Subscribe: Humberto Neves
http://humbertoneves.blogspot.com/feeds/posts/default
Preview: Humberto Neves

Humberto Neves





Updated: 2016-09-09T13:21:05.457+01:00

 



O fim

2012-09-14T11:24:19.297+01:00





O último trabalho da licenciatura!

2012-04-19T15:35:30.425+01:00

allowtransparency="true" frameborder="0" height="289" scrolling="no" seamless="seamless" src="http://files.flipsnack.com/iframe/embed.html?hash=7610a0ab04349198af040e487q677443&wmode=window&bgcolor=EEEEEE&t=1325762327" width="480">



Curso de Estudos Europeus Jean Monet

2012-02-29T12:24:17.984+00:00

Numa era em que se questiona o projecto Europeu tal como o conhecemos, em que se colocam hipóteses díspares sobre o futuro da União Europeia, nada melhor do que ouvir aqueles que conhecem, melhor do que ninguém, as instituições europeias.

A partir de hoje e até 13 de Junho, as noites de quarta-feira vão ser dedicadas a isto!




Leituras interessantes

2012-02-19T13:17:21.762+00:00

«(...) há alguns [aspectos] que são mais idiossincráticos dos países do Sul do Mediterrâneo (Portugal, Espanha, Itália e Grécia). Por um lado, há uma atitude suspiciosa e no essencial negativa em relação ao Estado, no sentido de que se considera que tudo o que possa fazer para o ludibriar melhor, porque estão não existe para servir os cidadãos, mas para se servir. Claro que alguma ineficiência e os desperdícios do Estado acima referidos ajudam a reforçar esta atitude. Por outro lado, existe uma pulsão algo libertária de que as regras que existem (nacionais ou europeias) são para ser contornadas, adaptadas e se possível alteradas em função dos interesses paroquiais de cada grupo. E, assim, a atitude em relação a estas não é a do seu cumprimento, mas sim da fuga, de forma criativa e engenhosa. Grande parte do crescimento da dívida pública tem estado relacionado com a alteração das estruturas das administrações públicas, a desorçamentação, as empresas públicas e às parcerias público-privadas. Esta engenharia institucional tem diminuído o escrutínio político sobre a gestão dos dinheiros públicos, dificultando a actividade jurisdicional do Tribunal de Contas (embora tenha competências para tal) e aumentado o laxismo orçamental. Se as regras orçamentais tivessem sido cumpridas de forma substantiva, Portugal não teria reincidido no disparar da dívida pública, tendo agora autonomia para conceber as suas políticas de forma autónoma.»



Momento de introspecção... IX

2012-02-15T13:58:29.274+00:00

I look inside myself and see my heart is black
I see my red door and must have it painted black
Maybe then I'll fade away and not have to face the facts
It's not easy facin' up when your whole world is black

allowfullscreen="" frameborder="0" height="270" src="http://www.youtube.com/embed/u6d8eKvegLI?fs=1" width="480">



Há 32 anos...

2012-02-13T00:01:01.288+00:00

 
allowfullscreen="" frameborder="0" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/oGF5vuIRjpw" width="420">




Momento de introspecção... VIII

2012-02-05T19:01:05.233+00:00

Did I say that I need you?
Did I say that I want you?
Oh, if I didn't I'm a fool you see
No one knows this more than me

allowfullscreen="" frameborder="0" height="270" src="http://www.youtube.com/embed/XTb9GNIxpMk?fs=1" width="480"><p>M</p>



O UFCA merece um pouco mais de respeito

2012-02-01T09:20:16.224+00:00


Para trazer alguma luz a este assunto, seria de todo conveniente que na próxima assembleia geral fosse explicado aos almeirinenses e, em particular, aos sócios do UFCA, como surgiram essas dívidas ao fisco. Até porque o Presidente da Câmara Municipal de Almeirim é, simultaneamente, Presidente da Assembleia Geral do UFCA.

Não sou muito dado a teorias da conspiração, mas tendo em conta que (i) este foi o segundo apelo público que é feito no sentido de extinguir o União de Almeirim e, (ii) foi deliberado pela  unanimidade do anterior executivo municipal atribuir ao clube a medalha de ouro do concelho pelos seus 75 anos e isso ainda não aconteceu, parece-me haver aqui um claro interesse em que uma das instituições mais antigas do concelho deixe de existir.



Momento de introspecção... V

2012-01-18T09:33:00.910+00:00

Quando um tipo de direita não gosta de armas, não as compra.
Quando um tipo de esquerda não gosta de armas, quer proibi-las.

Quando um tipo de direita é vegetariano, não come carne.
Quando um tipo de esquerda é vegetariano, quer fazer campanha contra os produtos à base de proteínas animais.

Quando um tipo de direita é homossexual, vive tranquilamente a sua vida como tal.
Quando um tipo de esquerda é homossexual, faz um chinfrim para que todos o respeitem.

Quando um tipo de direita é prejudicado no trabalho, reflecte sobre a forma de sair desta situação e age em conformidade.
Quando um tipo de esquerda é prejudicado no trabalho, levanta uma queixa contra a discriminação de que foi alvo.

Quando um tipo de direita não gosta de um debate emitido por televisão, apaga a televisão ou muda de canal.
Quando um tipo de esquerda não gosta de um debate emitido por televisão, quer prosseguir em justiça contra os sacanas que dizem essas sacanices. Se for caso disso, uma pequena queixa por difamação será bem-vinda.

Quando um tipo de direita é ateu, não vai à igreja, nem à sinagoga, nem à mesquita.
Quando um tipo de esquerda é ateu, quer que nenhuma alusão à Deus ou a uma religião seja feita na esfera pública, excepto para o Islão (com medo de retaliações, provavelmente).

Quando a economia vai mal, o tipo de direita diz que é necessário arregaçar as mangas e trabalhar mais.
Quando a economia vai mal, o tipo de esquerda diz que os sacanas dos proprietários são os responsáveis e punem o país.

Teste final:

Quando um tipo de direita ler este teste, fá-lo seguir.
Quando um tipo de esquerda ler este teste, não o transfere de certeza.

(via Corta Fitas)