ingredientes

5 batatas-doces (cerca de 1 kg)
2 1/2 xícaras (chá) de água
1 cebola
3 dentes de alho
1/2 colher (sopa) de gengibre ralado
1 colher (sopa) de extrato de tomate
2 colheres (chá) de curry
1 pimenta dedo-de-moça
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
4 folhas de couve
Sal a gosto

Preparo

Descasque e corte as batatas em cubos grandes (cerca de 1,5 cm), transfira para uma tigela e cubra com a água para não escurecer; descasque e pique fino a cebola e o alho; lave, seque e rasgue as folhas de couve com as mãos; lave, seque, descarte as sementes e corte a pimenta-dedo-de-moça em fatias finas (lave as mãos para que não fiquem ardendo).

Leve uma panela ao fogo médio. Quando aquecer, regue com o azeite, adicione a cebola, tempere com uma pitada de sal e refogue por cerca de 5 minutos, até começar a dourar. Acrescente o alho, o extrato de tomate, o curry, a pimenta e o gengibre e mexa por 2 minutos. Junte as batatas com a água, misture para incorporar os sabores do refogado e deixe cozinhar em fogo médio até ferver. Diminua o fogo e deixe cozinhar por mais 30 minutos, até a batata ficar macia.

Transfira uma concha do caldo com pedaços de batata para um prato fundo e amasse com um garfo. Volte o caldo para a panela e deixe cozinhar por mais 2 minutos para engrossar. Desligue o fogo e misture as folhas de couve - elas cozinham com o calor do caldo. Tempere com sal e sirva.


Veja a receita em vídeo aqui

Fonte: GNT - Receita de Rita Lobo



Abóbora Grelhada com Castanha de Caju e Pimenta-Biquinho

2017-05-10T10:58:45.787-03:00

(image)
Ingredientes

1/2 abóbora japonesa (cortada na vertical)
1/3 de xícara (chá) de castanhas-de-caju picadas grosseiramente
Pimenta-biquinho a gosto
Azeite de oliva a gosto
Folhas de salsinha a gosto
Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Preparo

Com uma escovinha para legumes, lave bem a casca da abóbora sob água corrente. Com uma colher, raspe e descarte as sementes. Apoie a parte plana da abóbora na tábua e corte em fatias de 1 cm, formando meias-luas. Leve uma grelha (ou frigideira antiaderente) ao fogo médio. Quando estiver bem quente, regue com um pouco de azeite e coloque quantas fatias de abóbora couberem, uma ao lado da outra. Tempere com sal e pimenta-do-reino e deixe dourar por cerca de 2 minutos de cada lado, ou até ficar macia e tostada. Transfira as fatias douradas para uma uma travessa e repita com o restante, sempre regando a grelha com azeite. Sirva a seguir com mais um fio de azeite, as castanhas-de-caju picadas, pimenta-biquinho e folhas de salsinha.

Dica - Não jogue as sementes fora, prepare um petisco incrível.


Assista o passo a passo em vídeo aqui

Fonte: GNT



Potente gengibre: ele ajuda a emagrecer, retarda o envelhecimento e previne o câncer

2017-05-10T10:37:50.143-03:00

Se você costuma consumi-lo só no quentão ou na culinária japonesa, melhor rever os seus hábitos. Além de ajudar a emagrecer e prevenir o envelhecimento, ele evita o câncer.

Que tal incluir essa planta no seu menu diário? Ao contrário do que muitos imaginam, o gengibre não é uma raiz, mas sim um rizoma (um tubérculo como a batata) com caules retorcidos. Rico em propriedades medicinais, ele é utilizado há mais de 3 mil anos como remédio para diversos males.

"O gengibre é fonte de vitamina B6, cobre, magnésio e potássio. Por ser antioxidante, aumenta a imunidade, previne o câncer e ainda embeleza a pele e o cabelo", afirma a nutróloga Cristiane Coelho. Uma pesquisa do Instituto Hormel, da Universidade de Minnesota (EUA), concluiu que o gingerol – composto que dá sabor picante ao gengibre – retarda o crescimento de tumores no intestino. Essa planta de origem asiática também é antisséptica. Não à toa, é a estrela da culinária japonesa: "Ela é usada para neutralizar o paladar entre dois pratos", explica Cristiane.

Receita de vovó

Chá de gengibre é um ótimo descongestionante quando se está gripado. "Combate as doenças das vias respiratórias e da garganta por seu efeito antisséptico e anti-inflamatório", diz a nutróloga. É por isso que quem usa a voz para trabalhar, como os professores, costuma consumir balas e xaropes de gengibre. Mas os poderes vão além: uma substância chamada cineol (usada em fórmulas fitoterápicas) facilita a digestão e dá fim às náuseas, pois ativa a produção da secreção gástrica. 

Agente detox

Acrescente uma colher (chá) de gengibre ralado em suas refeições diárias e note o número do seu manequim diminuir! "Ele é um alimento termogênico, ou seja, aumenta a temperatura do corpo, mantém o metabolismo acelerado e eleva a queima de gordura", garante Cristiane. Mais: como é rico em antioxidantes, combate os radicais livres e deixa a pele livre de rugas. "Para potencializar o efeito desintoxicante, consuma com alho e cebola."

Use com moderação

O consumo do gengibre tem contraindicação para quem é hipertenso ou tem problemas estomacais, como gastrite e úlcera. "Consulte sempre o seu médico, mesmo que não haja estudos conclusivos sobre o mal que sua acidez pode causar", avisa a especialista.

Do bom e do melhor

Na hora da compra, escolha um gengibre com a pele lisinha – assim você tem a certeza de que ele não está fibroso. Descarte os pedaços enrugados, sem cor e com as pontas mofadas: quando começam a envelhecer, ficam com o gosto mais forte e ardido. Guardado na parte de baixo da geladeira, dentro de um saquinho de papel (como o de pão), o gengibre permanece fresco por várias semanas.

Fonte: M de Mulher



Limonada com Morango (vegana)

2017-05-09T16:17:28.979-03:00

(image)
Ingredientes

1 xícara de água
1/4 de xícara de açúcar (para o xarope)
1 xícara de morangos
1/2 xícara de suco de limão (siciliano ou taiti)
1 xícara de água (para completar o suco)
Gelo a gosto
Fatias de limão (para decorar)

Preparo

Comece preparando o xarope: numa panela pequena, coloque o açúcar e 1 xícara de água e leve ao fogo. Mexa até o açúcar dissolver por completo, desligue o fogo e reserve. Lave bem os morangos, retire os talos e despreze-os. Coloque os morangos no liquidificador e bata até obter uma polpa homogênea. Numa jarra, coloque bastante gelo, o suco de limão, o morango batido e o xarope. Complete com mais 1 xícara de água, misture bem e sirva.


Veja a receita em vídeo aqui

Fonte: Receita e foto do canal Tô Bem na Cozinha



Quesadilla de Abacate (vegana)

2017-05-07T17:43:23.461-03:00

(image)
Ingredientes

1 tortilla de trigo grande
1/2 abacate (ou mais, se preferir)
1 tomate pequeno, cortado em cubos
2 colheres (chá) de levedura nutricional (ou fatias de queijo vegetal)
Temperos a gosto (adoro páprica defumada, cominho, alho em pó, etc.)
Salsa mexicana a gosto (opcional)
Sal e cebolinha-verde picada a gosto

Preparo

Amasse a polpa do abacate e espalhe sobre metade da tortilla. Polvilhe com a levedura nutricional, sal e temperos de sua preferência. Adicione o tomate, a cebolinha-verde e a salsa (veja nota abaixo). Dobre a metade superior da tortilha, e coloque em uma frigideira em fogo médio. Aqueça por alguns minutos de cada lado até que aqueça completamente.

Nota - Se preferir, sirva a salsa mexicana à parte, para mergulhar a tortilla ao comer.


Fonte: Receita e fotos do blog The Garden Grazer



Abacaxi Grelhado com Açúcar Mascavo (vegana)

2017-05-07T13:04:13.735-03:00

(image)
Ingredientes

1 abacaxi cortado em fatias (cerca de 2 cm)
1/4 de xícara de açúcar mascavo
Óleo vegetal (use um spray)

Preparo

Misture o abacaxi com o açúcar mascavo e deixe descansar por 10 minutos. Em uma grelha de ferro, pulverize um pouco de óleo (ou espalhe com um pincel culinário/papel toalha). Grelhe o abacaxi por 2-3 minutos em fogo médio, em seguida, gire 45 graus, para obter as marcas de grelha em formato de X. Vire e faça o mesmo do outro lado. Se o abacaxi estiver grudando, pulverize um pouco mais de óleo.

Nota - Deixo o miolo nas fatias porque é por onde seguramos ao comer. Se preferir, você pode removê-lo.


Fonte: Receita e fotos do blog Dinner, then Dessert



Baba Ganoush - Pasta de Berinjela (vegana)

2017-05-06T17:56:35.059-03:00

Ingredientes3 berinjelas médias (cerca de 2 kg)3 dentes de alho, picados2 colheres (sopa) de suco de limão (ou a gosto)3 colheres (sopa) de tahine1/3 de xícara de azeite de oliva extra-virgem (de boa qualidade)1/4 de xícara de folhas de salsa fresca picadasSal e azeite de oliva (para regar) a gostoPreparoLave as berinjelas e coloque-as num grill elétrico (ou sobre a chama média do fogão) e cozinhe, virando ocasionalmente com o auxílio de uma pinça ou garfo, até ficar completamente macia e bem carbonizada em todos os lados. Feito isso, embrulhe com papel alumínio e deixe repousar 15 minutos. Abra o pacote de alumínio e trabalhe uma berinjela de cada vez, cortando-as longitudinalmente com uma faca afiada.Com uma colher grande, separe cuidadosamente a polpa macia das berinjelas e transfira para uma peneira colocada sobre uma tigela (descarte o líquido que escorrer). Assim que escavar todas as berinjelas, certifique-se que não há pedaços de casca carbonizada no meio da polpa e transfira-a para um secador de salada, distribuindo-a uniformemente. Gire suavemente até que todo o excesso de líquido seja extraído (quanto menos umidade, maior será a concentração de sabor) e volte a polpa para a tigela.Adicione o alho, o suco de limão e mexa vigorosamente com um garfo até obter uma pasta grossa (cerca de 1 1/2 minuto). Agitando constantemente e vigorosamente, adicione o tahine, seguido pelo azeite em um fluxo fino e constante (a mistura deve ficar pálida e cremosa). Junte a salsa e tempere com sal a gosto e mais suco de limão, se desejar. Transfira para uma tigela de servir, regue com azeite e sirva com pão sírio (pita) quente ou palitos de legumes.Dica - Pode ser armazenado em um recipiente hermético no refrigerador por até quatro dias. Nesse caso, deixe voltar à temperatura ambiente antes de servir.Veja fotos do passo a passo aquiFonte: Receita e fotos do blog Serious Eats[...]



Mini Milho e Cenoura com Gengibre e Especiarias (vegana)

2017-05-06T12:20:29.061-03:00

(image)
Ingredientes

1 colher (sopa) de óleo
1/2 colher (chá) de sementes de mostarda
1/2 colher (chá) de gengibre picado
1/2 colher (chá) de alho picado
1/4 de colher (chá) de chili em pó
1/4 de colher (chá) de cúrcuma em pó
1/4 de colher (chá) de garam masala
1/2 xícara de tomate picado
200 g de mini milho
1 cenoura média
1 cebola pequena
Folhas de curry a gosto (opcional)
Sal a gosto

Preparo

Lave e corte o mini milho longitudinalmente pela metade. Corte a cenoura em tiras longas e a cebola em fatias grossas. Aqueça o óleo em uma wok ou frigideira grande e frite as sementes de mostarda até começarem a pipocar, adicione o gengibre, o alho e as folhas de curry e frite até liberarem o aroma. Adicione o chili em pó, a cúrcuma em pó e o garam masala e misture bem. Em seguida, junte o mini milho, a cenoura, a cebola e sal a gosto. Misture bem e frite por cinco a seis minutos, ou até que os legumes estejam cozidos, mas ainda firmes.



Fonte: Receita e fotos do blog Manju's Kitchen



Abobrinha Empanada (vegana)

2017-05-05T11:22:23.737-03:00

Ingredientes1 xícara de farinha de trigo2 colheres (chá) de fermento em pó1/2 colher (chá) de alho em pó1/4 de colher (chá) de sal (ou a gosto)1/4 de colher (chá) de pimenta-do-reino1 abobrinha médiaMistura de linhaça para empanarSal e limão a gostoÓleo suficiente para fritarPreparoNuma travessa, coloque a farinha, o fermento em pó, o alho em pó, o sal e a pimenta-do-reino, misture bem e reserve. Corte a abobrinha em fatias bem finas e reserve. Numa tigela, coloque a mistura de linhaça para empanar. Comece passando as fatias de abobrinha pela mistura de linhaça (trabalhe em pequenos lotes), revestindo ambos os lados. Em seguida, passe pela mistura de farinha, revestindo também ambos os lados. Dê uma leve agitada para remover o excesso de farinha e coloque sobre uma grelha de esfriar bolo (se você tiver, caso não tenha, pode ser numa assadeira, ou onde preferir). Repita até terminar.Numa frigideira grande, em fogo médio, aqueça óleo em ponto de fritura e comece a adicionar as fatias de abobrinha (sempre trabalhando em pequenos lotes.) Frite até ficarem douradas, virando as fatias com o auxílio de um garfo, para fritar por igual. Disponha sobre papel toalha e polvilhe com uma pitada de sal enquanto ainda estão quentes. Repita até terminar. Transfira para uma travessa e regue com um pouco de suco de limão antes de servir.Fonte: Receita e fotos do blog Festibrate (adaptada)[...]



Nhoque com Tofu e Champignon (vegana)

2017-05-04T21:43:49.573-03:00

(image)
Ingredientes

1 xícara de macarrão nhoque (de sêmola, sem ovos)
1 xícara de tofu
2 colheres (sopa) de champignon
1 colher (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
4 colheres (sopa) de molho de tomate
Sal a gosto

Preparo

Misture o tofu, o champignon, o azeite e o sal com um garfo e reserve. Cozinhe a massa conforme instruções da embalagem e reserve. Ferva o molho de tomate e misture delicadamente ao nhoque (cuidado para não desmanchar a massa). Frite a mistura de tofu em uma frigideira anti-aderente, acrescente mais 1 colher (chá) de azeite e recheie o nhoque com essa mistura.


Fonte: Projeto Vegan - Foto: Bruna Green



Sucos Verdes - O livro definitivo

2017-05-01T20:57:14.934-03:00

Autora: Fern Green
Páginas: 160
Editora Sextante
COMPRAR

Aprenda a fazer sucos, smoothies e leites vegetais saborosos e fáceis de preparar.

• São 66 receitas deliciosas que combinam frutas e verduras cruas, repletas de vitaminas, fibras e minerais essenciais.
• Todas são explicadas passo a passo e ricamente ilustradas.
• Oferecem uma maneira simples e prática de ingerir sua "quota diária" de vegetais.
• Pouco calóricas, ajudam a emagrecer e podem substituir refeições.
• Limpam e desintoxicam o organismo, restabelecendo seu equilíbrio para evitar doenças e curar problemas de saúde.
• Estimulam as pessoas que não gostam de verduras a consumi-las, misturando-as com suas frutas preferidas.
• Contribuem para purificar o sangue e estimular o metabolismo.
• Extra: Um programa detox de uma semana.

Mais de 500 mil livros vendidos em todo o mundo.

"Quando o assunto são sucos verdes, nada melhor do que este livro de Fern Green."
Marie Claire italiana

"Não hesite em preparar as belas e criativas receitas desta bíblia verde."
Revista Paulette

"Com as ótimas receitas deste livro, finalmente posso dizer que vitaminas e sucos verdes são bons, bonitos e gostosos."
Fiamma Sanò, blog do Corriere della Sera



Revista dos Vegetarianos

2017-07-01T19:08:17.319-03:00

Edição 128 - Junho/2017
COMPRAR / ASSINAR

Guia completo dos Leites Vegetais
Por que são melhores do que leites de origem animal, dicas de preparo e receitas doces e salgadas com sabores surpreendentes.

Suplementação - Tudo o que você precisa saber sobre os suplementos de B12, ferro e vitamina D.

Gatos - Dicas para entender e cuidar melhor do seu bichano.

E mais:
- Chia ou Linhaça: qual é a melhor para sua saúde.
- Vinhos veganos
- Conheça a Vila Vegana

Você também pode ler a Revista dos Vegetarianos em formato digital

EDIÇÕES ANTERIORES



Pipoca com Azeite e Alecrim (vegana)

2017-04-28T21:47:10.163-03:00

(image)
Ingredientes

150 g de milho para pipoca
200 ml de azeite de oliva extravirgem, ou a gosto
Sal e alecrim fresco a gosto

Preparo

Coloque o azeite e as folhinhas de alecrim em uma panela e leve ao fogo baixo. Quando o azeite começar a fazer bolhinhas, retire a panela do fogo, tampe e deixe tudo esfriar, para que o azeite fique aromatizado. Quando a mistura esfriar, junte o milho e o sal à panela, e leve ao fogo médio. Quando o azeite esquentar, tampe a panela. Segurando bem, sacuda a panela até o milho terminar de estourar.


Fonte: GNT



Coxinha Assada com Massa de Grão-de-Bico e Batata-Doce

2017-04-28T16:37:54.772-03:00

Ingredientes1 xícara de batata-doce cozida e amassada1 xícara de grão-de-bico cozido1 cebola picadinha ou ralada1 xícara de shitake2 dentes de alho picadinhos2 colheres (sopa) de óleo de cocoSalsinha e cebolinha-verde a gostoSal, azeite de oliva e pimenta-do-reino a gostoFarinha de linhaça dourada (para empanar)PreparoMassa:Tire a pele do grão-de-bico, coloque-o numa tigela juntamente com a batata cozida e amasse até obter uma massa uniforme. Refogue a cebola no óleo de coco, em seguida adicione a massa, a salsinha, o sal e a pimenta-do-reino e misture bem.Recheio:Pique o shitake e reserve. Aqueça um fio de azeite e refogue o alho até dourar. Em seguida, adicione o shitake e a cebolinha-verde e refogue por alguns minutos.Finalização:Pegue porções da massa, formando uma bolinha. Nela, faça um buraco com os dedos, coloque dentro dele o recheio e feche, moldando em formato de coxinha. Passe na farinha de linhaça dourada e leve ao forno pré-aquecido por 20 minutos ou até dourar e ficar crocante por fora.Dica - Caso não goste, ou não encontre shitake em sua cidade, use o recheio de sua preferência. Algumas sugestões: "Carne" de Couve-Flor e Nozes, PTS (carne de soja), Carne de Jaca Verde, Legumes, Tofupiry, Carne de Caju, Palmito, entre outros.Fonte: Receita e foto do blog Motive Health[...]